terça-feira, outubro 23, 2007

Cocadinha com leite condensado

English version

Sweetened condensed milk cocada

Folheando um livro em busca de uma receita de salada, passei “sem querer” pela parte dos doces. :)
Em uma de suas vontades súbitas de comer doce – o sortudo tem dessas a cada 6 meses, vejam bem - João olhou pro livro e sem titubear me pediu pra fazer cocada!!
Como não encontraria coco fresco facilmente para fazer a receita do livro, me lembrei da cocadinha maravilhosa da Clarice e decidi fazê-la.

Ficaram simplesmente deliciosas! Só comi 1 quadradinho – o horror, o horror - e o João se “esbaldou” (como dizia minha mãe).

Ao misturar os ingredientes, achei a massa um pouco seca e acrescentei leite. Depois escrevi pra Clarice, que me contou que a massa é assim mesmo e que depois de ir ao fogo ela amolece. De qualquer forma, a receita deu muito certo e já se tornou uma das favoritas deste blog.

Sweetened condensed milk cocada

Cocadinha com leite condensado

1 lata de leite condensado
2 latas de açúcar granulado
200g de coco ralado
1 colher (chá) de manteiga sem sal
6 colheres (sopa) de leite – usei semi-desnatado

Coloque tudo numa panela grossa e leve ao fogo médio-baixo. Vá mexendo sempre até desprender e aparecer o fundo da panela, tomando cuidado para a cocada não queimar e ficar escura (cerca de 20-25 minutos).
Despeje na forma preparada, espere amornar e corte em quadradinhos.

Rend.: 38 quadradinhos

segunda-feira, outubro 22, 2007

Salada de beringela com queijo frescal e tomate

English version

Tomato, Minas cheese and eggplant salad

Não é ótimo quando uma receita excede as nossas expectativas? Adoro quando isso acontece. E esta saladinha é um exemplo disso.
Quando vi a foto no livro, achei que ficaria bacana. Mas ficou muito, muito bacana.

O molho tem um papel importantíssimo aqui – e a “culpa” é do alho. Tenho um amigo que é fã de alho e tenho certeza de que ele iria adorar este molhinho.

O único problema é o alho ser extremamente indigesto – o molho e eu tivemos longas conversas tarde adentro. Até vimos um filme juntos. :S
Sei que assar o alho ajuda a contornar o problema, mas não sei o quanto isso influenciaria no sabor final do molho.

Adaptei a receita e usei queijo frescal em vez de bocconcini – um cortador de biscoitos me ajudou a fazer fatias redondinhas de queijo.

aaWeekendHerbBlogging

Esta é a minha receita para este Weekend Herb Blogging - desta vez, hosted pela Pille, do Nami-Nami.

Tomato, Minas cheese and eggplant salad

Salada de beringela com queijo frescal e tomate

2 beringelas
azeite para untar
150-200g de queijo branco
4 tomates maduros

Molho:
3 dentes de alho
1 colher (sopa) de orégano seco
4 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
sal
pimenta do reino moída na hora

Comece preparando o molho: pique o alho e coloque-o numa tigelinha. Acrescente o orégano, o azeite, o sal e a pimenta. Misture bem e reserve.
Lave as beringelas e corte-as em rodelas de 0,5cm de espessura. Aqueça uma grelha em fogo médio.
Pincele cada rodela de beringela com azeite e grelhe dos dois lados.
Corte o queijo e o tomate em rodelas de 0,5cm espessura.
Num prato grande, coloque as fatias de tomate, cubra com as fatias de queijo e finalize com as rodelas de tomate.
Regue com o molho e sirva.

Rend.: 4 porções

quarta-feira, outubro 17, 2007

Bolo de chocolate úmido

English version

Moist chocolate cake

Antes do bolo, uma informaçãozinha: alguns de vocês têm me perguntando sobre a minha viagem – obrigada!
Fui a Paris, Berlim, Roma e Londres e foi fantástico. Apesar de Roma ser incrivelmente linda, a cidade de que mais gostei foi Berlim. As pessoas são receptivas, a comida era deliciosa. Eu certamente voltaria!

