quinta-feira, setembro 22, 2011

Croquetes de cenoura e damasco e uma mentirinha leve

English version

Carrot and apricot croquettes / Croquetes de cenoura e damasco

Admito ser viciada em livros de receitas mas há alguns nos quais não vejo a menor graça – jamais compraria este livro, por exemplo. Nunquinha. Detesto a idéia de enganar crianças para que eles comam legumes e frutas. Eles têm de comer boa comida sabendo disso. Deveriam saber que cara e gosto beterrabas ou cenouras ou beringelas têm. Minha mãe me alimentou assim quando eu era pequena e eu fiz o mesmo com minha irmã.

Mas a vida é cheia de surpresas e acabei casando com um enjoadinho. Sim, podem rir agora. :)
Portanto, quando o marido me perguntou o que tinha nesses croquetes eu menti. MENTI, gente. Não contei pra ele que tinha damasco seco. Não, senhor. Só cenoura com um tiquinho de ervas, nada mais.

Eu provavelmente deveria me sentir culpada por mentir pra ele mas não me sinto, não. Ele comeu vários croquetinhos e disse que estavam gostosos. Acho que vou continuar mentindo sobre ingredientes – ora, posso até transformar isso em um esporte Olímpico. :D

Croquetes de cenoura e damasco
um nadinha adaptados da sempre linda e deliciosa Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

650g de cenouras (cerca de 5 médias), descascadas e em pedaços graúdos
90g de farelo de pão
5 damascos secos, bem picadinhos
2 cebolinhas, em rodelinhas finas
3 colheres (sopa) de amêndoas em lâminas
1 dente de alho amassado
½ xícara de folhas de salsinha, bem picadinhas – aperte-as na xícara na hora de medir
1 ovo
sal e pimenta do reino moída na hora
farelo de pão extra, para envolver os croquetes
2 colheres (sopa) de azeite de oliva, para fritar

Cozinhe a cenoura no vapor até que fique macia (20-25 minutos). Transfira para uma tigela grande e amasse até obter um purê homogêneo. Junte o farelo de pão, o damasco, a cebolinha, as amêndoas, o alho, a salsinha, as raspas de limão e o ovo. Tempere a gosto e misture até formar uma massa macia (acrescente mais farelo de pão se a massa estiver grudenta demais). Faça rolinhos com 1 ½ colheres (sopa) de massa e coloque em um prato ou bandeja forrada com papel manteiga. Leve à geladeira até firmar bem (1-2 horas).
Pré-aqueça o forno a 200°C. Aqueça o azeite em uma frigideira funda em fogo médio-alto. Passe os croquetes no farelo de pão extra e frite-os, aos poucos, no azeite até que dourem por fora. Transfira para uma assadeira e asse por 15-20 minutos ou até que estejam cozidinhos por dentro.
Sirva imediatamente com fatias de limão siciliano.

Rend.: cerca de 25 unidades

23 comentários:

guloseimasdabebela disse...

Oi Patricia não se sinta sosinha nesta mentirinha do bem rss,aqui em casa esta mentirinha e velha ,meu enjoadinho também não gosta de varias verduras e outras mais coisas .Mais com jeitinhos que só nos bruxas do bem sabemos ele come e agradece ,estes bolinhos devem ser mesmo uma delicia garanto que não tinha mesmo como ele não comer .
Um forte abraço.

Luciana Betenson disse...

Toda vez que vejo este livro pra vender penso a MESMÍSSIMA coisa: jamais compraria ou usaria este livro, absurdo enganar criança e ainda desaprende-las de comer bem. Enganar só adulto mesmo :-D Que sorte que os maridos não lêem nossos blogs!

Paula Fernandes disse...

Nossa parecem deliciosos!

angicoock disse...

Muy deliciosos!!!!
Un bacione e ti aspetto da me per una bella novita'

Kati Monteiro disse...

Oi!
Andei passeando por aqui e por outros blogs de culinária e resolvi criar um pra mim. Assim poderei compartilhar minhas receitas e comentar sobre minhas aventuras na cozinha (e fora dela).
Adorei seu blog.
A propósito, esta receita apareceu no momento certo...tenho todos os ingredientes em casa. Em breve vou coloca-la em pratica.
Um abraço!

Cidália disse...

Ficaram magníficos esses croquetes.
Beijinhos

Ana disse...

Ficaram lindos. Quanto a esse mentira foi por uma boa causa, acho que assim há perdão!

Beijinhos

#Dede# disse...

amooo seu blog!! e é sempre tudo tão bem explicado e tão gostoso e tão lindo!!!afff!!! :)
queria saber se posso fazer direto no forno sem fritar no azeite antes... e farelo de pão é a velha e conhecida farinha de rosca mesmo? (santa ignorância!rsrsrsrr):S
obrigada!
bjkas!!!

