Thursday, May 30, 2013

Barrinhas de cheesecake com chocolate, coco, pecãs e doce de leite

English version

German chocolate cheesecake bars / Barrinhas de cheesecake com chocolate, coco, pecãs e doce de leite

Adoro fazer cheesecakes mas raramente me lembro de comprar cream cheese. E há vezes em que, feliz da vida, trago potinhos de cream cheese para casa apenas para lembrar, ao chegar, que não tem bolacha para fazer a base do cheesecake. Esta sou eu: consigo me lembrar de frases de filmes que vi há dez anos mas não consigo escrever uma lista de compras direito. :)
Semana passada, entretanto, comprei todos os ingredientes necessários no mesmo dia. Eu queria um cheesecake especial e sabia exatamente onde encontrar: o lindo "Tea with Bea" tem várias receitas de cheesecakes e todas parecem fantásticas. Estas barrinhas são deliciosas e como elas são bem encorpadas um pouquinho rende bem: dá para dividir com a família e os amigos. E antes que vocês achem doideira misturar chocolate, pecãs, coco e doce de leite a receita do livro é inspirada no German Chocolate Cake, que tem todos esses sabores.

Barrinhas de cheesecake com chocolate, coco, pecãs e doce de leite
um tiquinho adaptadas do lindíssimo Tea With Bea

- xícara medidora de 240ml

Base:
150g de bolachas Maria/maisena
45g de manteiga em sal, derretida

Recheio:
400g de cream cheese, temperatura ambiente
½ xícara (100g) de açúcar cristal
1 ovo
2 colheres (sopa) de amido de milho
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura:
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
1 colher (sopa) de mel
175g de chocolate meio-amargo – usei um com 53% de cacau
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada de sal
2 ½ colheres (sopa) - 35g - de manteiga sem sal, gelada e picada
4 colheres (sopa) de coco em flocos adoçados, levemente tostados no forno e frios
½ xícara (55g) de pecãs, levemente tostadas, frias e picadas grosseiramente
¼ xícara de doce de leite

Pré-aqueça o forno a 150°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças” e unte o papel também.
Base: coloque as bolachas no processador de alimentos e bata até moer bem. Junte a manteiga e processe até que a mistura fique com a textura de areia úmida. Transfira para a forma preparada e pressione no fundo da forma com as mãos. Leve à geladeira enquanto faz o recheio.
Em uma tigela grande, bata o cream cheese com uma espátula de silicone ou colher de pau para amolecê-lo. Junte o açúcar e misture bem. Incorpore o ovo. Peneire o amido de milho sobre a mistura e incorpore-o com um batedor de arame, removendo quaisquer grumos. Incorpore o creme de leite e a baunilha. Despeje sobre a base e leve ao forno por cerca de 35 minutos ou até que o cheesecake esteja opaco na superfície e ainda balance levemente no centro ao se mexer na forma. Retire do forno e deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia para o outro.

Cobertura: coloque o creme de leite e o mel em uma panelinha e leve ao fogo médio, mexendo até dissolver o mel. Aqueça até começar a ferver, retire do fogo e imediatamente junte o chocolate. Reserve por 1 minuto e então misture gentilmente até derreter. Junte o sal, a baunilha e a manteiga, mexendo até que esta derreta completamente. Deixe chegar à temperatura ambiente – a mistura vai engrossar confirme esfria (não leve à geladeira). Espalhe o creme de chocolate sobre o cheesecake. Salpique com o coco e as pecãs. Cubra com o doce de leite às colheradas.
Remova com cuidado da forma usando as alças de papel alumínio e corte em quadradinhos.

Rend.: 16 unidades

Tuesday, May 28, 2013

Bolo de milho e maçã + uma surpresa de Cannes

English version

Apple polenta cake / Bolo de milho e maçã

Confesso que fiquei bem surpresa ao ler que “La Vie d'Adèle” havia sido o vencedor da Palma de Ouro: não pelo filme em si – como ainda não o vi não posso julgar – e sim porque eu jamais imaginaria que um júri presidido por Steven Spielberg, um diretor que raramente retrata assuntos adultos em seus filmes, votaria em um filme tão ousado. Talvez seja influência de Ang Lee (que na minha opinião deveria ter sido escolhido presidente do júri). E mesmo que se trate se uma escolha política como muitos apontam ainda me surpreendo, pois Spielberg nunca foi controverso. Tomara que “La Vie d'Adèle” encontre um distribuidor aqui no Brasil e logo – eu detestaria esperar tanto quanto esperei por “Drive”.

Tive outra surpresa há algumas semanas: o lindo livro da Amber Rose. Quando preparo doces não me importo com o teor nutricional deles – acho que comer um pedaço de bolo ou um brownie é um ato de prazer e a preocupação com nutrientes que fique para o almoço e/ou o jantar; mesmo assim acabei achando a proposta de Amber bem interessante. Este bolo, por exemplo, é adoçado com mel em vez de açúcar, e o resultado é excelente. Apenas certifiquem-se de usar uma variedade de mel da qual gostem pois o sabor fica pronunciado no bolo. E para quem não encontra sêmola de milho (usei esta polenta): já fiz bolos que pedem por “cornmeal” usando fubá e ficaram ótimos; neste caso, como a textura dos dois ingredientes é diferente, não daria certo medir usando xícara pois a quantidade não seria a mesma – opte pela balança.

