sexta-feira, janeiro 30, 2009

Madeleines de baunilha e água de rosas

English version

Vanilla and rosewater madeleines

Obrigada a todos pelas ótimas idéias e sugestões sobre os marshmallows – sabia que me ajudariam. Eu os manterei informados sobre as minhas experiências com lavanda.

Flores, novamente – desta vez, rosas combinadas a um sabor que vem de uma orquídea... Parece até primavera.

Vanilla and rosewater madeleines

Madeleines de baunilha e água de rosas
da Donna Hay magazine

2 ovos
75g de açúcar refinado
1 fava de baunilha, aberta e as sementes raspadas com as costas de uma faca
75g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
80g de manteiga, derretida

Cobertura de água de rosas:
160g de açúcar de confeiteiro, peneirado
40ml de água fervente
¼ colher (chá) de água de rosas

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque os ovos, açúcar e sementinhas de baunilha numa tigela e misture bem com um fuê. Peneire a farinha e o fermento sobre a massa e misture novamente. Junte a manteiga e incorpore. Despeje a massa em uma forma de madeleines com 12 cavidades untadas com manteiga. Leve ao forno por 8-10 minutos (faça o teste do palito).
Transfira a forma para uma gradinha e deixe esfriar – as madeleines saíram da assadeira facilmente depois de frias.

Prepare a cobertura: junte o açúcar de confeiteiro, a água e a água de rosas numa tigelinha e misture bem – ou adicione a água aos poucos, checando o ponto da cobertura.
Coloque as madeleines numa gradinha e esta sobre papel manteiga ou uma assadeira. Com a ajuda de uma colher, despeje a cobertura sobre as madeleines – achei mais fácil mergulhar rapidamente um dos lados de cada madeleine na cobertura; deixei secar a repeti o processo para que a casquinha ficasse mais espessa.

Rend.: 12 unidades – consegui 9 como as das fotos e 15 das pequeninas tradicionais

Vanilla and rosewater madeleines

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Marshmallows de lavanda

English version

Lavender marshmallows

Parecia uma boa idéia – algo delicado, quase etéreo. Mas não saiu como eu esperava... :(

Já provaram marshmallows de lavanda? Lembro-me de ter visto uma foto numa revista, meses atrás, mas não havia receita – era uma propaganda de confeitaria ou algo assim (não era aqui do Brasil). Decidi então usar uma receita de marshmallow de baunilha da revista DH #36 e substituí o extrato de baunilha pela lavanda.

O marshmallow até que ficou bom – gostoso e fofinho. Mas o problema foi morder os botõezinhos de lavanda seca... Tinham um sabor amargo. Talvez moer a lavanda com o açúcar antes de usá-lo na calda resolvesse o problema – adoraria “ouvir” a opinião de vocês.

Lavender marshmallows

Marshmallows de lavanda
adaptados da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

4 colheres (sopa) de gelatina em pó incolor e sem sabor
1 xícara (240ml) de água morna
660g de açúcar refinado
1 1/3 xícaras de glucose transparente (à venda em casas de artigos para confeitaria)
2/3 xícara de água, extra
3 colheres (sopa) de lavanda seca comestível*
200g de açúcar de confeiteiro, peneirado
35g - cerca de 3 colheres (sopa) - de amido de milho

Coloque a gelatina e a água morna na tigela grande da batedeira e misture bem; reserve.
Junte o açúcar refinado, a glucose e a água extra numa panela e leve ao fogo médio (misture bem os ingredientes). Quando ferver, não misture mais e deixe por 5-6 minutos ou até atingir a temperatura de 115ºC (use um termômetro culinário).

Com a batedeira na velocidade alta, vá acrescentando a mistura quente em fio à gelatina. Adicione a lavanda e bata por 10 minutos, ou até que fique espesso e fofinho. Transfira para uma assadeira ou refratário de 25x35cm, forrado com papel manteiga bem untado com óleo – unte direitinho para o marshmallow não grudar. Cubra com um pedaço de papel manteiga bem untado também e leve à geladeira de um dia para o outro.

