sexta-feira, março 30, 2007

Bolo de framboesas com calda de amêndoas

English version

Raspberry cake with almond icing

Fiquei de olho nesta receita da Akemi por meses! Assim que vi o post dela fiquei hipnotizada pela foto.
Aqueles “pingos” de bolo tentando cobrir o recheio e as framboesas “lutando” para aparecer na superfície formam um visual lindo e diferente.
Amo framboesas e amêndoas - tinha de fazer esta receita!

É delicioso!!! Se você tiver framboesas no seu congelador vá pra cozinha e faça este bolo agora – e depois seja corajosa o suficiente para esperar o danado esfriar para enfeitar com a cobertura E comer uma fatia bem grande.

Sorte a minha o João ter achado o bolo bonito e ter perguntado se podia levar um pedaço pra mãe dele – caso contrário eu teria comido tudo sozinha. Um horror. :D

Bolo de framboesas com calda de amêndoas

120g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 ovo grande
120g de sour cream – usei iogurte natural de consistência firme
60g de açúcar granulado fino
30g de manteiga sem sal, derretida e fria
130g de framboesas congeladas
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
30g de lascas de amêndoas

*Calda:
60g de açúcar de confeiteiro
1 colher (chá) de suco de limão
1 colher ou mais (chá) de água
algumas gotas de essência de amêndoas

Pré-aqueça o forno a 180ºC; unte e enfarinhe uma forma redonda de 20cm ou forre o fundo com papel manteiga.
Peneire a farinha com o fermento e o bicarbonato e reserve.
Bata o sour cream/iogurte e o açúcar granulado até formar um creme. Junte o ovo e bata bem. Adicione a manteiga derretida e bata mais um pouco. Acrescente a farinha peneirada e misture até se incorporar na massa.
Despeje 2/3 da massa na forma e espalhe bem. Espalhe as framboesas na superfície e polvilhe tudo com o açúcar mascavo.
Coloque o restante da massa, pingando aqui e ali, tomando cuidado para não cobrir as framboesas totalmente. Dê uma leve nivelada na massa e dê algumas batidinhas no fundo da forma. Espalhe as lascas de amêndoas.
Leve ao forno por cerca de 30 minutos ou até ficar coradinho. Espere amornar para desenformar.

Faça a calda: misture todos os ingredientes, colocando água aos poucos até que a calda caia em fio, mas não pode ser muito líquida.

Depois de frio, espalhe a calda em fio por todo o bolo. Deixe endurecer e sirva.

*usei só metade da calda.

Rend.: 8 porções (para pessoas normais) :)

quarta-feira, março 28, 2007

Coração de chocolate recheado com beijinho

English version

Chocolate heart filled with beijinho

Quando vi que haveria um evento de foodblogs sobre Páscoa quis participar na hora – pensei em fazer um ovo de Páscoa com as cascas recheadas como alguns que fiz ano passado.
Infelizmente, com o calor de 32ºC que vem fazendo aqui fica praticamente impossível mexer com chocolate.
Tentei no final de semana fazer o ovo mas sem muito sucesso. Ontem à noite resolvi tentar novamente e optei por algo menor – um coraçãozinho.
Não ficou perfeito mas pelo menos consegui fazer algumas fotos e mostrar a idéia a vocês.

As quantidades abaixo são para um molde de coração de aprox. 8cm – você pode adaptar para fazer corações ou ovos maiores. Também pode variar os recheios: brigadeiro, doce de leite, Nutella, ganaches firmes... Só não escolha algo muito mole pois ficará difícil selar o recheio com o chocolate sem que se misturem.

Chocolate heart filled with beijinho

Coração de chocolate recheado com beijinho

200g de chocolate – ao leite, meio-amargo, amargo ou branco

Beijinho:
½ lata de leite condensado (197g)
½ colher (sopa) de manteiga
4 colheres (sopa) de coco ralado

Prepare o recheio: misture os três ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Cozinhe até o ponto desejado: por mais tempo para um beijinho mais firme e por menos para que fique mais molinho.
Despeje num prato untado com manteiga e deixe esfriar completamente antes de usar.