Bolo de milho e maçã
um tiquinho adaptado do lindíssimo Love Bake Nourish (comprei o meu aqui)

Maçãs:
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal
2 ½ colheres (sopa) de mel
450g de maçãs Granny Smith, descascadas, miolos e sementes removidos, cortadas em cubinhos de 2cm

Bolo:
1 xícara (100g) de farinha de amêndoa
¾ xícara + 1 colher (sopa) - 115g - de farinha de trigo
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 110g - de sêmola de milho (para o preparo de polenta)
¾ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
raspas da casca de 1 limão siciliano
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano
150ml de mel
½ xícara (130g) de iogurte natural integral
3 ovos grandes
140ml de azeite de oliva
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Prepare as maçãs: em uma panela média, derreta a manteiga e o mel juntos em fogo médio. Deixe levantar fervura e ferva até que caramelize um pouquinho. Junte as maçãs e cozinhe em fogo médio-alto até que os pedaços de maçã estejam levemente dourados e a caldinha esteja espessa, cerca de 5 minutos. Deixe esfriar completamente.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda de 20cm de diâmetro, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte o papel também.
Em uma tigela grande, misture com um batedor de arame a farinha de amêndoa, a farinha de trigo, a sêmola de milho, o fermento em pó e o sal. Em uma tigela média, também com o batedor de arame, misture bem as raspas e o suco de limão, o mel, o iogurte, os ovos, o azeite e a baunilha. Derrame sobre os ingredientes secos e misture delicadamente, de baixo para cima, com uma espátula. Incorpore as maçãs.
Transfira a massa para a forma preparada e asse por cerca de 45 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Desenforme com cuidado. Polvilhe com açúcar de confeiteiro para servir.

Rend.: 8-10 porções

Sunday, May 26, 2013

Brownies de Guinness

English version

Guinness brownies / Brownies de Guinness

Uma das melhores coisas de se ter um blog por tanto tempo é que depois de todos esses anos eu e vocês criamos um laço tão bacana que eu não me sinto vergonha de lhes contar coisas como o meu fiasco da caipirinha (nenhum comentário crítico até agora). :D Gosto de uma bebidinha de vez em quando, no copo ou no forno.

Assim como o bolo que postei outro dia, estes brownies são um ótimo jeito de degustar uma cervejinha sem ter que lidar com a dor de cabeça no dia seguinte: eles são bem chocolatudos, úmidos – a ponto de serem cremosos – e deliciosos acompanhados de uma bola de sorvete de baunilha.

Brownies de Guinness
um tiquinho adaptados do delicioso Tate's Bake Shop: Baking For Friends

- xícara medidora de 240ml

5 colheres (sopa) - 70g - de manteiga sem sal, picada
250g de chocolate ao leite, picadinho
½ xícara + 1 colher (sopa) - 80g - de farinha de trigo
½ xícara (45g) de cacau em pó, sem adição de açúcar – usei alcalinizado
1 pitada de sal
3 ovos grandes
½ xícara + 1 colher (sopa) - 112g - de açúcar cristal
3 colheres (sopa) - 40g - de açúcar mascavo – aperte-o na colher na hora de medir
1 colher (chá) de extrato de baunilha
225ml de Guinness ou outra cerveja do tipo stout
¾ xícara (125g) de gotas de chocolate meio-amargo

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre com papel alumínio deixando sobras em dos lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.
Derreta a manteiga em uma panelinha em fogo médio. Retire do fogo, junte o chocolate e aguarde 1 minuto. Misture até o chocolate derreter completamente e então deixe esfriar um pouquinho.
Em uma tigelinha, misture com um batedor de arame a farinha, o cacau e o sal. Na tigela grande da batedeira, usando o batedor de arame, bata os ovos e os açúcares em velocidade alta até combinar bem. Junte a baunilha. Em velocidade baixa, acrescente o chocolate derretido com a manteiga. Raspe as laterais da tigela. Ainda em velocidade baixa, acrescente os ingredientes secos e, por fim, a cerveja. Termine de incorporar os ingredientes com uma espátula. Despeje a massa na forma preparada e salpique com as gotas de chocolate.
Asse até que um palito inserido no centro do brownie saia com algumas migalhas úmidas, cerca de 50 minutos. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Remova os brownies da forma com o auxílio das “alças” de papel alumínio e corte em quadradinhos.

