quinta-feira, maio 31, 2012

Paella de alcachofra e grão-de-bico - e o Pinterest, de novo

English version

Chickpea and artichoke paella / Paella de grão-de-bico e alcachofra

Obrigada a todas pelos comentários sobre o Pinterest!
A Jeanette me deixou um comentário com este link e depois de seguir as instruções da Tresa creio que o problema esteja resolvido – me contem se não conseguirem marcar as receitas, por favor?

Gosto de frutos do mar mas não posso comê-los sempre (digamos que o meu corpo e os frutos do mar não se entendem muito bem) por isso nunca na vida havia preparado uma paella; na hora em que vi a paella de grão-de-bico e alcachofra da Donna Hay tive de prepará-la: além de a receita não levar frutos do mar eu tinha todos os ingredientes em casa, incluindo um saboroso molho de tomate caseiro. A paella ficou bem gostosa e foi rápida e fácil de fazer – agora estou pronta para testar outras versões vegetarianas do prato e sei exatamente por onde começar.

Paella de alcachofra e grão-de-bico
um tiquinho adaptada da sempre linda e deliciosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 cebola grande, bem picadinha
2 dentes de alho, bem picadinhos
300g de arroz arbóreo
1 lata (400g) de grão-de-bico, escorrido e enxaguado
¼ xícara (60ml) de vinho branco seco
1 1/3 xícaras de molho de tomate (da sua preferência)
2 ½ xícaras (600ml) de caldo de galinha ou legumes
300g de corações de alcachofra em conserva, drenados e cortados ao meio no sentido do comprimento
raspas da casca de 1 limão siciliano
1 punhado de folhas de manjericão

Aqueça o azeite em uma frigideira grande (capacidade para 4 litros) em fogo alto. Junte a cebola e refogue até ficar translúcida. Junte o alho e refogue até perfumar. Acrescente o arroz e o grão-de-bico e cozinhe, mexendo, por 1 minuto. Adicione o vinho e refogue até que a mistura o absorva. Acrescente o molho de tomate e o caldo, tempere com a pimenta e deixe ferver. Reduza para o fogo mínimo e cozinhe por 15 minutos sem mexer. Retire a paella do fogo, espalhe as alcachofras por cima e cubra com papel alumínio. Deixe descansar por 15-18 minutos ou até que todo o líquido seja absorvido. Cubra com as raspas de limão e o manjericão e sirva.

Rend.: 4 porções

terça-feira, maio 29, 2012

Torta crumble de limão siciliano - e o Pinterest

English version

Lemon crumb tart / Torta crumble de limão siciliano

Começo o post dizendo a vocês que adoro o Pinterest: é um ótimo jeito de agrupar coisas interessantes e geralmente encontro a minha dose de humor matinal por lá. Alguns leitores me escreveram perguntando o porquê de eu ter bloqueado as minhas fotos para não serem marcadas no Pinterest, mas não fiz isso (e não faria). Não vejo problemas em ver as receitas marcadas por vocês, pelo contrário. Por isso, não sei o que houve e porque vocês não conseguem mais “pin” as fotos – se alguém souber como solucionar o problema adoraria saber. :)

***

Esta torta de limão siciliano é uma variação da torta mais fácil do mundo e apesar de não ser igualmente fácil – há de se preparar a curd para o recheio aqui – é tão saborosa quanto.

Torta crumble de limão siciliano
do ótimo The Grand Central Baking Book

Massa:
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar granulado, de preferência orgânico
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Curd de limão siciliano:
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
raspas da casca de 3 limões sicilianos, uso dividido
4 gemas
6 colheres (sopa) de suco de limão siciliano
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal
1/8 colher (chá) de sal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma de aro removível de 25cm de diâmetro*.
Massa: em uma tigelinha, misture a farinha e o sal. Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o açúcar em velocidade média por cerca de 3 minutos ou até obter uma mistura cremosa e clara. Junte a baunilha. Reduza para a velocidade baixa e junte os ingredientes secos, misturando somente até obter uma massa farelenta – isso acontecerá rapidamente; não misture demais ou obterá uma bola de massa (o que não é desejado). Separe 1 xícara de massa em uma tigela e leve à geladeira. Espalhe a massa restante sobre a forma preparada, fazendo com que um pouquinho de massa suba pelas laterais da forma. Pressione a massa na forma e faça furinhos por toda a sua extensão com um garfo. Asse por 25 minutos ou até que doure bem.