Pique o chocolate e coloque numa tigela de vidro. Derreta-o em banho-maria ou no microondas.
Faça a temperagem – tem que ser corretamente caso contrário o chocolate não vai endurecer, vai perder brilho e “suar” mesmo depois de pronto.
Eu faço a temperagem numa pedra de granito que uso somente para isso. É um método mais rápido e para grandes quantidades, como fiz ano passado, imprescindível.
Com a ajuda de uma colher ou pincel adequado, espalhe uma porção de chocolate em cada molde até cobrir todo o fundo – não faça uma camada muito grossa. Leve à geladeira até que seque e fique firme.
Repita o processo mais duas vezes em cada metade do coração. Deixe secar bem.
Novamente com a ajuda de uma colher, aplique metade do recheio em cada parte do coração. Deixe uma beiradinha sem recheio para que você consiga “fechar” com chocolate depois.
Leve à geladeira por alguns minutos.
Retire e finalize o coração: espalhe chocolate por cima do recheio e vá tampando com a ajuda da colher. Feche até as beiradas de cada parte do coração. Caso esta camada fique muito fina, repita o processo.
Leve à geladeira até que o molde fique esbranquiçado por baixo – sinal de que o chocolate se soltou. Segure o molde pelas abas pois o calor das mãos pode manchar o chocolate.
Vire as metades do coração sobre um pedaço de papel manteiga e espere 4 horas para embalar.
Embale com papel chumbo – que ao contrário do papel alumínio não aquece os alimentos – e finalize a embalagem como desejar.

Rend.: um coração de aprox. 420g, sem bombons*

* para que os ovos de Páscoa tenham sempre o mesmo peso, você deve levar em consideração a seguinte proporção: 80% do peso do ovo é referente às cascas e 20% é referente aos bombons. Estes 80% devem ser divididos entre as duas metades do ovo. Para controlar o peso, use uma balança precisa.
Ao se fazer cascas recheadas, use sempre uma forma com capacidade um pouco menor. Por exemplo: para fazer um ovo recheado de 750g, use a forma para ovos de 500g.
Tome cuidado com a proporção de recheio em cada metade, caso contrário não haverá espaço para acomodar os bombons.

sábado, março 24, 2007

Macarrão com brócolis ao limão, nozes e farelo de pão tostado

English version

Pasta with lemony broccoli, walnuts and toasted breadcrumbs

Quer uma comidinha deliciosa que fique pronta em pouquíssimo tempo? Experimente esta receita.

Este macarrãozinho da Susan é uma daquelas receitas que você fará uma, duas, 15 vezes – e sempre terá vontade de repetir.

Fiz duas alterações: troquei o alho + chalota por cebola e o queijo Grana Padano por parmesão.
Também fiz o farelo de pão com um pão branco caseiro – passei pelo processador e ficou muitíssimo melhor do que as farinhas de rosca do supermercado.

Clique aqui para ver o post da Susan – só tome cuidado para não morder o monitor. :D

Macarrão com brócolis ao limão, nozes e farelo de pão tostado

2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 cebola grande picada
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano
raspas da casca de 1 limão siciliano
230g de macarrão tipo “curto” – usei penne

1 maço de brócolis (só os buquês)
60g de nozes
55g de farelo de pão
sal
pimenta do reino moída
uma boa porção de parmesão ralado
um punhado de salsinha picada
azeite de oliva extra virgem

Pré-aqueça o forno a 165ºC. Arrume as nozes em uma assadeira (não as sobreponha) e asse por 10 minutos, até que estejam levemente douradas. Retire-as do forno e coloque-as sobre um pano de prato seco e limpo. Ao esfriarem, pique-as grosseiramente.
Para tostar o farelo de pão, coloque-o em uma frigideira sobre fogo médio. Toste por alguns minutos, sacudindo a frigideira para que tudo fique tostado por igual. Retire da panela para que o processo de cozimento seja interrompido.
Cozinhe o macarrão normalmente.

Aqueça o azeite em uma panela/frigideira alta. Refogue a cebola até dourar. Acrescente os brócolis, o suco e as raspas do limão, a pimenta e o sal. Cozinhe por 3-4 minutos ou até que os brócolis estejam com uma cor verde brilhante mas ainda firmes. Escorra o macarrão e acrescente à mistura de brócolis. Junte as nozes e o farelo de pão e misture.