Rend.: 16 unidades

Friday, May 24, 2013

Panzanella com tomates assados e mozarela

English version

Roasted tomato and mozzarella panzanella / Panzanella com tomates assados e mozzarella

Tenho algumas amigas e um irmão que odeiam salada – eles simplesmente não suportam a idéia de um monte de folhas empilhadas em um prato (é basicamente o que sinto sobre os filmes do Michael Bay, então me identifico). :) Eu amo saladas porque, por nunca ter gostado de carne, cresci comendo legumes e verduras aos montes, e as saladas que faço hoje em dia são cheias de ingredientes interessantes como castanhas, frutas, ovos... Nada de salada maçante e sem graça. Acredito que esta panzanella, uma receita que adaptei do lindíssimo e delicioso livro da Jennifer Perillo, pode agradar tanto saladeiros como eu quanto os que não são fã de folhas: foi sucesso comigo, a garota que não vive sem pão e queijo, e com o marido, também conhecido como Sr. Enjoadinho. :D

Panzanella com tomates assados e mozarela
adaptada do maravilhoso Homemade with Love: Simple Scratch Cooking from In Jennie's Kitchen

300g de tomates cereja assados, receita aqui

Croutons de parmesão:
2 xícaras cheias de cubinhos de baguete amanhecida – pique, depois meça
1 colher (sopa) de salsinha bem picadinha
2 colheres (sopa) cheias de parmesão ralado bem fininho
sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem

Para a montagem da salada:
1 ½ colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano ou tahiti
½ colher (chá) de mostarda de Dijon
½ colher (chá) de mel
sal e pimenta do reino moída na hora
100g de mozarela fresca em cubinhos
1 punhado de orégano fresco
1 punhado de manjericão fresco

Croutons: coloque todos os ingredientes em uma tigela grande e misture bem para que os cubinhos de pão estejam cobertos com os outros ingredientes. Aqueça uma frigideira grande em fogo médio. Junte os ingredientes da tigela e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que os pedacinhos de pão estejam dourados em todos os lados, cerca de 5 minutos. Reserve.
Em uma tigela grande, misture bem com um batedor de arame o azeite, o suco de limão, a mostarda, o mel, e o sal e a pimenta. Prove e ajuste os temperos se necessário. Acrescente os croutons, a mozarela, os tomates, o orégano e o manjericão e misture para combinar os ingredientes. Reserve a salada por 5 minutos para que os croutons absorvam os sabores, mas não deixe passar de 15 minutos para que não fiquem encharcados.

Rend.: 2 porções generosas

Wednesday, May 22, 2013

Madeleines de amêndoa com cobertura de limoncello + um blog imperdível

English version

Almond madeleines with limoncello glaze / Madeleines de amêndoa com cobertura de limoncello

Não é segredo nenhum o quanto adoro a Internet e à lista de ótimas coisas que podem ser feitas com ela adiciono planejar viagens – voos, hotéis, reservas de restaurantes, tudo pode ser feito pelo computador, sem contar os blogs de viagem com suas informações preciosas sobre lugares no mundo todo – o blog da minha querida amiga Tania foi uma fonte fantástica quando planejei minha viagem a Nova York e é leitura obrigatória para quem gosta de comida como eu.
Eu e o marido temos planos de voltar a Paris em algum momento do futuro e quando o fizermos já sei exatamente onde encontrar posts maravilhosos não só sobre a Cidade Luz mas também outros destinos na Europa: outro blog de uma amiga querida, a Tina e seu lindo “La Vie en Close”. Ela escreve muitíssimo bem e seus posts são um deleite mesmo para quem não está planejando viajar.

E falando em Paris e Europa lhes trago hoje estas madeleines: um docinho bem francês com o delicioso toque italiano do limoncello.

Madeleines de amêndoa com cobertura de limoncello
adaptadas das madeleines de limão siciliano da Martha

- xícara medidora de 240ml

Madeleines:
50g de farinha de trigo
½ xícara (50g) de farinha de amêndoa
2 ovos grandes
1 pitada de sal
80g de açúcar cristal
¼ colher (chá) de extrato de amêndoa (opcional)
¼ colher (chá) de extrato de baunilha
75g de manteiga sem sal, derretida

Cobertura:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro
½ colher (sopa) de limoncello, ou a gosto – usei caseiro
cerca de 1 colher (chá) de água, se necessário

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha de trigo e a farinha de amêndoa, removendo quaisquer grumos. Reserve.
Em uma tigela grande, bata os ovos e o sal com um batedor de arame até que comecem a espumar. Misture o açúcar, seguido dos extratos. Acrescente as farinhas e misture bem. Com uma espátula de silicone, incorpore a manteiga. Cubra e leve à geladeira por pelo menos 2 horas ou de um dia para o outro.
Pré-aqueça o forno a 190°C. Unte com manteiga derretida 24 forminhas de madeleine com capacidade para 1 colher (sopa) cada. Leve as forminhas à geladeira por 5 minutos. Encha as forminhas em ¾ de sua capacidade com amassa e asse por 8-10 minutos ou até que as madeleines cresçam e dourem e o topo volte ao mesmo lugar ao ser tocado com a ponta do dedo. Retire do forno e imediatamente desenforme sobre uma gradinha. Deixe esfriar completamente.

Cobertura: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigelinha e acrescente aos poucos o limoncello, misturando até conseguir uma consistência boa para regar as madeleines – acrescente limoncello ou água se necessário. Espalhe a cobertura em fio sobre as madeleines já frias. Aguarde a cobertura secar, cerca de 15 minutos.

