quarta-feira, julho 11, 2012

Tortinhas de chocolate e caramelo com um toque de sal

English version

Salted chocolate caramel tartlets / Tortinhas de chocolate e caramelo salgado

Pensem em um timing perfeito: a edição de outono da minha revista de comida favorita chegou um dia depois de eu ter aberto um vidro de doce de leite para comer uma colherada dele (apenas UMA, gente, juro). :)
Já que não poderia comer o conteúdo restante do vidro – gostaria de fazê-lo, mas não poderia – começara a pensar em alguma coisa para preparar com o doce; foi quando folheando as lindas páginas da revista deparei com estas tortinhas – recheadas com doce de leite e cobertas com ganache, eram exatamente do que eu precisava.
Sei que nem todo mundo gosta de sal em sobremesas – minha irmã comeu a tortinha dela sem o sal – por isso considerem uma adição opcional.

***
E para vocês não acharem que me esqueci da trilogia “Jogos Vorazes”: depois de ler os dois primeiros livros em um espaço curto de tempo tenho procrastinado horrores com “Mockinjay” – sou só eu ou o livro é chaaaato mesmo? :/

Tortinhas de chocolate e caramelo com um toque de sal
um nadinha adaptadas da sempre maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
½ xícara + 1 colher (sopa) - 78g - de açúcar de confeiteiro
1 pitada de sal
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, gelada e picada
3 gemas
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (sopa) de água gelada

Recheio e cobertura:
1 xícara de doce de leite
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
120g de chocolate meio-amargo ou amargo
sal marinho em flocos, para polvilhar – usei Maldon, mas pessoalmente acho opcional (pode-se substituir por flor de sal)

Comece preparando a massa: coloque a farinha, o cacau, o açúcar de confeiteiro e o sal no processador de alimentos e pulse para combiná-los. Junte a manteiga e pulse até que a mistura pareça uma farofa grossa. Com o processador ligado, junte as gemas e a baunilha, seguidas da água gelada e processe apenas até que uma massa comece a se formar. Transfira a mistura para um pedaço grande de filme plástico e, com as pontas dos dedos, junte os pedacinhos todos formando uma massa. Forme um disco com ela, embrulhe no plástico e leve à geladeira por 2 horas ou de um dia para o outro.
Unte levemente com manteiga 6 forminhas para torta de 8cm de diâmetro. Divida a massa em seis partes iguais. Coloque cada porção de massa entre dois pedaços de papel manteiga levemente enfarinhados e, com o auxílio de um rolo, abra-a em um círculo rústico. Forre uma forminha com o círculo de massa e remova os excessos. Repita o processo com a massa restante. Faça furinhos com um garfo em toda a massa e leve ao freezer por 30 minutos. Pré-aqueça o forno a 180°C.
Unte o lado brilhante de um pedaço grande de papel alumínio e corte aproximadamente em seis quadrados; coloque cada quadrado, com o lado untado para baixo, sobre a massa, deixando-o diretamente em contato com ela. Agora, a melhor parte: já que você congelou a massa, não vai precisar usar pesinhos ou feijões secos sobre o papel alumínio para assar. Asse por 10-12 minutos. Retire do forno e remova cuidadosamente os pedaços de papel alumínio – se houver bolhas na massa, aperte-as com as costas de uma colher. Volte as bases de torta ao forno por mais 10-15 minutos ou até que estejam assadas. Deixe esfriar completamente nas forminhas.
Divida o doce de leite entre as bases de torta e espalhe com as costas de uma colher. Leve à geladeira por 30 minutos.
Coloque o creme de leite em uma panelinha e leve ao fogo alto até começar a ferver. Retire do fogo, junte o chocolate e misture até obter um creme homogêneo de brilhante. Espalhe a ganache sobre o doce de leite. Volte as tortinhas à geladeira por 2 horas ou até que o ganache firme. Salpique as tortinhas com sal e sirva.

Rend.: 6 unidades – fiz exatamente a receita acima, usei forminhas com 9cm de diâmetro e consegui 10 tortinhas; ao retirar a massa da geladeira preferi dividi-la em 8 partes, e depois consegui mais 2 tortinhas usando as sobras de massa (abri as sobras de massa uma única vez com o rolo, pois ao manipular demais a massa pode ficar dura)

14 comentários:

saboracasa disse...

tortinha super boa ... com aspeto divinal :)

Isadora disse...

adorei a combinação!!! só sai coisa boa desta cozinha!

http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

Valentina disse...

Para mim não ha coisa mais difícil de resistir do que um bom doce de leite. Sao raros de encontrar mas quando chegam..ai ai.. Estas tortinhas tem ingredientes que simplesmente adoro.

Ana Claudia disse...

Tortinhas lindas e saborosas.
Bjs
Ana Claudia
www.anaclaudianacozinha.blogspot.com.br

Vera Ferraz disse...

Uau! Que delicia!! Tenho uma flor de sal com polen de abelha que acho que vai ficar a matar nesta receita! Vou levar :)

Cheshire cat disse...

Mockinjay é o mais chatinho mesmo, mas melhora no final. Também sou apaixonada pela trilogia.

Danni e Lype disse...

Querida Patrícia,
Nossa!!! Como sempre mais uma receita MARAVILHOSA!!! O meu caderninho está cheio delas... Hoje eu experimentei fazer o Bolo Formigueiro e ficou sensacional... Tem uma mensagem no meu cantinho para você... Se você puder dá uma passadinha por lá...
Muito obrigada por tudo...
Beijos, Irene

http://dannielype.blogspot.com.br/2012/07/cupcake-formigueiro-gourmet.html

Fernanda Amarante disse...

Flor de sal com pólen eu nunca vi, mas tenho um sal com baunilha que comprei na Spicy que fica perfeito com caramelos... Pat, pergunta; você usa termômetro de açúcar? Sempre que quero fazer caramelo fico achando q não vou conseguir sem o termômetro, aí hoje fiz o toucinho do céu sem ele, calda de açúcar em ponto de bala... E outra coisa, você assina onde mesmo as suas revistas? Tô viciada no programa da Donna Hay, fiz uma receita de molho Caesar dela, uauuuu!

Neyara disse...

Pat, você posta mais receitas lindas do que eu consigo reproduzir! Tenho uma lista imensa delas, mas essa foi pra fila das prioridades e passou para o primeiro lugar (seria uma receita idosa, grávida ou lactante?). Assim que eu fizer, te conto.
Beijos

Patricia Scarpin disse...

Irene, vou lá ver seu post, bjs!

Cheshire Cat, vou ver se engreno no livro, então!
Bj!

Fernanda, uso termômetro de açúcar sim, mas não para tudo. A minha assinatura da revista DH foi feita no site da revista.
Bj!

Neyara, querida, não entendi a sua pergunta! :S

Juliana Senna disse...

Eu vi essa torta na revista também, fiquei super a fim de fazer!

Deh disse...

Vim aqui caçar receitinha boa de bolo de chocolate pra fazer com o parceirinho e vi que vc tá desanimada com o livro. Num pare nãão, é tão legal!! Quem disse que melhora tá certinho!

Bjo!

Patricia Scarpin disse...

Deh, querida, pois ontem, inspirada pelo seu comentário, dei um gás na leitura e agora estou empolgada novamente!
Beijo!

Chic Maria disse...

Já conheço o teu blog á muito tempo mas hoje resolvi comentar... Ando á procura de receitas e ideias novas... Adoro o teu blog, a originalidade das receitas e a forma como as explicas. Não gostava nada de viver contigo porque, gulosa como sou, já rebolava. Muito sucesso *

Related Posts with Thumbnails