terça-feira, abril 29, 2008

Lingüine com azeitonas, tomilho e limão siciliano

English version

Linguine with olives, thyme and lemon

Algumas pessoas odeiam a Martha Stewart, mas faço parte da turma que a adora. :)

Peguei esta receita no site dela; a versão original pede pappardelle, mas resolvi usar lingüine (um dos meus formatos de massa favoritos). Achei que a substituição deu super certo.

É um molhinho rápido, fácil de preparar e tem um cheiro maravilhoso, mas uma coisa que não me deixou muito satisfeita foi encontrar pedaços grandes de casca de laranja e limão na massa – por mais que eu ame os cítricos, tenho certeza de que o resultado teria sido bem melhor se casca tivesse sido usada ralada ao invés de picada.

whb-two-year-icon

Esta é a minha contribuição para o Weekend Herb Blogging, desta vez hosted pela adorável Anh, do blog Food Lover’s Journey.

Lingüine com azeitonas, tomilho e limão siciliano

½ colher (chá) de sal marinho – caso use o sal comum, ajuste a quantidade
225g de lingüine
16 azeitonas pretas gordinhas, sem os caroços
½ xícara de salsinha fresca
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
1 colher (sopa) de folhas de tomilho fresco
casca de 1 limão siciliano, picada
um pedaço de 7,5cm de casca de laranja, picada
¼ colher (chá) de pimenta calabresa

Ferva água numa panela grande. Adicione sal e o lingüine e cozinhe até que o macarrão fique al dente (siga o tempo de cozimento indicado na embalagem). Escorra.
Enquanto a massa cozinha, coloque o sal, as azeitonas, a salsinha, o azeite, o tomilho, as cascas de limão e laranja e a pimenta calabresa num processador de alimentos e processe até obter um purê pedaçudo. Transfira-o para uma tigela aquecida, grande o suficiente para acomodar o macarrão.
Junte o lingüine ao molho na tigela, misture e sirva imediatamente.

Rend.: 2 porções, ou de 4 a 6 se servido como entrada

segunda-feira, abril 28, 2008

Bolo mármore

English version

Marbled pound cake

Quando estava na escola, quase todos os meus amigos tinham sobrinhos – eu achava aquilo o máximo! Sendo mais velha que meu irmão (naquela época, ainda não tínhamos a Jéssica) sabia que provavelmente demoraria um tempão até que alguém me chamasse de “tia”.

Meu irmão continua solteiro e sem filhos, mas meu problema foi resolvido: o João já tinha 1 sobrinha e 1 sobrinho quando começamos a namorar e mais 1 menina e 2 meninos nasceram desde que me tornei parte da família.

Uma das crianças é a Rafaela – 3 anos e energia para dar e vender. Ela adorou o bolo de laranja e limão que fiz semana passada e me pediu para fazer outro. A idéia era algo simples – sem recheio nem cobertura – por isso escolhi o bolo inglês (perfect pound cake) deste livro. Como a Rafinha ama chocolate, segui as instruções da Dorie e fiz um bolo mármore.

A receita é fácil e não pede muitos ingredientes. O bolo ficou ótimo e a minha sobrinha adorou – acho que daqui a alguns anos terei uma nova ajudante na cozinha. :)

Marbled pound cake

Bolo mármore
do Baking: From My Home to Yours

- xícara medidora de 240ml

2 xícara (280g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
226g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 xícara (200g) de açúcar
4 ovos grandes, em temperatura ambiente
1 colher (chá) de baunilha
112g de chocolate amargo, picado – usei 60% de cacau

Derreta o chocolate em banho-maria e deixe esfriar.

Unte uma forma para bolo inglês de 22,5x12,5cm ou uma de 21x11cm*. Coloque a forma dentro de duas assadeiras de rocambole (beiradas baixas) sobrepostas – a idéia aqui é deixar o ar circular.

Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal.

Na tigela da batedeira – melhor ainda se tiver uma do tipo stand mixer; use o batedor em formato de pá – bata a manteiga e o açúcar em velocidade alta até obter um creme clarinho e fofo, 5 minutos. Raspe as laterais da tigela com uma espátula de silicone ou borracha. Reduza a velocidade para média e comece a acrescentar os ovos, um a um, batendo por 1 a 2 minutos a cada adição. Novamente, desligue a batedeira algumas vezes e raspe as laterais da tigela.
Junte a baunilha. Reduza a velocidade para baixa e adicione os ingredientes secos peneirados, batendo só até incorporá-los – não misture demais. Você pode optar por misturar o final dos ingredientes ou até mesmo toda a mistura com uma espátula ao invés da batedeira.