Rend.: 24 unidades

Monday, May 20, 2013

Bolo de caipirinha

English version

Caipirinha drizzle cake / Bolo de caipirinha

Tem sido divertido acompanhar os comentários da Nigella sobre a sua viagem ao Brasil: pelo que tem escrito ela realmente se divertiu por aqui. Aparentemente uma das delícias preferidas dela foi a coxinha – ela preparou coxinhas em sua casa e publicou a receita em seu site – junto com a caipirinha, sendo que com a última me identifico totalmente. :D

Já que o excesso de caipirinhas pode causar algum dano consumir a bebida em forma de bolo é uma boa idéia – aqui, adaptei o bolo de margarita da Lily Vanily e o resultado agradou a todos.

Bolo de caipirinha
adaptado do delicioso Lily Vanilli's Sweet Tooth: Recipes and Tips from a Modern Artisan Bakery (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de

Bolo:
225g de farinha de trigo
½ colher (sopa) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
60g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
½ colher (chá) de extrato de baunilha
raspas da casca de 2 limões tahiti
2 ovos grandes
150ml de leite integral, temperatura ambiente

Calda:
¼ xícara (60ml) de água
90g de açúcar cristal
¼ xícara (60ml) de cachaça
¼ xícara (60ml) de suco de limão tahiti

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda de 20cm de diâmetro, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte o papel também.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento e o sal.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte a baunilha seguida das raspas de limão e bata brevemente. Junte os ovos, um a um, e raspe as laterais da tigela. Em velocidade baixa, junte metade dos ingredientes secos, seguidos do leite. Junte o restante dos ingredientes secos e raspe as laterais da tigela. Bata a mistura por 1 minuto.
Transfira a massa para a forma prepara e alise a superfície. Asse por 30-40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 20 minutos. Com cuidado, desenforme, remova o papel e transfira de volta para a gradinha.
Nesses 20 minutos prepare a calda: coloque a água, o açúcar, metade da cachaça e o suco de limão em uma panelinha e leve ao fogo alto, mexendo constantemente, por cera de 6 minutos ou até que a calda engrosse e comece a tomar cor. Retire do fogo, junte a cachaça restante, volte ao fogo e ferva por 1 minuto. Retire do fogo e deixe esfriar por 5 minutos.
Faça furinhos em todo o bolo com um palito de dente e pincele-o generosamente com a calda. Deixe esfriar completamente antes de servir.

Rend.: 8 porções

Friday, May 17, 2013

Muffins de geleia de laranja + momentos de estresse na cozinha

English version

Marmalade muffins / Muffins de geléia de laranja

Dias desses eu conversava com meu pai sobre minha mãe e me lembrei de algo que ela fazia quando eu e meu irmão éramos pequenos: toda vez que ela preparava um bolo ela nos deixava raspar a tigela, o que adorávamos (eu talvez já lhes tenha contado isso, mas não tenho certeza – 975 posts confundem mesmo a cabeça de uma pessoa). :) D. Terezinha era uma cozinheira fantástica e fazia bolos, tortas e docinhos com frequência, não somente porque adorava mas também para que meu pai tivesse sempre algo gostoso na marmita e eu, na lancheira.

Raspagem de tigela é um esporte que ainda pratico – pra ser sincera, provo quase todas as massas antes de assar. O que eu não imaginava era que esse hábito pudesse me economizar uns momentos de estresse (e alguns cabelos brancos) durante uma sessão de baking: num domingo de manhã, resolvo preparar uns muffins. Escolhi os muffins de geleia de laranja da Delia Smith porque amo esta geleia e queria estrear o lindo livro. A massa ficou pronta rapidamente e em pouco tempo os muffins já estavam no forno. Enquanto assavam, fui arrumar a cama e foi aí que me dei conta: eu não tinha acrescentado açúcar à massa!! O_O Corri pra cozinha, peguei a receita e reli – não, os muffins não levavam açúcar. O erro não havia sido meu. Ao me lembrar de ter provado a massa crua – deliciosa – me senti extremamente aliviada: a geleia seria suficiente para adoçar os muffins. Ufa.

Estes muffins não são muito doces – obviamente :) – e a cobertura de geleia de laranja os torna ainda mais saborosos. Sou doida por este sabor de geleia, mas acho que outros também funcionariam bem – acho que damasco, ou framboesa combinada com raspinhas de limão.

Marmalade muffins / Muffins de geléia de laranja

Muffins de geleia de laranja
um nadinha adaptados da mestra Delia Smith (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

225g de geleia de laranja pedaçuda
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
raspas da casca + o suco de 1 laranja grande
leite integral, se necessário
1 colher (sopa) cheia de farinha de amêndoa
1 ovo grande
½ colher (chá) de extrato de baunilha
50g de manteiga sem sal, derretida e ligeiramente fria