Enquanto a massa está no forno, prepare a curd de limão siciliano: junte o açúcar, metade das raspas de limão siciliano e as gemas em uma tigela refratária e misture imediatamente (caso contrário os ingredientes podem coagular). Leve ao banho-maria (fogo médio-baixo), mexendo sempre com um batedor de arame, até o açúcar dissolver. Junte o suco de limão e continue mexendo sempre, cozinhando a curd por aproximadamente 5 minutos. Acrescente a manteiga e o sal e, usando uma espátula de silicone, continue mexendo sempre, raspando as laterais e o fundo da tigela, até a mistura engrossar (a consistência fica parecida com mingau).
Passe a curd por uma peneira fina, diretamente para uma tigela pequena. Acrescente as raspas de limão restantes e incorpore.
Espalhe a curd sobre a massa e alise a superfície. Salpique com a massa reservada na geladeira e leve ao forno por 40-45 minutos, girando a forma na metade do tempo de cozimento, ou até que o topo da torta esteja dourado e a curd que estiver aparente por entre a cobertura de massa comece a caramelizar.
Deixe esfriar ligeiramente antes de desenformar.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma rasa de torta de 24cm de diâmetro (com fundo removível); usei 1 ½ xícaras de massa para a cobertura

Rend.: 8 porções

domingo, maio 27, 2012

Bolo de pistache, pêra e chocolate

English version

Dark chocolate, pear and pistachio cake / Bolo de pistache, chocolate e pêra

Muitos posts atrás eu lhes contei que era viciada na seção de trivia do IMDb – ainda sou e por isso foi uma alegria enorme encontrar o lindo Tumblr da Gabrielle Wee: apenas tomem cuidado para não perder a noção da hora lendo-o (experiência própria). :D

Naquele mesmo post lhes contei também o quanto eu adorava ficar passeando pelas receitas da Gourmet Traveller – continuo adorando e este bolo delicioso vem exatamente da revista: fiquei tão intrigada com a combinação de pêra, pistache e chocolate em forma de bolo que tive que experimentar – o resultado foi maravilhoso.

Bolo de pistache, pêra e chocolate
um nadinha adaptado da sempre deliciosa e linda Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
200g de chocolate com 70% de cacau, picado – usei um com 53% de cacau
½ xícara (65g) de pistache sem sal
2/3 xícara (150g) de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
3 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 pêra do tipo Packham, sem o cabinho, miolo e sementes, picada

Ganache:
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
100g chocolate com 70% de cacau, picado – usei um com 53% de cacau
1 punhado de pistache, para decorar

Bolo: pré-aqueça o forno a 180°C. Unte uma forma de aro removível de 22cm de diâmetro*, forre o fundo com papel manteiga e unte o papel também.
Em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o fermento e o sal.
Coloque o chocolate e o pistache no processador de alimentos e processe até conseguir pedaços pequenos. Reserve.
Na tigela grande da batedeira bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo (2-3 minutos). Adicione os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte a baunilha. Com o auxílio de uma espátula de silicone, incorpore a mistura de farinha, seguida do chocolate e pistache e a pêra. Transfira a massa para a forma preparada e asse por 30-40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 20 minutos e então desenforme com cuidado. Deixe esfriar completamente.

