sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Macaroons de amêndoa + "J. Edgar"

English version

Chewy macaroons / Macaroons de amêndoa

A primeira vez que vi Leonardo DiCaprio foi durante os seus – e meus – anos de adolescência: alugara “O Despertar de Um Homem” para ver outra grande performance de Robert DeNiro (que naquela época ainda era um ator maravilhoso) mas o que realmente me deixou boquiaberta foi a performance de um menino, este menino do qual nunca ouvira falar e cujo nome eu não reconhecia (isso foi muito antes de toda a histeria em torno de “Romeu e Julieta”). Comecei a prestar atenção neste menino talentoso e não fui a única: depois de “Gilbert Grape - Aprendiz de Um Sonhador” todo mundo falava de Leonardo e eu tive mais certeza ainda de que ele se tornaria um dos grandes. De lá pra cá ele encarnou vários personagens fantásticos e eu me tornei fã de carteirinha – por isso assisti a “J. Edgar” ontem à noite (há spoilers abaixo para quem ainda não viu o filme).

Vamos esquecer, por pelo menos 5 minutos, a maquiagem bizarra – me irrita profundamente o fato de que a cada vez que o filme é mencionado todos começam a falar sobre como a maquiagem é ruim; sim, a maquiagem é péssima, mas não posso entender como as pessoas podem se concentrar nisso – e apenas nisso – enquanto DiCaprio e a sempre maravilhosa Judi Dench dão um show na tela – sério, gente? Tenham dó.
O modo como DiCaprio se move, sempre segurando tanto dentro de si – especialmente perto de sua mãe – me fez me sentir claustrofóbica; deve ser tão difícil esconder a própria essência o tempo todo, tão cansativo. Todos nós já passamos por isso em algum momento da vida, não? O esforço hercúleo para agradar os pais, o medo de desapontá-los. Por todo o filme vemos a necessidade de Edgar de se esconder sob uma fachada e a responsabilidade que isso traz; o poder que sua mãe tinha sobre ele e como ele respondia a isso – a cena em que ela diz a ele que prefere ter um filho morto a ter um filho homossexual e então insiste em ensiná-lo a dançar me deixou com os olhos marejados: somente um ator talentoso pode retratar sentimentos assim sem parecer exagerado ou piegas, e esse tipo de sutileza é bem difícil de encontrar. Ainda não assisti a “O Homem Que Mudou o Jogo” mas para mim Brad Pitt roubou a indicação ao Oscar de DiCaprio – porque no meu mundo Pitt nunca, JAMAIS seria superior a DiCaprio.

De um favorito a outro, ou melhor, outra: Nigella Lawson. Sou muito fã dela. E se vocês prepararem estes biscoitinhos – que são tão simples e fáceis de fazer quanto são gostosos – entenderão o porquê de eu adorar tanto essa mulher. :)

Macaroons de amêndoa
do sempre lindo e delicioso Feast: Food to Celebrate Life

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (200g) de farinha de amêndoas
1 xícara (200g) de açúcar refinado – usei cristal orgânico
¼ colher (chá) de cardamomo em pó
2 claras
1-2 colheres (sopa) de água de rosas
cerca de 28 amêndoas inteiras, sem casca

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre duas assadeiras de beiradas baixas com papel manteiga*.
Na tigela grande da batedeira misture a farinha de amêndoas,o açúcar, o cardamomo e as claras (sem batê-las antes) e misture com as mãos até obter uma pasta homogênea – a massa deste biscoitinhos é bem espessa e por isso é melhor usar a batedeira para misturar os ingredientes.

Espalhe um pouquinho de água de rosas nas palmas das mãos e faça bolinhas com a massa, do tamanho de pequenas nozes. Coloque-as nas formas preparadas, deixando 2,5cm de distância entre uma e outra, e então achate-as levemente – vá passando mais água de rosas nas palmas das mãos durante todo o tempo em que enrolar as bolinhas de massa. Pressione 1 amêndoa inteira no centro de cada bolinha de massa. Asse por 10-12 minutos ou até que comecem a dourar nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas formas sobre uma gradinha.
Depois de frios, os biscoitos podem ser guardados em um recipiente hermético, em temperatura ambiente, por até 1 semana.

