quinta-feira, julho 07, 2011

Croustade de maçã e cranberry com massa de polenta e mais um favorito da infância

English version

Apple-cranberry croustade with cornmeal crust / Torta de maçã e cranberry com massa de polenta

Como ando meio nostálgica ultimamente comprei uma quantidade absurda de maçãs Granny Smith semana passada – esta era a minha maçã favorita quando criança (na verdade, ainda é) e só perdiam para os morangos em um concurso de frutas favoritas. Meu pai achava curioso eu gostar de algo tão azedo sendo tão pequena – talvez tenha sido um sinal do futuro azedo que me aguardaria em termos de preferências de sabor. ;)

Incapaz de comer todas aquelas maçãs sozinha – acreditem, bem que tentei – decidi preparar algo doce com elas. E uma croustade deliciosa foi o resultado – para quem não encontra cranberries secas facilmente, passas podem ser ótimas substitutas: coloque-as em uma tigelinha com um pouco de rum e aguarde até que elas fiquem gordinhas e saborosas.

Croustade de maçã e cranberry com massa de polenta
adaptada do sempre maravilhoso e delicioso Bon Appetit Desserts

- xícara medidora de 240ml

Massa:
2/3 xícara (94g) de farinha de trigo
¼ xícara (35g) de açúcar de confeiteiro
2 ½ colheres (sopa) de polenta
1 pitada de sal
¼ xícara + 1 colher (sopa) - 70g - de manteiga sem sal, gelada e picada
1 ovo grande gelado, levemente batido com um garfo

Recheio:
1 ½ colheres (sopa) - 21g - de manteiga sem sal
670g (cerca de 3 médias) maçãs do tipo Granny Smith, descascadas, cabinhos e sementes removidos, cada uma delas cortada em 12 fatias
3 colheres (sopa) de açúcar refinado
½ colher (chá) de canela em pó
¼ xícara (28g) de cranberries secas
leite integral, para pincelar
1 colher (sopa) de açúcar demerara, para salpicar

Comece preparando a massa: coloque a farinha, o açúcar de confeiteiro, a polenta e o sal no processador de alimentos e pulse para combinar. Junte a manteiga e vá pulsando até consegui uma mistura que pareça uma farofa grossa. Junte o ovo aos poucos, pulsando, até que a massa comece a se juntar em grandes bolas – você pode não precisar usar todo o ovo. Forme uma bola com a massa, achate-a formando um disco e embrulhe em filme plástico. Leve à geladeira por pelo menos 1 hora.
Prepare o recheio: derreta a manteiga em uma frigideira ou panela grande, em fogo médio-alto. Junte as maçãs e salpique com o açúcar refinado. Cozinhe, virando as maçãs ocasionalmente, até que elas dourem bem, cerca de 12 minutos – faça isso com cuidado para que as fatias de maçã não se quebrem. Salpique com a canela, junte as cranberries, misture levemente e deixe esfriar completamente.
Monte a croustade: pré-aqueça o forno a 200°C. Com um rolo, abra a massa entre dois pedaços grandes de papel manteiga levemente enfarinhados até obter um círculo de aproximadamente 30cm de diâmetro – se a massa estiver molinha demais, coloque-a no freezer, ainda entre os pedaços de papel, por 5 minutos.
Transfira a massa, ainda entre os pedaços de papel, para uma assadeira grande e espessa, de beiradas baixas. Retire o papel de cima da massa (mantenha o papel de baixo). Começando pelo centro do círculo, arrume as fatias de maçãs, espalhando-as em direção às extremidades da massa, mas deixando 3,5-5cm de bordas sem recheio. Com o auxílio do papel, vá dobrando as extremidades da massa sobre uma parte do recheio. Pincele as bordas de massa com o leite e salpique tanto as bordas quanto o recheio com o açúcar demerara.
Asse até que a massa comece a dourar, cerca de 15 minutos. Reduza a temperatura do forno para 190°C e asse por mais 20-25 minutos ou até que a massa doure totalmente e recheio esteja aquecido. Deixe amornar ainda na forma, sobre uma gradinha, e então passe uma faca fina por baixo da torta para soltá-la do papel. Use o fundo removível de uma forma grande para transferir a croustade para um prato de servir.

