terça-feira, setembro 20, 2011

Arroz doce de coco com amêndoas tostadas + "Super 8"

English version

Coconut rice pudding with toasted almonds / Arroz doce de coco com amêndoas tostadas

Minha irmã me convenceu a assistir a “Super 8” com ela – sabem, eu sou da geração Goonies, por isso sempre tenho um pé atrás com filmes com/sobre um bando de crianças; nunca espero muito porque sinto lá no fundinho do coração que nenhum outro vai superar o meu favorito. Mas tenho de dizer que “Super 8” até que me impressionou: achei o filme adorável, com cenas muito bem dirigidas, e a Elle Fanning é alguém a ser observada no futuro.

O que “Super 8” tem a ver com esse arroz doce? Bem, na verdade, nada. É que a minha irmã gostou tanto dele quanto do filme. E eu também. :D

Arroz doce de coco com amêndoas tostadas
um nadinha adaptado da sempre maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

1/3 xícara de amêndoas em lâminas
1 xícara (200g) arroz arbóreo
4 xícaras (960ml) de leite de coco
1/3 xícara (80ml) de leite integral
½ xícara + 1 colher (sopa) - 112g - de açúcar refinado

Toste as amêndoas em uma frigideira antiaderente seca, em fogo médio, até que dourem levemente e soltem sua fragrância. Transfira para um prato e deixe esfriar.
Prepare o arroz doce: misture o arroz, o leite de coco, o leite e o açúcar em uma panela média. Leve ao fogo alto, mexendo até dissolver o açúcar. Deixe ferver, abaixe o fogo, cubra e cozinhe, mexendo com freqüência, até que o arroz fique macio, cerca de 20 minutos.
Sirva o arroz doce morno salpicado com as amêndoas.

Rend.: 4 porções

18 comentários:

Cela disse...

Muito simples! Vou ver se faço assim que der. :D

Beijos!

Nereime disse...

Pat, a receita é do tipo reconfortante...mas eu gosto muito mais de ouvir vc falar da relação com sua irmã...isso sim me "conforta", eu ontem mesmo estava lendo um post seu sobre o bolo de 15 anos da sua irmã, e em suas palavras percebi que temos sentimentos se posso dizer assim, em comum.Perdemos meu pai para um câncer quando eu tinha 17 anos e minha irmã 7, essa laço entre vc e sua irmã eu bem conheço!
Bem dizem por aí quem vê cara não vê coração eu diria mais quem vê essa Pat bem resolvida hoje não pode imaginar como a vida a lapidou!Te admiro muito!
bjs

rescraps disse...

Oi Pat!
Acompanho seu blog há algum tempo e acabei de assinar o Feed por email. Adoooooro o blog! Além de curtir muito cozinhar (mas não cozinhar tanto quanto gostaria, por falta de tempo mesmo), também sou apaixonada por cinema.
Então, encontrar o seu cantinho e seguir suas dicas desses dois assuntos que gosto tanto foi muito bacana! :)
Parabéns, viu?
Seu blog é um capricho só!
Adoro muito as produções que vc faz para as fotos. Tudo tão fofo que as receitas ficam até mais apetitosas.
Ah! Uma curiosidade: Acho linda a letrinha que vc usa no topo (Technicolor Kitchen). Faço scraps virtuais como hobby e sou bem curiosa em relação a esses detalhes. Vc poderia dizer o nome da letra? Se puder, agradeço muito! É muito lindinha :)

Grande beijo e parabéns por ser tão caprichosa.

Ana disse...

Uma sugestão maravilhosa. Acho que deve ter ficado mesmo muito saboroso.

Beijinhos

Cristina disse...

Arroz doce é uma das minhas delícias favoritas, há pouco comecei fazê-lo com arroz arbóreo e tbm gostei muito...as amêndoas deram um charme à mais!
Levei meu filho para assistir "Super 8" e foi mais que o esperado mesmo, achei uma graça e a Elle Fanning me surpreendeu!!
Um abraço...

Gourmet e Gourmand disse...

huuummm! Esse arroz tá de comer a tela! Arroz doce é tudo de bom, eu adoro.
Um beijo, Queila

Luna disse...

Pat, curti o Super 8 até certo ponto, mas do meio pro fim o filme se perdeu e achei o final muito fraco e piegas, mas quem viveu os anos 80 encontra muita referência legal e acaba ficando divertido. Bjs!

Leandro disse...

Meu. Deus.
Pat, eu sou viciado em arroz doce. Isso não se faz.
(e super 8 é legal, mas do jeito que a Luna descreveu...)

Um beijo, querida!

thecookieshop disse...

Ainn, faz pra mim? To precisando de um potinho reconfortante como esse...

Manderley disse...

Que receta tan rica! Me encanta la foto y los bowls rosas, preciosos.

Besos

Cidália disse...

Esse arroz está magnífico, nunca experimentei cozinhado dessa maneira.
Tenho esse filme em casa para ver, só me falta o tempo!
Beijinhos

luciana disse...

Olá, sou grande fã do seu blog e sempre que posso tento executar as receitas que vc posta... Citei vc no meu blog, se quiser passa la p conferir (www.lesconfiseries.blogspot.com)

bjoo

Jonas Marquezini disse...

O arroz doce ficou com uma cara ótima... Também gostei do filme, achei super com cara de nos anos 80 com uma pontinha legal de modernidade, não vivi nessa época, mas vivi os anos 80 na seção da tarde (como era divertido...)

tatiane disse...

Pat, você faz cada arroz doce delícia! Só consigo fazer aquele mais básico com canela, preciso me aventurar em outros sabore...
beijos

Isadora disse...

suas histórias e sua receita sempre me surpreendem e me divertem!

http://deliciasdaisa.blogspot.com/

Maria Clara disse...

Que vontade de comer arroz doce, Pat, sua feia! hahahaha
Não me delicio com um potinho há AAAANOS!!!!!
vou pedir minha avó para fazer na próxima visitinha... rs
bjokas

Patricia Scarpin disse...

Nê, querida, você é mesmo um doce! Obrigada pelo carinho.
Você entende bem a falta que faz um pai ou uma mãe, não? Minha mãe morreu quando eu tinha 7 anos e isso foi a ponta do iceberg para muitas coisas ruins que aconteceram comigo. Pelas voltas que a vida dá tive que aprender a me virar sozinha muito cedo. Sabe que às vezes eu lembro de coisas que aconteceram comigo e elas me parecem extremamente distantes? Parece que foi com outra pessoa. Mas acho que a nossa cabeça faz isso para que não enlouqueçamos. Essa distância dos acontecimentos ruins nos mantém sãos.
Beijo, querida, e obrigada por estar por aqui sempre.

Patricia Scarpin disse...

Rê, que bom que vc está gostando do blog, fico feliz! O banner foi feito por uma amiga querida, vou ver se descubro o nome da fonte, tá?
Beijo!

Luna e Lê - eu gostei do filme e não achei o final fraco, não. Achei o final de acordo com o restante do filme. O toque piegas é claramente uma influência do Spielberg...
Beijos pros dois!

Related Posts with Thumbnails