Coloque o macarrão em pratos e salpique com o parmesão e a salsinha. Regue com um fio de azeite extra virgem.

Rend.: 4 porções (pequenas)

sexta-feira, março 23, 2007

Pudim de iogurte e cardamomo com toronja e calda de mel e cardamomo

English version

Cardamom yogurt pudding with grapefruit and cardamom honey syrup

Nunca tinha provado nada com cardamomo. E já estava curiosa a respeito pois o via em várias receitas diferentes.
O Colher de Tacho me trouxe a oportunidade perfeita para provar esta especiaria.
Eu devia ter provado antes – esta sobremesa ficou simplesmente divina. Super simples, mas com um efeito visual bacana e um sabor maravilhoso. Recomendo muito.

A receita original pedia laranja e canela na calda. Resolvi trocar por toronja (grapefruit) e usar cardamomo na calda também.
Achei a toronja um pouquinho amarga, da próxima vez usarei laranja.



Cardamom yogurt pudding with grapefruit and cardamom honey syrup

Pudim de iogurte e cardamomo com toronja e calda de mel e cardamomo

130g de iogurte natural integral
1 ½ colheres (sopa) de açúcar
¼ colher (chá) de baunilha
2 colheres (chá) de água
½ colher (chá) de gelatina em pó sem sabor
1 pitada de cardamomo em pó
1 toronja
1 colher (sopa) de mel suave (se possível, de laranjeira)
1 pitadinha de cardamomo

Misture o iogurte, o açúcar e a baunilha em uma tigelinha e mexa bem.
Coloque a água numa panela bem pequenina e segure-a de lado, “tombando” a água para um dos lados. Salpique a gelatina e o cardamomo por cima e reserve por 1 minuto para que a gelatina absorva a água. Aqueça esta mistura rapidamente por alguns segundos, mexendo sempre até a gelatina se dissolver completamente – não deixe ferver ou a gelatina perde suas propriedades.
Adicione a mistura ainda quente ao iogurte batido e mexa bem. Despeje em um ramekin com capacidade para 240ml, cubra com filme PVC e leve à geladeira por 1 ½ horas.

Prepare a calda: descasque e corte a toronja de modo a remover toda a parte branca. Corte e separe os gomos de metade da toronja – faça isso sobre uma tigela para recolher o sumo que escorrer.
Retire 1 colher (sopa) do suco da outra metade da fruta e coloque numa panelinha bem pequena. Junte o mel e o cardamomo e leve ao fogo, mexendo sempre. Deixe ferver até reduzir a mais ou menos 1 colher (sopa) de calda. Junte os gomos da toronja, mexa bem para cobri-los com a calda, retire do fogo e deixe esfriar (cerca de 10 minutos).

Retire o pudim da geladeira e passe uma faquinha afiada nas laterais do ramekin. Mergulhe o fundo dele rapidamente em água morna. Inverta-o sobre um prato para desenformar o pudim.
Despeje a calda por cima e arrume os gomos de fruta nas laterais.

Você pode deixar o pudim na geladeira por até 1 dia.

Rend.: 1 porção

quarta-feira, março 21, 2007

Peixe assado no sal recheado com farofa de cebola

English version

Salt-baked fish stuffed with onion farofa

Já postei várias receitas de carne porque são os pratos que cozinho para o João. Desta vez, postarei uma receita deliciosa com algo que adoro – peixe.
Minha mãe fazia peixe pelo menos uma vez por semana – ela dizia que fazia bem pra cuca. :D

Folheando o livro vi este peixe maravilhoso, feito de um jeito bem diferente – eu tinha que fazer aquela receita. Sei que minha avó faz picanha assim, assada com esse mundo de sal, mas o mesmo modo de preparo com peixe era uma novidade pra mim.

A receita original dizia para colocar ramos de endro dentro do peixe antes de assá-lo, mas resolvi abrasileirar a receita e rechear o danado com farofa de cebola. Você pode usar endro se quiser.

