quinta-feira, fevereiro 28, 2013

Bolo de chocolate e uísque

English version

Chocolate whiskey Bundt cake / Bolo de chocolate e whiskey

“Indomável Sonhadora” estreou aqui semana passada e alguns dias atrás finalmente assisti ao filme – é lindíssimo, tocante e pude então entender a enxurrada de prêmios. Quvenzhané Wallis é adorável e muito talentosa – crianças em filmes são bonitinhas, mas para mim nem todas elas têm aquela aura de ator, por assim dizer, mas Quvenzhané certamente sim; acredito que ela seja aquele tipo de pessoa que nasceu para atuar (algo que pensei de Tom Holland quando vi “O Impossível”).
Minha irmã, também conhecida como “minha parceira no crime para todos os assuntos de cinema”, também amou “Indomável Sonhadora” – o que foi um alívio, já que ela não tinha gostado da minha escolha anterior – e pela primeira vez em mais de quatro anos vendo filmes juntas a vi chorar, o que foi para mim foi muito intenso.

Não bebo café – não gosto do sabor apesar de gostar do cheiro – e por isso nunca faço nada com o ingrediente, mas acho que há uma primeira vez para tudo na vida e para mim este bolo delicioso, úmido e chocolatudo – sem contar levemente alcoólico – foi a primeira vez em que apreciei o sabor de café em sobremesas.

Bolo de chocolate e uísque
um tiquinho adaptado do ótimo Gourmet Today: More than 1000 All-New Recipes for the Contemporary Kitchen

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (90g) de cacau do tipo alcalinizado, sem açúcar + 3 colheres (sopa) extra para polvilhar a forma*
1 ½ xícaras (360ml) de café recém-passado
½ xícara (120ml) de uísque americano - usei Johnny Walker
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, picada
2 xícaras (400g) de açúcar cristal
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 ½ colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
chantilly, para servir (opcional)

Pré-aqueça o forno a 160°C** - você vai assar o bolo no centro do forno. Unte generosamente com manteiga uma forma com furo central do tipo Bundt com capacidade para 12 xícaras de massa e polvilhe com as 3 colheres (sopa) de cacau, removendo o excesso – 1 ½ colheres (sopa) foram suficientes para cobrir toda a minha forma.
Em uma panela de fundo grosso com capacidade para 3 litros, aqueça o café, o whiskey, a manteiga e a xícara de cacau restante (90g) em fogo moderado, misturando com um batedor de arame até a manteiga derreter. Retire do fogo, junte o açúcar e misture até dissolvê-lo. Transfira a mistura para uma tigela grande e deixe esfriar por 5 minutos. Enquanto isso, em uma tigela média, misture, com um batedor de arame, a farinha, o fermento e o sal. Junte os ovos à mistura de chocolate já fria, um a um, misturando bem com o batedor a cada adição. Junte a baunilha. Acrescente os ingredientes secos e misture somente até incorporar – a massa é bem líquida e cheia de bolhas. Despeje na forma preparada e asse por 40-50 minutos ou até o bolo cresça e esteja firme ao toque (faça o testo do palito). Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha (cerca de 2 horas). Com uma espátula de metal bem fina, solte o bolo das laterais da forma e então desenforme sobre um prato. Sirva com o chantilly, se desejar.
Este bolo fica mais gostoso se preparado com 1 dia de antecedência e mantido em um porta-bolo ou embrulhado em filme plástico em um ambiente fresco. Pode ser guardado bem embrulhado na geladeira por até 5 dias – sirva em temperatura ambiente.

* a receita original pedia por cacau do tipo natural e bicarbonato de sódio; como eu só tinha cacau do tipo alcalinizado em casa, adaptei a receita para usá-lo substituindo o bicarbonato pelo fermento seguindo as proporções dadas neste link (usar o dobro de fermento em relação à quantidade de bicarbonato pedida)

** assei meu bolo a 180°C por 45 minutos

Rend.: 10-12 porções

terça-feira, fevereiro 26, 2013

Crumble de ameixa e gengibre com cobertura de flapjack

English version

Plum and ginger crumble with flapjack topping / Crumble de ameixa e gengibre com cobertura de flapjack

Como eu imaginava, os membros da Academia não tinham a minha lista de favoritos em mente, mas pelo menos Ang Lee levou para casa o prêmio de Melhor Diretor, o que achei muito bacana – na hora em que o seu nome foi anunciado dei um pulo tão grande na cama que acabei acordando meu marido. :D
Tenho um tremendo respeito por Lee e o considero um dos melhores diretores de todos os tempos: além de super talentoso, o homem também é extremamente versátil – quantos diretores realmente merecem ambos adjetivos? É uma pena que, de novo, seu filme não tenha levado o prêmio de Melhor Filme, mas assim como para mim “O Segredo de Brokeback Mountain” foi o melhor filme de 2005 “As Aventuras de Pi” foi o melhor de 2012.