Para finalizar os muffins:
2 colheres (sopa) cheias de geleia de laranja

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre 9 cavidades de uma forma de muffin (1/3 xícara de capacidade cada cavidade) com forminhas de papel. Encha as cavidades vazias com água pela metade.
Coloque a geleia de laranja em uma tigelinha e bata com uma colher para soltar bem a geleia. Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha, o fermento e o sal.
Esprema o suco da laranja e meça: você precisará de ½ xícara (120ml); caso falte suco, complete a medida com o leite. Em uma tigelinha, misture com um garfo as raspas e o suco da laranja (e o leite, se for usar), a farinha de amêndoa, o ovo, a baunilha e a manteiga derretida. Despeje esta mistura sobre os ingredientes secos e misture ligeiramente com o garfo – não misture demais ou os muffins ficarão duros; massa de muffin é empelotadinha mesmo, e não lisa como massa de bolo. Acrescente a geleia e misture delicadamente com uma espátula de silicone. Divida a massa entre as forminhas preparadas e asse por 18-20 minutos ou até que os muffins cresçam e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então remova com cuidado, transferindo para a gradinha. Você pode servir estes muffins mornos ou em temperatura ambiente – antes de servir, espalhe um pouco da geleia sobre cada um deles.

Rend.: 9 unidades

Wednesday, May 15, 2013

Snickerdoodles de flocos (post atualizado)

English version

Stracciatella snickerdoodles / Snickerdoodles de flocos

No final de semana passado, enquanto eu assava estes biscoitos e seu maravilhoso perfume tomava conta do meu apartamento, achei que eles mereciam um nome divertido – o original (car-co-doodles) não me animava e não fazia sentido em português. A massa sardenta dentro da tigela parecia o sorvete de chocolate ao leite e flocos que eu fizera tempos atrás e foi aí que decidi batizar os biscoitos de snickerdoodles de flocos. “Esse nome vai deixar curioso quem lê o blog", pensei, e desta forma eu conseguiria convencê-los a prepará-los. Entretanto, ao morder um cookie ainda morninho senti que convencê-los seria muito mais fácil: era só eu lhes contar sobre os pedacinhos deliciosos de chocolate derretido espalhados no biscoito com gostinho de canela. ;)

UPDATE: A leitora Adriana deixou um comentário estressado sobre o post, pois realmente não o entendeu: eu sei que o nome snickerdoodles já existe, inclusive já publiquei outras receitas deste biscoito no blog (uma olhada no índice e você vai ver isso, Adriana). Eu troquei o nome de car-co-doodles para snickerdoodles DE FLOCOS porque a massa parecia o sorvete de mesmo nome. Talvez não tenha ficado claro ou seja um problema de interpretação de texto, mesmo.

Snickerdoodles de flocos
um nadinha adaptados do lindo e delicioso More from Macrina: New Favorites from Seattle's Popular Neighborhood Bakery

- xícara medidora de 240ml

1 1/3 xícaras (175g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de cremor tártaro (à venda em casas de artigos para confeitaria, tipo Chocolândia e Barra Doce)
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 colher (chá) de sal
85g de chocolate meio-amargo ou amargo, picado – usei gotinhas e as piquei grosseiramente antes de usar
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
1 xícara (175g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 ovo grande, temperatura ambiente
1/3 xícara (67g) de açúcar cristal
½ colher (chá) de canela em pó

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o cremor tártaro, o bicarbonato e o sal. Junte o chocolate e misture.
Na tigela grande da batedeira, com o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o açúcar mascavo até obter uma mistura clara e cremosa. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte a baunilha e o ovo, batendo em velocidade baixa até incorporá-los completamente. Raspe novamente as laterais da tigela, junte os ingredientes secos e misture em velocidade baixa somente até incorporá-los.
Transfira a massa para uma tigela, cubra com filme plástico e leve à geladeira por 2 horas.
Pré-aqueça o forno a 160°C – você vai assar os biscoitos no centro do forno. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigelinha, misture o açúcar cristal e a canela.
Deixe a massa de biscoito fora da geladeira por 20 minutos. Faça bolinhas com 1 colher (sopa) nivelada de massa por biscoito, passe pelo açúcar com canela e coloque nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Achate levemente as bolinhas de massa e asse por cerca de 15 minutos ou até que os biscoitos estejam dourados. Deixe esfriar nas assadeiras sobre uma gradinha por 10 minutos, e então transfira a gradinha e deixe esfriar completamente.
Os cookies podem ser guardados em um recipiente hermético em temperatura ambiente por até 4 dias.

Rend.: cerca de 45 cookies

Monday, May 13, 2013

Barrinhas Lamington - lamingtons para preguiçosos

English version

Lamington bars / Barrinhas lamington

Amigos e conhecidos muitas vezes me dizem que me admiram por cozinhar com tanta frequência e lhes respondo que preparar comida é algo que me faz feliz. Entretanto, também tenho meus momentos de preguiça, é claro, e estas barrinhas são a prova: sempre quis preparar lamingtons, mas acabo sempre adiando a idéia pois já fico cansada só de pensar em assar o bolo, cortar em quadradinhos, mergulhá-los em chocolate e cobrir com coco – isso sem contar as versões em que os quadradinhos de bolo são recheados! :) É um trabalhão e nem sempre estou disposta a isso. Portanto, as barrinhas da Donna Hay são perfeitas: são lamingtons feitos em metade do tempo (ou menos) e ficam deliciosas, além de lembrarem aqueles bolos gelados tão comuns nos aniversários de infância de quem, como eu, já passou dos trinta. :)