Misture o açúcar de confeiteiro e o amido numa tigela. Vire o marshmallow inteiro numa superfície polvilhada com a mistura de açúcar e remova o papel com cuidado. Corte em quadrados de 5cm – para facilitar, mergulhe a faca em água fervente e enxugue-a rapidamente a cada corte. Passe os quadradinhos pela mistura de açúcar. Guarde em recipiente hermético.

* ou use 2 colheres (sopa) de extrato de baunilha

Rend.: 25 unidades – fiz meia receita, usei uma forma quadrada de 20cm e consegui 36 marshmallows menores

Lavender marshmallows

segunda-feira, janeiro 26, 2009

Sorvete de baunilha com wafers de pêra

English version

Vanilla ice cream with pear wafers

Ei, não vão embora, por favor – apesar de ser de baunilha não se trata de uma receita sem graça. :D

Tenho de ser honesta e admitir que, no passado, eu teria rido de alguém que me dissesse gostar de qualquer coisa de baunilha. Porque, para mim, naquela época, não havia nada para gostar. Mas isso foi antes do blog – depois de provar a verdadeira baunilha, tudo mudou. Fiquei tão viciada nela que ao terminar de preparar receitas com a fava fico cheirando as pontas dos dedos o tempo todo – é uma imagem tola e engraçada, acreditem.

Para acompanhar este sorvete maravilhoso (David Lebovitz, quem mais?), fiz uns wafers de pêra, receita da minha revista preferida, edição nº 39.

Vanilla ice cream with pear wafers

Sorvete de baunilha
do The Perfect Scoop

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (240ml) de leite integral
1 pitada de sal
¾ xícara (150g) de açúcar
1 fava de baunilha
5 gemas
2 xícaras (480ml) de creme de leite fresco
algumas gotinhas de extrato de baunilha

Aqueça o leite, sal e açúcar numa panela de fundo grosso. Com a ponta de uma faca, abra a fava de baunilha, raspe as sementinhas e adicione-as à panela. Junte a fava também.

Numa tigela média, bata as gemas com um fuê e em seguida acrescente metade da mistura de leite quente, em fio, misturando com o fuê continuadamente. Despeje a mistura de ovos na panela e volte-a ao fogo médio-baixo, mexendo sempre com uma colher de pau/espátula de silicone resistente ao calor, até obter uma espécie de mingau – a temperatura do creme deve ser de 76 a 79ºC e ele deve cobrir as costas da colher de pau. Não deixe ferver.

Coloque o creme de leite numa tigela e coe o creme numa peneira fina diretamente sobre ele. Misture o extrato de baunilha e misture bem. Enxágüe a fava de baunilha e coloque na tigela também. Refrigere por no mínino 6 horas e então prepare na sorveteira seguindo as instruções do fabricante.

Rend.: cerca de 950ml

Vanilla ice cream with pear wafers

Wafers de pêra
from Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (200g) de açúcar granulado
2 pêras, em fatias bem fininhas*

Pré-aqueça o forno a 160ºC. Coloque o açúcar num prato e pressione as fatias de pêra nele, dos dois lados. Arrume-as numa assadeira grande, forrada com papel manteiga, e leve ao forno por 15 minutos. Retire, vire as fatias de pêra e asse por mais 15 minutos. Coloque sobre uma gradinha e deixe esfriar.
Os wafers de pêra podem ser servidos com sorbet, sorvete ou panna cotta, ou num prato de queijos com queijos azuis (roquefort, gorgonzola, etc.) ou ainda servidos como petit fours com café.