Rend.: 6 porções

14 comentários:

Edna disse...

Patricia, acho de houve um erro quanto as quantidades de manteiga: ¼ xícara + 1 xícara = 70g - de manteiga sem sal, gelada e picada e 1 ½ xícaras (21g) de manteiga sem sal. Acredito que são colheres de sopa. Estou certa? Agora vou correndo p/ a cozinha preparar mais uma das sua maravilhosas receitas! Beijo grande.

Cidália disse...

Que linda que ficou!
Beijinhos

Confraria dos Nobres disse...

Patrícia, ficou linda!
Abraço
Lara

Letrícia disse...

Essa torta não há de me escapar. Tem cranberries secas, a minha nova paixão; maçãs assadas, que são puro amor; e esse formato rústico que povoa os meus sonhos.

Beijos!

PS.: Eita, só agora vi que meu comentário no post de aniversário não saiu. Então vai por aqui mesmo: vida muito muito longa ao TK!

Sabrina disse...

linda torta, Pat, e saiba que não é a única na fase da nostalgia; outro dia me peguei escrevendo sobre ter um irmão muito mais novo; lembrei-me da minha infância e dos limões... Além de ser meu guarda-chuva predileto, pois bastava espetar a lapinha de limão que vinha junto com o café em um palito de dentes e sair brincando, era uma fruta que eu gostava de chupar; não me lembro disso, mas todos me contam embasbacados... Bjs

Dny disse...

Oi!! Eu n sou (era) a maior fã de maçã até passar por aqui e ver suas receitas de crumble....aiii... mto bom! Essa receita tbm parece estar uma delicia, alem de linda!

beijo

Receitas ao Desafio disse...

Olá Patrícia. Apresenta uma sugestão muito deliciosa e com aspecto deveras gourmet. Um requinte!
Um beijinho
Patrícia

Isadora disse...

que torta linda!!!!

adorei...

http://deliciasdaisa.blogspot.com/

tatiane disse...

A única vez que me deparei com cranberries por aqui, vacilei e não comprei, agora fico sonhando com elas - sua torta despertou mais um pouco minha vontade! Linda a torta!
beijos

Karina Batista disse...

Patrícia, não tô mais fazendo tanto doce, mas continuo apaixonada por suas fotos. Estão cada vez mais lindas. Beijos

Sarah Abreu disse...

Linda torta! Como sempre!!! Uma dúvida. A polenta é daqueas semiprontas précozidas ou é fubá mesmo?

Patricia Scarpin disse...

Sarah, eu usei polenta italiana (polenta bramata). Acho que com polentina deve ser certo tb.

Sarah Abreu disse...

Jóia! Obrigada! :)

Fernanda disse...

Vi que muitos perguntam sobre a polenta entao ai vai a explicação:
- polenta, seja italiana ou polentina, ou instantânea são todas iguais, ja vem pré prontas, ou seja o estagio do fubá não é o mesmo que vc encontra no fuba normal.
- a polenta é o resultado do cozimento do fubá , com agua, caldo de galinha e algumas receitas levam ate manteiga e azeite.
Como a receita ela diz que usa polenta, não pode ser fubá e nem polenta feita da receita original..então sim esse preparado industrializado, polentina resolve o problema.
Outra dica é que existe polenta branca e polenta amarela, obviamente oriundas da diferença da cor do fubá.
É comum pessoas não habituadas a fazer a polenta ter essa duvida, com certeza que nunca usou o preparado pode ate achar que ela usou polenta mesmo e usar..
Espero ter ajudado

Related Posts with Thumbnails