Tive certeza de que o prato tinha sido um sucesso estrondoso quando meu marido carnívoro perguntou quando eu faria este peixe novamente. ;)

Peixe assado no sal recheado com farofa de cebola
do Kitchen: The Best of the Best

1,5kg de peixe de carne branca e firme, limpo por dentro mas ainda com as escamas* – usei namorado
1,5kg de sal – usei metade de sal comum e metade de sal grosso passado rapidamente pelo processador

Farofa:
1 cebola grande, finamente fatiada
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de salsinha picada
50-70g de farinha de mandioca
sal
pimenta moída na hora

Comece com a farofa: aqueça o azeite em uma panela média em fogo médio. Junte as cebolas e refogue até dourar – mexa de vez em quando para não queimar.
Acrescente a salsinha e a farinha, mexendo bem. Tempere e retire do fogo. Deixe esfriar completamente antes de rechear o peixe com ela.

Prepare o peixe: pré-aqueça o forno a 200ºC. Lave o peixe e enxugue com papel toalha. Abra a cavidade central e com cuidado recheie o peixe com a farofa:

Prenda com palitos de dente ou barbante.
Coloque aproximadamente 1/3 do sal no fundo de uma assadeira. Cuidadosamente coloque o peixe sobre o sal e então cubra-o bem com o sal restante. Usando as mãos, espirre um pouquinho de água sobre o sal, apenas o suficiente para umedecê-lo. Aperte bem com as mãos para que a capa de sal fique bem firme sobre o peixe.

Asse o peixe por 30 minutos (assei o meu por 50).

Retire do forno e quebre a capa de sal. Remova gentilmente o excesso de sal, usando um pincel se necessário.
Com uma faca afiada, corte a pele do peixe e remova as escamas. Com uma espátula ou faca grande, retire a carne e coloque numa travessa.
Sirva com salada de folhas, fatias de limão e um molhinho ou maionese de limão.

* o peixe deve ser assado com a pele/escamas pois elas vão evitar que a carne absorva sal em excesso.

Rend.: 4 porções

segunda-feira, março 19, 2007

Risoto de aspargos

English version

Asparagus risotto

Quando faço carne para o João, sempre escolho outra receitinha pra cozinhar para mim – muitas vezes acabo fazendo risoto.
É meu prato preferido – e acho que o seu também, né, Eli?? – e como um pratão feliz da vida.
Eu devia ter vergonha de contar isso a vocês, mas vamos lá: comi tanto na minha lua-de-mel que na volta foi um sufoco achar uma roupa que servisse direito pra poder voltar a trabalhar. :D
Dentre todos os pratos maravilhosos que provei, havia um risoto de aspargos que estava simplesmente divino. Tão delicioso que, mais de dois anos depois, ainda não me esqueci dele.
Aquela semana foi tão especial que eu tentei revivê-la um pouquinho, fazendo esta receita
Espero que vocês curtam esse risoto tanto quando eu curti.

Risoto de aspargos
do Kitchen: The Best of the Best

1 litro de caldo de legumes
50g de manteiga
1 cebola bem picadinha
275g de arroz para risoto – usei arbóreo
175g de aspargos
2 colheres (sopa) de suco de limão siciliano
85g de parmesão ralado
sal e pimenta do reino moída

Aqueça o caldo de legumes e mantenha-o em fogo baixo.
Derreta a manteiga em fogo médio, usando uma panela grande, de fundo grosso. Junte a cebola e refogue até que fique transparente.
Acrescente o arroz e mexa por 1 minuto ou até que os grãos fiquem brilhantes e revestidos pela manteiga. Adicione 240ml de caldo e mexa até que ele seja absorvido. Continue a adicionar o caldo, 1 concha por vez, mexendo sem parar até que cada porção de caldo seja absorvida e o arroz fique al dente.
Enquanto isso, ferva um pouco de água numa panela à parte e cozinhe rapidamente os aspargos, até que eles fiquem com uma cor verde bem viva. Escorra e pique em pedaços médios.
Acrescente o suco de limão e o parmesão ao arroz, mexa e tempere com sal e pimenta.
Coloque porções de risoto em pratos pré-aquecidos e cubra com os aspargos.
Sirva a seguir.