E falando em melhor isso e melhor aquilo, este crumble saiu de um dos melhores livros de receita que tenho, e certamente um dos mais bonitos também; a cobertura de flapjack – a barrinha de cereal e não a panqueca, como o fantástico Jeremy Irons explica para a Martha – é tão deliciosa que quero experimentar a receita com maçãs quando o outono chegar.

Plum and ginger crumble with flapjack topping / Crumble de ameixa e gengibre com cobertura de flapjack

Crumble de ameixa e gengibre com cobertura de flapjack
um tiquinho adaptado do maravilhoso Good Things to Eat (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

250g de ameixas pequenas, cortadas ao meio, caroços removidos
1 colher (chá) de gengibre cristalizado bem picadinho – pique, depois meça
1 colher (sopa) de água
1 pitada de canela em pó
50g + 1 colher (sopa) de manteiga sem sal, uso dividido
¼ xícara (50g) + 1 colher (sopa) de açúcar cristal, uso dividido
1/3 xícara (30g) de aveia em flocos
1/3 xícara (46g) de farinha com fermento*
½ colher (sopa) de glucose de milho
1 ½ colheres (sopa) de creme de leite fresco – usei creme azedo (sour cream) que havia sobrado de outra receita

Pré-aqueça o forno a 200°C. Separe um refratário raso com capacidade para 500ml.
Coloque as ameixas em uma panela pequena com o gengibre, a água, a canela e 1 colher (sopa) da manteiga. Cozinhe em fogo médio por alguns minutos, até que as ameixas comecem a ficar macias. Transfira para o refratário e polvilhe com 1 colher (sopa) do açúcar.
Em uma tigelinha, combine a aveia, o açúcar restante e a farinha. Em uma panelinha, derreta a manteiga, retire do fogo e junte a glucose e o creme de leite fresco, misturando bem. Derrame sobre os ingredientes secos da tigelinha e misture para incorporar. Espalhe uniformemente a mistura sobre as ameixas, fazendo uma camada fina de no máximo 1cm – mais espessa que isso talvez não cozinhe completamente no forno. Coloque o refratário em uma assadeira de beiradas baixas e asse por cerca de 30 minutos ou até que a fruta esteja borbulhando e a cobertura esteja firme e bem dourada. Deixe esfriar por 10 minutos e então sirva com creme de leite fresco ou sorvete de baunilha.

* troquei a farinha com fermento por 1/3 xícara (46g) de farinha de trigo comum + ¼ colher (chá) de fermento em pó + 1 pitada de sal

Rend.: 2 porções ou 1 porção para alguém guloso :)

domingo, fevereiro 24, 2013

Snickerdoodles de chocolate + meus votos para o Oscar

English version

Chocolate snickerdoodles / Snickerdoodles de chocolate

Hoje à noite saberemos quem levará para casa o Oscar 2013 - se eu pudesse escolher os vencedores minha lista seria a seguinte:

- Melhor filme: "As Aventuras de Pi"
- Melhor diretor: Ang Lee
- Melhor ator: Joaquin Phoenix
- Melhor atriz: Naomi Watts
- Melhor ator coadjuvante: Philip Seymour Hoffman (eu daria o prêmio a Leonardo DiCaprio, mas...)
- Melhor atriz coadjuvante: Helen Hunt

Provavelmente ninguém da lista acima levará o prêmio, mas não tem problema: se eu fosse membro da Academia meus votos seriam para eles. E enquanto minhas escolhas para o Oscar podem não ser as mais populares pelo menos os meus biscoitos são: estes snickerdoodles, deliciosos e muito fáceis de fazer, foram um sucesso no trabalho do marido. :)