* a receita pede pêras sensation (não as conheço). Use um tipo de pêra mais sequinho, que não solte muita água – acreditem, tentei com um tipo macio de pêra e meu forno foi inundado de calda... :S

Rend.: cerca de 12 unidades

sexta-feira, janeiro 23, 2009

Caramelo com chocolate e amêndoas

English version

Toffee butter crunch

Errei nesta receita. E duas vezes, ainda por cima.
Ao terminar de preparar o doce, percebi que esquecera de picar os palitos de amêndoa em pedaços menores para a cobertura. Sem contar que também não as tostei. :S

Mas, em minha defesa, há um bom motivo para tanta distração – tinha acabado de descobrir este blog lindíssimo e me perdi passeando pelos posts. :D

Toffee butter crunch

Caramelo com chocolate e amêndoas
daqui
- xícara medidora de 240ml

½ xícara de amêndoas em pedaços grandes, tostadas – usei amêndoas em lascas
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 xícara (200g) açúcar
3 colheres (sopa) de água
1 colher (sopa) de glucose de milho clara (usei Karo)
¾ xícara (130g) de chocolate meio amargo em gotas ou pedacinhos
½ xícara de amêndoas bem picadinhas, tostadas

Forre uma assadeira de 32,5x22,5x5cm* com papel alumínio, deixando sobrar um pouquinho para fora (formando “alças”). Salpique ½ xícara de amêndoas em pedaços maiores/lascas sobre o papel. Reserve.

Unte com manteiga as laterais de uma panela de fundo grosso, com capacidade para 2 litros. Derreta a manteiga na panela. Junte o açúcar, a água e a glucose de milho e misture com uma colher de pau. Leve ao fogo médio-alto até a mistura ferver – você vai controlar a temperatura do doce com um termômetro culinário. Reduza para fogo médio e continue fervendo, mexendo sempre, até o termômetro registrar 143ºC (cerca de 15 minutos) – observe atentamente depois dos 137ºC para evitar que a mistura queime.
Retire a panela do fogo e remova o termômetro. Despeje o caramelo na assadeira preparada.
Deixe esfriar por cerca de 5 minutos ou até firmar e então cubra com o chocolate. Após 1-2 minutos, o calor do doce terá derretido o chocolate. Espalhe-o por toda a superfície do doce com uma espátula e cubra com a ½ xícara de amêndoas restante. Deixe esfriar e leve à geladeira até firmar bem.
Levante o doce da forma usando as alças de papel alumínio e quebre o doce em pedaços. Guarde em recipiente bem fechado – mantive na geladeira para que o chocolate não ficasse mole.

* usei uma forma de 30x20x5cm.

Rend.: cerca de 680g

Toffee butter crunch

quarta-feira, janeiro 21, 2009

Cookies com gotas de chocolate e cerejas secas

English version

Cherry chocolate chip cookies

Mês passado decidi passar um dia todinho vendo filmes. O João estava no trabalho e por isso pude alugar todos os filmes esquisitos que tanto adoro sem que ele me olhasse com aquela cara de “casei com uma alienígena”. :)

Depois de observar as prateleiras da locadora por um tempão cheguei à conclusão de que nenhum dos lançamentos me interessava. Acabei levando uns filmes um pouco mais antigos e foi ótimo – Ryan Gosling salvou a tarde.

A visita à locadora inspirou a minha sessão de baking seguinte – depois de horas folheando e acessando receitas recentemente marcadas, escolhi uma impressa no final de 2007: estes cookies saborosos da Nemmie.

Cherry chocolate chip cookies

Cookies com gotas de chocolate e cerejas secas

- xícara medidora de 240ml

3 xícaras (420g) de farinha de trigo
¾ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1 xícara (200g) de açúcar granulado
¾ xícara (132g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
2 ovos grandes, em temperatura ambiente
1 colher (chá) de baunilha
2 xícaras (350g) de gotinhas de chocolate meio amargo
1 xícara (130g) de cerejas secas, picadas grosseiramente

Pré-aqueça o forno a 190ºC; forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Peneire a farinha, o bicarbonato e o sal numa tigela média e reserve.

Na tigela grande da batedeira, misture a manteiga, os açúcares granulado e mascavo e bata até obter um creme leve (cerca de 2 minutos). Junte os ovos, um a um, batendo, e a baunilha. Bata até incorporar.