Transfira metade da massa para uma tigela e cuidadosamente misture o chocolate derretido e frio a ela. Alterne colheradas de massa clara e escura na assadeira preparada e depois passe uma faca em ziguezague pela mistura, dando o efeito mármore.

Leve o bolo ao forno e verifique depois de 45 minutos. Se começar a corar depressa demais, cubra-o frouxamente com papel alumínio. Se usar a forma de 22.5x12.5cm, o bolo precisará de 70 a 75 minutos de forno; a forma menor, de 90. Faça o teste do palito para ter certeza de que o bolo está assado.

Retire o bolo do forno e coloque a assadeira sobre uma gradinha por 30 minutos; desenforme-o sobre a mesa gradinha e deixe esfriar completamente.

Bem embrulhado, o bolo dura de 5 a 7 dias em temperatura ambiente ou até 2 meses no freezer; se ressecar um pouquinho, toste-o – fica ótimo!

* usei uma forma para bolo inglês de 26x10cm e assei o bolo por 75 minutos.

Rend.: 8 a 10 porções

sexta-feira, abril 25, 2008

Nhoque de ricota com molho amanteigado de tomilho e limão siciliano

English version

Ricotta gnocchi with lemon thyme butter sauce

Sei que muita gente faz careta só de ouvir a palavra “ricota” – né, C.? :)

Eu, não. Gosto muito de ricota e acho um ingrediente bem versátil. Podemos usá-la em doces e salgados e incrementá-la com uma diversidade de sabores.

A Valentina postou este nhoque há um tempinho e parecia gostoso e fácil de fazer. Resolvi prepará-lo e usar os limões sicilianos lindos que estavam na geladeira, além da minha nova mania: tomilho fresco.

Esta é a minha contribuição para o Weekend Herb Blogging, desta vez hosted pela Margot, do blog Coffee and Vanilla.

Ricotta gnocchi with lemon thyme butter sauce

Nhoque de ricota com molho amanteigado de tomilho e limão siciliano

- xícara medidora de 240ml

Nhoque:
250g de ricota
¼ xícara (25g) de parmesão ralado
1 ovo levemente batido
½ xícara (70g) de farinha de trigo
¼ xícara de salsinha picadinha
sal marinho e pimenta do reino moída na hora
parmesão ralado, para servir

Molho:
80g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 pitada de sal
2 colheres (chá) de folhas de tomilho fresco
2 colheres (chá) de raspa de limão siciliano
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano

Comece pelo molho: coloque todos os ingredientes numa panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo, até que a manteiga se dissolva completamente. Reserve.

Para o nhoque: coloque a ricota, ¼ xícara de parmesão, ovo, a farinha de trigo, a salsinha, o sal e a pimenta do reino numa tigela e mexa até que todos os ingredientes se combinem – como a ricota daqui é sequinha, coloquei-a na vasilha sozinha, desmanchei com um garfo, e depois prossegui com a receita. Há pedacinhos de ricota no gnocchi porque eu não quis amassar demais a mistura.

Transfira a mistura para uma superfície levemente untada e enrole a massa no formato de uma “salsicha” – corte-a em pedaços de mais ou menos 2cm.
Aperte os quadradinhos cortados com um garfo para criar marcas – não fiz isso.

Ferva água numa panela, adicione sal e cozinhe o nhoque – assim que as bolinhas subirem à superfície, elas estarão quase prontos; deixe cozinhar por mais 30 segundos e retire-as cuidadosamente da panela com a ajuda de uma escumadeira.

Aqueça o molho, derrame sobre o nhoque, polvilhe com o parmesão e sirva imediatamente.

Rend.: 2 porções

quarta-feira, abril 23, 2008

Ranger cookies

English version

Ranger cookies

O Allen me chamou de “cookie monster” e acho que ele tem razão – adoro preparar cookies!

Além de serem deliciosos e ótimos para aqueles momentos em que bate uma vontade incontrolável de comer um docinho, também são facilmente compartilhados. Coloquem alguns biscoitos em um saquinho, fechem com uma fita bonita e vocês certamente farão o dia de alguém mais especial.