Se você quiser dar uma olhadinha nas minhas “aventuras” pela Europa, algumas fotos estão no meu Flickr.

Esta é mais uma receita que preparei antes das férias – e tive uma subchefe super especial neste dia.

Não sou muito fã de desenhos, mas uma grande parte dos meus foodies preferidos falou tão bem de Ratatouille que decidir ver. E uma missão especial pede companhia especial – levei a Jéssica comigo.

Ela adorou o filme e devo admitir que eu também! Remy é tão fofo que esqueci diversas vezes de que ele era um ratinho... :)

Depois do filme, minha irmã veio para casa comigo e decidimos preparar algo na cozinha. Ela seria a responsável pela escolha da receita – e é claro não me decepcionou. Este bolo ficou tão gostoso!

Dá para ver uns grãozinhos de farinha de amêndoas no bolo – eu disse à Jéssica que ela deveria misturar a massa levemente e ela realmente seguiu as instruções! :)

Moist chocolate cake

Bolo de chocolate úmido
do Modern Classics 2

- medidas em gramas obtidas no livro

300g de chocolate amargo picado
250g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
5 ovos
½ xícara (115g) de açúcar
1 ¼ xícaras (170g) de farinha de trigo
1 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
¾ xícara (85g) de farinha de amêndoas

Cobertura:
4 colheres (sopa) de chocolate em pó – usei 2 colheres (sopa) de cacau em pó
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
2 colheres (sopa) de leite

Pré-aqueça o forno a 150ºC. Forre a base de uma forma redonda de 23cm* com papel manteiga e pincele com manteiga.
Coloque o chocolate e a manteiga em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até derreter. Reserve.
Coloque os ovos e o açúcar na tigela da batedeira e bata por 8 a 10 minutos, até obter um creme claro e espesso.
Peneire a farinha e o fermento sobre a o creme e misture cuidadosamente, acrescentando também a farinha de amêndoas e o chocolate+ manteiga derretidos.
Despeje a massa na forma preparada e asse por 50 minutos – faça o teste do palito.
Deixe esfriar na assadeira.
Faça a cobertura: misture todos os ingredientes e leve ao fogo alto até ferver. Desligue e derrame ainda quente sobre o bolo, espalhando com uma espátula ou com as costas de uma colher se necessário.

* usei uma forma de 25cm


Rend.: 10 porções

quinta-feira, outubro 11, 2007

De volta! E com uns brownies deliciosos...

English version

Classic brownies

Voltei das férias e posso dizer que a viagem foi maravilhosa – alguns dos melhores momentos da minha vida. Algo que eu sempre quis fazer, um sonho realizado.

Quero agradecer pelos comentários e emails, vocês realmente sabem como alegrar os meus dias!
Infelizmente não tenho cozinhado nada diferente. E nada de doces, bolos, biscoitinhos. Por sorte, fiz esses brownies alguns dias antes de viajar para presentear meu dentista e as assistentes dele (as mesmas pessoas para quem fiz esses biscoitinhos) e pela reação deles (especialmente das meninas, acho que o dentista deve estar achando que quero causar cáries em todos eles) devem ter gostado. :)

Esses brownies são muito, muito bons. Simples, rapidíssimos de fazer e o resultado vai surpreendê-lo de uma forma maravilhosa. Usei uma receita deste livro (oi, Bri!!) e adaptei os tipos de chocolate usados.

É ótimo estar de volta e mal posso esperar para ver tudo o que vocês têm postado – ansiosa para visitar os blogs, saber das novidades e bater papo!