Adicione os ingredientes secos peneirados, as gotas de chocolate e as cerejas secas e bata em velocidade baixa só até misturar. Faça bolinhas com 1 ½ colheres (sopa) de massa e coloque-as nas assadeiras preparadas. Achate-as levemente e asse por 12-14 minutos, ou até que a parte de baixo dos cookies comece a dourar. Retire do forno e transfira para uma gradinha até esfriar completamente.

Rend.: fiz metade da receita e consegui 24 cookies

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Sorvete de flocos

English version

Stracciatella ice cream

Depois de ver fotos do filme novo do David Fincher, fiquei maravilhada – mal podia esperar pela estréia aqui no Brasil. Mas agora que o dia chegou já não sinto tanta vontade assim de correr pro cinema... Acho que foi expectativa demais. Faço isso às vezes.

Mas nem todas as expectativas são ruins. Há uma que tem me trazido muito prazer – depois de meses sonhando com uma máquina de sorvete finalmente me rendi e comprei uma. Sofri uma influência enorme destas incríveis mocinhas, tenho de dizer. Agora poderei preparar suas receitas deliciosas de sorvetes e sorbets.

Uma outra grande inspiração para fãs de sorvete como eu é o David Lebovitz e comecei com uma receita dele, encontrada aqui. Já fiz este sorvete duas vezes – meu marido e meu irmão terminaram com a primeira leva tão rápido que não deu para tirar uma fotinha sequer. :D

Stracciatella ice cream

Sorvete de flocos

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (240ml) de leite integral
¾ xícara (150g) de açúcar
2 xícaras (480ml) de creme de leite fresco, uso dividido
1 fava de baunilha
6 gemas grandes
¾ colher (chá) de extrato de baunilha
140g de chocolate amargo, com menos de 60% de cacau, bem picadinho

Misture o leite, o açúcar e 1 xícara (240ml) do creme de leite numa panela de fundo grosso com capacidade para 1-2 litros. Com a ponta de uma faca, abra a fava de baunilha, raspe as sementinhas e adicione-as à panela. Junte a fava também e leve a mistura ao fogo, mexendo para dissolver o açúcar, até começar a ferver. Retire do fogo, tampe e reserve por 30 minutos.

Reaqueça a mistura, mexendo, até ficar bem quente. Numa tigela média, bata as gemas com um fuê e em seguida acrescente metade do creme quente, em fio, misturando com o fuê continuadamente. Despeje a mistura de ovos na panela e volte-a ao fogo médio-baixo, mexendo sempre com uma colher de pau, até obter uma espécie de mingau – a temperatura do creme deve ser de 76 a 79ºC e ele deve cobrir as costas da colher de pau. Não deixe ferver.

Coe a mistura numa peneira fina direto para uma tigela de metal. Junte o extrato de baunilha e a xícara de creme de leite fresco restante, misture, e coloque também a fava de baunilha. Leve à geladeira sem cobrir até esfriar, cubra em seguida e refrigere por no mínimo 6 horas. Retire a fava de baunilha e leve a mistura à sua sorveteira, seguindo as instruções do fabricante.
Enquanto isso, derreta o chocolate em banho-maria, mexendo constantemente, e então o transfira para uma xícara medidora de vidro. Quando o sorvete terminar de gelar, despeje o chocolate em fio, diretamente para dentro da sorveteira e deixe a máquina funcionar por mais 30 segundos – o chocolate vai endurecer, formando os flocos. Transfira o sorvete para um pote hermético e deixe no freezer até firmar, pelo menos 4 horas.

Rend.: cerca de 950ml

Stracciatella ice cream

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Bolo de banana e avelã

English version

Banana and hazelnut coffee cake

Ainda numa onda de frutas – beeeem menos saudável, sei, mas não consigo ficar muito tempo sem fazer um bolo. Não posso evitar. E aposto que vocês entendem. :)

As bananas ficam maduras e sardentas de um dia para o outro neste calorão e isso pede uma solução rápida, como a que encontrei no site do Waitrose – aliás, há receitas maravilhosas lá, vocês deveriam dar uma olhada.