Alvarez com Z disse...

Eu ADORO o seu blog. Entro todos os dias mas ainda não tive tempo de escolher UMA receita e fazer rsrsrssrsrsrs As receitas são ótimas, as fotos uma graça!!!
Parabéns!

Beijãozão

tatiane disse...

Eu já tentei enganar o marido omitindo ingredientes, mas o danado tem um paladar esperto!
Também acho a ideia desse livro péssima, é presumido que a criança não vai gostar de legumes e verduras, aí nem se dá a chance delas provarem de verdade.
beijos!

boccanervosa disse...

Esse croquete deve ser sensacional! Vou tratar de fazer o quanto antes pois fiquei cheia de vontade deles. Parabéns pela qualidade de todas as receitas que posta aqui!!! :)

Rita disse...

Oi Paty
Bom, eu as vezes faça a mesma coisa aqui com o meu marido, acho que não tem que se sentir culpado não. Quanto ao livro, o problema é que aqui (EUA) as crianças são muito mal acostumadas a comerem só o que é kids food (carboidratos simples e carne processada, basicamente). Eu também cresci comendo comida de adulto, mas estou vendo que mesmo no Brasil essa onda de comida infantil está pegando. Uma pena mesmo. Adorei os croquetes, cenoura e damascos foram feitos um para o outro, eu acho.

Anônimo disse...

Quero ver se quando for mãe e tiver birra todo o dia para comer se vai continuar a dizer o mesmo!!! Ai quero ver mesmo!!!

Patricia Scarpin disse...

Anônimo, não tem coragem de deixar o nome aqui? Gente babaca é assim mesmo. Imagino que os seus filhos façam birra porque criança é espelho de adulto. Com alguém mal-educado como vc como exemplo é natural eles serem birrentos.

Carolina Rosa disse...

Oi Patrícia, kkkkkk, aqui em casa eu ainda não comecei a mentir, mas ando pensando seriamente, rsrsr. Meu enjoadinho tbm não come várias coisas.
Esses croquetes parecem deliciosos, vou fazer e depois eu conto o que achei. Beijos!

Among Spices and Recipes disse...

Hummmmm! Adorei a idéia! Felizmente eu tenho um esfomeado em casa. A parte chata e que eu nem acredito tanto nos elogios, já que se deixar ele come ate pedra derretida! Hahaha. Sobre o livro, tb acho um absurdo. Espero ter um filho tão esfomeado qto minha cara-metade pra não precisar disfarçar alimentos! Parabéns pelo blog sempre lindo e toca o fo%#-€£ pra esses cuzoes de plantão! Gente idiota e assim mesmo: fala bobagem e dai correndo com medinho da resposta! ;)

Among Spices and Recipes disse...

Sai correndo*

Li Sena disse...

Achei a receita o máximo..vou fazer aqui em casa!
E é verdade..parece que todo mundo que gosta de tudo casa com um "enjoadinho"..rsrs..este também é meu caso!

Parabéns pelo blog..entro todos os dias.

Lilian.

IVANEIDE disse...

Concordo Patricia! Quanto aos croquete, lindos!
Ivaneide - BLOg DE COMER

Rita disse...

Eu tenho dois filhos: um é bom de garfo desde sempre; a outra é mais, digamos, seletiva. Nunca engano, nunca enrolo, nunca minto. Digo que precisam comer comida saudável para crescerem fortes e com saúde, ajudo se achar razoável (a menor ainda pede, às vezes, ajuda para almoçar);no máximo, faço alguma graça do tipo montar um vulcão de arroz e feijão com lavas de cenoura ralada, hihihi. Respeito as preferências, regulo doces e não admito birras na mesa. Nem sempre é fácil há dias em que todos estão enjoadinhos, mas concordo com você, Patricia. Não acho que mentir para alimentá-los bem seja boa saída.

Beijos
Rita

Doces abobrinhas disse...

Parece bem bom , delicious!
Um bj doce, bom fim de semana e apareça nas abobrinhas
Roberta
www.doesabobrinhas.com

CRISTIANE LARA disse...

Oi Paty, tudo legal ? Estou atônita de ver pessoas aqui e em outros blogs (Anônimas) que são mal-educadas ! Concordo plenamente com o que você falou. E sua receita está linda e deliciosa. Bjs

Patricia Scarpin disse...

Lu Betenson, hahahaha, ainda bem mesmo! :D

Dede, eu não uso farinha de rosca industrializada, não gosto. Prefiro fazer em casa usando pão amenhecido tostado.

Rita, querida, eu adorei saber a sua opinião. Também acho que preferências devem ser respeitadas e adorei a história do vulcão (eu fazia umas artes assim com Pichu quando ela era pequena). xx

Related Posts with Thumbnails