Snickerdoodles de chocolate
da sempre deliciosa Food & Wine

- xícara medidora de 240ml

1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara (200g) de açúcar cristal
55g de chocolate meio-amargo, derretido e frio – usei um com 53% de cacau
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Para cobrir os biscoitos:
½ xícara (100g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de canela em pó

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela, peneire juntos a farinha, o bicarbonato, o fermento e o sal. Reserve. Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme. Junte o chocolate derretido, o ovo e a baunilha e bata até homogeneizar. Junte os ingredientes secos e misture para incorporar.
Em uma tigelinha rasa, misture o açúcar e a canela para cobrir os biscoitos. Faça bolinhas de 2,5cm com a massa e passe-as pelo açúcar com canela. Coloque-as nas assadeiras preparadas deixando 5cm de distância entre elas e achate-as levemente com a ponta dos dedos. Asse por 10-12 minutos ou até que os biscoitos estufem e craquelem. Transfira para uma gradinha e deixe esfriar completamente.

Rend.: 3 dúzias – use 1 colher (sopa) nivelada de massa por biscoito e consegui 50 snickerdoodles pequeninos

quinta-feira, fevereiro 21, 2013

Pão do Advento com frutas secas e glacê de xarope de bordo

English version

Maple-iced fruity Advent bread / Pão do Advento com frutas secas e glacê de xarope de bordo

Experimentar o combo de sabores limão e coco tanto em forma de biscoito quanto em forma de bolo não foi o fim dos meus testes: o trio damasco, cranberry e passas claras funcionou tão lindamente em forma de cookie de aveia que achei que seria maravilhoso usá-lo novamente, desta vez como pão: este aqui, delicioso e com um toque de cardamomo, vem de um dos melhores livros de receita que já comprei – e sabemos o que isso significa! – e meu marido, depois de provar uma fatia do pãozinho, mal podia acreditar no quão macio estava – eu não contei, mas tenho quase certeza de que ele disse isso mais de cinco vezes. :D

Pão do Advento com frutas secas e glacê de xarope de bordo
um nadinha adaptado do lindo, lindo Scandilicious Baking

- xícara medidora de 240ml

Pão:
1 xícara (240ml) de leite integral
1/3 xícara (75g) de manteiga sem sal
2 xícaras + 2 colheres (sopa) - 300g - de farinha de trigo comum
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 125g - de farinha de trigo integral
1/3 xícara + ½ colher (sopa) - 72g - de açúcar cristal
1 colher (chá) de cardamomo moído na hora
¼ colher (chá) de sal
2 ¾ colher (chá)s de fermento biológico seco
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¼ xícara (60ml) de vinho Marsala
150g de frutas secas (usei passas claras, cranberries secas e damascos secos picados, 50g de cada)
1 ovo, batido com um garfo, para pincelar os pães

Glacê:
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro
1 colher (sopa) de xarope de bordo (maple syrup)

Pão: escalde o leite aquecendo-o em uma panelinha com a manteiga até que o leite quase ferva. Deixe esfriar enquanto prepara os outros ingredientes – escaldar o leite faz com que o pão fique mais macio.
Coloque as farinhas, o açúcar, o cardamomo, o sal e o fermento na tigela grande da batedeira (coloque o sal longe do fermento). Junte o ovo e a baunilha, seguidos do leite com manteiga (a mistura deve estar morna e não quente) e, usando o batedor em formato de gancho, misture em velocidade média até que uma massa macia e grudenta se forme. Continue misturando por mais 5-6 minutos ou até que a massa fique elástica e homogênea. Transfira para uma tigela grande levemente untada com manteiga e cubra com filme plástico. Deixe crescer em um lugar morninho por 45-60 minutos ou até que dobre de volume.
Enquanto a massa cresce, coloque as frutas secas em uma tigelinha e cubra com o vinho. Deixe de molho por 30-40 minutos, mexendo de vez em quando para que todas as frutas fiquem cobertas de vinho. Escorra as frutas minutos antes de adicioná-las à massa, descartando o vinho.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada, acrescente as frutas secas e sove algumas vezes para incorporá-las à massa. Divida a massa em duas partes iguais e forme um filão rústico com cada uma delas. Coloque-os em uma assadeira grande, de beiradas baixas, forrada com papel alumínio, deixando cerca de 10cm de distância entre um e outro. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente por mais 45-60 minutos – faça o teste: toque a massa levemente com a ponta do dedo – se ficar um buraquinho, a massa está pronta para ser assada. Enquanto a massa cresce, pré-aqueça o forno a 200°C.
Pincele os pães com o ovo batido e leve ao forno por 30-35 minutos ou até que estejam bem dourados – o pão deve emitir um som de oco ao se dar um soquinho na parte inferior do filão com os nós dos dedos. Deixe esfriar na assadeira por cerca de 20 minutos. Com jeitinho, desgrude os filões do papel alumínio, transfira para uma gradinha e deixe esfriar completamente.
Glacê: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigelinha e junte o xarope de bordo, misturando até obter um glacê grosso mas com uma consistência boa para ser espalhado sobre os pães – acrescente água se necessário. Regue os pães com o glacê e deixe secar por 15 minutos.