Classic brownies

Brownies clássicos
do Baking: From My Home to Yours

- xícara medidora de 240ml

5 colheres (sopa) - 70g - de manteiga sem sal, em pedaços
112g de chocolate meio amargo picado
56g de chocolate amargo picado
¾ xícara (150g) de açúcar
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
½ colher (chá) de pó para café expresso – é opcional e troquei por café solúvel forte
¼ - ½ colher (chá) de sal - de acordo com o seu gosto, usei ¼
1/3 xícara (47g) de farinha de trigo
1 xícara (115g) de nozes picadas

Pré-aqueça o forno a 160ºC – a receita diz para assar os brownies na grade central do forno, mas assei na superior pois meu forno é pequeno.
Forre uma forma quadrada de 20cm* com papel alumínio, unte com manteiga e coloque-a dentro de outra assadeira.
Coloque a manteiga e os chocolates numa tigela e leve ao banho-maria até derreter – não deixe muito tempo no fogo ou a água da manteiga vai começar a se separar dela.
Retire do fogo. Usando um fuê, adicione o açúcar e mexa bem. A mistura vai ficar granulada, mas não se preocupe com isso. Junte os ovos, um de cada vez. Acrescente a baunilha e dê uma boa misturada antes de adicionar o café (caso opte por usar) o sal e a farinha. Misture-os à massa até incorporar. Adicione as nozes e mexa usando uma espátula de silicone ou plástico. Derrame a massa na assadeira e alise a superfície com a espátula.
Asse por 30 a 33 minutos ou até que o topo esteja menos brilhante - espete uma faca bem fininha no centro do brownie e ela deverá sair limpa.
Retire do forno e deixe esfriar completamente.
Vire o brownie sobre uma tábua, retire o papel alumínio, inverta-o novamente e corte os pedacinhos – achei que fazer isso arruinaria a superfície dos brownies. Ao invés, preferi usar pedaços mais longos de papel alumínio que formaram “alças” para fora da forma. Retirei puxando as alças, coloquei sobre uma tábua e cortei os quadradinhos, retirando com cuidado o papel alumínio ao cortar.
Corte em quadradinhos.

* usei uma assadeira de 25cm quadrada e meus brownies ficaram mais fininhos que os do livro.

Rend.: 16 brownies

Classic brownies

quinta-feira, setembro 06, 2007

Espaguete com rúcula e limão. E férias!

English version

Spaghetti with lime and rocket (arugula)

Sim, estou oficialmente de férias, viva!

Meu vôo sai no domingo, dia 09, e vocês não me verão por aqui tão cedo. Sentirei falta das visitas e comentários queridos e também de visitar os seus blogs fantásticos.

aaWeekendHerbBlogging

Antes de ir, quero participar do Weekend Herb Blogging, desta vez hosted pela Katie, do Thyme for Cooking, the Blog.

Vejo vocês em 3 semanas!

Espaguete com rúcula e limão
adaptado do Flavours

450g de espaguete
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
1 colher (sopa) de raspas de casca de limão
2 dentes de alho, amassados
2 colheres (sopa) de alcaparras conservadas em sal*, enxaguadas
8 fatias de bacon
150g de rúcula, rasgada
3 colheres (sopa) de sumo de limão
pimenta calabresa em flocos**
parmesão ralado, para servir

Cozinhe o espaguete em uma panela grande, com água salgada e fervente, até ficar al dente. Escorra.
Enquanto o espaguete cozinha, coloque o bacon entre folhas de papel toalha, em um prato, e leve ao microondas até ficar crocante. Reserve.
Aqueça o azeite numa panela grande em fogo médio. Adicione as raspas de limão, o alho e as alcaparras e cozinhe por 1 minuto ou até que desprendam um aroma gostoso. Adicione o espaguete escorrido e misture bem para que tudo fique aquecido. Esmigalhe o bacon com os dedos e acrescente à massa.
Para servir, junte a rúcula, o sumo de limão e a pimenta em flocos ao macarrão e misture bem. Coloque em pratos e salpique com parmesão. Sirva.

* você encontra estas alcaparras no Santa Luzia
** use de acordo com o seu gosto – algumas são bem ardidas!