Ganache: coloque o creme de leite em uma panelinha e leve fogo médio até começar a ferver. Desligue o fogo, junte o chocolate e aguarde 3-5 minutos para que o chocolate derreta. Misture em até homogeneizar e então reserve em temperatura ambiente para firmar um pouco (5-10 minutos). Espalhe o ganache sobre o bolo, salpique com o pistache e reserve por 20-30 minutos para que cobertura firme levemente antes de servir.
O bolo pode ser guardado em um recipiente hermético por até 3 dias.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma alta de 20cm (com fundo removível)

Rend.: 10 porções

sexta-feira, maio 25, 2012

Salada de batata-doce assada e queijo de cabra

English version

Roast sweet potato and goat's cheese salad / Salada de batata-doce assada e queijo de cabra

Fui uma criança que adorava salada e agradeço minha mãe por isso – nunca fui a criança que empurrava as folhas de rúcula para o canto do prato, muito pelo contrário: eu era a criança que comia um tomate entre as refeições como quem como uma maçã. Mas um mundo completamente novo se abriu para mim quando comecei a colecionar livros de receita: foi aí que me dei conta de que as saladas que eu já amava poderiam ser ainda mais interessantes e deliciosas, e que eu poderia acrescentar frutas e queijos e castanhas a elas, tornando-as não somente mais saborosas como também mais nutritivas.

Esta salada linda, gostosa e super completa foi levemente adaptada do lindíssimo livro do Lucas Hollweg – livro esse que pretendo usar à exaustão.

Tente colocar um pedacinho de cada elemento nas garfadas, criando assim um bocado perfeito - bem ao estilo Rose Morgan. :)

Salada de batata-doce assada e queijo de cabra
um nadinha adaptada do lindíssimo Good Things to Eat (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

1 xícara de amêndoas inteiras, sem a pele
750g de batatas-doces
2 cebolas, descascadas e cortadas em 8 partes no sentido do comprimento
2 colheres (chá) de sementes de cominho
2 dentes de alho, ainda na casca
raspas da casca de 1 laranja
suco de ½ laranja
4 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
sal e pimenta do reino moída na hora
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano
4 xícaras de folhas de rúcula – aperte-as na xícara na hora de medir
200g de queijo de cabra macio, sem casca

Pré-aqueça o forno a 180°C. Coloque as amêndoas em uma assadeira de beiradas baixas e toste até que dourem, mexendo uma ou duas vezes, 6-8 minutos. Retire do forno e deixe esfriar completamente (mantenha o forno aceso).
Descasque as batatas-doces e corte em pedaços de 2cm. Coloque-as em uma assadeira, junte as cebolas, o cominho, o alho e as raspas da casca da laranja. Regue com 2 colheres (sopa) de azeite, salpique com sal e pimenta e misture bem. Asse por 35-40 minutos, mexendo os ingredientes uma vez na metade do cozimento, ou até que as batatas-doces e as cebolas estejam macias. Deixe esfriar completamente.

Retire a polpa do alho da casca e coloque em uma tigelinha. Amasse bem com um garfo, junte o suco de laranja, de limão siciliano, sal, pimenta e misture bem. Acrescente 2 colheres (sopa) de azeite e misture bem.
Arrume as folhas de rúcula em 4 pratos e salpique com a mistura de batata-doce. Salpique com as amêndoas e arrume por cima pedacinhos do queijo de cabra. Regue com o molho e sirva imediatamente.

Rend.: 4 porções

quarta-feira, maio 23, 2012

Financiers de doce de leite - uma idéia genial

English version

Dulce de leche financiers / Financiers de doce de leite

Uma das coisas que mais adoro em financiers é o quão úmidos e macios eles são – sua textura é maravilhosa. Além disso, financiers são um ótimo jeito de usar claras congeladas e também são perfeitos para as vontades de baking repentinas – não é preciso esperar a manteiga amolecer para preparar estas belezinhas.

