domingo, dezembro 20, 2015

Biscotti de eggnog

English version

Eggnog biscotti / Biscotti de eggnog

Posso ter demorado um pouquinho para começar a série de Natal, mas depois que o fiz perfumei minha casa com especiarias por horas a fio – meu marido olhou para o balcão da cozinha e disse: “caramba, você está mesmo inspirada!”. :)

Estes biscotti são super simples de fazer e podem até receber outros sabores se vocês não gostarem tanto assim de noz moscada – talvez raspinhas de frutas cítricas? Eu acho que eles ficariam incríveis com laranja e Cointreau, por exemplo. A receita original pedia eggnog no glacê, então dei uma adaptada para evitar usar ovos crus nos biscotti.

Biscotti de eggnog
um nadinha adaptados daqui

- xícara medidora de 240ml

Biscotti:
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
6 colheres (sopa) - 85g - de manteiga sem sal, temperatura ambiente
⅔ xícara (133g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de rum
½ colher (chá) de noz moscada ralada na hora
2 ovos

Glacê:
2 colheres (sopa) - 28g - de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara (120g) de açúcar de confeiteiro – meça, depois peneire
1 pitada generosa de noz moscada ralada na hora
cerca de 1 colher (sopa) de leite integral

Preaqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes e rasas com papel manteiga.

Biscotti: em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento e o sal. Reserve.
Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro. Junte a baunilha, o rum e a noz moscada. Junte os ovos, um a um. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Em velocidade baixa, junte os ingredientes secos e misture somente até obter uma massinha – a minha estava muito mole, talvez por causa do calor, adicionei 1 colher (sopa) de farinha de trigo.
Divida a massa em duas partes iguais e molde com cada uma delas um cilindro de 15x5cm. Coloque-os na assadeira forrada deixando uns 7cm de distância entre um e outro.Asse por cerca de 25 minutos ou até que dourem. Retire do forno e aguarde 20 minutos – deixe o forno ligado. Forre outra assadeira grande e rasa com papel manteiga.
Corte os cilindros em fatias de pouco menos de 2cm de espessura. Arrume as fatias na assadeira forrada e leve ao forno por 10 minutos. Vire-as com cuidado e asse por mais 10 minutos. Deixe esfriar completamente na assadeira sobre uma gradinha.

Glacê: em uma tigelinha, bata a manteiga, o açúcar e a noz moscada até que comece a ficar cremoso. Junte o leite aos poucos, misturando, até que o glacê fique com uma consistência boa para ser regada sobre os biscotti – faça isso e então deixe secar, cerca de 20 minutos.

Os biscotti podem ser guardados em um recipiente hermético por até 5 dias em temperatura ambiente – sem o glacê eles duram ainda mais.

Rend.: cerca de 25 unidades

sexta-feira, dezembro 18, 2015

Bolinhas de amêndoa e gingerbread

English version

Almond gingerbread puffs / Bolinhas de amêndoa e gingerbread

Trabalho em uma empresa suíça e algumas pessoas do escritório já descobriram o quando eu adoro doce – de vez em quando eu ganho chocolates Lindt e eles tornam os meus dias mais doces. :)

Eu adoro ganhar comida de presente – comida = amor – e adoro dar comida de presente, também, especialmente nesta época do ano. Biscoitinhos são fáceis de fazer e de embalar, quase todo mundo gosta e por isso são um presente perfeito. Estes aqui de amêndoa e especiarias são uma delícia e o sabor fica mais intenso a cada dia, especialmente se guardados em um recipiente hermético, porém é provável que eles não durem tanto tempo assim. :)

E para finalizar o post, estou lá na UOL junto com gente querida com ideias gostosas para o Natal – deem uma olhadinha!

Bolinhas de amêndoa e gingerbread
um nadinha adaptadas da sempre incrível Delicious magazine

- xícara medidora de 240ml

1 xícara menos 1 colher (sopa) - 140g - de farinha de amêndoa
1 xícara (140g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de gengibre em pó
1 pitada generosa de cravo em pó
1 pitada de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de mel
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de Amaretto (opcional)
cerca de 3 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro, para polvilhar os biscoitos

Preaqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes e rasas com papel manteiga.
Em uma tigela media, misture com um batedor de arame a farinha de amêndoa, a farinha de trigo, as especiarias e o sal. Reserve.
Com a batedeira, bata a manteiga, o açúcar e o mel até obter um creme claro. Junte a baunilha e o Amaretto. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos e misture somente até obter uma massa – se estiver muito sequinha, junte 1 colher (chá) de água fria.