Rend.: 4 porções

sexta-feira, março 16, 2007

Cupcakes de baunilha da Nigella

English version

Nigella’s vanilla cupcakes

Fiz esses cupcakes há um tempinho, como parte de uma “experiência” – gostei muito do resultado!

Foram meus primeiros cupcakes e quis decorá-los de um jeito que eu tinha visto na Internet, com pasta americana, ao invés do tradicional buttercream ou outras coberturas.

O sabor é maravilhoso! Os cupcakes estavam tão gostosos que comi 2 saindo do forno...
Não tenho culpa – o cheirinho deles estava bom demais, não pude resistir!! :D

Receita do site dela.

UPDATE: Esqueci de avisar que usei doce de leite para "colar" a pasta americana nos bolinhos.



Nigella’s vanilla cupcakes

Cupcakes de baunilha da Nigella

125g de farinha de trigo com fermento
125g de açúcar refinado
125g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 ovos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (sopa) de leite, aproximadamente

Pré-aqueça o forno a 200ºC e forre 12 forminhas de muffin com forminhas de papel.
Em uma tigela média, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme. Junte os ovos, um por vez, com um pouquinho da farinha. Bata bem.
Adicione a baunilha e o restante da farinha, misturando. Junte o leite até conseguir uma consistência para “pingar” a massa nas forminhas.
A massa vai parecer pouca para fazer os 12 bolinhos, mas pode prosseguir porque ela é suficiente.
Asse por 15-20 minutos ou até que eles estejam dourados e assadinhos por dentro – faça o teste do palito se preferir.
Retire do forno e coloque os cupcakes sobre uma grelha para esfriarem.
Decore depois de completamente frios.

Rend.: 12 unidades

quinta-feira, março 15, 2007

Cookies com gotas de chocolate gigantes, gorduchos e macios

English version

Big, Fat, Chewy Chocolate Chip Cookies

O João tem duas sobrinhas que são as coisas mais tchucas do mundo. Umas fofas!
Uma tem 3 anos e 8 meses e a outra 2 anos e 8 meses - elas me chamam de “tia” e eu acho o maior barato. :)

Quis fazer uns cookies pra levar pra elas e peguei a receita aqui. Ficaram deliciosos, mas eram tão enormes que davam duas vezes o tamanho da mãozinha das duas meninas...

Usei uma colher medida com capacidade para 1 ½ colheres (sopa) e obtive cookies com cerca de 8cm de diâmetro – você pode fazê-los menores, se preferir.

Cookies com gotas de chocolate gigantes, gorduchos e macios

280g de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
170g de manteiga sem sal, derretida
220g de açúcar mascavo – o meu era escuro, por isso os cookies originais ficaram mais bonitos
100g de açúcar refinado
1 colher (sopa) de baunilha
1 ovo
1 gema
340g de gotas ou pedacinhos de chocolate meio amargo

Pré-aqueça o forno a 165ºC. Forre assadeiras rasas com papel manteiga ou unte-as com manteiga.
Peneire a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Em uma tigela média, bata a manteiga e os dois açúcares até que estejam bem misturados. Junte a baunilha, o ovo e a gema e bata bem até obter um creme claro. Adicione os ingredientes peneirados e mexa. Acrescente as gotas de chocolate e misture com uma colher de pau.
Coloque porções de 1/4 xícara de massa nas assadeiras com uma distância de 7cm entre uma e outra.
Asse por 15 a 17 minutos ou até que as beiradas dourem levemente.
Deixe os biscoitinhos esfriarem na assadeira por alguns minutos e transfira-os para uma grade para que esfriem completamente.

Rend.: 38-40 cookies

Big, Fat, Chewy Chocolate Chip Cookies

segunda-feira, março 12, 2007

Filés com manteiga maître d’hotel e batatinhas assadas

English version

Steak with maître d’hotel butter and roasted new potatoes

Um dos leitores mais assíduos do TK em inglês deixou um comentário uma vez dizendo que nenhum prato ganha de carne com batatas – o João concorda 100%. :)

Encontrei as duas receitas no mesmo livro – a dos filés e a das batatas – separadamente, 140 páginas de “distância” entre uma e outra. Decidi juntá-las e servir as batatinhas como acompanhamento para a carne.