Com um vidro de doce de leite na despensa – aparentemente o frenesi de ddl não acabou ainda – decidi brincar com a minha receita de financier favorita, mudando alguns detalhes para usar doce de leite em vez de manteiga de amendoim – que idéia genial foi a minha (modéstia é para os fracos). ;)

Financiers de doce de leite
adaptados dos financiers de manteiga de amendoim da Rose

- xícara medidora de 240ml

1 ¼ xícaras (125g) de farinha de amêndoa
½ xícara + 1 ½ colheres (sopa) - 85g - de farinha de trigo
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 156g - de açúcar de confeiteiro
6 claras grades
1 pitada de sal
200g de manteiga sem sal, derretida e ainda morna
6 colheres (sopa) de doce de leite
cerca de 3 colheres (sopa) de doce de leite, extra

Pré-aqueça o forno a 190°C. Unte com manteiga 8 forminhas de financiers ou muffin com capacidade para ¾ xícara (180ml) cada (usei esta forma).
Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha de amêndoa, a farinha de trigo e o açúcar de confeiteiro. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor de arame, bata as claras e o sal até espumarem. Junte os ingredientes peneirados, bata bem, e então vá acrescentando a manteiga à mistura, batendo bem. Junte as 6 colheres (sopa) de doce de leite e misture para incorporar completamente.
Despeje a massa nas formas preparadas, até que fiquem ¾ cheias. Coloque cerca de 1 colher (chá) do doce de leite extra no centro de cada financier e, usando um palito de dentes, misture ligeiramente o doce à massa, criando um mesclado (não misture demais). Asse por 15-18 minutos ou até que os financiers dourem (faça o teste do palito, mas não enfie no centro dos bolinhos por causa do recheio de doce de leite).
Deixe esfriar na forma por 8-10 minutos e então desenforme com bastante jeitinho, transferindo para uma gradinha. Deixe esfriar completamente
Os financiers podem ser guardados em um recipiente hermético, em temperatura ambiente, por até 3 dias, ou por até 5 se ficarem na geladeira.

Rend.: 8 unidades

segunda-feira, maio 21, 2012

Biscotti de amêndoa

English version

Almond biscotti / Biscotti de amêndoa

Hoje de manhã assisti ao teaser trailer de “Skyfall” e gostei bastante do que vi: além de um diretor fantástico – adoro Sam Mendes! – Ralph Fiennes também está no filme. Quero dizer, Ralph Fiennes e Daniel Craig juntos, com Judy Dench para arrematar. Como se “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” e “O Hobbit” já não estivessem me deixando ansiosa o suficiente. :)

E já que a minha muito aguardada última compra de livro de culinária ainda não chegou tive de usar outro dos ótimos livros da Sra. Medrich – estes biscotti ficaram tão bons, tão deliciosos que foi difícil fotografá-los antes de devorar a leva toda.

Biscotti de amêndoa
do maravilhoso Chewy Gooey Crispy Crunchy Melt-in-Your-Mouth Cookies

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 xícara + 1 colher (sopa) - 212g - de açúcar cristal
1 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
3 ovos grandes
2 colheres (sopa) de Amaretto
1 colher (chá) de extrato de baunilha
150g de amêndoas inteiras, tostadas, frias e picadas grosseiramente

Pré-aqueça o forno a 150°C – você vai assar os biscotti no centro do forno. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela média, misture bem a farinha, o açúcar, o fermento e o sal.
Em uma tigela grande, usando um batedor de arame, misture bem os ovos, o Amaretto e a baunilha. Junte os ingredientes secos, misture, e em seguida junte as amêndoas – é uma massa espessa e grudenta. Transfira a massa para a assadeira preparada. Umedeça levemente as mãos e formate a massa em um cilindro achatado de aproximadamente 30x10cm.
Asse até que firme e seque, cerca d 50 minutos. Retire do forno e deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 10 minutos. Forre a assadeira já fria com papel manteiga novamente.
Com jeitinho, remova o papel manteiga do cilindro de biscoito e transfira-o para uma tábua de corte. Com uma faca serrilhada longa, corte o cilindro na diagonal em fatias de 1,25 a 2cm. Coloque as fatias na assadeira preparada e asse por mais 40-50 minutos ou até que os biscotti estejam bem dourados. Deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha. Guarde em recipiente hermético (depois que os biscotti estiverem completamente frios) por várias semanas.