Tenho várias receitas de cookies para fazer, mas estes aqui povoaram meus pensamentos desde que a Lisa os postou. Nozes, coco, chocolate e aveia combinados em pequenos “pacotinhos”, lindamente dourados – exatamente o que eu queria para tornar o meu domingo melhor ainda.

Há várias delícias no blog dela – dêem uma espiada e inspirem-se também.

Ranger cookies

Ranger cookies

- xícara medidora de 240ml

8 colheres (sopa) (112g) de manteiga sem sal, amolecida
½ xícara (100g) de açúcar granulado
½ xícara de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 colher (chá) de baunilha
1 ovo grande
1 xícara (140g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal kosher – usei sal marinho
¼ xícara de coco ralado sem adição de açúcar
½ xícara de nozes, tostadas e picadas
½ xícara de aveia em flocos
1/3 xícara de gotas de chocolate meio amargo

Pré-aqueça o forno a 175ºC; forre 3 assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.

Na tigela da batedeira, bata a manteiga, o açúcar granulado e o mascavo até obter um creme homogêneo. Acrescente a baunilha e o ovo. Peneire a farinha, o bicarbonato e o fermento. Junte o sal.
Adicione os ingredientes secos peneirados à mistura da batedeira e mexa. Por fim, junte o coco, as nozes, a aveia e as gotinhas de chocolate, misturando bem.

Separe porções de 1 ½ colher (sopa) de massa, faça bolas e coloque-as nas assadeiras preparadas, deixando 7cm de distância entre uma e outra. Asse até que dourem, cerca de 12 minutos – os meus precisaram de 14.
Deixe os cookies esfriarem completamente nas assadeiras antes de removê-los com uma espátula de metal.

Rend.: 2-3 dúzias, dependendo do tamanho – consegui 26

terça-feira, abril 22, 2008

Bolo de laranja e limão siciliano

English version

Orange and lemon cake

Ver a pilha de receitas impressas que tenho em casa me trouxe um sentimento de culpa enorme. Quanto papel! Por isso, escolhi algumas delas para fazer no final de semana. E vou tentar diminuir a pilha antes de adicionar algo novo a ela.

Selecionei duas receitas doces e duas salgadas. Para começar com o pé, ops, a mão direita, fiz este bolo fantástico, de um blog igualmente fantástico – o da Ivonne.

Muitos de vocês sabem que prefiro os cítricos aos outros sabores. Sim, até mesmo a chocolate. Assim, escolher o bolo não foi uma tarefa tão difícil. A receita estivera lá por mais de um ano – é isso mesmo, a Ivonne a postou em janeiro de 2007. Não sei o porquê de ter esperado tanto – desperdício de tempo é apelido.

O bolo cresceu lindamente e o perfume era tão bom que não consegui esperar até que ele esfriasse completamente. Nunca pensei que queimar a língua pudesse ser algo tão bom. :)

Orange and lemon cake

Bolo de laranja e limão siciliano

- xícara medidora de 240ml

3 xícaras (420g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de raspas de casca de limão siciliano
2 colheres (sopa) de raspas de casca de laranja
suco de 1 limão siciliano
suco de 1 laranja
¾ xícara (180ml) de leite (integral, de preferência)
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 ½ xícaras (300g) de açúcar granulado
5 ovos grandes, em temperatura ambiente
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 175ºC; unte e enfarinhe uma forma redonda de 25cm.
Peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal numa tigela. Acrescente as raspas de laranja e limão e misture bem. Reserve.
Na tigela da batedeira, com o batedor em forma de pá e em velocidade média, bata a manteiga e o açúcar por 2 a 3 minutos ou até obter um creme claro.
Numa jarrinha, misture os sucos de laranja, limão e o leite.
Adicione os ovos à mistura da batedeira, um a um, ainda em velocidade média, raspando as laterais da tigela a cada adição.
Comece a acrescente os ingredientes secos à tigela da batedeira, em três adições, alternando com os líquidos – você tem que começar com os secos e terminar com eles.
Despeje a mistura na assadeira preparada e leve ao forno por 50-60 minutos – faça o teste do palito. Dê uma olhadinha no bolo depois do tempo estipulado na receita, pode ser que mais ou menos minutos sejam necessários – no meu forno, o bolo assou em 1 hora e 10 minutos.
Retire do forno e transfira a assadeira para uma gradinha. Depois que o bolo estiver completamente frio, desenforme-o e polvilhe-o com açúcar de confeiteiro antes de servir.

