domingo, julho 04, 2021

Bolo de iogurte, pistache e limão siciliano para um blog debutante

English version

Bolo de iogurte, pistache e limão siciliano

Já faz alguns meses que andava pensando no que faria para comemorar o aniversário do TK – não é todo dia que um blog debuta! Quinze anos são uma trajetória e tanto!

Queria fazer um bolo de camadas, pois há séculos não faço nada parecido. Mas, ao mesmo tempo, não queria desperdício, e um bolo desses, só pra duas pessoas, sendo que uma delas não é chegada a doces não seria uma ideia tão boa.

Continuei pensando, e o tempo foi passando. “Ah, vou acabar não fazendo nada, até mesmo por falta de tempo”.

Semana passada eu estava no mercado e dei de cara com limões sicilianos com um preço muito bom: estavam bonitos, bem amarelinhos – separei alguns e coloquei no carrinho. Havia meses que não trazia limões sicilianos para casa, pois estavam caros demais. Continuei com as compras, lista na mão.

Em direção à geladeira para pegar iogurte e manteiga, passei pelo corredor dos ingredientes naturebas – de longe, uma etiqueta vermelha chamou a minha atenção. Na prateleira de farinhas diferentonas – de grão-de-bico, de amêndoa, de teff – a caixinha de farinha de pistache estava baratinha, pois estava a data de vencimento estava próxima. Eu sempre ficava de olho naquela farinha, mas era muito cara e eu me negava a comprar.

“Só pode ser um sinal”, pensei. Dois ingredientes que amo, por um preço decente, na semana anterior ao aniversário do blog. “Vou fazer um bolo simples, porém delicioso, para comemorar os quinze anos do TK”.

Saiu este bolo de limão siciliano e pistache, que ficou com um sabor maravilhoso e uma textura incrível – lembrou demais marzipã, apesar de não ser de amêndoa. Bem úmido, macio, saboroso, foi devorado nas poucas tardes geladas que tivemos ultimamente em São Paulo: João com seu espresso, eu com meu chá de hortelã.

Com este bolo simples de fazer, mas com sabores muito especiais para mim, comemoro quinze anos de receitas, posts, desabafos, histórias de família. Coisas engraçadas, tristezas, lambadas da vida que dividi com vocês.

Muito obrigada pela companhia tão querida por tanto tempo – saibam que trago comigo com carinho os comentários, e-mails, fotos nas redes sociais, mensagens, respostas à minha newsletter. <3

Bolo de iogurte, pistache e limão siciliano

 

Bolo de iogurte, pistache e limão siciliano

um nadinha adaptado do Epicurious, de novo!

 

 - xícara medidora de 240ml

 

Bolo:

1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo

½ xícara (50g) de farinha de pistache – use a farinha de oleaginosa que preferir

2 colheres (chá) de fermento em pó

¼ colher (chá) de sal

1 xícara (200g) de açúcar, cristal ou refinado

raspas da casca de 2 limões sicilianos

¾ xícara (180g) de iogurte natural integral – 1 potinho de 170g também funciona

½ xícara (120ml) de óleo vegetal – usei de canola

2 ovos grandes, temperatura ambiente

1 colher (sopa) de Cointreau – opcional

½ colher (chá) extrato de baunilha

 

Para polvilhar:

1 colher (sopa) de açúcar cristal ou demerara - aqui, o refinado não funciona, pois é muito fininho. Se não tiver os outros açúcares em casa, pule esta etapa da receita


Preaqueça o forno a 180°C. Pincele levemente com óleo uma forma de bolo inglês de 22x11cm, com capacidade para 6 xícaras de massa (1 litro e meio), forre com papel manteiga deixando sobras nos dois lados mais longos, formando “alças” que vão lhe ajudar a remover o bolo depois de assado. Pincele o papel com óleo também.

Em uma tigela média, peneire juntos a farinha de trigo, a farinha de pistache, o fermento e o sal – se a farinha de pistache estiver empedrada (a minha estava um pouco), passe pela peneira apertando com uma espátula de silicone. Reserve.

Em uma tigela grande, junte o açúcar e as raspas de limão siciliano e esfregue com as pontas dos dedos até o açúcar aromatizar. Junte o iogurte, o óleo, os ovos, o suco de limão, Cointreau e a baunilha e misture usando um batedor de arame, até obter uma massa homogênea. Com uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes secos – se a massa ficar muito engrumada, misture levemente com o batedor de arame, mas não bata demais para não desenvolver o glúten da farinha.

Despeje a massa na forma preparada e alise a superfície. Salpique o açúcar de maneira uniforme sobre o topo da massa.  

Asse por 50-55 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos, e então remova com cuidado da forma, usando o papel como guia. Transfira para a gradinha e deixe esfriar completamente.

O bolo pode ser guardado em um recipiente hermético por até 4 dias.

Rend.: 8-10 fatias

8 comentários:

Maraisa disse...

Parabéns!!! De longe, o meu blog favorito! Beijo Pat!!! ♥️

Juliana. Petrópolis/RJ disse...

Eu fico imensamente feliz com o aniversário, e queria deixar meu depoimento como presente: descobri o Blog quando procurava uma receita de sorvete; e simplesmente me encantei pelas outras receitas (cookies principalmente). As fotos, são um show à parte. E os comentários de Filmes e Séries, gente!?! Que eu super amo tb. Então eu fui voltando nas publicações atéee chegar na primeira, do bolo de fubá, eu acho...rs. Depois, pelo Instagram, passei a conhecer mais quem era a "mentora". Parabéns! Admiro vc, e tudo que faz. Não desiste do Blog nãaaaooo!!!! A beleza dele, é única, e o Instagram não capta isso. Bjs, fique bem!
Juliana

Cris de Campos disse...

Querida Patrícia, parabéns pelos 15 anos de blog!Admiro muito você! Beijos

Unknown disse...

o blog tem 15, eu estou aqui há 13!! aprendendo sempre a cozinhar com você. Vida longa ao TK!!!

Suzana Soares disse...

Parabéns! Estou aqui há 10 anos!
Que superemos este momento de trevas com os corações cheios de esperança.
Tudo passa. E isso também passará.
E o TK permanecerá em nossos corações!

Maisa Ciampi disse...

Receita maravilhosa! Vida longa ao blog! Suas receitas são infalíveis e as fotos de babar! Parabéns! 😘

Renata Boechat disse...

Suas receitas nunca me decepcionaram durante todo esse tempo, e dessa vez não foi diferente - adaptei esse bolo com que eu tinha na hora, pois não podia esperar! usei raspas de laranja e farinha de castanha do Pará, que casaram super bem com o Cointreau! o Bolo ficou divino!

Te parabenizo e deixo um abraço,

Renata Boechat

Fernanda Trapp disse...

Parabéns! Que maravilha, 15 anos! Diria que sigo o blog pela maior parte deles, adoro seu trabalho! Olha, Paty, o Brasil tá vendo que você acha que a gente não aguenta 2 colheres de sopa de Cointreau como os americanos! Eu nunca vi farinha de Pistache pra comprar, nem nos mercados mais metidos, vou redobrar a atenção.Grande beijo e que venham mais 15, pelo menos! :)

.