Rend.: 4 porções

segunda-feira, setembro 03, 2007

Melting moments. E música também

English version

Melting moments

Antes de lhes contar sobre os biscoitinhos acima, quero responder uma das perguntas feitas pela Helen (se você não conhece o blog dela, corra lá agora e já o coloque na sua barra de favoritos, a danada escreve bem pra caramba).
Ela quer saber quais são as cinco canções preferidas, as “mais mais ever”. Querida, aí vai a lista - da qual tenho quase certeza de que vou me arrepender no segundo em que clicar no “publicar post":

- Reel around the fountain - Smiths
- A new flame – Simply Red
- Loving you hating me – Soft Cell
- The 7th stranger – Duran Duran (a versão ao vivo do álbum Arena, pois a outra eu finjo que nem existe)
- Walking on broken glass – Annie Lennox

Melting moments

Agora, a comida: fiz essas caixinhas de biscoitos para o aniversário da Jéssica – lembrancinhas para ela entregar aos seus convidados.
Ia tudo muito bem até o momento em que tive que fazer os biscoitinhos usando o saco de confeitar. Nunca vi cookies tão deformados em toda a minha vida. Estavam horríveis, os pobrezinhos.
Assei a primeira leva assim mesmo, de alguma forma esperando que os biscoitos se transformassem em algo mais bonitinho dentro do forno – o que não aconteceu, pois não sou telecinética.

Formatei o restante da massa usando duas colheres. Todos na festa amaram seus presentinhos e disseram o quão lindinhos e gostosinhos estavam. E eu pensava “vocês deviam ter visto a minha cara quando terminei de fazer os biscoitinhos...”

Se vocês quiserem ver uns melting moments bonitos de verdade, veja os que a Valentina – não esta, e sim uma outra querida que mora nas Ilhas Maurício – fez há um tempinho.

Melting moments

Melting moments
adaptados do Modern Classics Book 2

- medidas em xícaras e métricas obtidas no livro

175g de manteiga sem sal, amolecida
¼ xícara (32g) de açúcar de confeiteiro
raspas da casca de 1 limão
1 xícara (135g) de farinha de trigo, peneirada
¼ xícara (25g) de amido de milho, peneirado

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Coloque a manteiga, o açúcar de confeiteiro e as raspas de limão na batedeira e bata até obter um creme fofinho e claro. Adicione a farinha e o amido de milho e misture bem.
Transfira a massa para um saco de confeitar e use um bico canelado. Faça círculos de 3cm em uma assadeira forrada com papel manteiga, deixando espaço entre um cookie e outro.
Asse por 12-14 minutos ou até que estejam dourados. Deixe esfriar na assadeira.

Rend.: 32 biscoitinhos

Melting moments

quinta-feira, agosto 30, 2007

Salada quase grega

English version

Almost Greek salad

Sim, quase grega. Porque usei queijo Minas frescal ao invés do queijo de cabra. E sumo de limão no molho para substituir o vinagre de vinho tinto.

O veredicto? Comi uma tigela imensa desta salada. IMENSA. Sério mesmo – foi o meu almoço, com uma taça de vinho. Ok, 2 taças de vinho. :)

Ainda quero fazer esta receita usando feta, mas o meu toque brasileiro funcionou tão bem que esta vai ser a minha contribuição para este Weekend Herb Blogging, desta vez hosted pela criadora do evento, a doce e querida Kalyn, do Kalyn’s Kitchen.

aaWeekendHerbBlogging

Salada quase grega
adaptei do Kitchen: The Best of the Best

4 tomates maduros
2 pepinos japoneses
1 cebola roxa
175g (1 xícara) de azeitonas pretas
½ colher (chá) de orégano
200g de queijo fresco ou feta

Molho:
suco de 1 limão pequeno
3 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
sal
pimenta do reino moída na hora

Corte os tomates em pedaços graúdos e arrume-os em uma travessa bonita.
Corte os pepinos em cubos médios (sem descascá-los); corte a cebola em fatias bem fininhas. Acrescente tudo aos tomates e espalhe as azeitonas por cima.
Corte o queijo em fatias grossas e coloque sobre os legumes. Salpique o orégano sobre a salada.

Faça o molho: misture bem os ingredientes e regue a salada. Sirva.

Você pode servir a salada como descrevi acima ou fazer como eu fiz, inspirada em um episódio do Take Home Chef: misture bem os legumes em uma tigela, salpique com o orégano e regue com o molho.
Coloque montinhos de salada em pratos e cubra com as fatias de queijo. Dê mais uma regadinha com o molho que sobrar no fundo da tigela. Sirva.

