Mostrando postagens com marcador suco de limão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador suco de limão. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, agosto 08, 2014

Frango assado com alho, castanha de caju e coentro, e curiosidade

English version

Garlicky cashew chicken / Frango assado com alho, castanha de caju e coentro

Meu amor por frango assado é tão notório que quando digo ao meu marido que não tenho ideia do que preparar para o final de semana ele diz “que tal um franguinho assado?” :D

Se não estou muito inspirada, faço o frango com chorizo da Donna Hay, pois sei que é uma delícia e meu marido e eu adoramos, mas na maioria das vezes gosto de variar porque há tanta receita boa por aí só esperando para ser preparada (e devorada).

Quando vi que a receita de frango na churrasqueira da Amanda Hessler incluía castanha de caju na marinada fiquei curiosíssima, especialmente porque não conseguia imaginar qual seria o resultado – algumas receitas me parecem familiares, mesmo que novas, e com outras tento imaginar o sabor mesmo que nunca as tenha preparado, mas com essa não consegui: fiquei encafifada pra saber como as castanhas dariam sabor ao frango, e como elas se comportariam com o coentro e o molho de soja.

O único jeito de descobrir era fazendo a receita, e foi exatamente isso que fiz.

(se alguém lhes disser que escorpianos são curiosos, acreditem). :)

As castanhas de caju tornam a marinada bem cremosa e também deixam o franguinho úmido e dourado sem a adição de muito óleo. O coentro e o molho de soja dão um sabor ótimo (peguem leve no sal: o shoyu e as castanhas já são salgados). Se eu faria esse frango novamente? Sim, achei bem gostoso, mas usaria um pouco mais de alho numa próxima vez (o nome da receita original é “garlicky chicken”, mas não achei “garlicky” o suficiente).

Só para vocês saberem, meu marido continua preferindo o franguinho da Donna Hay. :)

Frango assado com alho, castanha de caju e coentro
um nadinha adaptado do maravilhoso The Essential New York Times Cookbook: Classic Recipes for a New Century

- xícara medidora de 240ml

1/3 xícara de castanha de caju torrada e salgada
1 punhado de folhas de coentro fresco +um pouquinho extra para servir
1 colher (sopa) de óleo de canola
2 dentes de alho grandes, picados
½ colher (sopa) de molho de soja
½ colher (chá) de açúcar mascavo – aperte-o na colher na hora de medir
suco de 1 limão taiti grande
sal e pimenta do reino moída na hora
4 pedaços de frango – use os seus preferidos

Em um processador ou liquidificador, junte a castanha de caju, o coentro, o óleo, o molho de soja, o açúcar e o suco de limão. Processe até obter uma pasta. Prove e tempere com sal e pimenta.
Espalhe generosamente a marinada nos pedaços de frango. Coloque em uma tigela, cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 3 horas (melhor ainda de um dia para o outro).

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma assadeira com uma camada dupla de papel alumínio e pincele-o com um pouquinho de óleo.
Arrume os pedaços de frango sobre o papel e regue com o que sobrar da marinada. Asse por cerca de 1 hora ou até ficar a seu gosto.
Sirva salpicado com o coentro.

Rend.: 2 porções

sábado, abril 12, 2014

Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas e zonas de conforto

English version

Sticky chicken wings / Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas

Admiro quem sai de sua zona de conforto: não é algo fácil de fazer, nem todo mundo está pronto para isso, então parabéns para quem o faz. Mas ao mesmo tempo fico pensando que se estamos fazendo algo realmente bem, por que não continuar fazendo?

A vida é equilíbrio, acho.

Pensei nisso quando vi o pôster de “Maps to the Stars”, do Cronenberg – lá vai ele de novo trabalhar com Robert Pattinson (o cara que tornou impossível ver mais do que trinta minutos de “Cosmópolis”). Ah, David, já deu, né? É bacana variar as coisas de vez em quando, te admiro por isso, mas deixe de tontice e volte a trabalhar com Viggo, por favor. Volte àquela zona de conforto talentosa, lhe imploro.

Quando quero algo gostoso para o almoço e não tenho tempo de ficar procurando por aí fico na minha zona de conforto “alimentícia” e recorro a fontes em que confio: Nigella, Martha, Jamie – eles dificilmente desapontam. Bill Granger é parte da lista, também, com suas receitas sempre simples e gostosas, como estas asinhas que além de facílimas de preparar são, literalmente, de lamber os dedos.