Usando 2 colheres (sopa) niveladas de massa por biscoito, faça bolinhas e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando 2,5cm de distância entre elas. Asse por 20 minutos ou até que as bolinhas dourem. Peneire açúcar de confeiteiro sobre elas e volte-as ao forno por 2 minutos. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre uma gradinha.

Os biscoitos podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 5 dias.

Rend.: cerca de 30 unidades

terça-feira, dezembro 15, 2015

Barrinhas de gingerbread, caramelo e amendoim

English version

Gingerbread and peanut caramel bars / Barrinhas de gingerbread, caramelo e amendoim

Tendo recentemente redescoberto o prazer de cozinhar – depois de meses sem tempo nem pra respirar – mal posso esperar pelos finais de semana: não só para descansar, como também para fazer alguma coisinha gostosa. Fiz um pesto de brócolis outro dia que ficou ótimo, até o meu marido, que nem é tããããão chegado a pesto assim, gostou bastante. Mas como o ritmo aqui agora é natalino, lhes trago estas barrinhas: eu as vi na última edição da revista Donna Hay e como adoro tanto gingerbread quanto caramelo e amendoim tinha que prepará-las.

As barrinhas podem parecer meio demoradas, mas é só uma questão de respeitar o tempo de geladeira das camadas – há também o sério risco de comer a panelada de caramelo antes mesmo de derramá-lo sobre a base de gingerbread, mas esse já é um outro assunto. ;)

Barrinhas de gingerbread, caramelo e amendoim
da sempre deliciosa revista Donna Hay

- xícara medidora de 240ml

Base:
125g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
90g de açúcar mascavo claro
1/3 xícara de glucose de milho
1/3 xícara de melado de cana
375g de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
2 colheres (chá) de gengibre em pó
1 colher (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de cravo em pó
1 pitada de sal
½ colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura:
175g de manteiga sem sal, amolecida
220g de açúcar mascavo claro
½ xícara de glucose de milho
1 xícara (240ml) de creme de leite fresco
200g de amendoim tostado e sem sal

Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 20x30cm (use uma forma funda, ou então faça apenas 3/4 da receita da cobertura), forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças” que vão lhe ajudar a remover as barrinhas da assadeira. Unte o papel também.

Base: coloque a manteiga e o açúcar na tigela da batedeira e bata até obter um creme claro. Junte a glucose de milho, o melado, a farinha, o bicarbonato, o gengibre, a canela, o cravo, o sal e a baunilha e bata em velocidade baixa somente até que uma massa se forme. Pressione a massa no fundo da forma preparada, fure-a toda com um garfo e leve à geladeira por 30 minutos – enquanto isso, preaqueça o forno a 180°C.
Asse o gingerbread por cerca de 15 minutos ou até que doure – retire do forno, porém deixe-o ligado.

Cobertura: coloque a manteiga, o açúcar e a glucose de milho em uma panela média e leve ao fogo médio, mexendo até que a manteiga derreta e o açúcar dissolva. Deixe ferver e então cozinhe por 8-10 minutos ou até que a mistura atinja 140°C em um termômetro culinário. Com bastante cuidado, acrescente o creme de leite – a mistura vai espirrar loucamente – misture e cozinhe por mais 2 minutos. Adicione o amendoim e retire do fogo. Despeje na base e volte ao forno por 15-18 minutos ou até que o caramelo comece a firmar ligeiramente nas extremidades (o caramelo vai firmando mais conforme esfria). Deixe esfriar por 15 minutos e então leve à geladeira até firmar completamente. Corte em quadradinhos ou barrinhas para servir.
As barrinhas podem ser mantidas em um recipiente hermético na geladeira por até 5 dias.

Rend.: 24 unidades

sexta-feira, dezembro 11, 2015

Cookies de gingerbread com pimenta do reino

English version

Gingerbread pepper cookies / Cookies de gingerbread com pimenta do reino

Vocês já sabem que eu decidi fazer uma receita para a série de Natal deste ano, me empolguei e acabei fazendo cookies além do bolo – tenho de lhes dizer, sem falsa modéstia, que os biscoitos ficaram incríveis! Macios, cheios de aveia e perfumados com as especiarias, foram um sucesso com a família e o pessoal do escritório.

