Saturday, August 13, 2016

Financier gigante de laranja e ruibarbo, um seriado, e coisas bonitas

English version

Orange rhubarb giant financier / Financier gigante de laranja e ruibarbo

Sou oficialmente uma molenga. :)

Por dias a fio estava chorando fácil e me sentindo super emotiva. Daí decidi começar a ver algum seriado novo, mas não poderia ser “Stranger Things”, pois de tanto ouvir falar eu já estava de bode (sem contar todos os spoilers nas redes sociais, por que as pessoas fazem isso?).

Optei por “River” por adorar Stellan Skarsgård desde os tempos em que ele tinha bastante cabelo em “Ondas do Destino”. Vi o piloto e sim, é um seriado excelente, mas fiquei tão deprimida no final do primeiro episódio que desisti de ver o segundo; Virei para o meu marido e disse: “vamos ver um episódio de ‘The Blackist’ agora, por favor?” – eu precisava das tiradas espirituosas de Raymond Reddington para melhorar o meu humor.

Coisas bonitas também melhoram o meu humor e eu me senti incrivelmente feliz quando o João chegou em casa com uma bandejinha de ruibarbo – ele sabe mesmo quais são os meus tipos preferidos de presente. ;)

Acabei fazendo duas receitas com o ruibarbo, tão intensamente vermelho e azedinho, e ambas ficaram deliciosas, mas divido hoje com vocês a mais bonita delas: o financier gigante que fiz usando uma forma retangular de torta – fiquei muito satisfeita quando o tirei do forno, estava tão lindo!

Usei a receita de friand do Bill Granger, aquela que já funcionou tão bem com cerejas frescas e peras, e juntei raspas de laranja para dar um toque cítrico que eu tanto amo. Ficou delicioso, com uma textura ótima e lindíssimo – provei uma fatia dele com uma xícara de café enquanto via Red Reddington e fiquei feliz de novo.

Financier gigante de laranja e ruibarbo
adaptado dos friands do Bill Granger

- xícara medidora de 240ml

140g de ruibarbo cortado em palitos de aproximadamente 8x1cm
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
Raspas da casca de 2 laranjas
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 160g - de açúcar de confeiteiro, peneirado– meça, depois peneire
1 xícara (100g) de farinha de amêndoa
½ xícara (70g) de farinha de trigo
1 pitada de sal
6 claras
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida e fria
2 colheres (chá) de Cointreau – opcional

Coloque o ruibarbo em uma tigela e salpique com o açúcar cristal. Misture levemente e deixe macerar por 30 minutos.

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma de torta retangular de 30x10cm (melhor se tiver fundo removível, assim fica mais fácil desenformar o financier sem estragar).

Em uma tigela grande, misture as raspas de laranja com o açúcar de confeiteiro e esfregue com as pontas dos dedos até o açúcar ficar aromatizado. Junte a farinha de amêndoa, a farinha de trigo e o sal e misture com um batedor de arame. Acrescente as claras e misture apenas até incorporar. Acrescente a manteiga e o Cointreau (se for usar) e incorpore.

Deseje a massa na forma preparada e alise a superfície. Escorra o ruibarbo e arrume-o sobre a massa, um palito ao lado do outro, sem pressionar. Asse por cerca de 30 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha. Desenforme com cuidado para servir.

Financiers são mais gostosos no dia em que são preparados, porém podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 2 dias.

Rend.: 8-10 porções

Thursday, August 04, 2016

Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo e receitas que não saem da minha cabeça

English version

Lime, coconut, poppy seed and blueberry cake / Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo

Algumas receitas ficam na minha cabeça por meses, às vezes anos: eu as vejo uma, duas, cinco vezes, e não as faço por uma porção de motivos. Depois de um bom tempo, as vejo novamente e já não lembro mais se as fiz ou se ainda são parte da minha (imensa) lista mental de receitas a serem testadas – acho que depois de dez anos de blog é natural. ;)

Vi este bolo na revista Good Food muitos meses atrás, e depois o vi novamente umas duas outras vezes. Adorei a ideia de juntar coco e mirtilos, mas sempre que via a receita me faltava um ou outro ingrediente. Meses se passaram e finalmente tinha um punhado de mirtilos no freezer, mas somente metade do que a receita pedia, por isso resolvi dar uma mexida nela, adicionei raspas de casca de limão taiti e sementes de papoula e em vez de incorporar os mirtilos à massa eu os salpiquei por cima do bolo antes de levá-lo ao forno. O resultado foi um bolo úmido e macio, com um delicioso toque cítrico e com pequenas bolhas de mirtilo aqui e acolá – modéstia à parte, minhas alterações na receita deram muito certo (e eu posso riscá-la da minha lista mental). ;)

Bolo de limão, coco, sementes de papoula e mirtilo
adaptado da ótima revista Good Food magazine

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de sementes de papoula
1 pitada de sal
½ xícara (50g) de coco ralado sem adição de açúcar
1 xícara (200g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões taiti
1 xícara (240ml) de óleo de canola
3 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
175ml de leite integral, temperatura ambiente
½ xícara (70g) de mirtilos, frescos ou congelados – se usar congelados, use diretamente do freezer, sem descongelar antes

Preaqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga e enfarinhe uma forma de furo central (tipo Bundt) com capacidade para 8 xícaras de massa.

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o sal, as sementes de papoula e o coco. Reserve.
Em uma tigela grande, junte o açúcar e as raspas de casca de limão e esfregue com as pontas dos dedos até que o açúcar fique aromatizado. Junte o óleo, os ovos e a baunilha e misture com um batedor de arame. Com uma espátula de silicone e misturando delicadamente, de baixo para cima, incorpore os ingredientes secos reservados em três adições alternando-os com o leite (este em duas adições) – comece e termine com os ingredientes secos.
Transfira a massa para a forma preparada e alise a superfície. Salpique a massa com os mirtilos e asse o bolo por 50-60 minutos ou até que doure e cresça (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 20 minutos, e então desenforme sobre a gradinha com cuidado. Deixe esfriar completamente.

Rend.: 8-10 porções

Related Posts with Thumbnails