Rend.: 2 filões


terça-feira, fevereiro 19, 2013

Bolo de coco e limão

English version

Lime coconut cake / Bolo de coco e limão

Se eu fico obcecada com filmes, seriados de TV e música as coisas não seriam diferentes quando o assunto é comida: certos sabores e pratos chamam a minha atenção de tempos em tempos e fica difícil resistir a eles. Depois de preparar aqueles biscoitinhos de coco e limão deliciosos – e que ficaram bem bonitinhos – eu quis fazer mais algum docinho com aqueles sabores e este bolo foi a escolha perfeita: muito macio, com um saboroso toque cítrico e uma cobertura de coco idem (sou doida por coco tostado). Como bônus, a receita vem de uma revista da qual muitos de nós sentem falta mas que, pra nossa sorte, tem um site muito rico.

Bolo de coco e limão
um tiquinho adaptado da linda e saudosa Gourmet magazine

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (100g) de coco em flocos adoçados
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
1 ¼ xícaras (250g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões tahiti grandes
2 ovos grandes
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo com fermento*
½ xícara (120ml) de leite de coco
¼ xícara (60ml) de leite integral
¼ xícara (60ml) de suco de limão tahiti, uso dividido
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro
½ colher (sopa) de rum (opcional)

Pré-aqueça o forno a 180° - você vai assar o bolo no centro do forno. Unte generosamente com manteiga uma forma redonda de 22cm de diâmetro e com 5cm de altura. Forre o fundo com um circulo de papel manteiga e unte o papel também.
Toste o coco em uma assadeira pequena, mexendo uma ou duas vezes, até que doure, cerca de 6 minutos – fique atento, pois o coco pode queimar em questão de segundos. Deixe esfriar e mantenha o forno ligado.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar cristal e as raspas de casca de limão até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, seguidos da baunilha. Em uma tigelinha, misture a farinha e ½ xícara (50g) do coco tostado (reserve o restante para a cobertura). Em outra tigelinha, misture o leite de coco, o leite e 2 colheres (sopa) do suco de limão. Com a batedeira em velocidade baixa, adicione a mistura de farinha alternando com a mistura de leites, começando e terminando com os ingredientes secos. Transfira a massa para a forma preparada e alise a superfície. Asse até que o bolo cresça e doure, 40-45 minutos (faça o teste do palito). Retire do forno e deixe amornar sobre uma gradinha. Desenforme com cuidado, removendo o papel manteiga. Transfira para um prato.
Cobertura: em uma tigelinha, peneire o açúcar de confeiteiro. Junte as 2 colheres (sopa) restantes de suco de limão e o rum (se for usar) e misture. Despeje sobre o bolo e cubra com o coco tostado restante.
* em vez de farinha de trigo com fermento usei 1 ¾ xícaras (245g) de farinha de trigo comum + 1 ¾ colheres (chá) de fermento em pó + ¼ colher (chá) de sal

Rend.: 8 porções

domingo, fevereiro 17, 2013

Brioche de limão siciliano e semente de papoula e aprendendo com receitas já preparadas

English version

Lemon poppy seed brioche / Brioche de limão siciliano e semente de papoula

Para mim, cozinhar é, além de diversão pura, um processo de aprendizagem – acho que algumas receitas vão além da gostosura de seus produtos finais: elas nos ensinam certas coisas. Estava preparando estes brioches de limão siciliano e depois de a massa descansar pela primeira vez ela estava molinha e grudenta demais para ser manipulada. Foi quando me lembrei da receita do brioche do Paul Hollywood, e nela a massa tem que ser refrigerada para firmar o suficiente antes de ser moldada em pãezinhos, e foi exatamente o que fiz – funcionou direitinho.
Estes brioches não são muito doces (os recomendo mesmo sem as sementes de papoula) e para mim isso os torna perfeitos para serem devorados ainda mornos com porções generosas de manteiga ou geléia – eles provavelmente desaparecerão em questão de minutos. :)