Sempre levava docinhos para o pessoal do trabalho no passado, mas esta foi a primeira vez que fiz isso no trabalho novo e não sabia se as meninas iriam gostar dos biscoitos – elas amaram e agora quero fazer mais coisinhas gostosas para elas. <3 Cookies de gingerbread com pimenta do reino
um nadinha adaptados do lindo e delicioso Home Baked: More Than 150 Recipes for Sweet and Savory Goodies

- xícara medidora de 240ml

200g de farinha de trigo
150g de aveia em flocos
1 colher (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
1 pitada generosa de pimenta do reino moída na hora
1 colher (chá) de gengibre em pó
2 colheres (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de cravo em pó
½ colher (chá) de noz moscada moída na hora
150g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
250g de açúcar mascavo claro
2 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de Cointreau (opcional)

Preaqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes e rasas com papel manteiga.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, a aveia, o fermento, o sal, a pimenta e as especiarias. Reserve.
Na tigela da batedeira bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha e o Cointreau. Em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos e misture somente até combinar (não misture em excesso).

Coloque porções de 2 colheres (sopa) niveladas de massa por biscoito nas assadeiras deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse até que os cookies dourem bem nas extremidades, 12-15 minutos. Deixe esfriar nas assadeiras por 5 minutos e então deslize o papel com os biscoitos para uma gradinha e deixe esfriar completamente.

Os cookies podem ser guardados em potes ou latas herméticos em temperatura ambiente por até 5 dias – coloque camadas de papel manteiga entre os biscoitinhos.

Rend.: cerca de 28 unidades

segunda-feira, dezembro 07, 2015

Bolo de mel e gingerbread porque o Natal está chegando

English version

Gingerbread honey cake / Bolo de gingerbread e mel

Estava em casa outro dia, pensando no Natal e no quanto essa época do ano é especial para mim, a minha favorita mesmo. Pensei na árvore, em como a decoraria dali a alguns dias e me senti triste porque não conseguiria preparar a série de Natal do blog como em outros anos.

Decidi que haveria, sim, pelo menos uma receita de Natal aqui – fui pra cozinha e fiz este bolo (na verdade, fiz uns biscoitos também). ;)

Este bolo de mel e gingerbread é incrivelmente macio, é delicioso e vai perfumar a sua casa inteira enquanto estiver no forno (e depois de frio também). O bolo é, na verdade, assado na forma de bolo inglês, porém como usei uma forma um tantinho menor assei o excesso de massa em uma forminha redonda com capacidade para 1 xícara de massa. Como o mini bolinho ficou uma lindeza acabei usando-o para a foto, em vez do outro grandão – espero que a fofura do bolo os convença a prepará-lo, também (e vocês podem me agradecer depois). ;)

Bolo de mel e gingerbread
um tiquinho adaptado do lindíssimo Home Baked: More Than 150 Recipes for Sweet and Savory Goodies

- xícara medidora de 240ml

85g de gengibre cristalizado
50g de casca de laranja cristalizada
220g - 1 ½ xícaras + 1 colher (sopa) – de farinha de trigo
½ xícara (50g) de farinha de amêndoa
2 colheres (chá) de fermento em pó
¼ colher (chá) de sal
1 colher (chá) de gengibre em pó
2 colheres (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de cravo em pó
100g de manteiga sem sal, gelada e em cubinhos
1 ¼ xícaras (300ml) de leite integral, temperatura ambiente
100g de açúcar mascavo claro
150ml de mel
2 ovos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
½ colher (chá) de Cointreau (opcional)
¼ colher (chá) de Amaretto (opcional)
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Preaqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês com capacidade para 6 xícaras de massa, forre-a com papel manteiga e unte-o também.

Pique o gengibre e a casca de laranja cristalizados, transfira para uma tigela e misture com 1 colher (sopa) da farinha de trigo. Reserve.
Na tigela da batedeira, misture a farinha de trigo restante, a farinha de amêndoa, o fermento, o sal e as especiarias. Junte a manteiga e bata em velocidade baixa até obter uma mistura que pareça uma farofa grossa. Incorpore as frutas cristalizadas e reserve. Enquanto isso, leve ao fogo baixo em uma panelinha o leite, o açúcar mascavo e o mel e mexa até que o açúcar e o mel dissolvam (não deixe esquentar demais senão a mistura vai cozinhar os ovos na massa do bolo). Derrame sobre a mistura de farinha e misture (não mexa demais). Junte os ovos, um a um, misturando bem. Incorpore a baunilha, o Cointreau and Amaretto.

