Friday, November 29, 2013

Babka de chocolate e amêndoa e mais uma emergência pós-filme

English version

Chocolate and almond babka / Babka de amêndoa e chocolate

Depois de ver quatro filmes de diretores dinamarqueses em sequência (aliás, filmes fantásticos) achei que era hora de algo mais leve, com um toque de romance: por isso, optei por “Entre o Amor e a Paixão”, da Sarah Polley, e a razão foi eu nunca ter gostado de Michelle Williams antes e isso ter mudado após “Sete Dias com Marilyn” e porque Seth Rogen me lembra muito meu sobrinho de dezoito anos, o menino adolescente mais doce que já conheci (e que dá os melhores abraços do mundo). :D

“Entre o Amor e a Paixão” é um filme lindo, sim, e tanto Williams quanto Rogen estão ótimos, mas os meus planos de algumas horinhas de diversão e romance foram pro beleléu já que no final do filme eu tinha chorado um bocado e estava me sentindo um caco. :( E, como sempre, não tinha nenhum docinho por perto para que eu me sentisse momentaneamente melhor, nem um quadradinho de chocolate – tenho uma babka como a da foto no freezer (a receita rende dois pães, o que é ótimo, pois são deliciosos), entretanto morder algo duro como uma pedra não resolveria o meu problema (eu provavelmente arrumaria outro envolvendo uma visita ao dentista). Acho que eu deveria descongelar os meus baked goods antes de ver filmes – ou escolher algo realmente mais leve. :D

Babka de chocolate e amêndoa
um nadinha adaptada da fantástica Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

180ml de leite integral morno
14g de fermento biológico seco
1 xícara (100g) de açúcar cristal
485g de farinha de trigo comum
2 ovos
1 gema
1 pitada de sal
210g de manteiga sem sal, amolecida
100g de amêndoas
100g de chocolate meio amargo, picado – usei um com 53% de cacau
1 ovo levemente batido com um garfo para pincelar
açúcar demerara, para polvilhar sobre os pães

Na tigela da batedeira, misture o leite, o fermento e 1 colher (sopa) do açúcar cristal e misture com um garfo. Reserve por cerca de 5 minutos ou até espumar. Acople o batedor em formato de gancho (ou batedores para massas pesadas). Acrescente 75g da farinha à tigela e misture para incorporar. Acrescente os ovos, a gema, o açúcar cristal restante e o sal e misture em velocidade médio-baixa para incorporar os ingredientes. Em velocidade baixa, vá adicionando a farinha restante aos poucos, batendo para incorporá-la à massa, e então junte 150g da manteiga também aos poucos, e depois bata em velocidade médio-baixa até a massa ficar elástica e macia (3-5 minutos – a massa é bem molinha). Transfira para uma tigela grande levemente pincelada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer em um lugar morninho até dobrar de volume (1-1½ horas).
Coloque as amêndoas em um processador de alimentos e pulse até que elas pareçam farelo de pão. Em uma tigelinha, misture as amêndoas e a manteiga restante até formar uma pasta e deixe em temperatura ambiente até o momento de usar.
Dê um soquinho na massa para extrair o excesso de ar e divida em duas partes iguais. Trabalhando com metade da massa por vez, abra com um rolo sobre uma superfície levemente enfarinhada e forme com a massa um retângulo de 20x30cm. Espalhe metade do recheio de amêndoas sobre a massa, deixando uma borda de 4cm sem recheio, e salpique com metade do chocolate. Começando pelo lado mais longo, enrole a massa como se fosse um rocambole, formando um cilindro, e pincele as beiradas levemente com o ovo batido para ajudar a selar. Aperte bem para selar e então junte as duas pontas formando um círculo. Em seguida, torça o círculo formando um 8 e coloque-o dentro de uma forma de bolo inglês de 12,5x22,5cm untada com manteiga e enfarinhada. Repita o procedimento com a outra metade de massa e então deixe ambas crescerem até chegarem à beirada das formas (cerca de 1 hora).
Pré-aqueça o forno a 180°C. Pincele as babkas com o ovo batido e salpique com o açúcar demerara. Asse por 35-40 minutos ou até que dourem bem e estejam assadas por dentro. Deixe esfriar nas formas por 10 minutos e então desenforme com cuidado sobre uma gradinha.
Sirva as babkas mornas ou em temperatura ambiente – os pães podem ser guardados em um recipiente hermético por até 3 dias, mas são mais gostosos no dia em que são preparados ou servidos em fatias tostadas.

Rend.: 6-8 porções cada babka

5 comments:

Alex said...

Pela foto tem uma textura fantástica!

wair de paula said...

Pat, hj vou voltar a me aventurar pelos pães a partir desta receita. Agora - em que momento podemos congelar a massa?
Abraços.

Patricia Scarpin said...

Wair, a babka pode ser congelada depois de assada e completamente fria, embrulhada em filme plástico e papel alumínio.
Bj

Anonymous said...

Hum, fiquei curiosa... quais são os quatro filmes de diretores dinamarqueses ótimos? Suas dicas de filmes sempre entram na minha listinha, de olhos fechados! Abraço e mais sucesso ainda para o blog! =)

Patricia Scarpin said...

Anônimo, que gostoso ler o seu comentário!
Os filmes foram: "Ondas do Destino" (vi na adolescência e quis rever), "Bronson", "Festa de Família" e "A Caça".
Bj!

Related Posts with Thumbnails