Brioche de limão siciliano e semente de papoula
um tiquinho adaptada da sempre deliciosa e linda Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

¼ xícara (60ml) de leite integral morno
2 colheres (chá) de fermento biológico seco
¼ xícara + 1 colher (sopa) - 62g - de açúcar cristal
2 xícaras + 1 colher (sopa) - 300g - de farinha de trigo
1 pitada de sal
3 ovos
raspas da casca de 2 limões sicilianos
½ colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (sopa) de sementes de papoula (as minhas foram compradas fora do Brasil)
160g de manteiga sem sal, amolecida
1 ovo, para pincelar o brioche

Na tigela grande da batedeira, misture o leite, o fermento e 1 colher (sopa) do açúcar. Reserve por 5 minutos ou até que a mistura espume. Junte o açúcar restante, a farinha e o sal e, com o batedor em forma de gancho na batedeira, bata em velocidade média por cerca de 6 minutos ou até que a uma massa rústica se forme (a minha estava muito seca, então acrescentei 1/3 xícara de leite morno). Junte os três ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Junte as raspas de limão, a baunilha e as sementes de papoula, batendo para incorporar. Aos poucos, junte a manteiga, batendo bem a cada adição. Continue batendo em velocidade média por cerca de 8 minutos ou até que a massa fique elástica e homogênea – ela estará bem molinha. Transfira para uma tigela grande levemente untada com manteiga, cubra com filme plástico e deixe crescer por cerca de 1 hora ou até que dobre de tamanho. Em seguida, leve à geladeira por 4-5 horas (caso contrário será difícil moldar a massa por ser tão molinha e amanteigada).
Unte generosamente com manteiga uma forma de muffin com 12 cavidades (1/3 xícara cada cavidade). Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e sove-a 3-4 vezes. Divida a massa em 12 porções iguais. Divida cada porção em três partes iguais e faça bolinhas com elas. Coloque três em cada forminha de muffin. Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente por cerca de 40 minutos.
Enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180°C. Bata o ovo ligeiramente com um garfo e pincele o topo dos brioches. Asse por 20-25 minutos ou até que dourem bem e um palito inserido no centro do pãozinho saia limpo. Deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 5 minutos, e então, com jeitinho, desenforme, transferindo para a gradinha. Sirva mornos ou em temperatura ambiente (esses brioches ficam ótimos reaquecidos em forno a 180°C).

Rend.: 12 unidades

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Bolo de amêndoa sueco (Toscatårta)

English version

Toscatårta (Swedish almond cake / Bolo de amêndoa sueco)

Semana passada finalmente assisti a “O Lado Bom da Vida” e achei um filme bom – não ótimo. Não entendo o frenesi causado pelo filme nem as múltiplas indicações a prêmios, especialmente para melhor filme e melhor diretor – Paul Thomas Anderson deveria estar no lugar de David O’Russell, ou pelo menos Ben Affleck por causa de seu super popular “Argo”. Jennifer Lawrence é fantástica – eu a adoro, vocês sabem – mas num mundo perfeito sua performance jamais venceria a de Naomi Watts em “O Impossível” (estou comparando as performances que vi, por isso não menciono as outras indicadas a Melhor Atriz). Ah, expectativas... Elas podem ser traiçoeiras, às vezes: todo mundo falou tanto sobre o filme que acho que esperei demais dele. Por sorte isso pode funcionar de dois modos: eu esperava que o livro de bolos da Rachel Allen fosse bom, mas na verdade é excelente.