Rend.: 2 dúzias

sexta-feira, maio 18, 2012

Rugelach - o pesadelo dos perfeccionistas

English version

Rugelach

Acho que esta receita tentou me ensinar uma lição: nada pior para uma perfeccionista/control freak como eu se dar conta de que não, não vou conseguir modelar todos os biscoitos do mesmo jeito, tornando-os iguaizinhos e que sim, alguns ficarão minúsculos enquanto outros parecerão uma jamanta. Pelo menos esperei por um dia frio para preparar a receita (depois do fiasco do outro rugelach) e apesar dos problemas para abrir a massa e modelar os biscoitinhos eles ficaram deliciosos – o cacau e as pecãs complementam a geléia de framboesa lindamente e a massa é tão macia e flocosa que lembra massa folhada.

Rugelach

Rugelach
do delicioso Sarabeth's Bakery: From My Hands to Yours

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente, em cubinhos
226g de cream cheese, amolecido
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada de sal
2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
aproximadamente ½ xícara de geléia de framboesa ou damasco

Recheio:
¼ xícara (28g) de pecãs, bem picadinhas
1 colher (sopa) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de açúcar mascavo claro – aperte-o na colher na hora de medir
½ colher (chá) de cacau em pó, sem adição de açúcar
½ colher (chá) de canela em pó

Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o cream cheese até misturá-los, raspando as laterais da tigela uma ou duas vezes. Junte o açúcar, a baunilha, o sal e bata. Reduza a batedeira para a velocidade baixa e acrescente 1 ¼ xícaras da farinha, misturando apenas até incorporar. Junte a farinha restante e misture – não misture demais.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada. Com as mãos enfarinhadas, sove gentilmente a massa por aproximadamente 10 segundos. Divida a massa em três partes iguais e forme com cada uma delas um disco de 2,5 de espessura. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira até firmar, cerca de 2 horas.

Recheio: em uma tigelinha, misture bem as pecãs, os açúcares, o cacau e a canela. Reserve.

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes com papel alumínio.
Usando um disco de massa por vez (mantenha os outros na geladeira), desembrulhe e coloque sobre uma superfície levemente enfarinhada. Polvilhe levemente com farinha e abra com o rolo até obter um círculo de 32cm de diâmetro. Com uma espátula pequena ou as costas da colher, espalhe cerca de 2 colheres (sopa) da geléia sobre a massa, deixando uma borda de 2,5cm sem geléia. Polvilhe a geléia com cerca de 2 colheres (sopa) do recheio de pecãs. Com um cortador de pizza ou faca afiada, corte o círculo de massa em quatro partes, e então corte cada parte em três fatias triangulares (como se fosse uma pizza), conseguindo 12 fatias em um círculo de massa.
Um a cada vez e começando pelo lado mais largo, enrole os triângulos de massa como se fosse um mini rocambole, sem pressionar muito para que o recheio não vaze. Tente manter a parte exterior dos biscoitinhos livre de recheio, pois a geléia pode queimar. Coloque-os nas formas preparadas, deixando 2,5cm de distância entre um e outro e entorte levemente as extremidades de cada biscoitinho (como se fosse um croissant). Limpe as pontas dos dedos antes de enrolar cada biscoitinho, para que resquícios do recheio do anterior não grude nos próximos biscoitos. Repita o processo com os outros dois discos de massa.
Asse até que dourem levemente, cerca de 30 minutos. Deixe esfriar completamente nas assadeiras.

