Monday, March 24, 2014

Bolo de creme de leite, laranja e limão e como cheguei à minha mais recente obsessão "seriadística"

English version

Cream, orange and lime cake / Bolo de creme de leite, laranja e limão

Tenho atormentado vocês falando de “The Killing” há vários posts, mas ainda não lhes contei como cheguei ao seriado: foi por causa de “Robocop”.

Fiquei interessada no filme por várias razões: foi dirigido pelo José Padilha, o original é um favorito meu e o elenco é maravilhoso. Entretanto, eu não sabia nada sobre o protagonista: vira Joel Kinnaman por alguns segundos na versão do Fincher para “Os Homens que Não Amavam as Mulheres” e só. Gostei demais de “Robocop” e depois de assistir ao filme fui ler a respeito – cheguei a Kinnaman, depois a “The Killing”, e quando a minha amiga Neyara disse que eu certamente iria adorar a série dei uma chance ao programa, apenas para me tornar viciada ao final do primeiro episódio e sair devorando temporada atrás de temporada (mas isso vocês já sabem). ;)

Moderação não parece ser algo familiar para mim quando o assunto é seriado ou filme e aparentemente isso me falta na cozinha, também: havia comprado creme de leite fresco para fazer o sorvete de chocolate em forma de picolé de novo – meu marido não enjoa dele – mas perdi as contas da quantidade do ingrediente e quando vi tinha uma garrafinha na geladeira prestes a vencer. Não poderia deixar tal desperdício acontecer, por isso adaptei um bolo que vira na revista Delicious feito com clotted cream e tenho de dizer que foi uma saída genial – e bem saborosa – para o problema. ;)

Bolo de creme de leite, laranja e limão
um tiquinho adaptado da ótima Delicious magazine UK

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
4 ovos grandes
450g de açúcar cristal
2 xícaras de creme de leite fresco
raspas da casca de 2 laranjas
raspas da casca de 3 limões taiti
1 colher (chá) de extrato de baunilha
400g de farinha de trigo
3 colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada generosa de sal

Calda:
o suco das laranjas e limões usados no bolo
8 colheres (sopa) de açúcar cristal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga duas formas de bolo inglês com capacidade para 900g cada, forre-as com papel manteiga e unte o papel também.
Com a batedeira, bata os ovos e o açúcar por 3-5 minutos ou até obter um creme espesso, claro e quase o dobro em volume. Gentilmente (velocidade baixa) acrescente o creme de leite, as raspas de casca de laranja e limão e a baunilha. Peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a mistura e, com uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes misturando levemente, de baixo para cima. Divida a massa entre as formas e leve ao forno por cerca de 1 hora ou até que os bolos cresçam e dourem (faça o teste do palito).
No final do tempo de forno, prepare a calda: em uma panelinha, aqueça os sucos até que comecem a borbulhar. Desligue o fogo, aguarde 2 minutos e misture o açúcar.
Assim que os bolos saírem do forno, fure-os com um palito longo e, aos poucos, derrame a calda quente sobre eles, deixando que absorvam as porções antes de derramar mais. Deixe esfriar nas formas por 30 minutos e então desenforme com cuidado, transferindo para uma gradinha. Deixe esfriar completamente.

Rend.: 2 bolos, servem 6-8 cada

9 comments:

Susana Machado said...

Bem.. esse bolinho tem um aspecto fantástico!! Envia para cá :)
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Fernanda Amarante said...

A cara desse bolo está óooootima, Pat!!! Acredita que continuo dodói e sem ir pra cozinha há séculos? O máximo que andei fazendo foi tapioca, e olhe lá!

Agora você me deu mais uma série pra assistir. O último vício foi House of Cards, meu Deus como amo Kevin Spacey. E meu irmão me fez adorar Spartacus, com aqueles homens seminus delícia! Não é láaa uma Roma, mas estou adorando. E estou aprendendo a te ouvir, depois de morrer de tédio com Trapaça. Vontade de esganar Jennifer Lawrence naquele filme, insuportável de tão chata. Ele fica bom nos últimos 20 minutos e olhe lá, se você conseguir assistir até essa parte. Só o figurino lindo salva.

Beijos darling.

Entre Tralhas e Panelas said...

Dá vontade de comer uma fatia :)

http://entretralhasepanelas.blogspot.pt/

clara mesquita said...

adorei the killing, e acho o Joel Kinnaman um charme

vanaoliver said...

O Bolo está com uma cara maravilhosa vou fazer hoje a tarde! Eu gostei bastante da primeira e da segunda temporada de The Killing, não consegui assistir a terceira temporada, eles fumam demaissssssssssss gente eu que sou ex fumante ficava com vontade as vezes.. Acho que você iria gostar de True detective eu assisti um episódio seguido do outro. Abraços Vanessa

Unknown said...

Patrícia, Parabéns! Seu blog, assim como seus bolos, é lindo!
Quanto devo colocar de baunilha? Essência ou extrato? Obrigada!

Patricia Scarpin said...

Fer, querida, "Trapaça" é uma chatice só. Aquela primeira cena com o Christian Bale arrumando o "cabelo" me deu a impressão de que o filme seria ótimo, mas ficou só naquilo mesmo.
Tem que melhorar logo, amora! <3
Bj!

Clara, super concordo contigo, Joel é amor. <3

Vanaoliver, eu adorei "True Detective", achei muito bom!
Ah, e o povo fuma demais mesmo, me incomoda (não suporto cigarro). Acho que vc jamais aguentaria ver "Mad Men", menina. :D
Beijo!

Unknown, obrigada por me avisar da receita, já corrigi!
Beijo!

Meire said...

Que inferno, Patrícia, como ver esse bolo e não fazê-lo? E não comê-lo todo de uma vez só?!! Vou preparar amanhã, espero que fique lindo igual ao seu! Sobre as séries, vou baixar o nível aqui um pouquinho: enquanto não chega a 3a temporada de House of Card's, ando assistindo Desperate Housewife... vou dormir toda noite sonhando em acordar a Bree Van de Kamp com aquele cabelo vermelho e tudo.

Patricia Scarpin said...

Meire, tô rindo aqui com o teu comentário! :D
Tomara que vc goste do bolo! E quanto ao cabelo da Marcia Cross eu também babo litros nele.
Beijo, querida!

Related Posts with Thumbnails