Barrinhas Lamington
da sempre lindíssima Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
125g de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos
1 ¼ xícaras (175g) de farinha de trigo
1 ¼ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
½ xícara (120ml) de leite integral, temperatura ambiente
1 xícara (100g) de coco em flocos adoçados, para polvilhar sobre as barrinhas

Calda de chocolate:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2 colheres (sopa) de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado
1/3 xícara (80ml) de água fervente
1 ½ colheres (sopa) - 21g - de manteiga sem sal, derretida

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 20x30cm, forre com papel alumínio e unte o papel também.
Bolo: bata a manteiga, o açúcar e a baunilha na batedeira até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a mistura e misture para incorporar. Junte o leite e misture. Espalhe a massa na assadeira e alise a superfície. Asse por cerca de 30 minutos ou até que cresça e esteja firme ao toque – esse bolo não doura muito (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.
Calda: coloque todos os ingredientes em uma tigelinha e misture para incorporá-los.
Corte o bolo em quadrados e com jeitinho espalhe a calda sobre ele. Cubra com o coco.

Rend.: 20 unidades

Friday, May 10, 2013

Conchinhas recheadas com ricota e espinafre - uma idéia boa para o almoço do Dia das Mães

English version

Ricotta and spinach stuffed shells / Conchinhas recheadas com ricota e espinafre

Nigella promoveu seu livro em vários programas de TV aqui no Brasil e em um deles ela preparou seus muffins de banana e chocolate: ela disse que seriam uma boa idéia para o café-da-manhã do Dia das Mães. Ao ouvir tal comentário me lembrei desta receita que fiz há algum tempo, a primeira que experimentei do maravilhoso livro vegetariano da Martha: acho esse macarrãozinho perfeito para um dia de comemorações, já que pode ser preparado com antecedência e mantido bem coberto na geladeira; é só deixar chegar à temperatura ambiente e levar ao forno, facílimo.

Infelizmente minha mãe se foi há muitos anos mas se ela ainda estivesse por aqui eu provavelmente faria os muffins e o macarrão para ela – mimar pessoas com comida é um dos meus esportes preferidos. ;)

Conchinhas recheadas com ricota e espinafre
adaptado do lindíssimo Meatless: More Than 200 of the Very Best Vegetarian Recipes

- xícara medidora de 240ml

Molho de tomate:
1 colher (sopa) de azeite de oliva
½ cebola grande bem picadinha
1 dente de alho grande, amassado e picadinho
1 lata de tomates pelados (400g)
¼ colher (chá) de açúcar
sal e pimenta do reino moída na hora
1 punhado de manjericão fresco
1 punhado de orégano fresco

Macarrão e recheio:
16 unidades de macarrão concha (6cm)*
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 dente de alho, amassado e picadinho
100g de espinafre congelado – não descongele antes de usar
sal e pimenta do reino moída na hora
1 pitada de noz-moscada ralada na hora
1 ¼ xícaras de ricota – usei caseira
¼ xícara de queijo parmesão ralado bem fininho – rale, depois meça
1 punhado de folhas de salsinha bem picadinhas

Prepare o molho: em uma panela média, aqueça o azeite em fogo médio-alto. Junte as cebolas e refogue até que estejam transparente. Junte o alho e refogue por mais 1-2 minutos e então acrescente os tomates e o açúcar. Encha 1/3 da lata com água, gire para remover todos os restinhos de tomate e junte à panela. Tempere com sal e pimenta, parta os tomates com uma colher de pau e cozinhe, mexendo ocasionalmente, por cerca de 20 minutos ou até que o molho fique mais espesso. Junte o manjericão e o orégano, misture, tampe e retire do fogo.
Cozinhe o macarrão em água fervente com sal até que fique al dente. Escorra e deixe esfriar. Pré-aqueça o forno a 180°C.

Recheio: em uma panelinha, aqueça o azeite em fogo médio-alto. Junte o alho e refogue por cerca de 1 minuto ou até perfumar. Junte o espinafre e cozinhe até que descongele, partindo-o com uma colher de pau. Tempere com sal, pimenta e noz-moscada e retire do fogo. Deixe esfriar um pouquinho.
Em uma tigela grande, misture a ricota, o parmesão, o espinafre e a salsinha. Tempere novamente com sal e pimenta.
Espalhe o molho em uma tigela refratária de 25x15cm. Com o auxílio de uma colher, recheie generosamente as conchinhas de macarrão com o recheio de ricota. Arrume as conchinhas sobre o molho, pressionando-as levemente para que fiquem mergulhadas nele. Cubra com papel alumínio e leve ao forno até que borbulhe, cerca de 30 minutos.