Asinhas de frango grudentinhas e deliciosas
um tiquinho adaptadas do delicioso Holiday

4 ½ colheres (sopa) de mirin
4 ½ colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
3 colheres (chá) de açúcar cristal ou refinado
2 dentes de alho grande, amassados
1 colher (chá) de gengibre fresco ralado
1 colher (chá) de cominho em pó
suco de 1 limão taiti
pimenta do reino moída na hora
16 asinhas de frango, sem as pontinhas
cebolinha em fatias fininhas, para servir

Em uma tigela rasa e não metálica, misture o mirin, o molho de soja, o açúcar, o alho, o gengibre, o cominho, o suco de limão e a pimenta e adicione o frango, cobrindo bem com a marinada. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 4 horas (ou de um dia para o outro).

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com uma camada dupla de papel alumínio e pincele-o levemente com óleo. Retire as asinhas da marinada e arrume-as sobre o papel alumínio, sem sobrepor. Asse por 30 minutos, virando-as uma vez.
Enquanto isso, despeje a marinada em uma panelinha e ferva em fogo baixo até reduzir pela metade. Despeje sobre o frango e asse por mais 10-15 minutos ou até que as asinhas fiquem bem douradas e grudentas. Salpique com a cebolinha picada e sirva imediatamente.

Rend.: 4 porções

sexta-feira, abril 04, 2014

Frango assado com pasta de curry vermelha, algo forte e algo mais suave

English version

Roast curry chicken / Frango assado com pasta de curry vermelha

Ao começar a ler a notícia sobre os livros encadernados com pele humana descobertos em Harvard imediatamente pensei em Sam Raimi e em “A Morte do Demônio”, e ao final do artigo descobri que o autor pensara neles, também. :)

Filmes são uma questão de gosto, assim como comida: este franguinho assado simplíssimo, amaciado pelo buttermilk e temperado pela pasta de curry, é uma ideia boa até para dias mais agitados, já que o forno faz todo o trabalho – você só precisa de tempo para deixar a marinada cumprir seu papel enquanto o frango repousa na geladeira. Entretanto, nem todo mundo gosta de comida super picante, e pastas de curry variam em intensidade e sabor, sendo umas mais ardidas do que outras, por isso prove a pasta que comprar antes de adicioná-la à marinada: ela pode ser fortíssima como o filme de 1981 ou mais suave como a versão de 2013. ;)

Frango assado com pasta de curry vermelha
adaptado do delicioso e lindíssimo Feed Me Now!

3 colheres (sopa) de leite integral
suco de 3 limões taiti grandes
3 colheres (sopa) de pasta de curry vermelha*
2 dentes de alho, amassados até virarem purê
sal e pimenta do reino moída na hora
8 pedaços de frango – use os seus preferidos

Em uma tigela grande e rasa, misture o leite e o suco de limão e reserve por 10 minutos (assim você obterá buttermilk, ingrediente que deixa o frango bem macio). Junte a pasta de curry, o alho, sal e pimenta e misture. Adicione os pedaços de frango, vire-os para cobrir bem com a mistura e cubra com filme plástico. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia par ao outro.

Pré-aqueça o forno a 190°C. Forre uma assadeira grande (em que caibam os pedaços de frango sem que fiquem sobrepostos) com uma camada tripla de papel alumínio e pincele-o levemente com óleo ou azeite. Arrume os pedaços de frango sobre o papel, um ao lado do outro, e regue com a marinada. Asse por 60-70 minutos ou até dourar bem (cozinhe de acordo com a sua preferência, mais clarinho ou mais dourado).
Sirva em seguida.

*pastas de curry variam em intensidade e sabor, umas são mais ardidas do que outras, por isso prove antes de temperar o frango e ajuste a quantidade de acordo com a sua preferência – eu usei esta pasta (comprei na Casa Santa Luzia)

Rend.: 4 porções

quinta-feira, setembro 01, 2011

Sorvete de abacate e coisas que a minha mãe adoraria

English version

Avocado ice cream / Sorvete de abacate

Enquanto certas coisas instantaneamente me lembram minha mãe outras me fazem pensar nela porque tenho certeza de que ela as adoraria se estivesse aqui. Os programas de culinária que vejo com freqüência, por exemplo: sei que Bill Granger e Nigella seriam seus favoritos (o Gordon, não – minha mãe odiava palavrões); pratos como esses, por causa de seu profundo amor por tomates; e este sorvete de abacate, por todas as tardes em que dividimos uma tigela de abacate salpicado com açúcar e limão depois que eu terminava a lição de casa.