O João gostou tanto que já fiz esse prato duas vezes.

Ah, a Dadi também já fez essa manteiguinha delícia!

Filés com manteiga maître d’hotel e batatinhas assadas
do Family Food

90g de manteiga sem sal, amolecida
2 colheres (chá) de salsinha picadinha
suco de limão siciliano – usei o verdinho
4 filés, com 1,3cm de espessura – usei filés de filé mignon com 2cm de espessura
1 colher (sopa) de azeite de oliva
sal
pimenta do reino moída

Batatinhas:
600g de batata bolinha
1 ½ colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (chá) de folhas de tomilho – usei alecrim
2 colheres (chá) de sal grosso – dê uma quebradinha nele antes de usar

Usando uma colher de pau, bata a manteiga numa tigela até ficar cremosa. Acrescente uma pitada de sal, uma de pimenta e a salsinha. Junte 2 colheres (chá) de suco de limão, algumas gotas por vez. Leve a manteiga à geladeira para firmar levemente. Coloque-a num pedaço de papel manteiga e enrole, formando um tubinho.
Deixe na geladeira até o momento de usar.

Faça as batatas: pré-aqueça o forno a 205ºC. Corte as batatinhas ao meio e coloque-as numa assadeira. Junte o azeite, o tomilho/alecrim e o sal e misture bem para cobrir todas as batatinhas com esta mistura.
Asse por 30-40 minutos ou até que dourem e estejam cozidas por dentro.

Tempere os filés com sal e pimenta. Aqueça o azeite numa frigideira grande e acrescente os filés - aqui, acrescentei uma pimentinha dedo-de-moça em fatias, totalmente opcional. Frite por 2 minutos de cada lado para que fiquem ao ponto e por 4 minutos para que fiquem bem-passados.
Ajuste o tempo de cozimento à espessura dos filés que você usar.
Corte a manteiga em fatias e coloque-as sobre os filés – o calor deles vai derreter a manteiga.
Sirva com as batatinhas ou com legumes ou salada.

Rend.: 4 porções

quarta-feira, março 07, 2007

Bolo de fubá cozido

English version

Cooked cornmeal cake

Estou prometendo um bolo de fubá para o meu pai há um tempão – e ele realmente NÃO esquece promessas desse tipo e me cobrava toda hora. :D

Fui direto ao blog da Akemi pois bolo de fubá é com ela mesma! Só não usei a goiabada pois meu pai não gosta muito.

Que receita maravilhosa, amiga!! Apesar de ser de fubá, o bolo é úmido, além de muito saboroso:

Na minha opinião, esta receita só tem uma coisa difícil: não comer a panela toda de fubá cozido - tão docinho, delícia!
Papito adorou e já me intimou a mandar outro bolo pra ele logo!

Bolo de fubá cozido

320g de fubá
250g de açúcar
400ml de leite
150ml de óleo de canola
uma pitada de sal
3 ovos grandes
1 colher (sopa) de fermento em pó

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Unte uma forma de anel de 24cm de diâmetro ou forminhas de muffins com manteiga e polvilhe com açúcar e canela – polvilhei com fubá pra ficar bem amarelinho.
Coloque o fubá, o açúcar, o leite, o óleo e o sal numa panela e misture bem até dissolver o fubá. Leve ao fogo médio/forte e vá misturando com colher de pau sempre até engrossar. Cuidado para não empelotar! Uma dica: quando começar a engrossar e a formar pelotas, vire rapidamente a colher no sentido horário e anti-horário até a massa ficar lisa.
Despeje a massa numa outra tigela e deixe amornar. Vá adicionando os ovos um a um, misturando bem a cada vez. Por último coloque o fermento em pó. Mexa bem e despeje na forma preparada.
Leve ao forno por cerca de 40 minutos – faça o teste do palito.
Retire e deixe esfriar alguns minutos antes de desenformar.

