segunda-feira, março 05, 2012

Le gibassier

English version

Le gibassier

Estava apenas procurando uma receita para usar um pouco da casca de laranja em calda que sobrara na geladeira depois do bolo de quase-sogra, mas o que encontrei foi o pão mais bonito que vi na vida, do qual nunca ouvira falar antes. Gosto demais quando certas coisas me levam a grandes descobertas, e voltei a sentir isso há cerca de uma semana, quando depois de assistir ao fantástico “Dublê de Anjo” fiz minha visita de costume ao IMDb: xeretando o perfil de Lee Pace encontrei este filme, do qual nunca ouvira falar e que parece ser exatamente o tipo de drama que adoro.

Le gibassier
da gloriosa e deliciosa Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

1/3 xícara (80ml) de leite integral morno
4 ½ colheres (chá) - 14g - de fermento biológico seco
6 colheres (sopa) - 72g - de açúcar granulado, de preferência orgânico – uso dividido
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
2 ovos grandes, de preferência orgânicos
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 ½ colheres (chá) de água de flor de laranjeira
½ colher (chá) de extrato de baunilha
¼ xícara + 1 colher (sopa) - 70g - de manteiga sem sal, amolecida
100g de casca de laranja em calda/cristalizada (se for em calda, drenada), picadinha – usei caseira, receita aqui
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Coloque o leite, o fermento e 3 ½ colheres (sopa) do açúcar em uma tigelinha. Misture bem e deixe em temperatura ambiente por 10 minutos ou até que espume.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de gancho, misture a farinha e o açúcar restante. Junte os ovos, o azeite, a água de flor de laranjeira, a baunilha e a mistura de fermento e sove/bata até obter uma massa lisa e elástica (50-10 minutos). Vá acrescentando a manteiga, aos poucos, misturando até incorporá-la. Junte a casca de laranja cristalizada, sove para incorporar, e então transfira a massa para uma tigela grande levemente untada com óleo. Cubra e deixe crescer em um lugar livre de correntes de ar até dobrar de volume (1½-2 horas).
Forre uma assadeira grande com papel alumínio. Dê um soquinho na massa para retirar o excesso de ar e divida em duas partes iguais. Dê a cada metade de massa um formato rústico de folha, faça cortes na massa imitando os veios de uma folha e abra-os levemente com os dedos. Coloque os pães na forma preparada, cubra levemente com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente por mais 1 hora – depois desse período os cortes que eu fizera nos pães tinham praticamente desaparecido; por isso, refiz os cortes antes de assar os pães.
Pré-aqueça o forno a 200°C. Asse os pães até que dourem bem e estejam assados por dentro (10-12 minutos). Polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva morno (também gostei dos pães em temperatura ambiente).

Rend.: 8 porções

8 comentários:

Andréa disse...

Olá, Patrícia.

Esse pão deve ser uma delícia! Eu achei um vídeo bem legal em stop motion mostrando a receita: http://www.youtube.com/watch?v=WweT_qwwOdg

Um abraço,

Andréa.

Marmita disse...

Que bonito pão, desconhecia obrigada pela partilha. um beijo

PoliCBA disse...

Casca de laranja na massa?
Além de lindo, deve ser delicioso, mesmo.
Seria uma espécie de focaccia? Desculpe-me a ignorância, mas é que, na aparência, ao menos, lembra uma focaccia.

A propósito, adoro Lee Pace! E "Dublê de Anjo" é um filme realmente espetacular.

Maaarii disse...

Parabééns o seu blog é incrível!!! Adoreii!!!

Jour de Macaron disse...

Eu também nunca ouvi falar desse pão, mas o aspecto é maravilhoso!
Vou testar sim sim!
Beijos!

Executiva de Panela disse...

Que pão lindo! Parabéns!

Sabrina disse...

nossa, bota lindo nisso; maravilhoso! Lembrou-me o formato de uma focaccia bem rústica que comi... ;)

Patricia Scarpin disse...

Andréa, que vídeo lindo! Obrigada por me enviar o link, adorei!
Bj!

Poli, não é uma focaccia, não.

Related Posts with Thumbnails