segunda-feira, novembro 06, 2006

Lombo recheado com cebolas

Almoço de domingo (atendendo a pedidos do João): lombo recheado.
Não como carne de porco nem sob decreto e não sei como ficou o prato - recebi elogios e vou acreditar neles. :D

A receitinha tirei daqui. Adaptei as quantidades para que não sobrasse muita carne. O que vou postar serviu bem 4 pessoas (como acompanhamento, fiz estas batatas. Deliciosas).

Pedi ao açougueiro para cortar o lombo de maneira a ficar mais fácil rechear, enrolar e prender. Ah, levei a foto da receita pra ele ver. Meu marido morre de vergonha nestas horas. Eu não. Minha avó sempre disse: "vergonha é roubar e não poder carregar".

Depois disso, mais um aperto: não encontrava barbante pra comprar. Pedi ao açougueiro e ele não tinha. Improvisei com linha. Uma linha pra bordado que vem em meada, por isso mais grossinha. Deu super certo.

Lombo recheado com cebolas

1 lombo de 1 kg
1 cebola grande, em rodelas
1 colher (sopa) de azeite
1 colher (sopa) rasa de manteiga
1 xícara de farinha de rosca (xícara brasileira)
tomilho, sálvia ou estragão picados - usei salsinha

Pré-aqueça o forno a 240ºC.
Tempere o lombo a seu gosto (usei alho e sal em pasta).
Refogue a cebola no azeite + manteiga até que fiquei bem dourada (cuidado para não queimar, vá mexendo). Tempere com sal, junte a farinha e as ervas e misture.
Coloque esta farofinha do lombo e feche, apertando bem. Enrole com barbante - dê várias voltas para que a carne não abra durante o cozimento:

Coloque numa assadeira com grelha - como não tenho, coloquei em uma assadeira comum forrada com papel alumínio.
Leve ao forno por 30 minutos, baixe a temperatura para 200ºC e asse por mais 1 hora (ou menos, caso o seu forno seja mais "esperto" que o meu).
Fique de olho para que a carne não resseque.

Rend.: 4 a 5 porções

11 comentários:

Dadivosa disse...

Sabe, Patrícia, nunca fiz esses assados amarrados. Dá muita trabalheira? Como sou desastradinha na cozinha, tenho um certo receio de a peça de carne escapar e sair deslizando pelo chão na hora de amarrar hihih.
Também não sou super fã de carne de porco, mas esse lombo eu comeria fáááácil :D
Beijos e boa semana

Anônimo disse...

Patricia, tbm nao sou fan de carne de porco, por isso faco muito de vez em qdo. Eu amarro minhas bracholas com linha de costura! nao-to-nem-ai! :-)) Eu fiz peito de peru recheado no natal do ano passado, e tbm fiz um pedido esdruxulo no acougue - comprei dois perus inteiros e pedi pra eles tirarem os peitos. o resto ficou la... :-)) beijao!

valentina disse...

PAt, lindo este lombo.Achei esta receita muito atraente - o recheio com as cebolas. Acredito que deva ter agradado mesmo.

Também pergunto se estou na dúvida. Acho que homem, principalmente, não gosta de perguntar.

Renata disse...

Não como carne, mas vou mostrar essa receita pro meu pai. Ele adora rechear e assar!

Elvira disse...

Esta receita, o meu marido vai adorar! :-)

Cris disse...

Patricia, o lombo recheado está com um aspecto divinal, tostadinho com eu gosto.
Aproveito para te responder à pergunta acerca do açucar amarelo.
O açucar amarelo tem cor, sabor e aroma diferente, é um pouco menos doce que o açucar branco, é um açucar que mantém a cor natural da cana-de-açucar(melaço)a sua cor é parecida com a do açucar mascavado claro. É um açucar mais húmido, que se o apertares nas mãos fica compacto, parecendo areia molhada e dissolve-se fácilmente.
Este açucar dá também um sabor especial ao chá, café e caipirinhas é o açucar que uso em casa.
Patricia irei tirar uma foto do açucar amarelo e colocar no meu blog para veres melhor, farei isso logo à noite.
Beijos grandes

Patricia Scarpin disse...

Dadi, foi a primeira vez que fiz carne "amarrada". Estava apreensiva, pois me imaginei fazendo exatamente o que vc descreveu - perigando o lombo ir parar no lustre... :D
Deu certo. É só ter calma, para ir apertando bem a carne enquanto passa a linha.


Fer, good to know I'm not alone!
Tive que usar minha linha de bordar ponto cruz, amiga. Mas nem liguei. Peguei uma meada branca (para não fazer como a Bridget Jones e a comida ficar azul) e mandei bala. :D

Valentina, o recheio eu experimentei (antes de colocar na carne). Delicioso. A D. Hay diz no livro que dá pra usá-lo com outras carnes, concordo plenamente.

Renata, obrigada! É um prato ótimo pra quem gosta de carne (não é o nosso caso, né?)

Elvira, depois me conte se fizer.

Cris, querida, obrigada pela preocupação em esclarecer a minha dúvida. Será que é o açúcar demerara??

Beijo a todas!

Akemi disse...

Que delícia! Não sabia que vc não comia carne de porco! Eu já como por livre e espontânea vontade e olha, este lombo tá lindão!!!! Que peça bonita, acho impossível encontrar uma assim por aqui!

Eliana Scaramal disse...

Patricia você pode dar as mãos pro meu filhote, ele é igualzinho a você, risos. O lombo ficou lindo e eu adorei o recheio.

Patricia Scarpin disse...

Akemi, não como carne vermelha. Abro exceções para carne bovina - mas nunca para suína. A não ser por bacon - amo!!!
Sou do contra mesmo. :D

Eliana, obrigada!
O recheio é bem gostoso, viu? Dá até pra servir como farofa, mesmo, como acompanhamento.
Quantos anos tem o seu filho? Que menino inteligente! ;D

miki w. disse...

ai, patrícia! isso aqui tá parecendo muito bom! eu gosto bastante de lombo, principalmente acompanhado de frutas (adoro o contraste da carne de porco com o doce das frutas), mas nunca fiz recheado!

essa vai pra lista de "to do"!

bjs, boa semana!

miki

Related Posts with Thumbnails