Despeje a massa na forma preparada e asse por 50-60 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos, desenforme com cuidado e deixa esfriar completamente sobre a gradinha. Retire o papel, polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.

Rend.: 8-10 porções

segunda-feira, novembro 23, 2015

Barrinhas de cheesecake de limão e iogurte

English version

Yogurt lime cheesecake bars / Barrinhas de cheesecake de limão e iogurte

Sempre que descubro algo bacana quero logo compartilhar aqui com vocês, sendo assunto de comida ou não – e o que me deixa feliz é que vocês parecem sentir o mesmo, por isso posso perguntar sobre os mais variados temas, mesmo que não tenham nada a ver com cozinha – como sugestão de produtinho pra cabelo danado – que recebo um monte de respostas de volta. Obrigada. <3

Crise de cabelo com frizz quase resolvida – com a ajuda de vocês lá na página do blog no Facebook – agora é a minha vez de dividir algo bacana: uma das minhas revistas de receitas favoritas, uma que uso toda hora tanto para receitas em si quanto para inspiração agora tem um site lindo, cheio de receitas deliciosas e fotos incríveis – quem fala inglês vai se esbaldar, tenho certeza!

Apesar de eu usar a Delicious Autralia frequentemente, na maioria das vezes dou umas alteradinhas nas receitas, e essas barrinhas não são exceção: 200g de biscoitos moídos ficariam nadando em 175g de manteiga, por isso mudei um pouco a proporção das coisas e fiquei bem feliz com o resultado.

Barrinhas de cheesecake de limão e iogurte
um nadinha adaptadas da sempre ótima Delicious Australia

Base:
200g de bolachas Maria ou maisena
85g de manteiga sem sal, amolecida

Cobertura:
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 125g - de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões taiti
300g de iogurte natural integral de consistência firme
300g de cream cheese, temperatura ambiente
3 ovos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada de sal
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 20x30cm, forre com papel alumínio deixando sobrar em dois lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.

Coloque as bolachas no processador de alimentos e processe até moê-los. Junte a manteiga e pulse até que a mistura pareça areia molhada. Pressione firmemente na base da forma e leve à geladeira por 15 minutos.

Em uma tigela grande, esfregue o açúcar e as raspas de casca de limão com as pontas dos dedos até que o açúcar fique aromatizado. Junte o iogurte e o cream cheese e misture com um batedor de arame até obter um creme homogêneo. Incorpore os ovos, um a um, misturando bem a cada adição. Misture a baunilha e o sal e despeje o creme sobre a base. Leve ao forno por 20-25 minutos ou até que firme – não asse demais para não ressecar o cheesecake. Deixe esfriar completamente e leve à geladeira. Polvilhe com açúcar de confeiteiro e corte em barrinhas para servir.

Rend.: 24 unidades

segunda-feira, novembro 16, 2015

Bolo de banana (com manteiga derretida) para dias corridos

English version

Melted butter banana cake / Bolo de banana (feito com manteiga derretida)

Acho que dá pra perceber que ando sem tempo para escrever no blog – bem, na verdade ando sem tempo para cozinhar, também (e quando sobra tempo eu estou tão exausta que nem penso no assunto). Isso me deixa triste. :(

Para dias assim, quando não há tempo para nada, nem para me aventurar na cozinha nem para escrever um post novo (digitar receitas, traduzi-las, editar fotos), lhes trago este bolo de banana: é delicioso, rápido de fazer e como a manteiga é derretida não precisamos nem esperar que ela amoleça. Para coroar, a receita é curtinha, rápida de traduzir – exatamente do que preciso ultimamente.

Bolo de banana (com manteiga derretida)
um nadinha adaptado do Dan Lepard

- xícara medidora de 240ml

175g de açúcar cristal
raspas da casca de 1 laranja
200g de manteiga sem sal, derretida e fria
250g de farinha de trigo
3 ovos grandes
2 colheres (sopa) de suco de laranja espremido na hora
½ colher (chá) de extrato de baunilha
250g de bananas bem maduras, amassadas com o garfo
3 colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal

Preaqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês com capacidade para 6 xícaras de massa, forre com papel manteiga e unte-o também.