* alguns macaroons grudaram no papel manteiga – acho que usar papel alumínio seria uma boa solução

Rend.: cerca de 28 – fiz exatamente a receita acima, usei 1 colher (sopa) nivelada de massa por biscoitinho e consegui 24

13 comentários:

Tina Lopes disse...

Perfeito, Pat, os dois estão arrasando no filme; nosso menino Leo, como sempre e mais ainda. Mas como já comentei no twitter, fiquei decepcionada que o filme tenha sido respeitoso demais com o personagem, que apesar de todo o fundo pessoal, foi um grande filho da mãe. Como se tivéssemos um filme sobre o ACM que abordasse mais a família (sua relação com a filha Róseaaaana, hahaahah) do que a política - porque eu esperei mais da política, sim. Achei que Clint fez um julgamento e o absolveu. E aquele discurso final, nada a ver. Mas nosso menino merecia o Oscar, ô se merecia. E eu tô de dieta de novo, nem vou comentar a receita.

Jonas Marquezini disse...

Não li sua postagem toda Pat (medo de saber algo do filme que ainda não vi), mas li o finalzinho!!! Também sou fã perdidamente apaixonado pela Nigella, desde que a conheci sou. A pouco me aventurei nas receitas do Jamie e me apaixonei também, acredito que a minha queda por britânicos é muito forte, não tem como resistir ao sotaque daqueles dois... aff!

Luna disse...

Eu sempre faço esses macarons da Nigella, mas nunca fotografei pra publicar, adoro! Não li os spoilers, depois volto pra ler, rs. Beijos!

Gleici Schiavo disse...

Q lindos querida! Adoro seu site! Em qual seção do supermercado eu acho farinha de amêndoas e cardamomo? Obrigada

Gleici Schiavo disse...

Ah, parabéns pelo site lindo e delicioso!

Jour de Macaron disse...

Hum que delicia de receita!
Eu estava procurando algo para fazer com a água de rosas que comprei e também da farinha de amendoas que sobra dos macarons!
Perfeito! =)
Beijos e bom fim de semana!

Ameixinha disse...

Aqui chamamos de biscoitos de maçapão e são os favoritos do meu pai. Confesso que não sou fã de Pitt nem de DiCaprio. Como pode, né? ;)

Lara disse...

Eu sempre digo pro meu noivo que se a Nigella me pedir em casamento eu abandono ele e vou correndo... hahuauhuahuahuaha
AMO!

tatiane disse...

Pat, que delicinha esses macarons. Acredita que minhas claras congeladas acabaram? Fim do mundo.
beijos

Rita disse...

Já que ainda não posso falar do filme porque ele ainda não entrou em cartaz onde me escondo, oops, onde moro, vamos falar de comida: não fiz os macarons, mas ontem fui a uma festa mexicana e precisava levar brownies mexicanos. Fuçando a rede, descobri que são os seus brownies de cacau mais pimenta caiena. Fiz e ficaram divinos! Recebi muitos elogios, mas também muitos xingamentos por não ter levado o triplo da quantidade...

So, thanks again.

Beijos
Rita

Patricia Scarpin disse...

Gleici, cardamomo é uma especiaria, fica junto com outras. A farinha de amêndoas não se encontra em supermercados e sim em lojas de artigos para confeitaria.

Ameixinha, sério? Pitt acho sem graça, mas DiCaprio adoro. :)

Lara, morri de rir contigo! :D

Rita, eu morro de medo de colocar pimenta em doces, nunca tentei! Me faltou coragem. Mas se ficaram bons fico feliz! :D
Beijão!

Fabiana F. disse...

Obrigada pela receita!!! Procurei desesperada pela internet logo depois de um episódio que vi no GNT, mas não encontrava em lugar nenhum e eis que como que vocês estivesse adivinhando meus pensamentos: publicou a receita!

Patricia Scarpin disse...

Fabiana, por nada! Eu fiz a receita depois de ver o programa em um sábado - corri pra cozinha pois sabia que tinha a receita em um dos livros.

Related Posts with Thumbnails