Orange and lemon cake

quinta-feira, abril 17, 2008

Esfiha

English version

Sfihas

Além do bolo, também fiz uns snacks para o aniversário dos meninos mês passado. Comida simples e saborosa, fácil e rápida de fazer, pois eles chegariam no horário do almoço e eu não teria muito tempo para cozinhar. Optei por mini sanduíches de carne louca e esfihas.

Esta receita é bem diferente da outra que fiz há um tempo e, pra ser sincera, muito melhor – na verdade, quando fiz a outra versão, queria que o resultado fosse esse aqui. A fonte é esta.

As esfihas ficaram deliciosas e já as fiz mais uma vez depois da festinha. Eu gostei bastante delas, mesmo não suportando carne. E a minha família de sangue italiano/português/alemão adorou também.

Sfihas

Esfiha

Recheio:
½ kg de carne moída
2 tomates maduros, sem as sementes, picadinhos
½ cebola bem picadinha
½ xícara de salsa picada
2 colheres (chá) de sal
suco de 1 limão
pimenta do reino moída na hora – se quiser, use 1 colher (chá) de pimenta síria (eu não tinha em casa)

Massa:
2 tabletes (30g) de fermento biológico fresco
500ml de leite morno – usei semidesnatado
3 colheres (sopa) de açúcar
1 ½ colheres (chá) de sal
2 colheres (sopa) de óleo
6 ½ xícaras (780g) de farinha de trigo – usei somente 730g

Comece preparando o recheio: misture em uma tigela a carne, os tomates, a cebola, a salsa, o sal, o suco de limão e a pimenta, até obter uma massa homogênea. Reserve.

Pré-aqueça o forno a 220ºC.

Agora, a massa: dilua bem o fermento no leite morno, misturando com um garfo. Junte o açúcar, o sal e o óleo. Coloque a farinha aos poucos e misture com uma colher de pau até obter uma massa homogênea. Cubra com um pano de prato e deixe descansar por cerca de 5 minutos. Depois, trabalhe a massa com as mãos por aproximadamente 5 minutos. Faça bolas de massa do tamanho de uma noz, cubra com um pano e deixe-as descansar por cerca de 5 minutos. Abra cada bola com os dedos, virando-as para formarem discos de espessura regular – use o rolo de massas, fica mais fácil. Em seguida, coloque no centro do disco ½ colher (sopa) de recheio*. Dobre a terça parte da beirada inferior até o centro e em seguida o terço esquerdo e o direito formando um triângulo, apertando ligeiramente as beiradas de uma contra a outra, para não abrirem. Coloque as esfihas em uma assadeira untada com óleo, deixando cerca de 2cm entre uma e outra. Leve ao forno por cerca de 30 minutos, ou até dourarem.

Dicas (não fiz nenhuma das duas):
Querendo pincele as esfihas com gema antes de assar
Após assadas, abafe-as colocando-as em uma panela com tampa. Fazendo isso, elas permanecerão mais macias.

*a carne entra crua no recheio e solta bastante sangue e água depois de misturada aos outros ingredientes – para evitar que o recheio ficasse aguado dentro das esfihas, coloquei a mistura do recheio numa peneira e apertei bem cada porção de carne antes de colocá-la na massa, escorrendo assim o excesso de líquido.

Rend.: 60 unidades

Sfihas

terça-feira, abril 15, 2008

Cocoa Fudge Cookies e o Picnik

English version

Cocoa fudge cookies

Deparei com o Picnik lendo este blog - recomendo muito, apesar de não ser sobre comida; Eu o encontrei quando procurava idéias bacanas de decoração – minha casa está precisando de um pouquinho de cor.

É uma ferramenta divertida e fácil de usar. Minha irmã amou – ela tem 14 anos e milhões de fotos dos amigos adolescentes e das cachorrinhas. Imaginem só. :)

Fiz estes cookies há séculos, mas não fiquei muito satisfeita com as fotos. Fui prorrogando o post até que me toquei de que a receita é boa e merece ser compartilhada com vocês. Não tenho muita experiência com low fat baking, mas quero aprender mais a respeito. Se vocês se interessarem também, a minha amiga JB tem receitas ótimas no blog dela (em inglês).