Bolo de amêndoa sueco (Toscatårta)
do lindo demais Cake (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
3 ovos grandes
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
3 colheres (sopa) de leite integral
1/3 xícara (75g) de manteiga sem sal, derretida

Cobertura:
50g de manteiga sem sal
100g de amêndoas em lascas
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
2 colheres (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de creme de leite fresco
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte e enfarinhe uma forma redonda de 23cm, com aro ou fundo removível* - se usar a forma com aro removível, prenda o fundo virado para cima, para que não haja nenhum degrau na hora de desenformar o bolo.
Na tigela grande da batedeira, bata os ovos e o açúcar por 5-7 minutos ou até que engrossem e fiquem com uma consistência de mousse. Junte a baunilha. Remova a tigela da batedeira e peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a massa. Despeje o leite e a manteiga derretida e incorpore tudo gentilmente com uma espátula de silicone, misturando de baixo para cima. Transfira a massa para a forma preparada e asse por 30-35 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia úmido, não totalmente limpo (a massa vai voltar ao forno por mais 10 minutos para firmar a cobertura). Aumente a temperatura do forno para 200°C.
Pouco antes do tempo de forno do bolo chegar aos 30-35 minutos, prepare a cobertura: coloque a manteiga em uma panela e leve ao fogo médio. Quando derreter, junte os ingredientes restantes e deixe levantar fervura. Ferva por 1 minuto.
Retire o bolo do forno e espalhe a cobertura por cima. Volte ao forno por mais 10-15 minutos ou até que cobertura doure.
Deixe o bolo esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 10 minutos. Solte-o das laterais da forma com uma faquinha afiada e desenforme com cuidado. Deixe esfriar completamente ainda na base da forma.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma redonda de 20cm com fundo removível

Rend.: 8-10 porções

segunda-feira, fevereiro 11, 2013

Biscoitinhos de chá Lady Grey

English version

Lady Grey tea cookies / Biscoitinhos de chá Lady Grey

Acho que quando o assunto é cozinha todos nós temos os nossos favoritos - eu certamente tenho, e a lista inclui Nigella, Jamie Oliver, Donna Hay e, é claro, Martha Stewart: suas receitas de baking são sempre um sucesso e estes biscoitos não são exceção: deliciosos e facílimos de fazer. Consegui dois cilindros de massa com a receita e pensei em deixar um no freezer para outro dia mas ao experimentar um biscoito soube na hora que precisaria assar muitos deles. :)

Biscoitinhos de chá Lady Grey
de um dos meus livros de receita favoritos

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de folhas de chá Lady Grey bem moídas (cerca de 4 saquinhos; moa, depois meça) *
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
raspas da casca de 1 laranja grande
1 teaspoon de extrato de baunilha

Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o chá e o sal. Reserve.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar, as raspas de laranja e a baunilha até obter um creme claro, cerca de 3 minutos. Reduza para a velocidade baixa e adicione aos poucos a farinha, batendo somente até incorporar – nesse momento eu provei a massa e achei que não estava doce o suficiente, por isso acrescente 1 ½ colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro.
Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Asse por cerca de 15 minutos ou até que dourem nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre gradinhas.

* comprei este moedor durante as férias e foi o que usei para moer as folhas de chá (ele é ótimo para moer especiarias também); caso não tenha um moedor ou não queira usar o chá, use a criatividade para dar sabor à massa – ela é ótima e tenho certeza de que ficaria excelente com apenas com as raspas de laranja ou de limão, ou com raspas de chocolate

Rend.: cerca de 50 biscoitos

sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Bolo de creme azedo e xarope de bordo

English version

Maple sour cream cake / Bolo de sour cream e xarope de bordo

Se eu não consigo acompanhar os seriados de TV, imaginem os lançamentos de livros de receita? :D Toda vez que dou uma olhada nos lançamentos na Amazon percebo o quão atrasada estou – e isso sem contar os livros lançados há tempos e que ainda quero comprar. Há um novo livro do Food52 e eu nem tenho o primeiro ainda – a vida não é fácil para uma viciada em livros de comida feito eu. ;)

Este bolo delicioso e super fácil é do Food52 – o site. Agora mal posso esperar para provar o bolo de tangerina, também.