* algumas conchinhas podem quebrar ao serem cozidas na água, por isso é uma boa idéia cozinhar algumas a mais

Rend.: 2 porções generosas

Wednesday, May 08, 2013

Biscoitos de limão siciliano, pistache e chocolate branco

English version

White chocolate, pistachio and lemon cookies / Cookies de chocolate branco, pistache e limão siciliano

Semana passada, ao telefonar para a livraria Saraiva, recebi informações incorretas – a atendente me disse que as senhas para a sessão de autógrafos da Nigella seriam distribuídas assim que a loja abrisse e ao chegar lá fui informada de que isso ocorreria apenas a partir das 18 horas. Ai, que raiva. Por causa disso, eu e minha irmã teríamos de fazer hora, daí almoçamos e depois fomos ao cinema. As opções andam limitadas atualmente pois “Homem de Ferro 3” toma conta de mais de metade das salas, por isso nossa escolha foi “A Morte do Demônio”. O original aterrorizou a minha adolescência e achei que esta versão seria ainda pior, mas no final achei mais leve. Eu esperava muito terror depois de assistir ao trailer – fiquei tão apavorada que nem consegui ver direito e achei que Zac Efron estivesse no filme quando na verdade era Shiloh Fernandez (!) – mas a versão de 1981 é bem mais assustadora. Nem preciso dizer que minha irmã adorou o filme, não é? :)

Geralmente faço várias sessões de baking aos finais de semana mas como minhas pernas doíam muito acabei descansando mais do que qualquer outra coisa. Biscoitos do tipo slice and bake são ótimos para momentos assim: quem tem um cilindro de massa no freezer está a minutos de biscoitos fresquinhos, e isso nunca é algo ruim, certo? :) Se vocês concordam comigo, sugiro esta receita: a combinação de sabores é deliciosa e o cilindro de massa pode ser mantido no freezer por até um mês – é só deixá-lo sobre a pia enquanto pré-aquecem o forno e a massa amolecerá apenas o suficiente para ser fatiada.

Biscoitos de limão siciliano, pistache e chocolate branco
do sempre delicioso e infalível The Good Cookie: Over 250 Delicious Recipes from Simple to Sublime

- xícara medidora de 240ml

195g de chocolate branco picado
2/3 xícara (95g) de pistaches sem sal
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
½ xícara (100g) de açúcar cristal
½ xícara (88g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
2 ovos grandes
raspas da casca de 2 limões sicilianos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha

Coloque o chocolate branco no processador de alimentos e pulse para quebrá-lo em pedaços menores. Junte o pistache e pulse até que tudo fique bem picadinho.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o bicarbonato e o sal.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e os açúcares até obter uma mistura cremosa e clara. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Adicione as raspas de limão e a baunilha e bata para incorporar. Em velocidade baixa, incorpore a mistura de farinha. Com uma espátula de silicone, misture o pistache e o chocolate branco. Leve a massa à geladeira por 1 hora.
Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 5cm entre uma e outra. Asse por 11-13 minutos ou até que os biscoitos bem dourados nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre uma gradinha.

Rend.: cerca de 50 biscoitos

Monday, May 06, 2013

Bolo de banana, cereja e coco e meu encontro com Nigella

English version

Coconut and cherry banana bread / Bolo de banana, coco e cerejas secas

Algo que jamais julguei possível aconteceu há alguns dias: conheci Nigella Lawson! :) Não, eu não estava sonhando – ela veio ao Brasil para promover a versão em português de "Nigella Kitchen" e eu fui à noite de autógrafos aqui em São Paulo. Tive de ficar em pé na fila por quatro horas – minhas pernas estão doendo até agora – mas valeu a pena: a mulher é uma deusa. Lindíssima, ela me cumprimentou com um sorriso gentil e conversamos por alguns minutos antes que ela autografasse o meu livro – fiquei tão boba que lhe disse que ela era maravilhosa duas vezes. :)

Nigella

Ao sair da livraria disse para minha irmã (que ficou comigo o tempo todo, apesar de não saber direito quem é Nigella) que estava me sentindo muito inspirada a cozinhar depois de conhecer Nigella. Ela respondeu que eu deveria fazer uma das receitas dela, e eu fiz: um bolo de banana úmido e perfumado que iluminou a minha cozinha da mesma forma como Nigella iluminara a minha sexta-feira. <3

Nigella's autograph / Autógrafo Nigella

Bolo de banana, cereja e coco
do lindo, sempre delicioso e agora autografado Nigella Kitchen: Recipes from the Heart of the Home

- xícara medidora de 240ml

125g de manteiga sem sal, amolecida
4 bananas médias (450g com a casca), amassadas com um garfo
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
2 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 160g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
2/3 xícara de cerejas secas – as minhas eram bem graúdas, piquei grosseiramente
1 1/3 xícaras (133g) de coco ralado sem açúcar – usei em flocos adoçados

Pré-aqueça o forno a 160°C*. Unte levemente com manteiga uma forma de bolo inglês com capacidade para 900g, forre-a com papel manteiga e unte o papel também – usei uma forma de 21x11xcm.
Derreta a manteiga em uma panela grande, retire do fogo e deixe esfriar. Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Acrescente o açúcar à manteiga derretida e bata bem. Batendo, junte as bananas, os ovos e a baunilha. Com uma espátula de silicone, gentilmente incorpore a mistura de farinha. Finalmente, incorpore as cerejas secas e o coco. Despeje na forma preparada, alise a superfície e asse por cerca de 50 minutos, checando a partir de 45 – faça o teste do palito.
Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 10 minutos e então desenforme com cuidado. Deixe esfriar completamente sobre a gradinha.