Cocoa Fudge Cookies
do The All-New Complete Cooking Light Cookboook

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (140g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 colher (chá) de sal
5 colheres (sopa) de manteiga sem sal
7 colheres (sopa) de cacau em pó, sem adição de açúcar
2/3 xícara (140g) de açúcar granulado
1/3 xícara (60g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
1/3 xícara de iogurte natural desnatado
1 colher (chá) de baunilha

Pré-aqueça o forno a 180ºC; forre duas assadeiras para rocambole (com beiradas baixinhas) com papel manteiga e unte-o levemente com cooking spray.

Peneire a farinha, o bicarbonato e o sal em uma tigela e reserve. Derreta a manteiga em uma panela grande em fogo médio. Retire do fogo, junte o cacau, o açúcar granulado e o mascavo e misture (a massa vai parecer areia úmida). Adicione o iogurte e a baunilha, mexendo bem. Adicione os ingredientes peneirados, misturando até umedecer tudo.
Coloque porções arredondadas de 1 colher (sopa) de massa nas assadeiras preparadas, deixando 5cm entre uma e outra.

Asse por 8-10 minutos ou até que estejam quase firmes. Deixe esfriar nas formas por 2-3 minutos ou até que terminem de firmar. Remova os cookies das assadeiras e transfira-os para uma gradinha.

Rend.: 2 dúzias – consegui 28 (1 cookie = 78 calorias)

segunda-feira, abril 14, 2008

A Taste of Yellow: Madeleines de laranja e sementes de papoula

English version

Orange Poppy Seed Madeleines

A Barbara está hosting o “A Taste of Yellow” pela segunda vez e para mim é uma honra participar do evento novamente.

Ano passado, meu post foi o bolo de polenta e limão; desta vez, eu queria algo com jeitão mais brasileiro. Escolhi quindim mas infelizmente foi um desastre. Não sei se fui eu ou a comum falta de detalhes das receitas brasileiras tradicionais e mais antigas, mas minha tentativa não deu certo. Foi uma bagunça de ovos da qual prefiro não me lembrar.

Por sorte, havia um plano B – estas maravilhosas madeleines, de uma receita do Washington Post. Finalmente consegui os famosos calombos, mas achei que tivesse arruinado as madeleines pois vi que um dos lados estava bem escurinho. Ainda bem que não ficaram com aquele sabor amargo característico de comida queimada.

Estava distraída, ainda pensando (com raiva) no quindim, e não prestei atenção no lado certo das madeleines na hora de banhá-las com o glacê. De qualquer forma, não acho que isso faça muita diferença.

Juntem-se a nós no “A Taste of Yellow”. Basta preparar uma receita contendo um elemento amarelo e mandar o post para a Barbara até 19/abril.

supportinglaf_2c

Informação sobre o câncer pode salvar vidas – vamos mandar esta doença para bem longe!

Orange Poppy Seed Madeleines

Madeleines de laranja e sementes de papoula

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (140g) de farinha de trigo peneirada
1 colher (chá) de fermento em pó
1 laranja média
5 ovos, levemente batidos
1 xícara (200g) de açúcar
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo claro
113g de manteiga sem sal, derretida e fria
½ colher (chá) de mel
1 colher (sopa) de sementes de papoula

Glacê:
1 xícara (150g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
¼ xícara (60ml) de suco da laranja reservada, passado pela peneira

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Unte levemente duas formas antiaderentes próprias para madeleines, de 38x22cm cada.

Em uma tigela pequena, coloque a farinha e o fermento. Reserve.
Tire as raspas da casca da laranja e reserve tanto as raspas quanto a laranja.

Em uma tigela grande, misture os ovos, o açúcar e o açúcar mascavo. Com a ajuda de uma espátula, vá misturando delicadamente os ingredientes secos, misturando de baixo para cima, até incorporá-los; a massa vai ficar espessa. Acrescente a manteiga, o mel, as sementes de papoula e metade das raspas de laranja, mexendo até combinar tudo (não misture em excesso). Cubra com filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos.

Coloque 1 colher (sopa) cheia de massa em cada buraquinho da forma de madeleine e asse por 8-10 minutos, até que um calombo apareça na superfície de cada bolinho e eles estejam dourados. Desenforme imediatamente e deixe as madeleines esfriarem sobre uma gradinha.