Bolo de creme azedo e xarope de bordo
um nadinha adaptado do lindo e delicioso Food52

1 ½ xícaras (210g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
½ xícara (120ml) de xarope de bordo (maple syrup)
¾ xícara de creme azedo (sour cream)*
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
3 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
raspas da casca de ½ limão siciliano grande
½ xícara (120ml) de óleo de canola

Pré-aqueça o forno a 180°C – você vai assar o bolo no centro dele. Unte generosamente com manteiga uma forma de bolo inglês de 21x11x6cm – eu usei uma forma de 22x12cm.
Em uma tigela grande, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento e o sal. Em uma tigela pequena, também com um batedor de arame, misture bem o xarope de bordo, os ovos, o açúcar, a baunilha e as raspas de limão. Junte os ingredientes secos e misture bem para incorporar. Acrescente o óleo e misture-o gentilmente com uma espátula de silicone até que a massa o absorva completamente.
Despeje a massa na forma preparada. Coloque-a em uma assadeira de beiradas baixas e asse até que o bolo cresça e doure, cerca de 50 minutos (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos. Desenforme com cuidado e deixe esfriar completamente na gradinha.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 6-8 porções

quarta-feira, fevereiro 06, 2013

Barrinhas de pecã e coco

English version

Coconut and pecan bars / Barrinhas de pecã e coco

Além da vontade de correr para a cozinha os programas da Nigella também me fazem pensar em ter filhos... Por sorte a primeira vontade é fácil de resolver e a segunda passa no final do episódio. :D
Momentos antes de comprar o lindo livro de cookies da Nancy Baggett assisti ao vídeo adorável postado na página da Amazon e nossa, não só o efeito foi o mesmo dos programas da Nigella como eu também desejei que a minha irmã ainda fosse pequenininha para que nós fizéssemos biscoitos juntas como as crianças fofas do vídeo. :D
Como eu já tinha um livro ótimo da autora não pensei duas vezes antes de comprar “Simply Sensational Cookies” – e estas barrinhas deliciosas foram a primeira receita dele que experimentei.

Barrinhas de pecã e coco
do delicioso Simply Sensational Cookies

- xícara medidora de 240ml

Camada de biscoito:
13 colheres (sopa) - 182g - de manteiga sem sal, temperatura ambiente
½ xícara (100g) de açúcar cristal
1 ½ colheres (chá) de extrato de baunilha
¼ colher (chá) de sal
2 xícaras (280g) de farinha de trigo

Recheio:
1½ xícaras (165g) de pecãs picadas (meça e depois pique)
1 ½ xícaras (150g) de coco adoçado, ralado ou em flocos*
¾ xícara (170g) de manteiga sem sal, picada
2/3 xícara (116g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¼ xícara de glucose de milho clara (usei Karo)
¼ colher (chá) de sal
2 colheres (chá) de extrato de baunilha

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 32x22cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.
Camada de biscoito: na tigela grande da batedeira, bata a manteiga, o açúcar, a baunilha e o sal somente até incorporar. Em velocidade baixa, acrescente a farinha, batendo somente até que uma massa se forme. Pressione a massa no fundo da assadeira preparada formando uma camada homogênea. Faça furinhos em toda a massa com um garfo e asse por cerca de 20 minutos ou até que esteja levemente dourada e um pouquinho mais dourada nas extremidades. Retire do forno e mantenha-o ligado.
Cobertura: em uma panela de fundo grosso média, misture as pecãs, o coco, a manteiga, o açúcar mascavo, a glucose de milho e o sal e leve ao fogo médio, mexendo sempre, até que a mistura comece a ferver. Ferva por 2 minutos, misturando ocasionalmente, e então retire do fogo e acrescente a baunilha.
Espalhe a mistura sobre a camada de biscoito de maneira uniforme. Asse por 25-30 minutos ou até que a cobertura borbulhe, esteja bem dourada e ligeiramente mais escura nas extremidades. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha. Corte em barrinhas para servir.
As barrinhas podem ser guardadas em um recipiente hermético, em temperatura ambiente, por até 4 dias.

* usei coco ralado adoçado, porém achei que as barrinhas ficaram um tiquinho doces demais – em uma próxima vez eu usaria coco ralado sem adição de açúcar

Rend.: 24 unidades – fiz exatamente a receita acima usando uma forma de 20x30cm

segunda-feira, fevereiro 04, 2013

Biscoitinhos de limão com coco + "Breaking Bad"

English version

Lime butter drops with coconut / Biscoitinhos de limão com coco

Alguns de vocês me lêem há bastante tempo, o suficiente para saber que quando gosto de alguma coisa falo (ou escrevo) sobre ela várias e várias vezes – é por isso que hoje escrevo novamente sobre “Breaking Bad”: estou de queixo caído com o seriado! Além da trama brilhante, há um elenco afiado - cada um dos talentosos atores tem performances poderosas; junte a isso um roteiro incrível e aí está um seriado perfeito – adoro como eles misturam drama e comédia na medida certa. Estou na metade da segunda temporada e garanto que se não tivesse que trabalhar já teria visto todos os episódios disponíveis. :)