Rend.: 3 dúzias de biscoitos

Rugelach

terça-feira, maio 15, 2012

Bolinhos de coco e limão siciliano

English version

Little lemon syrup soaked coconut cakes / Bolinhos de limão siciliano e coco

Provavelmente já escrevi sobre isso aqui no blog, mas lá vai: geralmente me dá um certo medo rever agora os filmes que amei quando era mais jovem – há sempre a chance de me decepcionar, daquela sensação de “onde eu estava com a cabeça?”. Por sorte isso não tem acontecido e os filmes que tenho visto novamente marcaram de vez seu lugar no meu coração. Um exemplo é “Traídos Pelo Desejo”: adoro o trabalho de Neil Jordan e este filme é uma obra de arte.

* spoilers *

Poucos filmes até hoje mereceram tanto o Oscar de Melhor Roteiro Original como “Traídos Pelo Desejo” – o “segredo” na trama é bem criativo e adoro a forma como Jordan o revela no filme. Saber que Stanley Kubrick e Jordan trocaram figurinhas sobre o filme me fez amar a obra ainda mais – Kucrick achava que seria impossível encontrar alguém para o papel de Dil; se a produção do filme começasse hoje eu sugeriria o nome de Andrej Pejic aos dois cavalheiros – o que será que eles achariam da minha idéia? :)

***

Estes bolinhos, tão simples na aparência, são cheios de sabor: limão siciliano e coco juntos são realmente deliciosos.

Bolinhos de coco e limão siciliano
um tiquinho adaptados do In the Sweet Kitchen

- xícara medidora de 240ml

Bolinhos:
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
¾ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar cristal
1 xícara (100g) de coco em flocos adoçados
2 ovos grandes
1 xícara (240ml) de leite de coco
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, derretida e fria
raspas da casca de 2 limões sicilianos
½ colher (chá) de extrato de baunilha

Calda:
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 124g - de açúcar cristal
1/3 xícara (80ml) de suco de limão siciliano
¼ xícara (60ml) de água

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga oito forminhas de muffin ou mini bolo com capacidade para ¾ xícara (180ml) cada*.
Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigela grande. Junte o açúcar e o coco. Em uma tigelinha bata os ovos ligeiramente com um garfo, e em seguida junte o leite de coco e a manteiga, misturando bem para homogeneizar. Junte as raspas de limão e a baunilha. Despeje os ingredientes líquidos de uma vez sobre os secos e misture com uma colher de pau apenas até incorporar.
Divida a massa entre as forminhas preparadas e asse por 30-35 minutos ou até que cresçam e dourem nas extremidades (faça o teste do palito).
No finalzinho do tempo de forno, prepare a calda: em uma panelinha, junte o açúcar, o suco e a água e leve ao fogo baixo, mexendo até dissolver o açúcar. Aumente o fogo para médio e deixe ferver. Ferva por 6-8 minutos o até a calda engrossar ligeiramente. Retire do fogo e reserve (a calda deve ser derramada sobre os bolinhos quando ambos estiverem quentes).
Transfira as formas para uma gradinha e deixe esfriar por 10-12 minutos. Com jeitinho, remova os bolinhos das formas e então os retorne para elas (isso é para assegurar que eles não grudem nas formas depois de serem banhados com a calda). Com um palito de dentes, faça furinhos em todos os bolinhos. Derrame a calda sobre os bolinhos e então deixe esfriar completamente.