O iogurte natural na massa ajuda a criar um bolo bastante úmido e com um gostinho característico. A receita original pede sour cream.

Preparem-se para levar seus vizinhos à loucura com o cheirinho saindo do forno. :D

Banana and hazelnut coffee cake

Bolo de banana e avelã

Cobertura:
90g de farinha de trigo comum
80g de avelãs picadinhas
120g de açúcar mascavo claro
½ colher (chá) de sal
3 bananas grandes e maduras
suco de 1 limão siciliano
80g de manteiga sem sal, derretida

Bolo:
280g de farinha de trigo com fermento
1 colher (chá) de fermento em pó
250g de iogurte natural
1 colher (chá) de baunilha
90g de manteiga sem sal, derretida
150g de açúcar refinado
2 ovos grandes

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma quadrada de 25cm e forre-a com papel manteiga.
Para a cobertura, misture a farinha, as avelãs, o açúcar e o sal numa tigela grande. Despeje a manteiga derretida sobre os ingredientes secos e misture com uma faquinha de ponta arredondada até obter a textura de farelo grosso. Leve à geladeira enquanto prepara o restante da receita.
Faça o bolo: misture todos os ingredientes na tigela da batedeira e bata até conseguir uma massa bem homogênea. Despeje na forma preparada e alise a superfície da massa com as costas de uma colher.
Descasque as bananas, corte-as em fatias e misture-as ao suco de limão numa tigela. Em seguida, espalhe as fatias sobre a massa do bolo, uniformemente. Salpique a cobertura de avelãs por cima e leve ao forno por 45-50 minutos (faça o teste do palito).
Deixe esfriar por 10 minutos na assadeira e então levante o bolo usando o papel manteiga.
Sirva morno ou frio.
Pode ser guardado num recipiente hermético por 1-2 dias.

Rend.: 16 quadradinhos

Banana and hazelnut coffee cake

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Crumble de ameixa e coco

English version

Plum and coconut crumble

Amo frutas, sempre amei. E isso é “culpa” da minha mãe – eu recusava comida salgada quando pequenina, era uma dificuldade enorme me alimentar. Por isso, ela armava pequenas armadilhas pela casa: pratinhos com frutas picadas. Maçã, pêra, uva, melancia – de tudo um pouco. E então eu comia as porções de fruta enquanto brincava aqui e ali. Minha mãe era uma mulher muito sábia – e paciente pra caramba. :D

Se vocês, como eu, amam fruitas, sugiro esta sobremesa – ótima para usar aquelas ameixas que sobram das festas de final de ano. E para quem não gosta tanto assim, a cobertura de coco docinha e crocante serve como um ótimo disfarce.

Plum and coconut crumble

Crumble de ameixa e coco
adaptado da Donna Hay magazine

35g de farinha de trigo
75g de coco ralado sem adição de açúcar
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
40g de manteiga sem sal, amolecida
4 ameixas vermelhas pequenas, sem os caroços e picadas
1 maçã grande, descascada, sem o miolo e picada
2 colheres (sopa) de açúcar mascavo

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Misture a farinha, o coco e o açúcar refinado numa tigelinha. Junte a manteiga e use as pontas dos dedos para agregar, formando uma farofinha. Reserve.
Coloque a ameixa, a maçã e o açúcar mascavo numa tigelinha e misture. Divida a mistura entre dois refratários com capacidade para 1 xícara (240ml) cada e que possam ir ao forno. Cubra com a farofinha de coco e asse por 30 minutos ou até dourar.

Rend.: 2 porções

Plum and coconut crumble

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Mozzarella in carrozza

English version

Mozzarella in carrozza

Sábado é meu dia preferido e algo que adoro fazer é ver a Nigella. Tem muita reprise e já assisti a vários episódios, mas tudo bem – é uma delícia vê-la cozinhar, mesmo que eu nem sempre morra de amores por alguns dos pratos que ela prepara. :)

Dá mesmo pra contar com a Nigella se a idéia for uma comidinha gostosa e rapidíssima. E foi isso que fiz, depois de ver um dos episódios de Natal – estava com fome, mas o sofá parecia chamar o meu nome... :D

Se esta receita não inspirar quem tem preguiça de cozinhar, desisto.