Rend.: 4 porções (como acompanhamento)

Almost Greek salad

terça-feira, agosto 28, 2007

Torta de caramelo e chocolate ao leite

English version

Milk Chocolate and Caramel Tart

Chocolate e caramelo – uma combinação perfeita. Foi isso que pensei quando a Veron me mostrou esta receita – ela seria a host do desafio de agosto e me chamou para ser sua parceira no crime – obrigada, querida! :)

Nós trocamos alguns emails com várias sugestões para o desafio mas, verdade seja dita, quem conseguiria resistir a esta torta? Eu não conseguiria e não resisti.

A torta é uma delícia, mas não tão “rica” como achei que seria – acho que imaginei algo mais cremoso. A cobertura de chocolate é leve, suave, quase sedosa. Os caquinhos de caramelo dão uma crocância gostosa à sobremesa e a base é tão bacana que estou pensando em fazer uns cookies com o restinho que sobrou (e que congelei).

Fiz metade de toda a receita e obtive uma torta redonda de 24cm – e sobrou apenas uma bola pequena de massa.
Também gostaria de contar a vocês o porquê de eu ter usado algumas medidas em gramas e outras em xícaras/colheres (sopa e chá) – durante o preparo da receita, achei as medidas dadas um pouco confusas e diferentes das que estou acostumada a usar. Pesei 2 ½ colheres (sopa) de farinha e notei que eram mais do as 15g descritas na receita. As quantidades postadas aqui foram as que usei – já tinha feito uma parte e não dava para voltar atrás e usar somente o sistema métrico, por exemplo.

Não se esqueça de conferir o que os outros Daring Bakers andaram aprontando – há um blog com a lista completa aí na minha barra de links.

A massa da torta tem que ficar na geladeira de um dia para o outro, então programe-se de acordo caso queira fazer a receita.

Milk Chocolate and Caramel Tart

Torta de caramelo e chocolate ao leite

Massa de chocolate*:
250g de manteiga sem sal, amolecida (deixe em temperatura ambiente)
150g de açúcar de confeiteiro
50g de avelãs moídas
2 colheres (chá) de canela em pó
2 ovos
4 ½ xícaras de farinha para bolo**
2 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 ½ colheres (sopa) de cacau em pó – não use chocolate em pó

Um dia antes:
Usando um processador de alimentos ou batedeira, bata a manteiga até obter um creme.
Adicione o açúcar de confeiteiro, as avelãs e a canela e misture bem. Acrescente os ovos, um de cada vez, misturando constantemente; junte a farinha, o fermento e o cacau peneirados e misture bem.
Faça uma bola com a massa, embrulhe em plástico ou filme PVC e leve à geladeira de um dia para o outro – tire da geladeira um pouco antes de abrir com o rolo pois ela vai estar bem durinha.

Milk Chocolate and Caramel Tart

Recheio de caramelo / cobertura de musse de chocolate:
250g de massa de chocolate (receita acima)
300g de açúcar granulado
250g de creme de leite – use o de caixinha pra não se preocupar com soro
50g de manteiga
2 ovos
1 gema
2 ½ colheres (sopa) de farinha de trigo
1 ¼ xícaras de creme de leite fresco
250g de chocolate ao leite de boa qualidade

Pré-aqueça o forno a 160ºC.
Abra a massa de chocolate com um rolo (se você fizer isso entre dois pedaços de plástico ficará bem mais fácil) e forre uma forma de cm com ela. Faça furinhos na massa com um garfo. Cubra o centro da massa com papel alumínio e encha de feijões. Asse por 15 minutos, retire do forno, remova os feijões e papel e reserve.