* esta é a forma que usei

Rend.: 8 unidades

domingo, maio 13, 2012

Tomates recheados com queijo de cabra

English version

Roasted tomatoes stuffed with goat cheese / Tomates assados recheados com queijo de cabra

Nos finais de semana é quando tenho mais tempo para cozinhar: isso é ótimo e uma das muitas razões pelas quais tanto amo sábados e domingos. Mesmo assim, há horas em que quero refeições rapidinhas e estes tomates recheados são perfeitos para isso: a montagem é super rápida e eles não precisam de muito tempo de forno. Caso vocês não encontrem queijo de cabra facilmente acredito que os tomates ficariam deliciosos também com ricota – caseira, é claro. :D

Não sei nada sobre vinhos mas achei estes tomates particularmente gostosos com vinho branco frisante – meus finais de semana não são completos sem uma bebidinha. ;)

Tomates assados recheados com queijo de cabra
um tiquinho adaptados do lindão The Country Cooking of France

4 tomates
sal e pimenta do reino moída na hora
100g de queijo de cabra
2 dentes de alho, bem picadinhos
2 colheres (sopa) de salsinha bem picadinha (meça depois de picar)
2 colheres (sopa) de cebolinha-francesa bem picadinha (meça depois de picar)
1 colher (sopa) de folhinhas de tomilho
raspas da casca de 1 limão siciliano
2 colheres (sopa) de farelo de pão
azeite de oliva extra-virgem, para regar

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre um refratário pequeno com papel alumínio.
Corte uma tampinha em cada tomate e remova as sementes e a polpa. Se necessário, faça um pequeno corte na base dos tomates, para que eles fiquem de pé no refratário. Salpique o interior dos tomates com sal e pimenta.
Em uma tigelinha, esmigalhe o queijo de cabra. Reserve.
Em outra tigelinha, misture bem o alho, a salsinha, a cebolinha, o tomilho, as raspas de limão e o farelo de pão. Tempere com sal. Recheie os tomates com metade desta mistura. Cubra com o queijo de cabra, sem apertar muito. Cubra com o restante da mistura de ervas, regue com um pouquinho de azeite e leve ao forno por 15-20 minutos ou até que o queijo esteja bem quente e a pele dos tomates comece a rachar.

Rend.: 2 porções

sexta-feira, maio 11, 2012

Blondies de banana

English version

Banana blondies / Blondies de banana

Não faço blondies com freqüência mas até agora as receitas que preparei ficaram deliciosas – as blondies de gingerbread da Martha que fiz em 2010 eram irresistíveis. Quando vi as blondies de banana do Dan Lepard tive que prepará-las: não só porque a idéia de blondies com banana me deixou curiosa mas também porque poderia usar pelo menos uma parte do excesso de bananas na minha fruteira; ah, e antes que me esqueça de lhes contar, há praliné picado na massa. Praliné. Na massa. Com banana e chocolate branco.

Vocês precisam de mais razões para experimentar esta receita? ;)

Blondies de banana
um tiquinho adaptadas do absolutamente glorioso Short and Sweet (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

Praliné de pecã:
1/3 xícara + 1 colher (sopa) - 78g - de açúcar cristal
2 colheres (sopa) de água
¾ xícara (83g) de pecãs

Blondies:
1 xícara (200g) de açúcar cristal
100g de manteiga sem sal
200g de chocolate branco
1 ovo
2 bananas picadas
2 colheres (chá) extrato de baunilha
1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal

Prepare o praliné: unte levemente com óleo uma assadeira pequena. Coloque o açúcar e a água em uma panelinha pequena de fundo grosso e leve ao fogo médio. Deixe ferver, sem misturar, até obter um caramelo. Junte as pecãs e imediatamente espalhe a mistura sobre a assadeira preparada. Deixe esfriar completamente e então pique bem.

Blondies: pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma forma quadrada de 20cm com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”. Unte o papel com manteiga.
Em uma tigela refratária grande coloque a manteiga e o chocolate branco e leve ao banho-maria, em fogo baixinho, mexendo até derreter tudo. Retire do fogo e junte o açúcar. Junte o ovo e a baunilha e misture bem. Incorpore as bananas. Peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a massa, junte o praliné e misture gentilmente com uma espátula. Transfira para a forma preparada, alise a superfície e asse por cerca de 35 minutos ou até que doure e o centro não balance mais quando a forma for movimentada.
Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha. Corte em quadradinhos.

Rend.: 16 blondies

.