Mozzarella in carrozza

Mozzarella in carrozza
do Nigella Bites

- xícara medidora de 240ml

6 fatias de pão de forma macio (retire as cascas)
1 bola de mozarela fresca do tamanho de um punho, cortada em fatias de pouco mais de 0,5cm e então em tirinhas – usei mozarela de búfala temperada com um pouquinho de flor de sal e pimenta
½ xícara (120ml) de leite integral
3 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
1 ovo
sal e pimenta do reino moída na hora
½ xícara (120ml) de azeite de oliva comum, para fritar (não use extra-virgem) – usei bem menos

Monte sanduíches com o pão e a mozarela, deixando uma margenzinha sem recheio. Aperte-as bem com os dedos para selar o recheio dentro do pão (uma das vantagens de se usar o pão de forma macio é conseguir amassar bem uma fatia com a outra, fechando os lanches direitinho).
Coloque o leite numa tigela, a farinha em outra e o ovo numa terceira. Bata o ovo e acrescente o sal e a pimenta.
Aqueça o azeite numa frigideira em fogo médio. De maneira bem rápida, mergulhe os sanduíches, um a um, no leite, em seguida passe-os pela farinha. Por último, pelos ovos batidos – o segredo aqui é ser bem ligeirinho, caso contrário o pão vai ficar ensopado.
Frite cada sanduíche no azeite até dourar e ficar crocante nos dois lados. Corte ao meio e sirva.

* achei mais fácil usar pratos rasos

Rend.: 2 porções

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Cookies de coco tostado com cobertura de chocolate branco

English version

Toasted coconut shortbread with white chocolate icing

Tive certas “fases” na adolescência – se gostava de algo, me entupia daquilo até cansar. No primeiro ano da faculdade, quando tinha 17 anos, viciei numa espécie de tortinha vendida na cantina. Comia aquilo todo dia, todo santo dia, até enjoar todo mundo em volta – e, pensando bem, hoje eu nem consideraria aquilo bom. :S

Estou longe dos 17 – e há uns dois ou três fiozinhos de cabelo branco aqui para provar – mas creio ser difícil mudar antigos hábitos. Estou com mania de coco desde as madeleines e acho que não vai acabar tão já. Fiz várias receitas com aquele ingrediente e o shortbread fantástico que a Peabody postou outro dia se tornou a favorita. Fiz os cookies para dar de presente, por isso enfeitei um pouquinho com cobertura.

Toasted coconut shortbread with white chocolate icing

Cookies de coco tostado com cobertura de chocolate branco

- xícara medidora de 240ml

Cookies:
1 xícara (90g) de coco ralado, sem adição de açúcar
1 ½ xícaras (340g) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar granulado
1/3 xícara (47g) de açúcar de confeiteiro
1 ¼ colheres (chá) de sal
1 colher (chá) de baunilha
2 2/3 xícaras (373g) de farinha de trigo

Cobertura:

100g de coco em flocos úmidos e adoçados
150g de chocolate branco picadinho

Pré-aqueça o forno a 165ºC. Espalhe o coco ralado (sem açúcar) numa assadeira grande e leve ao forno, mexendo de vez em quando, até dourar, por cerca de 6 minutos (fique de olho pois o coco pode queimar rapidamente). Deixe esfriar completamente.
Na batedeira, bata a manteiga, o açúcar granulado e o de confeiteiro até misturar bem. Junte o sal e a baunilha. Em velocidade baixa, acrescente a farinha em duas etapas. Misture o coco tostado.
Divida a massa em duas partes e faça um rolinho com cada uma delas, embrulhando bem em papel manteiga. Leve à geladeira até firmar, cerca de 2 horas.