Coloque o açúcar e as raspas de laranja em uma tigela grande e esfregue-os com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte a manteiga e misture. Junte 100g da farinha de trigo e bata até homogeneizar. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Acrescente o suco, a baunilha e a banana e incorpore. Peneire a farinha restante, o fermento e o sal sobre a massa e misture para incorporar.
Despeje a massa na forma preparada e alise a superfície. Asse por 60-65 minutos ou até que o bolo cresça e doure e um palito inserido no centro saia com algumas migalhas grudadas nele.

Rend.: 6-8 porções

segunda-feira, outubro 19, 2015

Estrogonofe da Rita para celebrar coisas boas

English version

Estrogonofe da Rita / Rita's stroganoff

Estava outro dia pensando em 2015 e em tudo que aconteceu até agora, em como meus sentimentos e emoções flutuaram de um lado para outro o tempo todo. No começo do ano eu estava triste, pois perdera um emprego do qual gostava e não conseguia encontrar outro – vieram as eleições, depois o Natal, depois a crise... E se passaram 10 meses em que eu fazia entrevistas e os resultados se dividiam entre vagas para as quais eu deveria dormir com o celular ao lado, para que os meus supostos chefes pudessem me ligar a qualquer hora da madrugada (!!) – vagas das quais eu fugi – e vagas para as quais eu era considerada sênior demais/velha demais (aos 36 anos de idade, pasmem). E assim as coisas iam.

Daí meu sobrinho nasceu e trouxe tanto amor e tanta alegria para a minha vida, e exatamente por estar desempregada pude estar com ele desde seus primeiros dias de vida, ajudando minha cunhada – cuja família não mora aqui – a cuidar do Pinguinho, dando banho, trocando, tomando conta dele para que ela pudesse fazer outras coisas. O primeiro banho que dei nele foi em seu sexto dia de vida e me deixou tão nervosa que eu suava em bicas – depois disso, se tornou algo super natural, que eu fazia quase que por instinto. Por causa disso tudo, criamos um vínculo tão especial que ele sorri quando me vê e se joga no meu colo.

Fiquei pensando nisso, em coisas que num primeiro momento parecem ruins, mas que podem se tornar algo positivo. E pensei em minha família, em como é incrível ter meu irmão, minha cunhada e meu sobrinho por perto – me enche de alegria olhar para a mesa e ver todo mundo junto, compartilhando uma refeição, rindo, sendo uma família. Fiz o estrogonofe da Rita semanas atrás para um almoço de domingo e foi um sucesso – quando estava preparando a receita e olhei para aquela panelada de comida, achei que seria muito para 4 pessoas e que sobraria um pouquinho para a minha marmita da segunda-feira, porém todo mundo adorou e não sobrou nada – comemos tudo conversando, rindo, sendo uma família. <3

A receita está aqui, fiz metade dela e a única alteração foi usar xerez em vez de conhaque.

segunda-feira, setembro 28, 2015

Bolo de amêndoa, coco e limão

English version

Almond, coconut and lime cake / Bolo de amêndoa, coco e limão

Olá, tem alguém aqui ainda? :)

Faz tempo que não publico nada aqui no blog e faz mais tempo ainda que não cozinho nada interessante ou novo – não me lembro mais o que é baking, mas já lhes disse isso.

Nada mudou de quase um mês pra cá: continuo trabalhando feito louca (e pra completar retomei minhas aulas de espanhol), raramente sinto vontade de cozinhar e nunca na vida ansiei tanto pelos finais de semana. Espero que as coisas se acalmem com o tempo e também espero voltar a sentir vontade de ir pra cozinha e de postar aqui mais regularmente, por ser algo que realmente me faz feliz.

Enquanto isso não acontece, espero que depois de tanto tempo ainda haja alguém me lendo, pois este bolo merece ser compartilhado: é delicioso, macio e perfumado, e tenho certeza de que eu me sentiria muito melhor agora se ainda tivesse uma fatia dele por aqui. :)

Bolo de amêndoa, coco e limão
um nadinha adaptado do absolutamente lindíssimo Summer Berries & Autumn Fruits: 120 Sensational Sweet & Savoury Recipes

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara (200g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões taiti
1/3 xícara (75g) de manteiga sem sal, amolecida
1/3 xícara (80ml) de azeite de oliva
1 ¾ xícaras (175g) de farinha de amêndoa
½ xícara (50g) de coco ralado sem adição de açúcar
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 125g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
4 ovos médios – usei 3 ovos bem grandões, 70g cada
½ colher (chá) de extrato de baunilha
3 colheres (sopa) cheias de creme azedo (sour cream)*

Calda:
suco dos 2 limões usados no bolo
100ml de água
2 ½ colheres (sopa) de mel
1 ½ colheres (sopa) de açúcar cristal

Preaqueça o forno a 180°C. Unte uma forma redonda de 20cm (que seja alta), forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte-o também.

