Monday, November 04, 2013

Keftedes de abobrinha e cada louco com a sua mania

English version

Zucchini keftedes / Keftedes de abobrinha

Toda vez que assisto a “The Great British Bake Off” (graças a pessoas bacanas que postam os episódios no YouTube) não me conformo com a falta de higiene dos participantes – é um tal de mão no cabelo, mão no chão, mão na comida, fico louca! Dá dó dos jurados que tem de comer aquilo tudo. Houve um episódio em que, ao cortarem um pedaço de um bolo (ou era alguma outra coisa, não lembro) deu para ver claramente um fio de cabelo pendurado no doce – acho que foi uma das sobremesas da Cathryn (terceira temporada), se não me engano. Eca. :S

Para deixar as coisas ainda menos apetitosas para mim, no último episódio que vi os participantes tiveram de preparar algo com sebo (suet), algo que eu não comeria de jeito nenhum, nem com a adição de toneladas de açúcar e frutas (dito isso, sempre quis fazer um roly-poly, trocando o suet por manteiga ou gordura vegetal ou usando esta versão livre de suet da Gourmet Traveller).

Enquanto comer suet não está nos meus planos, meu marido nunca quis saber de nada com abobrinha (cada louco com a sua mania, certo?), e dizer a ele que se trata de um legume delicioso não estava ajudando em nada. As coisas mudaram quando ele provou estes keftedes: quando comecei a fritá-los um cheiro maravilhoso tomou conta da cozinha, mais ou menos quando alguém está fazendo queijo-quente e um pouquinho de queijo escapa do pão e toca a superfície fervente da frigideira; isso deixou o marido imediatamente interessado – ao morder um bolinho ele olhou para mim e disse: “vou pegar o Tabasco e uma cerveja gelada”. :D

Keftedes de abobrinha
um nadinha adaptados do lindo Full of Flavor: How to Create Like a Chef

450g de abobrinha, sem o talinho e ralada no ralador grosso
2 colheres (sopa) de cebola ralada
100g de queijo feta esfarelado
¾ xícara de parmesão ralado fininho (rale, depois meça)
3 colheres (sopa) de salsinha picadinha
2 colheres (sopa) de orégano fresco picado
2 ovos, levemente batidos com um garfo
6-8 colheres (sopa) de farelo de pão (toste pão dormido no forno, depois processe)
sal e pimenta do reino moída na hora
farinha de trigo temperada com um pouquinho de sal, para envolver os bolinhos
óleo de canola, para fritar

Branqueie a abobrinha em água fervente por 2 minutos. Escorra, transfira para um pano de prato limpo e seco e esprema para retirar todo o líquido (eu esperei a abobrinha esfriar porque não tinha como manusear um pano tão quente!). :D
Em uma panelinha, aqueça o azeite, junte a cebola com uma pitada de sal e refogue até ficar transparente e macia. Transfira para uma tigela grande e deixe esfriar. Acrescente a abobrinha, o feta, o parmesão, a salsinha, o orégano, os ovos e metade do farelo de pão. Tempere com sal e pimenta e misture. Se a mistura estiver úmida demais, acrescente, aos poucos, farelo de pão. Cubra e leve à geladeira por 1 hora.
Cheque o tempero da mistura antes de moldá-la em keftedes. Faça bolinhas de 2,5cm com a massa e passe-as pela farinha de trigo*.
Aqueça o óleo de canola em uma panela média e frite os keftedes em porções até que dourem. Escorra sobre papel toalha e sirva imediatamente.

*o marido sugeriu que passar os keftedes em farelo de pão (ou farinha de rosca) em vez de farinha de trigo resultaria em uma casquinha mais crocante e, apesar de não ter testado a ideia, concordo com ele.

Rend.: cerca de 20 unidades

15 comments:

Susana Machado said...

Que maravilha!!!
Beijinhos
http://sudelicia.blogspot.pt/

Mari said...

hmmm, parecem muito apetitosos! sobre a falta de higiene nos programas culinários, nunca me esqueço do asco que senti assistindo choccywoccydoodah pela primeira vez. primeira e ultima! era a mesma história, pega no cabelo, pega no bolo, limpa o suor do rosto com a mão, pega no chocolate. meu Deus! Jamie Oliver e suas chupadinhas de dedo pode ser considerado o Rei da Higiene perto deles..

Virgínia said...