Rend.: 10-12 porções

Cooked cornmeal cake

segunda-feira, março 05, 2007

Panquecas de canela

English version

Cinnamon pancakes

Quando vi que o “Rei da Quinzena” do Colher de Tacho era canela fiquei pra lá de empolgada – minhas queridas leitoras sabem o quanto amo este ingrediente!
A receita que eu tinha em mente não deu certo, mas não vou desistir – tentarei prepará-la novamente antes do deadline.
Enquanto isso, participo com as panquequinhas abaixo – absolutamente deliciosas!!

Mas cuidado: o sabor da canela é marcante, só recomendo mesmo a quem gosta da danada. A Nic diz para servir com maple syrup – eu as comi com mel e ficaram sensacionais.

Panquecas de canela

140g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de canela
240ml de leite – usei semi-desnatado
1 ovo
1 colher (sopa) de manteiga derretida – opcional, eu usei

Peneire a farinha e o fermento em uma tigela média, junte a canela, o sal e o açúcar.
Em uma outra tigelinha, misture bem o ovo, o leite e a manteiga (se decidir usar). Despeje os ingredientes líquidos nos secos e mexa – a mistura vai ficar com algumas pelotinhas, mas não tem problema.
Aqueça uma frigideira anti-aderente em fogo médio/alto – preferi fazer em fogo baixo.
Despeje porções de massa na frigideira – usei minha colher medida com capacidade para 1 ½ colher de sopa e fiz panquequinhas – e deixe fritar. Quando as bordas estiverem secas e bolhas se formarem na superfície da panquecas, vire-as e deixe dourar o outro lado.
Sirva imediatamente com maple syrup ou mel.

Rend.: aprox. 20 unidades

Cinnamon pancakes

Salada de agrião e pão sírio com parmesão

English version

Watercress and parmesan flatbread salad

Este prato é uma combinação de duas idéias: minha decisão de fazer – e postar – mais saladas e também minha primeira participação no “Weekend Cookbook Challenge”, desta vez hosted pela Tami.

Minha salada está um pouquinho diferente da original – eu quis trocar alguns ingredientes. Mesmo assim, adorei o resultado: refrescante e saborosa!

Salada de agrião e pão sírio com parmesão
adaptada do Entertaining

200g de folhas de agrião – usei o hidropônico, que tem folhas menores
2 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
2 laranjas, descascadas e cortadas em gomos
50-75g de queijo parmesão em lascas
pimenta do reino moída

Pão sírio com parmesão:
2 pães sírios grandes (tipo pita, aquele que é “oco”) – use pão folha se preferir
35g de parmesão finamente ralado
60ml de azeite de oliva

Em uma tigela, misture o agrião, o vinagre, as laranjas, o parmesão e a pimenta – adicione sal de desejar.
Prepare os pães: corte-os ao meio, no sentido longitudinal, obtendo dois círculos. Corte cada círculo em tiras de 2,5cm aproximadamente. Misture o azeite e o queijo e pincele as tiras de pão com esta misture. Coloque as tiras debaixo de um broiler/grill bem quente e toste por 1 minuto ou até que doure. Vire e repita o processo.
Coloque 4 tiras em cada prato, cruzando-as. Cubra com a salada e sirva.

Rend.: 4 porções como entrada ou acompanhando carnes/aves/peixes grelhados como prato principal.

sexta-feira, março 02, 2007

Bolo de maçã

English version

Apple coffee cake

Carnaval, João e eu vendo TV – eis o diálogo:
- Quero fazer alguma receitinha.
- Mas nós já comemos.
- Eu sei, então vou fazer um pão ou algo assim. Talvez um bolo.
- Claro, Morzito, se vc está com vontade, faça sim.

Olhei armários e geladeira em busca de inspiração – encontrei uma maçã solitária, praticamente implorando para ser usada (a pobrezinha viraria vitamina na manhã seguinte de qualquer maneira). Com ela, fiz esse bolo delicioso, cheio de canela e açúcar por cima.

Usei uma forma de fundo removível e ficou simples para desenformar sem arruinar a cobertura de maçãs.
Deixe as fatias de maçã de molho em água e suco de limão para que não escureçam.