Sorvete de abacate
um nadinha adaptado do The Perfect Scoop, inspirado no sorvete da Ana

- xícara medidora de 240ml

500g de abacates maduros
½ xícara + 1 colher (sopa) - 112g - de açúcar refinado
¾ xícara (180ml) de creme azedo (sour cream)*
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
¼ xícara (60ml) de leite integral
1 colher (sopa) de suco de limão tahiti
1 pitada generosa de sal

Corte os abacates ao meio e retire o caroço. Remova gentilmente a polpa com uma colher e pique em pedacinhos. Transfira para um liquidificador ou processador de alimentos e junte o açúcar, o creme azedo, o creme de leite fresco, o leite, o suco de limão e o sal. Bata bem até conseguir um creme homogêneo. Prove e ajuste o açúcar e/ou o suco de limão se for necessário.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais

Rend.: 750ml

quarta-feira, setembro 29, 2010

Bolo Piña Colada

English version

Piña Colada cake / Bolo Piña Colada

Este é o bolo que fiz pro aniversário da minha sogra; já havia me programado para fazer um bolo de chocolate, mas quando liguei para lhe perguntar o sabor desejado ela respondeu que eu já estava fazendo muito de preparar o bolo, ela não escolheria o sabor – eu deveria fazer isso; foi a deixa perfeita para experimentar um sabor diferente do meu livro de bolos de camadas favorito. :D

Nunca vi abacaxi enlatado conservado em suco, então comprei em calda mesmo a adaptei o recheio. Achei a geléia de abacaxi super gostosa e o buttercream de coco quase me viciou, mas não fiquei 100% satisfeita com as camadas de bolo. Estavam saborosas – por causa da quantidade absurda de açúcar mascavo – mas a textura ficou um tantinho pesada na minha opinião. Se vocês quiserem fazer o bolo piña colada, sugiro que usem o bolo desta receita aqui.

Bolo Piña Colada
adaptado do Sky High: Irresistible Triple-Layer Cakes

- xícara medidora de 240ml

Bolo de açúcar mascavo:
3¾ xícaras (525g) de farinha para bolo*
1¾ colheres (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
2¼ xícaras (393g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
1¾ xícaras (420ml) de buttermilk
5 ovos
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2/3 xícara (160ml) de rum (claro ou escuro), para montar o bolo

Recheio de abacaxi:
1 lata (peso drenado: 400g) de abacaxi em fatias, em calda
1 xícara (200g) de açúcar refinado
1/3 xícara (80ml) de suco de limão
3 colheres (sopa) de água
½ fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas raspadas com as costas da faca

Buttercream de coco:
3 claras
1 pitada de sal
1 xícara (200g) de açúcar refinado
¼ xícara (60ml) de água
280g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
2/3 xícara (160ml) de leite de coco, sem adição de açúcar

Para decorar:
½ xícara (50g) de coco em flocos adoçados, levemente tostados (se desejar)
fatia de abacaxi

Comece pelo bolo: pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga três formas redondas de 22cm de diâmetro, forre os fundos com papel manteiga e unte o papel também.
Peneire a farinha, o bicarbonato de sódio, o fermento em pó e o sal na tigela grande da batedeira. Misture levemente para incorporar os ingredientes. Acrescente o açúcar mascavo, a manteiga e 1 ½ xícaras do buttermilk aos ingredientes secos. Bata na batedeira em velocidade baixa para incorporar. Aumente para a velocidade média e bata até obter uma massa leve e cremosa, 2-3 minutos.
Numa tigela à parte, misture os ovos, o ¼ xícara de buttermilk restante e a baunilha com um garfo e junte à massa em três adições, raspando bem as laterais da tigela e batendo só o suficiente para incorporar os ingredientes. Divida a massa entre as formas preparadas e asse por 25-28 minutos ou até que dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar nas formar por 10 minutos e então desenforme sobre gradinhas. Retire o papel com cuidado e deixe esfriar completamente.

Agora, o recheio de abacaxi: escorra as fatias de abacaxi e descarte a calda. Reserve 1 fatia para decoração e pique finamente o restante. Coloque numa panela média com o açúcar, o suco de limão e a água. Junte as sementinhas de baunilha. Leve ao fogo médio-baixo, mexendo para dissolver o açúcar, 2-3 minutos. Aumente o fogo para médio e deixe ferver, mexendo algumas vezes, até os líquidos praticamente secarem e a mistura ficar com consistência de geléia. Deixe esfriar completamente antes de usar – esta geléia pode ser preparada um dia antes e mantida na geladeira.

Agora, o buttercream de coco: coloque as claras e o sal na tigela grande da batedeira – você vai usar o batedor de arame para esta etapa da receita.
Misture o açúcar e a água numa na panelinha e leve ao fogo médio, mexendo até o açúcar dissolver. Deixe ferver e então não misture mais – ferva até a mistura chegar à temperatura de 114°C (use um termômetro culinário).
Bata as claras em velocidade média até espumarem. Vá acrescentando a calda quente aos poucos, em fio, pela lateral da tigela (se a calda atingir o batedor vai espirrar). Acrescente toda a calda e continue batendo até o merengue chegar à temperatura do seu corpo.
Com a batedeira em velocidade baixa, vá juntando a manteiga, várias colheradas por vez, e bata até conseguir uma cobertura cremosa e homogênea. Comece a acrescentar o leite de coco, em várias adições, raspando as laterais da tigela com uma espátula a cada adição. Meça 1 xícara de cobertura e misture à geléia de abacaxi.