Em uma panela, caramelize 200g de açúcar granulado até que fique dourado. Adicione o creme de leite de caixinha – cuidado para não se queimar – e mexa bem. Junte a manteiga, misture, retire do fogo e deixe esfriar.
Usando a batedeira, bata os ovos e a gema até obter uma espuma clara e fofa. Adicione a farinha, misture e despeje esta mistura ao creme de caramelo. Incorpore bem.
Espalhe este creme sobre a massa pré-assada e leve ao forno por 15 minutos (deixei 20). Retire do forno e deixe esfriar completamente antes de prosseguir com a receita.

Prepare a mousse de chocolate: derreta o chocolate no microondas ou no banho-maria. Bata o creme de leite até obter picos firmes (chantilly), desligue a batedeira e incorpore cuidadosamente o chocolate – por mais que a receita não avise, prefiro NÃO adicionar nada quente a chantilly. Deixe o chocolate esfriar um pouquinho caso ele esteja muito quente.

Despeje a mousse sobre a torta e alise bem a superfície com uma espátula. Leve à geladeira por 1 hora.

Modo alternativo de preparar o caramelo:

1 xícara de açúcar
½ xícara de água
1 colher (sopa) de glucose de milho

Misture todos os ingredientes numa panela e leve ao fogo médio-alto, mexendo devagar. Quando a mistura começar a ferver, pare de mexer e deixe cozinhar – quando a mistura atingir a cor de caramelo, retire do fogo e empregue.

Milk Chocolate and Caramel Tart

“Caquinhos” de caramelo:
Derreta 100g de açúcar granulado em uma panelinha até obter caramelo.
Coloque um pedaço de papel encerado – usei papel manteiga untado – em uma superfície plana e derrame o caramelo sobre ele. Deixe esfriar a endurecer.
Quebre os pedacinhos e decore a torta com eles.

Rend.: 1 torta quadrada de 22,5cm ou redonda de 25cm.

*a massa de chocolate é suficiente para fazer 3 tortas.

** como não temos farinha própria para bolos aqui no Brasil, usei uma substituição que encontrei na Internet: 1 xícara de farinha para bolos = 7/8 xícara de farinha de trigo comum + 2 colheres (sopa) de amido de milho

blue_sil

sexta-feira, agosto 24, 2007

Docinho no copinho: brigadeiro, beijinho e bicho-de-pé

English version

Brazilian candy in tiny cups: brigadeiro, beijinho and bicho-de-pé

Sou a boleira/doceira oficial da família e no aniversário da Jéssica não poderia ser diferente: fiz as comidinhas, o bolo e os docinhos.

Geralmente, minha irmã me ajuda nos preparativos de todos os aniversários, mas desta vez ela tinha outro aniversário para ir, durante o dia. Fiquei sem a minha sub-chef.

Para poupar um tempo precioso, resolvi usar uma idéia que já tinha visto em alguns sites: docinhos em copinhos. Comprei copinhos de plástico bem firme e super pequeninos (15ml) e servi os docinhos neles, junto com uma pazinha de sorvete.

O brigadeiro, beijinho e bicho-de-pé em copinhos fizeram mais sucesso que o bolo. :)

Cozinhe os docinhos por menos tempo e despeje dentro dos copinhos enquanto ainda estiverem quentes – caso contrário, eles ficarão mais firmes e essa parte ficará mais difícil.

Brazilian candy in tiny cups: brigadeiro, beijinho and bicho-de-pé

Beijinho

1 lata de leite condensado
5 colheres (sopa) de coco ralado
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina sem sal

Misture bem os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Continue mexendo até a mistura começar a se desgrudar do fundo da panela. Retire do fogo e imediatamente despeje nos copinhos.
Quando esfriar completamente, salpique com coco ralado e decore com um cravo.
Se quiser fazer bolinhas, despeje a mistura num prato untado com margarina ou manteiga e deixe esfriar completamente.
Faça bolinhas e passe no coco ralado ou no açúcar granulado. Coloque os docinhos em forminhas de papel e decore cada um deles com um cravo.