Comi uma fatia imensa quentinha, saindo do forno, e foi ultra difícil não comer o bolo inteiro de uma só vez – não me faria nada bem comer mais, já que eram 1:10 da manhã... :)

Bolo de maçã
do Sweet Food

Bolo:
115g de manteiga sem sal
150g de açúcar refinado
2 ovos, ligeiramente batidos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
210g de farinha de trigo com fermento, peneirada
185g de iogurte de baunilha – usei natural desnatado

Cobertura:
1 maçã Granny Smith (a verde), descascada, sem cabinho e sem miolo, e finamente fatiada – usei 1 maçã Fuji
35g de manteiga sem sal
50g de açúcar refinado
1 colher (chá) de canela em pó

Pré-aqueça o forno a 175ºC. Unte uma forma redonda de 20cm, funda, e forre o fundo com papel manteiga.

Para o bolo: bata o açúcar e a manteiga até que fique um creme claro e fofo. Aos poucos, junte cada ovo, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha.
Misture a farinha, depois o iogurte e mexa até conseguir uma massa lisa e sedosa. Espalhe-a na forma preparada, alisando bem a superfície.
Arrume as fatias de maçã por cima da massa, começando pelo centro. Salpique com o açúcar e a canela. Derreta a manteiga e espalhe por cima de tudo.
Asse por 1 hora – faça o teste do palito. Deixe na forma por 30 minutos e depois desenforme, colocando o bolo numa grelha para terminar de esfriar.
Se desejar, salpique com mais canela e açúcar.

Rend.: 8-10 fatias

quinta-feira, março 01, 2007

Espaguete à marinara

English version

O João adora frutos do mar e eu nunca havia feito nada com eles antes – no máximo, um macarrãozinho com camarão...
Sempre tive receio de fazer frutos do mar e fiquei assim quando ele me pediu espaguete à marinara – imaginei se daria certo...

Felizmente, encontrei no mercado o mix de frutos do mar citado no livro e isso colaborou muito no sucesso da receita
Tudo limpinho, picado e congelado – nenhum contato traumático com coisas gosmentas... :D

Fiz ¼ da receita e adicionei ao prato pronto camarões rosa temperados com sal, pimenta branca e suco de limão e grelhados com azeite de oliva.

Caiu uma tempestade durante o nosso almoço, por isso não consegui uma luz boa para fotografar o prato. :(

Espaguete à marinara
do Quick Food

2 colheres (sopa) de azeite extra-virgem
1 cebola bem picadinha
2 dentes de alho amassados
2 latas de tomates pelados (395g cada)
65g de extrato de tomate – não usei
450 de espaguete
450g de frutos do mar*
8 mariscos, limpos e escovados – não usei pois o mix que frutos do mar que comprei já tinha mexilhões
2 colheres (sopa) de folhinhas de manjericão, rasgadas
sal e pimenta do reino

Aqueça o azeite em uma panela, em fogo médio, e adicione a cebola. Refogue por 5 minutos ou até que esteja macia e dourada. Adicione o alho e mexa por 1 minuto, ou até sentir o aroma característico.
Junte os tomates e o extrato, deixe ferver ; reduza o fogo e cozinhe por 20-25 minutos ou até que o molho esteja grosso. Mexa-o algumas vezes durante o cozimento.
Tempere com sal e pimenta.
Enquanto isso, cozinhe o espaguete em uma panela grande com água e sal até que esteja al dente. Escorra bem, volte o macarrão à panela e mantenha-o aquecido.
Junte os frutos do mar e os mexilhões ao molho e cozinhe por 2-3 minutos, ou até que os frutos estejam cozidos e os mexilhões se abram – aqui confiei no tempo especificado pela receita, pois por causa da minha alergia eu não poderia provar.
Se algum mexilhão não se abrir, descarte.
Adicione o manjericão ao molho e depois junte o espaguete.
Sirva imediatamente.

Rend.: 4-6 porções

* Comprei pronto no mercado um mix de frutos do mar com polvo, camarões pequenos, lula, vôngoles e mexilhões já fora das conchas.
Você pode comprar os frutos do mar separadamente e fazer o seu mix em casa, se preferir.
Related Posts with Thumbnails