Bryan Cranston tem recebido diversos prêmios por seu papel como Walter White e ele certamente os merece – o cara é absolutamente fantástico – mas o elenco coadjuvante é igualmente ótimo, sendo o também premiado e talentosíssimo Aaron Paul, Anna Gunn e Dean Noris os destaques. “Breaking Bad” é tão bom que me dá vontade de sair por aí usando uma camiseta com os dizeres “ASSISTAM A ‘BREAKING BAD’”. :D

Acho a combinação limão (tahiti ou siciliano) e coco deliciosa e nestes biscoitinhos os sabores dão muito certo juntos; não tenho uma camiseta onde se lê “FAÇAM ESTES BISCOITOS”, mas espero que vocês os experimentem mesmo assim – eles são muito gostosos. :)

Biscoitinhos de limão com coco
um nadinha adaptados do lindíssimo One Girl Cookies: Recipes for Cakes, Cupcakes, Whoopie Pies, and Cookies from Brooklyn's Beloved Bakery

- xícara medidora de 240ml

Biscoitos:
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
raspas da casca de 2 limões tahiti
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de sal
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, gelada, em cubinhos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (sopa) de cream cheese, temperatura ambiente

Cobertura:
1 colher (sopa) de cream cheese, temperatura ambiente
2 colheres (sopa) de suco de limão tahiti, mais se necessário
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro, peneirado, mais se necessário
½ xícara (50g) de coco em flocos sem adição de açúcar – usei ralado adoçado

Biscoitos: coloque o açúcar e as raspas de limão na tigela grande da batedeira e, usando as mãos, misture-os até perfumar bem o açúcar. Junte a farinha e o sal e, com o batedor em formato de pá, bata em velocidade baixa por 30 segundos. Com a batedeira ligada em velocidade baixa, junte aos poucos os pedaços de manteiga. Quando a massa parecer uma farofa grossa, junte a baunilha, seguida do cream cheese. Assim que uma massa começar a se formar, desligue a batedeira e termine de incorporar os ingredientes com uma espátula, até conseguir uma massa homogênea.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Faça bolinhas com 1 colher (sopa) nivelada de massa e coloque nas assadeiras deixando 2,5cm de distância entre uma e outra. Pressione levemente as bolinhas. Asse por 15 minutos ou até que dourem nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas formas sobre uma gradinha.

Cobertura: na tigela da batedeira, com o batedor em formato de pá, misture o cream cheese, o suco e o açúcar de confeiteiro. Bata em velocidade baixa por 30 segundos. Em velocidade média, bata por mais 2 minutos ou até que a consistência da cobertura pareça a de cola – adicione açúcar ou suco se for necessário (eu precisei acrescentar 25g de açúcar).
Espalhe o coco em um pratinho. Mergulhe o topo de cada biscoito na cobertura e em seguida passe pelo coco. Deixe secar por 20 minutos.

Rend.: cerca de 4 dúzias

sábado, fevereiro 02, 2013

Picolés de limão e limoncello

English version

Limoncello and lime popsicles / Picolés de limão e limoncello

Quem tem uma garrafa de limoncello caseiro no armário tem de usá-lo, não? Tenho adicionado a bebida a bolos de limão siciliano com ótimos resultados, especialmente quando a receita pede extrato da fruta. E o limoncello também combinou super bem com estes "picolés de adulto", como os chamo - deliciosos e facílimos de fazer.

Picolés de limão e limoncello
da sempre maravilhosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

½ xícara (120ml) de creme de leite fresco, batido até que engrosse ligeiramente
1 lata (395g) de leite condensado
¼ xícara (60ml) de limoncello – usei caseiro
raspas da casca de 2 limões tahiti
½ xícara (120ml) de suco de limão tahiti

Misture todos os ingredientes em uma tigela, misturando delicadamente com uma espátula de silicone para incorporá-los. Despeje em 12 forminhas para picolé (capacidade para 1/3 xícara cada) e leve ao freezer por 1-2 horas até que eles comecem a firmar. Insira um palito em cada picolé e mantenha no freezer até que congelem completamente.

Rend.: 12 unidades

Related Posts with Thumbnails