segunda-feira, agosto 14, 2006

Cinnamon rolls


Semana passada estava com uma vontade louca de fazer um bolo. Porém, não conseguia escolher o sabor. Às vezes, sou muito indecisa.
Peguei umas receitas lindas da Valentina, estava de olho num bolo de iogurte que ela fez. Só que ao chegar em casa vi que não tinha fermento em pó suficiente. Que desespero, ai, ai. Imagina, uma boleira sem fermento em casa. Shame, shame, shame.

Lembrei que tinha fermento seco para pães e fui procurar uma receita para poder usá-lo. Depois de revirar uma pilha de papéis, encontrei a receita de Cinnamon Rolls da Akemi. Fui correndo pra cozinha.

Ela avisara que a massa era um pouco grudenta. Mas eu comecei a ficar (levemente) preocupada quando a massa grudou todinha no granito. Eu sovava, sovava, e a danada grudava nas minhas mãos. E na espátula. :(
Akemi, querida, não fique brava, mas até considerei a possibilidade de jogar tudo fora. Achei que eu tivesse feito algo errado no processo. Estava cismada com as medidas em gramas dos ingredientes líquidos.
Além disso, Law & Order SVU já ia começar e eu ainda estava lutando com a massa. Precisava correr.

Depois de sovar bastante ela começou a se desgrudar das minhas maos e, depois, da pia. Ufa, que alívio.
Foi a primeira vez que usei fermento seco para pães e confesso: não colocava muita fé no produto. Depois de 1 hora, fui olhar a massa e notei que havia crescido bem.
Mas a minha grande surpresa foi na segunda vez em que deixei a massa para crescer: por causa do jeito que enrolei a massa, obtive rolls meio magrinhos, pobrinhos mesmo. Só que eles cresceram tanto que ficaram juntinhos dentro da forma.
Queimei a língua. O tal fermento funciona muito bem.

Não tinha cream cheese em casa, então deixei meus rolinhos sem cobertura. Mas recomendo fazer - cliquem aqui e vejam como ficaram lindos os rolls da Akemi. Iguaizinhos aos que compramos nos shoppings.

Vou postar a receita já dobrada, que rendeu a forma retangular cheia.

Cinnamon rolls

Massa:
400g de farinha de trigo
32g de açúcar
6g de sal
60g de margarina
180g de leite
64g de ovo
8g de fermento seco para pão
40g de água morna

Recheio:
50g de açúcar mascavo
8g de canela em pó
uma pitada generosa de noz moscada
margarina amolecida para espalhar na massa - cerca de 2 colheres (sopa)

Cobertura:
70g de margarina
30g de cream cheese
40g de açúcar
algumas gotas de essência de baunilha

Coloque numa tigela a farinha, o açúcar, o sal, a margarina e o ovo batido com o leite. Dissolva o fermento na água morna e coloque na tigela também. Misture com colher de pau até absorver toda a farinha. Jogue a massa numa superfície e vá sovando e batendo a massa na mesa até ficar uma massa lisa e homogênea.

No começo não estranhe se ficar tudo grudado na mesa e nas mãos. Não coloque mais farinha do que o pedido. Conforme vai sovando, a água vai se evaporando e a massa começa a desgrudar das mãos.Faça uma bola com a massa e feche bem as pontas formando um umbiguinho. Coloque a massa com o umbigo para baixo na tigela novamente. Cubra com filme plástico e deixe crescer em lugar abafado por cerca de uma hora ou até que dobre de volume.Depois disso, coloque a massa numa superfície enfarinhada e amasse gentilmente formando uma tira comprida. Use o rolo de massa para esticar até o tamanho de 9x40cm (aqui, você vai obter uma massa maior, por causa das quantidades que postei). Espalhe margarina amolecida na superfície da massa, deixando 5cm sem untar no final da massa. Misture o açúcar, a canela e a noz moscada e polvilhe em cima da margarina.

Enrole a massa gentilmente, sem puxar ou forçar. No final, aperte-a. Vai parecer um rocambole. Fatie a massa, formando os rolls. A cada fatia que eu cortava, escolhia o lado que ficava mais fechadinho e terminava de fechar com as pontas dos dedos - essa parte era colocada para baixo, em contato com a forma. Use uma forma untada.
Cubra com filme plástico e deixe crescer novamente. Essa segunda "crescida" da massa demorou uns 25 minutos.
Pincele com ovo (eu optei por não fazer isso) e leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC por 20 minutos ou até que doure.

Misture bem os ingredientes da cobertura e espalhe nos rolinhos ainda quentes.

11 comentários:

Karen disse...

Eu ainda não tive coragem de fazer pães que precisem ser modelados e enrolados, rs. O máximo que faço é amassar tudo na máquina e fazer bolotas toscas que jogo na assadeira. Mas até fiquei animada!

renata disse...

Hmmm,tudo com canela bate uma vontade. Estao uma beleza só o teus cinnamons rolls.

renata disse...

nao ligue para os meus erros, serao frequentes hi hi

valentina disse...

Pat querida, fiz um curso de paes em que o padeiro explicou que as pessoas tem que parar de ter medo de massa grudar na mao.Boa receita e assim mesmo.Depois desgruda.Ainda bem que voce resistiu a tentacao de jogar farinha de trigo para desgrudar. Lindos.Da vontade de comer. se nao fosse meia noite e cinco talvez até fizesse. Voce inspira com esta narração.

Patricia Scarpin disse...

Karen,
eu bem que queria ter uma máquina de pão (e uma de sorvete, também). Enquanto não tenho, vou fazendo na mão mesmo.
Seus pratos são tão bonitos, vc deveria tentar!

Renata,
Que erros?? Não se preocupe!
Concordo contigo, canela levanta qualquer prato. O cheiro do pão assando perfumou o apartamento inteiro.

Valentina,
Que bom saber desta dica do teu professor. Assim fico ainda mais animada. Acho que ando numa fase de pães. Ótimo saber que consigo inspirar alguém com as minhas trapalhadas na cozinha. :D

Akemi disse...

Patrícia, seus cinnamon rolls estão super apetitosos! Estou quase sentindo seu cheirinho daqui!
Fico contente que não tenha desistido da massa. Como a Valentina falou, as massas são grudentas mesmo, mas sovando bastante elas vão se desgrudando das mãos e da bancada. Resista à vontade de colocar mais farinha, as receitas em que coloco a qtdade exata de farinha são assim mesmo. Que pena que vc não tinha os ingredientes para fazer a calda, mas com açúcar de confeiteiro e água também fica bom!

Eliana Scaramal disse...

Dá vontade de colocar a mão dentro da tela e pegar um!!

Patricia Scarpin disse...

Akemi,

Obrigada pela dica da cobertura. Quero treinar mais para ficarem bonitos como os seus! Hum!

Eliana,
Obrigada! É uma massa bem básica, mas que tem um resultado delicioso. A canela dá um sabor maravilhoso. Recomendo!

andrea disse...

A canela dá um sabor maravilhoso

Thais disse...

oi Patricia!
Sou leitora nova aqui no blog e hoje tentei fazer os rolls, mas na hora de sovar a massa, ela nao desgrudou! Sovei por mais de 1 hora e nada ...
Tive que colocar pra descansar com ela grudando mesmo e no final deu certo. Ficaram deliciosos!

Patricia Scarpin disse...

Oi, Thais! Seja muito bem-vinda!
Realmente esta massa é meio chatinha... Mas fico feliz sabendo que a receita deu certo, oba!
Obrigada por me contar, beijo!

Related Posts with Thumbnails