Coloque o açúcar e as raspas de casca de limão na tigela da batedeira e esfregue com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Reserve.
Em uma panelinha, derreta a manteiga em fogo baixo. Retire do fogo, misture o azeite e deixe esfriar.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha de amêndoa, o coco, a farinha de trigo, o fermento e o sal.
Junte os ovos ao açúcar da tigela da batedeira e bata em velocidade média-alta até que triplique de volume e fique bem espesso e claro – ao levantar o batedor, a mistura deve cair dele em fita. Junte a baunilha e bata.
Com uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes secos, misturando de baixo para cima, gentilmente. Incorpore a manteiga+ azeite e o creme azedo da mesma maneira. Espalhe a massa na forma, alise a superfície e asse por 40-50 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito).

Calda: em uma panelinha, junte todos os ingredientes e leve ao fogo até que comece a ferver. Continue fervendo até que reduza pela metade e engrosse levemente.
Deixe o bolo esfriar por 5 minutos. Faça furinhos nele com um palito de dente e vá derramando a calda aos poucos, esperando que cada porção seja absorvida pelo bolo antes de derramar mais. Deixe esfriar completamente na forma.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 8-10 porções

segunda-feira, setembro 07, 2015

Brownies de chocolate, canela e Cointreau

English version

Cinnamon Cointreau brownies / Brownies com canela e Cointreau

Meus dias continuam extremamente cheios – muito mais do que eu gostaria que eles estivessem, na verdade – e eu não faço um docinho há semanas (nem lembro mais quando foi a última vez que liguei o forno para isso). Vários finais de semana se passaram sem um bolinho esfriando sobre a bancada por aqui. :(

Pelo menos eu fiz algumas coisinhas gostosas antes de começar a trabalhar e posso dividi-las com vocês, como estes brownies fantásticos: a receita original pedia por pimenta ancho em pó, mas acho que sou um pouco conservadora quando o assunto é chocolate e não gosto da ideia de juntar pimenta aos meus brownies, por mais modinha que isso tenha se tornado (desculpem, Matt e Renato).

Omiti a pimenta, aumentei a canela e troquei o gengibre fresco por uma dose saudável de Cointreau e os brownies ficaram uma delícia – não somente no sabor, eles ficaram com uma textura ótima, úmidos e quase cremosos (que é como gosto dos meus brownies). Vocês podem usar a imaginação e trocar a canela por outras especiarias, ou usar Marsala ou uísque no lugar do Cointreau, por exemplo, ou se tiverem crianças a quem servir os brownies usem só baunilha – lhes garanto que os brownies ficarão igualmente gostosos.

Brownies de chocolate, canela e Cointreau
um nadinha adaptados dos deliciosos Baked: New Frontiers in Baking e Baked Elements: The Importance of Being Baked in 10 Favorite Ingredients

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara (105g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
1 colher (sopa) + 1 colher (chá) de cacau em pó, sem adição de açúcar (de preferência alcalinizado)
1 colher (chá) de canela em pó
140g de chocolate meio-amargo, picado – usei um com 53% de cacau
½ xícara (113g) de manteiga sem sal
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
¼ xícara (44g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
3 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
3 colheres (chá) de Cointreau

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o sal, o cacau e a canela. Reserve.
Junte o chocolate e a manteiga em uma tigela grande e leve ao banho-maria (fogo baixo, sem deixar o fundo da tigela tocar a água), mexendo até que derretam. Desligue o fogo, porém mantenha a tigela sobre a panela. Junte os açúcares e misture bem com um batedor de arame. Retire a tigela do banho-maria e deixe esfriar por 20 minutos.

Acrescente os ovos à mistura de chocolate, um a um, e misture bem com o batedor de arame até incorporar. Acrescente a baunilha e o Cointreau – não bata demais, ou os brownies terão textura de bolo. Salpique os ingredientes secos sobre a massa e misture com uma espátula de silicone, misturando delicadamente de baixo para cima até que somente alguns traços dos ingredientes secos sejam visíveis. Despeje a massa na forma preparada e alise a superfície. Asse por 20-25 minutos ou até que um palito inserido no centro do brownie saia com migalhas úmidas. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha antes de cortar e servir.

Rend.: 16 unidades

.