Pré-aqueça o forno a 165ºC. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Usando uma faca afiada e fina, corte cada rolinho em fatias de aprox. 1cm de espessura. Coloque-as nas assadeiras preparadas, deixando 2,5cm entre uma e outra. Asse até que dourem levemente, cerca de 20 minutos. Deixe esfriar nas formas por 10 minutos e então transfira os cookies para uma gradinha, para que esfriem completamente. (Podem ser guardados, sem a cobertura, por até uma semana num recipiente hermético em temperatura ambiente).

Faça a cobertura: pré-aqueça o forno a 165ºC; espalhe o coco em flocos adoçados numa assadeira e leve ao forno até dourar, mexendo ocasionalmente, por cerca de 8 minutos. Deise esfriar completamente.
Derreta o chocolate em banho-maria ou no microondas. Mergulhe metade de cada cookie no chocolate e imediatamente passe a parte banhada no coco. Coloque-os sobre papel manteiga e deixe a cobertura firmar, cerca de 1 hora. Se quiser acelerar o processo, leve os cookies à geladeira por 15 minutos.

Rend.: 45-50 unidades

segunda-feira, janeiro 05, 2009

Panetone com chocolate, cranberry e pistache

English version

Chocolate, pistachio and cranberry panettone

Feliz ano novo, pessoal!

Obrigada pelos emails e comentários – estava de folga e não postei quase nada por aqui, além de não visitar os meus blogs favoritos. Quero corrigir isso o mais rapidamente possível e começo com este panetone. Adaptei esta receita, trocando as passas e avelãs por cranberries secas e pistache. As cranberries que usei foram um presente de uma amiga, mas semana passada vi cranberries secas à venda no Empório Santa Maria.

Desejo-lhes um ótimo ano, cheio de alegria, amor e esperança. Que todos os nossos sonhos se realizem!

Chocolate, pistachio and cranberry panettone

Panetone com chocolate, cranberry e pistache
da Delicious magazine

125g de manteiga sem sal, amolecida
350g de farinha para pães, e um pouquinho extra para polvilhar – usei 380g de farinha de trigo comum
½ colher (chá) de sal
2 ¼ colheres (chá) - 7g - de fermento biológico seco
50g de açúcar refinado
50g de cranberries secas
50g de pistache sem casca, cru e sem sal, grosseiramente picado
raspas da casca de 1 laranja
3 ovos grandes, ligeiramente batidos
4 colheres (sopa) de leite morno, e um pouquinho extra se necessário
50g de chocolate meio amargo, em gotas ou pedacinhos
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Unte uma forma canelada (para savarin ou kugelhopf) ou uma forma redonda de 18x9cm.*
Peneire a farinha e o sal numa tigela grande. Acrescente o fermento, o açúcar, as cranberries, o pistache e as raspas de laranja. Faça um buraco no centro e aí adicione os ovos, 100g da manteiga e o leite. Misture. Sove na tigela por 5 minutos ou até obter uma massa elástica e homogênea (acrescente mais leite, se necessário). Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e sove por mais 5 minutos ou até ficar bem macia – fiz tudo isso na Kitchen Aid usando o batedor de gancho.
Faça uma bola com a massa, coloque-a numa tigela untada e cubra com filme PVC. Deixe crescer num lugar protegido de correntes de ar por pelo menos 1 hora ou até dobrar de volume.
Dê um soquinho no centro da massa para retirar o excesso de ar. Sove-a numa superfície enfarinhada por 5 minutos, acrescentando as gotas de chocolate rapidamente para que não derretam. Coloque a massa na forma preparada, cubra e deixe crescer novamente, por 30 minutos.
Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180ºC e derreta os 25g de manteiga restantes. Pincele a superfície do panetone com ela e asse por 30-35 minutos ou até que cresça e esteja assado por dentro.
Embrulhe num pano de prato grosso e deixe esfriar completamente.
Desenforme e polvilhe com açúcar de confeiteiro antes de servir.

* usei uma forma de buraco no meio simples de 20cm

Rend.: 1 panetone grande

Chocolate, pistachio and cranberry panettone

Related Posts with Thumbnails