É verdade, a falta de higiene desses programas, principalmente os britânicos, é gritante. No gbbo eles colocam a colher na boca de volta na massa, aquela apresentadora fica colocando o dedo nas receitas, eles não se preocupam mesmo NADA com a higiene, a mesma coisa acontece com a Nigella, uma vez ela pegou o resto do vinho das taças dos convidados pra fazer uma receita!!!! Não assisto mais, dá nojo tanta porquice!

wair de paula said...

Minha mãe fazia bolinhos de abobrinhas fantásticos (aliás, ela fazia bolinho de tudo!), e eu nunca mais comi. Evito muito as frituras em casa, pois minha cozinha étotalmente aberta para a sala. Mas esta receita me animou a rever bons tempos passados.
Abraços

PoliCBA said...

Não sabia que os episódios de "The Great British Bake Off" estavam no YouTube. Tive a felicidade de assistir à primeira temporada na BBC HD, mas hoje não mais tenho esse canal. Bom saber!

Realmente, a falta de higiene é grande e também me incomoda. E mão no chão é mesmo imperdoável! Como se não bastasse a mão no cabelo.

Esses bolinhos parecem muito apetitosos. Uma vez ouvi, não me lembro em que programa de culinária, que é possível comer de tudo, desde que frito. Não me aventurei a comer, nem pretendo, coisas como insetos fritos para provar a teoria, mas ela me parece válida rs. Se até berinjela fica gostosa frita, abobrinhas, então (das quais já gosto), devem ficar fenomenais. ;-) Bjs.

thatiana Bandeira said...

Que delicia!!! Meu marido tambem não comia abobrinha, mas pico ela bem fininha e asso com azeite (ou oleo de coco) no forno com sal e gergelim e quando está pronto misturo queijo de cabra!!! Hoje ele ama, estou louca para fazer essa receita. Obrigada por compartilhar... O Tabasco também faz sucesso aqui em casa!!! Beijos

Angelica said...

Oi Patrícia

Tudo bem ? Foi a abobrinha comun ou a italiana que você usou, ou tanto faz ?

Bjo

Angelica

Patricia Scarpin said...

Virginia, colher da boca na comida é toda hora no Top Chef, e os participantes que suam em cima da comida? Que nojo.
Eu gosto da Nigella, sou fã, mas esse lance do vinho é de chorar, mesmo.

Wair, minha avó (que cuidou de mim quando minha mãe morreu) também fazia bolinho de tudo - nada ia pro lixo em casa. :D
Eu evito fritar porque o apartamento é pequeno, mas esses aqui me conquistaram, abri uma exceção. :D
Bj!

Poli, tem uns santos que postam tudo lá, menina, é ótimo para nós aqui. :D
Mão no chão é triste, fico doida assistindo.
Beijo, querida!

Thatiana, tomara que vocês gostem da receita! Adorei esse seu jeito de preparar abobrinha, amo queijo de cabra. Beijo!

Angelica, usei a italiana.
Bj!

Rogério said...

Mais uma receita feita, degustada e aprovada. Como não achei o feta, e estava com muita vontade de comer esses bolinhos, acabei usando um camembert cremoso que estava brincando de esconde-esconde na minha geladeira. O melhor resultado obtive fazendo bolinhas pequenas e fritando, ternamente, em temperatura entre 160 e 170ºC. Beijos de manjerona.

Lívia said...

Alguém aqui já vu o Temperos de Família com o Rodrigo Hilbert? Não existe colher naquele programa gente, é tudo com a mão, até as colheradas de manteiga..ngm merece!

Esses bolinhos ficaram divinos, e fiz com um pouco de abóbora assada que tinha na geladeira e tb ficou ótimo :)

Patricia Scarpin said...

Lívia, adorei saber que os bolinhos deram certo com a abóbora assada - que ideia boa!
Bj!

Unknown said...

Fiz e as crianças amaram! Usei queijo meia cura ralado e ficou muito bom também...
Obrigada pela receita!

Patricia Scarpin said...

Adorei saber que os bolinhos ficam bons com queijo meia cura, tb - obrigada a você por vir aqui me contar!

Anonymous said...

Oi, Patricia!
Fiz com farinha de rosca e ficou ótimo! Obrigada pela receita! (Assim como o seu marido, eu não era fã de abobrinha)

abraço,
Nina

Patricia Scarpin said...

Nina, que notícia boa, querida! Obrigada a você por vir aqui me contar o resultado! Bj!

Related Posts with Thumbnails