Enquanto isso, prepare o glacê: em uma tigelinha, misture bem o açúcar de confeiteiro, o suco de laranja e o restante das raspas de laranja, até obter um creme homogêneo. Pincele o lado enrugadinho de cada madeleine com este glacê e deixe secar por pelo menos 5 minutos antes de servir ou armazenar – eu mergulhei um lado da madeleine no glacê e dei batidinhas de leve para que o excesso de cobertura escorresse.

Rend.: 2 dúzias – consegui 15 pequeninas + 24 grandes

Orange Poppy Seed Madeleines

quinta-feira, abril 10, 2008

Lingüine com alcachofra e limão siciliano e eu ganhei um livro!

English version

Artichoke and lemon linguine

Os blogueiros de comida são o máximo, não?

O talentoso Allen fez o sorteio de um livro e eu ganhei! Oba!!
O livro que ele vai me enviar é esse aqui e há um DVD incluso. Mal posso esperar para começar a preparar as receitas!
Allen, muito obrigada!

Assim como a Tina, uma vez tentei uma dieta sem carboidratos. Nem preciso dizer que foi um tremendo fracasso. Evitei arroz e batata e bravamente resisti a bolos e cookies. Mas há duas coisas sem as quais não consigo viver: pão e macarrão.
Até mesmo quem não é tão fã de macarrão assim admite que se a idéia é uma refeição rápida, massa é o caminho a seguir. E para tornar tudo ainda mais ligeiro, há vezes em que nem é preciso cozinhar o molho.

Se você decidir experimentar esta receita fantástica, prometo que o jantar estará na mesa em 10 minutos. Ou talvez 12, se grelhar umas fatias de pão pinceladas com azeite para acompanhar.

Receita do blog da Fezoca – ela usou coentro, mas como eu não tinha em casa optei por salsinha.

whb-two-year-icon

Esta é a minha contribuição para o Weekend Herb Blogging, hosted pela dupla Jai e Bee, do blog Jugalbandi.

Artichoke and lemon linguine

Lingüine com alcachofra e limão

200g de lingüine
8 corações de alcachofra em conserva (dê uma enxaguadinha pra remover o excesso de salmoura)
suco e raspas da casca de 1 limão siciliano
1 punhado grande de salsinha
flor de sal
pimenta do reino moída na hora
4-5 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
parmesão ralado, para servir

Cozinhe o lingüine em água fervendo com sal até ficar al dente; escorra e reserve.Enquanto a massa cozinha, prepare o molho, que não vai ao fogo: coloque no processador os corações de alcachofra, o suco e as raspas de limão, a salsinha, a flor de sal, a pimenta e o azeite e processe até obter um creme. Junte-o à massa cozida e escorrida e misture.
Polvilhe com o parmesão e sirva imediatamente.

Rend.: 2 porções

Artichoke and lemon linguine

quarta-feira, abril 09, 2008

Cookies de laranja e pecã

English version

Orange and Pecan Sugar Cookies

Por mais que eu ame meus livros e revistas, há vezes em que somente uma receita postada por um dos meus foodies favoritos me interessa – vezes essas em que quero ter 100% de certeza quanto ao resultado da minha aventura culinária. Respeito muito as opiniões de meus amigos blogueiros e sei que posso confiar nelas.

Tive uma vontade de bake com laranja – o que me surpreendeu um pouco, pois nunca sou tão específica. Geralmente penso em diversas coisas diferentes para fazer, para depois começar a oscilar entre os sabores...

Quando vi os cookies de laranja e pecã da Nic soube que a minha procura chegara ao fim. As receitas dela são maravilhosas e sempre dão certo.

Se você ama sabores cítricos como eu, faça um favor a si mesmo e prepare esses cookies. Quero dizer, prepare esses cookies AGORA.