* por distração acabei assando o meu bolo a 180°C

Rend.: 8-10 porções

Saturday, May 04, 2013

Financiers de pistache e laranja

English version

Orange and pistachio financiers / Financiers de pistache e laranja

Financiers são um dos meus baked goods favoritos: adoro sua textura grudentinha e eles são bem versáteis quando o assunto é sabor - o céu é o limite. Um saquinho pequenino de pistaches no freezer foi a desculpa perfeita para preparar estes financiers: como os limões da geladeira estavam reservados para um bolo os substituí por laranja e acho que o resultado ficou melhor do que o da receita original.

Financiers de pistache e laranja
um nadinha adaptados do sempre delicioso Sticky, Chewy, Messy, Gooey: Desserts for the Serious Sweet Tooth

- xícara medidora de 240ml

½ xícara (50g) de farinha de amêndoa
1 xícara (135g) de pistaches sem sal, levemente tostados e frios
1 ½ xícaras (210g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2/3 xícara (133g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 laranjas
8 claras grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¾ xícara (105g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, derretida

Coloque a farinha de amêndoas, o pistache e o açúcar de confeiteiro no processador de alimentos e processe até que a mistura fique bem fininha.
Transfira para uma tigela grande e junte o açúcar cristal, as raspas de laranja, as claras e a baunilha e misture para incorporar. Peneire a farinha e o sal sobre a massa e misture delicadamente, de baixo para cima. Com cuidado, incorpore a manteiga. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 1 hora ou de um dia para o outro.
Pré-aqueça o forno a 200°C. Unte generosamente com manteiga 24 forminhas de financier. Encha cada um deles com a massa até ¾ de sua capacidade. Asse por cerca de 15 minutos ou até que os financiers estejam firmes e dourados. Retire do forno e imediatamente desenforme sobre uma gradinha para esfriar. Se desejar, polvilhe com açúcar de confeiteiro antes de servir.

Rend.: 24 unidades – fiz metade da receita acima, usei forminhas com capacidade para 2 colheres (sopa) cada e consegui 24 financiers


Thursday, May 02, 2013

Cupcakes de chocolate e uísque com cobertura de manteiga de amendoim

English version

Chocolate whisky cupcakes with peanut butter icing / Cupcakes de chocolate e uísque com cobertura de manteiga de amendoim

Toda vez que chega uma edição nova da revista DH eu fico tão doida com tantas receitas deliciosas que fica difícil escolher qual fazer primeiro. Desta vez, entretanto, a tarefa foi um tiquinho mais fácil: decidi que só faria algo se tivesse todos os ingredientes em casa. Como meu cream cheese acabara todos os lindos cheesecakes teriam de esperar, e foi assim que acabei optando por estes cupcakes: macios e bem chocolatudos, eles ficam ainda melhores com a saborosa cobertura. A receita original pedia manteiga de amendoim do tipo smooth, mas usei a do tipo crunchy e achei que funcionou bem, adicionando um crocantezinho à cobertura sedosa. Também era parte da receita uma calda de caramelo para ser derramada sobre a cobertura, mas para mim os cupcakes já estavam doces o suficiente sem ela – definitivamente mais açúcar não os beneficiaria.

Cupcakes de chocolate e uísque com cobertura de manteiga de amendoim
um nadinha adaptados da sempre lindíssima e deliciosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Cupcakes:
200g de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
2 colheres (sopa) de uísque
140g de manteiga sem sal, picada
½ xícara (45g) de cacau do tipo alcalinizado, sem adição de açúcar, peneirado
2 ovos
1/3 xícara de creme azedo (sour cream)*
1 colher (chá) de extrato de baunilha
275g de açúcar cristal

Cobertura de manteiga de amendoim:
160g de açúcar de confeiteiro, peneirado
1 xícara de manteiga de amendoim do tipo crunchy
80g de manteiga sem sal, amolecida
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre com forminhas de papel uma forma de muffin com 12 cavidades, sendo que cada uma delas tenha capacidade para ½ xícara (120ml) de massa.
Cupcakes: em uma tigelinha, misture com um batedor de arame a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Coloque o uísque e a manteiga em uma panela média e leve ao fogo médio, mexendo até a manteiga derreter. Retire do fogo e, com um batedor de arame, incorpore o cacau. Junte os ovos, o creme azedo e a baunilha e misture bem. Incorpore o açúcar seguido da mistura de farinha e misture para homogeneizar. Transfira a massa para a forma preparada (não encha muito mais do que 1/3 da capacidade ou a massa pode transbordar) e asse por 25-30 minutos ou até que cresçam e estejam assados por dentro (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então desenforme com cuidado, transferindo para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Cobertura: coloque o açúcar, a manteiga de amendoim, a manteiga e a baunilha na tigela grande da batedeira e bata até obter um creme claro e fofo, 6-8 minutos, raspando as laterais da tigela ocasionalmente. Junte o creme de leite e bata por 1 minuto. Espalhe a cobertura sobre os cupcakes já frios.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 12 unidades – fiz metade da receita acima, usei forminhas com capacidade para 1/3 xícara e consegui 9 cupcakes

Related Posts with Thumbnails