Rend.: 25 copinhos de 15ml ou 40 bolinhas

Brazilian candy in tiny cups: brigadeiro, beijinho and bicho-de-pé

Brigadeiro

1 lata de leite condensado
2 colheres (sopa) de cacau em pó – fica menos enjoativo do que com chocolate em pó
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina sem sal

Misture bem os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Continue mexendo até a mistura começar a se desgrudar do fundo da panela. Retire do fogo e imediatamente despeje nos copinhos.
Quando esfriar completamente, decore com chocolate granulado.
Se quiser fazer bolinhas, despeje a mistura num prato untado com margarina ou manteiga e deixe esfriar completamente.
Faça bolinhas e passe no chocolate granulado. Coloque os docinhos em forminhas de papel.

Rend.: 25 copinhos de 15ml ou 40 bolinhas

Brazilian candy in tiny cups: brigadeiro, beijinho and bicho-de-pé

Bicho-de-pé

1 lata de leite condensado
½ caixinha de gelatina sabor morango
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina sem sal

Misture bem os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Continue mexendo até a mistura começar a se desgrudar do fundo da panela. Retire do fogo e imediatamente despeje nos copinhos.
Quando esfriar completamente, decore com açúcar granulado – preferi decorar com um pedacinho de morango.
Se quiser fazer bolinhas, despeje a mistura num prato untado com margarina ou manteiga e deixe esfriar completamente.
Faça bolinhas e passe no açúcar granulado. Coloque os docinhos em forminhas de papel.

Rend.: 25 copinhos de 15ml ou 40 bolinhas

quinta-feira, agosto 23, 2007

Canelone de ricota e ervas

English version

Herb ricotta cannelloni

É engraçado/curioso como podemos passar um tempão com as pessoas e ainda não saber milhares de coisas sobre elas. Ou achar que sabemos algo, mas não o sabemos de fato (este não vai ser um post filosófico, prometo).

Estava folheando alguns livros em busca de uma receita para o almoço quando de repente o João olhou para uma foto e disse "por que você não faz isso?" - olhei para ele e respondi "mas você não gosta de canelone. E não gosta de ricota também".
"Claro que gosto de canelone. E definitivamente provaria o seu canelone de ricota - mas não coloque espinafre, por favor"

Depois de o meu queixo voltar ao seu devido lugar, ele foi ao mercado comprar os ingredientes e eu fiquei feliz por ele estar disposto a provar novas comidinhas. :)

WHB

Este post será a minha contribuição para este Weekend Herb Blogging, desta vez hosted pelo Scott, do Real Epicurean.

Herb ricotta cannelloni

Adaptei uma receita deste livro e usei uma combinação de salsinha, cebolinha e manjericão para substituir o espinafre.

Canelone de ricota e ervas
adaptei do Modern Classics Book 1

- xícara medidora de 240ml

500ml de molho de tomate da sua preferência
8 folhas de lasanha fresca*
½ xícara de queijo parmesão ralado (extra)

Recheio:
750g de ricota
2 colheres (sopa) de azeite de oliva**
4 colheres (sopa) de salsinha picada
4 colheres (sopa) de manjericão picado
4 colheres (sopa) de cebolinha picada
1 xícara de parmesão ralado (bem fininho)
½ xícara de farelo de pão – fiz em casa usando um restinho de pão italiano do dia anterior
sal e pimenta do reino moída na hora

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Para fazer o recheio, misture a ricota, o azeite, a salsinha, o manjericão, a cebolinha, o parmesão, o farelo de pão, o sal e a pimenta.
Espalhe 1/3 do molho de tomate em um refratário untado.
Coloque a folha de lasanha em uma superfície plana, coloque um pouco do recheio e enrole, formando um canelone. Coloque-o no refratário com a emenda virada para baixo. Repita o processo com as demais folhas.
Espalhe o restante do molho de tomate sobre os canelones, salpique com o parmesão extra e leve ao forno por 25-30 minutos ou até que esteja bem aquecido.

* usei uma massa do tipo pré-cozida e cozinhei cada folha em água fervente por poucos minutos, passando-as diretamente para um prato com água fria. Depois disso, continuei a receita normalmente.
** adicionei azeite porque a ricota estava um tanto esfarelada – assim o recheio ficou mais uniforme.

Rend.: 4 porções

Herb ricotta cannelloni

.