Orange and Pecan Sugar Cookies

Cookies de laranja e pecã

- xícara medidora de 240ml

1 laranja média (qualquer tipo)
½ xícara (113g) de manteiga, em temperatura ambiente
1 ½ xícaras (200g) de açúcar
2 ovos grandes
1 colher (chá) de baunilha
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
¾ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
1 xícara (100g) de pecãs, tostadas e picadinhas

Pré-aqueça o forno a 190ºC e forre duas assadeiras grandes com papel manteiga.
Em uma tigela grande e usando a batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme. Retire as raspas da casca da laranja - cerca de 1 colher (sopa)* – e 3 a 4 colheres (sopa) do suco e junte-os ao creme de manteiga. Continue batendo e acrescente os ovos, um a um, seguidos da baunilha.
Em uma tigelinha, peneire a farinha, o bicarbonato e o sal. Acrescente estes ingredientes ao creme, misturando em velocidade baixa só até que toda a farinha esteja incorporada. Misture as pecãs picadas.
Coloque porções de ½ colher (sopa) de massa nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por 9-12 minutos, uma assadeira por vez, até que as beiradas dos cookies estejam ligeiramente douradas.
Deixe esfriar nas formas por 5 minutos; transfira os cookies para uma gradinha para que esfriem completamente.
Guarde num recipiente hermético.

Rend.: cerca de 3 dúzias

* fiz meia receita e ainda assim usei 1 colher (sopa) de raspas de casca de laranja; o rendimento foi de 32 cookies.

Orange and Pecan Sugar Cookies

segunda-feira, abril 07, 2008

Espaguete com brown butter e sálvia crocante

English version

Crispy sage and brown butter pasta

Gosto muito de cultivar ervas aromáticas. Comecei com manjericão e salsinha há uns 2 anos, passei para alecrim e cebolinha um tempo depois e há uns meses plantei sálvia e orégano.
Depois de cozinhar com sálvia pela primeira vez, quis usá-la novamente, com uma receita do mesmo artigo (revista DH #32). Um dos pratos de massa mais rápidos que já fiz e, apesar de sua simplicidade, delicioso. A Joey também gostou muito.

Há apenas um punhado de ingredientes aqui; use os melhores e mais frescos que puder encontrar.

Espaguete com brown butter e sálvia crocante
da Donna Hay magazine

200g de espaguete
50g de manteiga sem sal
1/3 xícara de folhas de sálvia
1 colher (sopa) de suco de limão siciliano
sal marinho e pimenta do reino moída na hora
parmesão ralado, para servir

Cozinhe o espaguete em água fervendo com sal até ficar al dente; escorra e reserve.
Enquanto a massa cozinha, prepare o molho, que é rapidíssimo: aqueça uma frigideira antiaderente em fogo médio. Adicione a manteiga e mexa até derretê-la. Adicione a sálvia e cozinhe por 2-3 minutos ou até que erva fique crocante e a manteiga adquira um tom amarronzado.
Acrescente o suco de limão, o espaguete escorrido, o sal e a pimenta e misture.
Cubra com o parmesão e sirva.

Rend.: 2 porções

quinta-feira, abril 03, 2008

Bolo de Coca-Cola e chocolate com recheio e cobertura de coco e amêndoa

English version

Chocolate cola cake with toasted coconut-almond frosting

Sempre escrevo sobre minha irmã aqui, mas raramente menciono meu irmão, João Paulo – ele é a pessoa mais engraçada que conheço. Apesar de eu às vezes achar que ele tem 12 anos, ele completou 27 semana passada, no dia 26.
O irmão da Jéssica por parte de mãe, Julio Cesar, faz aniversário um dia antes – uma super coincidência. Ele agora tem 29, como eu, e é o cara mais doce do mundo.
Ambos têm um lugar muito especial no meu coração, por isso fiz um bolo e comidinhas e comemoramos os aniversários deles na minha casa.

Escolhi uma receita deste livro lindo – a idéia de um bolo de três andares era ótima, mas éramos poucos e eu não queria bolo sobrando depois de meus convidados terem ido embora – muito perigoso. Por isso, fiz meia receita e transformei em um bolo de dois andares, usando 2 assadeiras redondas de 20cm.
Minhas pecãs haviam acabado e usei amêndoas em lâminas. O bolo ficou muito gostoso – meu pai comeu 3 pedaços e ele não é de comer bolo de aniversário – acredito que teria ficado melhor ainda com as pecãs.

Usei doce de leite pronto para ganhar tempo, mas posto a receita completa caso alguém queira fazê-la como está no livro (cozinhando leite condensado no forno).

