quarta-feira, março 09, 2022

Fritttata de abobrinha e gorgonzola, a salada da Jennifer Aniston e comidas repetidas


Fritttata de abobrinha e gorgonzola

Dias desses vi alguns posts no Instagram sobre uma tal salada que Jennifer Aniston teria comido no set de Friends todos os dias, por dez anos – confesso que quase caí do sofá, imaginando o porquê de alguém comer sempre a mesma coisa por tanto tempo.


Antes de mais nada, a salada me parece ótima: com triguilho, pepino, grão-de-bico, ervas, feta, pistache, tenho certeza de que é deliciosa, mas passar meses e anos da vida comendo sempre a mesma coisa me dá angústia só de pensar, ainda mais se pensarmos que se trata de uma pessoa rica e que tem condições de comer o que bem entender, onde bem entender.


Como dizia minha avó, “Deus não dá asa a cobra”. :)


Tô aqui julgando a Jennifer, mas tenho mania de comer sempre a mesma coisa no café da manhã: café com leite de castanha de caju, meu pão 100% integral com manteiga ou geleia e uma porção de fruta, geralmente mamão para dar uma ajudinha ao intestino, que já nasceu travado (desculpem pelo excesso de informação). :) Eu admiro quem faz coisas diferentes para o café da manhã, como ovos, panquecas, tapiocas, acho tudo isso delicioso, mas não tem muita paciência cedo para soltar a criatividade na cozinha. Por isso, quando viajava, aproveitava para comer coisinhas gostosas e diferentes nos cafés da manhã nos hotéis ou de padarias e cafés perto deles.


Já no almoço sempre gostei de variar, de comer coisas diferentes: um dia arroz, feijão e legumes, de vez em quando com carne ou frango, em outro macarrão, sanduíche nos dias mais corridos, saladas encorpadas (como a da Jennifer) para o calor, ou na época em que eu levava às vezes marmita para o trabalho. E nisso tudo, tenho meus favoritos, receitas que eu amo e que são versáteis, que posso variar dependendo do que tiver na geladeira, do que estiver mais pra lá do que pra cá, ou dependendo da vontade do momento mesmo. Por exemplo, amo ovo, sou team zoiúdo forever, gosto do danado de tudo quanto é jeito: cozido, frito, pochê, omelete, e as maravilhosas frittatas, que faço de vários sabores e ficam todas incríveis. A que trago hoje é deliciosa e sai bonita e imponente do forno, mas eu fiquei enrolando para tirar a foto (dúvida na cor do fundo), e ela acabou murchando um pouquinho na hora do clique. Tinha planejado coloca-la no livro, mas como ele já está grande demais, publico a receita aqui no blog.


Espero que gostem da minha frittata de abobrinha, mas no atual momento em São Paulo, pelo menos, tá um calor horroroso e ligar o forno é impossível: melhor fazer a frittata em outro momento. Falando em calor, ontem enviei uma newsletter com sobremesas fresquinhas para ajudar a refrescar esses dias (e noites) sufocantes: se quiser ler a cartinha e também se inscrever para recebê-la por e-mail, pode clicar aqui.


Um último detalhe: a receita pede por 2 abobrinhas pequenas – sempre prefiro comprar abobrinhas pequenas, pois são mais saborosas, mais firmes e menos aguadas. Na receita há também o total em gramas, caso você tenha abobrinhas maiores em casa.                                     


Fritttata de abobrinha e gorgonzola

 

1 ½ colheres (sopa) de azeite de oliva

2 dentes de alho, picadinhos

5 raminhos de tomilho fresco, somente as folhas

2 abobrinhas pequenas (aprox. 300g no total), em cubinhos de cerca de 1cm

½ colher (chá) de molho inglês

sal e pimenta do reino moída na hora

1 colher (sopa) de folhas de salsinha fresca, picadinha – meça, depois pique

raspas da casca de 1 limão cravo (ou taiti, ou siciliano)

1 colher (sopa) de vinho branco seco

4 ovos grandes, temperatura ambiente

1 colher (sopa) de parmesão ralado fininho – rale, depois meça

3 colheres (sopa) de gorgonzola, esmigalhado ou grosseiramente ralado se for muito firme

 

Preaqueça o forno a 200°C.


Em fogo médio, aqueça o azeite em uma frigideira de 20cm de diâmetro e que possa ir ao forno (fique atenta ao material do cabo da frigideira). Junte o alho e o tomilho e refogue por 1 minuto, só até perfumar – não deixe o alho queimar, para não ficar amargo.


Junte a abobrinha e misture bem. Acrescente o molho inglês, tempere com sal e pimenta (cuidado com o sal, pois o molho inglês e o gorgonzola são salgadinhos) e refogue por 1-2 minutos. Junte a salsinha, as raspas de limão e o vinho branco, misturando bem, e então espalhe a abobrinha pela frigideira, para que possa receber os ovos.


Em uma tigelinha, bata os ovos com um garfo, tempere levemente com sal e pimenta, junte o parmesão e misture bem. Despeje sobre a mistura da frigideira de maneira homogênea. Espalhe o gorgonzola sobre os ovos.


Baixe o fogo, deixe a frittata firmar por 2 minutos e então leve ao forno por mais 5-6 minutos ou até que a frittata que estufe e doure – ao sair do forno, ela começa a murchar levemente, como se fosse um suflê – não tem problema!


Sirva imediatamente.


Rend.: 2 porções


4 comentários:

Clarinha disse...

Que bom aspeto.

Beijinhos,
Clarinha
https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.com/2022/03/wrap-de-salmao-e-pasta-de-abacate.html

Roberta disse...

Deve ficar deliciosa! Você faz com outros legumes também?
Beijo.

somanu disse...

Delícia .

Patricia Scarpin disse...

Roberta, faço sim! Tem outras receitas no blog:
https://technicolorkitchen.blogspot.com/search/label/frittata

Um bj!

.