Monte o bolo: coloque uma camada de bolo, com o lado reto para cima, em um prato de bolo. Pincele com 3 colheres (sopa) generosas de rum**. Espalhe metade do recheio sobre o bolo, deixando um pedacinho de borda sem recheio. Cubra com o segundo bolo, pincele com rum e espalhe o recheio restante. Finalize com o último bolo e pincele-o com rum.
Cubra o topo e as laterais do bolo com o buttercream restante. Decore as laterais do bolo com o coco em flocos e arrume a fatia de abacaxi reservada sobre o bolo.

* farinha para bolos feita em casa: retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara (140g) de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido de milho

** usei apenas 1 colher (sopa) de rum por camada de bolo

Rend.: 14-16 porções – fiz 2/3 da receita acima e usei formas redondas de 20cm de diâmetro

segunda-feira, julho 12, 2010

Tortinhas de morango com merengue

English version

Little strawberry meringue tarts / Tortinhas de morango com merengue

A louca por morangos ataca novamente – e desta vez com tortinhas cobertas por merengue. :)

Sei que ando exagerando nos morangos, mas me digam: vocês conseguiriam resistir a estas tortinhas fofas? Eu não sou tão forte assim. :)

strawberry meringue tarts8B

Tortinhas de morango com merengue
adaptadas da Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Recheio:
400g de morangos, sem os cabinhos e cortados em 4 no sentido do comprimento
½ xícara (88g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir; mais açúcar pode ser necessário dependendo do quão doce os morangos estiverem
1 fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas raspadas com as costas da faca
suco de ½ laranja pequena
suco de ½ limão

Massa de açúcar mascavo:
50g de manteiga sem sal, amolecida
50g de açúcar mascavo
1 ovo
1 xícara (140g) de farinha de trigo

Merengue italiano:
¼ xícara (50g) de açúcar refinado
2 colheres (sopa) (24g) de açúcar demerara
1 clara

Prepare a massa: bata a manteiga e o açúcar mascavo na batedeira por 5 minutos ou até obter um creme claro. Junte o ovo e bata para incorporar. Junte a farinha, bata só até misturar, e então vire a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada, forme um disco com ela, embrulha em filme plástico e leve à geladeira por 2 horas.
Enquanto isso, coloque os morangos numa panela de fundo grosso. Junte o açúcar, as sementinhas de baunilha e os sucos de laranja e limão e leve ao fogo médio, mexendo até o açúcar dissolver. Deixe ferver, deixe no fogo médio e cozinhe por 5-8 minutos ou até os morangos ficarem macios e o líquido reduzir. Deixe esfriar e então leve à geladeira.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Abra a massa com um rolo sobre uma superfície enfarinhada até obter a espessura de 2mm. Use a massa para forrar dez forminhas redondas fundas (6,5x3,5cm) untadas com manteiga. Apare as sobras, fure a massa com um garfo e leve à geladeira por 30 minutos. Unte o lado brilhante de um pedaço grande de papel alumínio e corte em dez quadrados; coloque cada quadrado, com o lado untado para baixo, sobre a massa, deixando-o diretamente em contato com ela. Asse por 10 minutos, retire o papel alumínio e asse por mais 10 ou até que dourem e fiquem crocantes. Deixe esfriar por 5 minutos e então desenforme com cuidado. Com o auxílio de um garfo para remover a maior parte do líquido, recheie as bases com a geléia de morango*.
Agora, a cobertura: junte os açúcares e 2 colheres (sopa) de água numa panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo até dissolver os açúcares. Aumente o fogo e deixe ferver até chegar a 115°C (use um termômetro culinário). Enquanto isso, bata a clara na batedeira até obter picos suaves. Com a batedeira ligada, vá despejando a calda quente sobre as claras, batendo, e então bata por mais 5 minutos, até obter uma mistura espessa e brilhante. Espelhe o merengue sobre as tortinhas recheadas, formando picos. Coloque sob o grill por 2-3 minutos para dourar o merengue ou use um maçarico culinário.

* como o recheio é bem úmido, monte as tortinhas o mais próximo à hora de servir possível, pois o suco da geléia pode amolecer a base

Obs.: se não conseguir estes tamanhos de forminhas, use formas para tartelettes e coloque menos recheio (as forminhas que usei são vendidas como forminhas para pão de mel e têm fundo removível)

Rend.: 10 porções

Related Posts with Thumbnails