Chocolate cola cake with toasted coconut-almond frosting

Bolo de Coca-Cola e chocolate com recheio e cobertura de coco e amêndoa
adapted from Sky High: Irresistible Triple-Layer Cakes

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
42g de chocolate amargo picado – usei 72% de cacau
2/3 xícara (160ml) de buttermilk*
3 ovos
1 ¾ xícaras + 2 colheres (sopa) de óleo – use um que não tenha sabor marcante, como o de canola
1 ½ colheres (chá) de baunilha
2 xícaras (400g) de açúcar
2 ¾ xícaras de farinha especial para bolos (cake flour)**
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
1 ¼ colheres (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de canela em pó
2/3 xícara (160ml) de Coca-Cola

Recheio/cobertura:
1 xícara (90g) de coco em flocos adoçado – usei coco ralado comum
1 xícara (112g) de amêndoas em lâminas
2 latas (395g cada) de leite condensado

Para o bolo: pré-aqueça o forno a 175ºC. Unte três formas redondas de 22cm com manteiga ou cooking spray; forre o fundo de cada forma com papel manteiga e unte o papel também.

Leve o chocolate e o buttermilk juntos ao banho-maria e aqueça, mexendo com freqüência, até que o chocolate derreta (aprox. 7 minutos); não deixe o buttermilk ferver ou pode talhar. Retire do fogo e misture bem até obter um líquido homogêneo.

Na tigela grande da batedeira, bata ligeiramente os ovos. Acrescente o óleo e a baunilha, bata, e vá adicionando gradualmente o açúcar, até incorporar bem. Junte a mistura de chocolate e bata até homogeneizar tudo.

Peneire a farinha, o cacau, o bicarbonato e a canela. Em duas ou três adições, batendo bem entre uma e outra e alternando ingredientes secos e líquidos, coloque a mistura peneirada e a coca-cola na massa de bolo. Divida-a entre as três assadeiras preparadas.

Asse por aproximadamente 25 minutos (os meus bolos assaram por 35) e faça o teste do palito. Retire do forno e deixe os bolos esfriarem nas formas por 10 minutos; depois disso, inverta-os sobre gradinhas para que esfriem completamente, por pelo menos 1 hora.

Agora, faça o recheio/cobertura: pré-aqueça o forno a 175ºC. Espalhe o coco numa assadeira, numa camada homogênea. Leve ao forno por 5-7 minutos, dando uma sacudida na assadeira na metade do tempo, até que o coco comece a dourar. Transfira para uma tigela e deixe esfriar. Repita o processo com as amêndoas e deixe o forno aceso.

Coloque o leite condensado em um refratário, cubra firmemente com papel alumínio e leve ao forno, em banho-maria, por 2 horas, mexendo umas duas vezes durante o cozimento, até o leite condensado ficar com cor de caramelo. Sempre remova o papel alumínio com cuidado, pois o vapor pode causa queimaduras.
Transfira o leite caramelizado para uma tigela e misture bem. Junte o coco e as amêndoas (eu reservei um pouquinho pra polvilhar o bolo). Deixe esfriar um pouco, cubra com filme PVC, pressionando-o diretamente sobre o creme e leve à geladeira para que esfrie completamente, mas sem firmar demais (1 a 1 hora e meia).

Para montar: coloque um dos bolos em um prato ou suporte, com o lado plano para cima. Cubra com ¾ xícara de recheio, espalhando bem. Faça o mesmo com o segundo bolo e mais ¾ xícara de recheio. Finalize com o último bolo e cubra com o restante da mistura de doce de leite, deixando escorrer pelos lados.

Leve o bolo à geladeira, descoberto, por pelo menos 1 hora, até que a cobertura firme. Cubra então com uma tigela invertida até a hora de servir. Isso vai impedir que o bolo resseque e que a se forme uma crostinha na cobertura. Refrigerar o bolo também torna mais fácil a tarefa de cortá-lo; ao fazê-lo, use uma faca serrilhada, se possível mergulhada em água quente – este bolo é extremamente fofinho!

* aqui não temos buttermilk, então substituí da seguinte maneira: coloque 1 colher (sopa) de vinagre branco numa xícara medidora (240ml) e complete com leite. Reserve por 5 minutos e utilize.

** a mesma coisa ocorre com farinha de trigo especial para bolos, por isso usei 7/8 xícara de farinha de trigo comum + 2 colheres (sopa) de maisena para cada xícara de cake flour.

Rend.: 16-20 porções

Related Posts with Thumbnails