domingo, dezembro 30, 2012

Amanteigados de pistache e adeus, 2012

English version

Pistachio butter cookies / Amanteigados de pistache

Para encerrar 2012 e também para começar 2013 de um jeito delicioso lhes trago estes amanteigados: super fáceis de fazer e saborosíssimos, eles foram um sucesso com o pessoal do escritório - a todo momento em que eu encontrava alguém pelos corredores ouvia "meu deus, aqueles biscoitos de pistache estavam maravilhosos!", e tenho de agradecer a Martha por isso. Suas receitas são sempre fantásticas e é por isso que mal posso esperar para pôr as mãos no livro novo que ela lançará mês que vem.

Feliz Ano Novo a todos!

Amanteigados de pistache
do super delicioso Martha Stewart's Baking Handbook

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (226g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ½ xícaras + 2 colheres (sopa) - 370g no total - de farinha de trigo, peneirada
½ colher (chá) de sal
112g (4oz) de pistaches, levemente tostados, frios, picadinhos, passados por uma peneira para remover o pozinho fino que resulta do corte (o pozinho não será usado nesta receita)*
cerca de 1/3 xícara (66g) de açúcar cristal extra, para envolver os cilindros de massa

Na tigela grande da batedeira, com o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o açúcar em velocidade média até obter um creme claro. Raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Junte o ovo e a baunilha e bata para incorporar. Em velocidade baixa, junte a farinha e o sal, misturando apenas até incorporar. Com uma espátula de silicone, misture o pistache.
Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Role o cilindro de massa sobre o açúcar extra, até cobrir bem. Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Asse por 15-20 minutos ou até que os biscoitos estejam firmes e uniformemente dourados na parte inferior. Deixe esfriar nas assadeiras sobre gradinhas por 5 minutos e então remova com jeitinho e transfira para as gradinhas. Deixe esfriar completamente. Repita o processo com o outro cilindro de massa.

* o pozinho que sobrou do pistache foi usado nesta receita

Rend.: cerca de 55 biscoitos

sexta-feira, dezembro 28, 2012

Tortinhas de maçã com doce de leite

English version

Dulce de leche apple pies / Tortinhas de maçã e doce de leite

Sobremesas de fruta são uma paixão minha: as prefiro às de chocolate sempre. Por isso, quando vi a receita destas tortinhas fiquei bem curiosa: doce de leite e maçãs juntos? Será que a combinação daria certo? Acho que torta de maçã já é algo divino que não precisa de complementos mas a receita me intrigou de um jeito que tive de experimentá-la. O que posso dizer? A Delicious Australia acertou de novo, pra variar. :)

Tortinhas de maçã com doce de leite
um tiquinho adaptadas da sempre deliciosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

Massa:
2 ½ xícaras (225g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de canela em pó
2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro, peneirado
150g de manteiga sem sal, gelada e em cubinhos
2-3 colheres (sopa) de água gelada

Recheio:
600g (cerca de 3) maçãs Granny Smith, descascadas, sem os cabinhos e sementes, em pedaços graúdos
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal
3 colheres (sopa) de água
½ xícara de doce de leite
1 ovo, levemente batido com um garfo, para pincelar
2 colheres (sopa) de açúcar cristal

Massa: coloque a farinha, a canela, o açúcar de confeiteiro e o sal no processador de alimentos e pulse até que a mistura pareça uma farofa grossa. Junte a água aos poucos (talvez você nem precise usar toda a água), processando somente até que uma massa comece a se formar. Junte a massa, forme uma bola com ela e achate, formando um disco. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por 1 hora.
Recheio: coloque as maçãs em uma panela grande e junte a manteiga e a água. Leve ao fogo baixo e cozinhe, mexendo ocasionalmente, por 15-20 minutos ou até que as maçãs estejam macias e o líquido tenha sido absorvido. Deixe esfriar um pouco e incorpore o doce de leite.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de muffin do tipo jumbo e forre com papel manteiga.
Abra a massa com um rolo sobre uma superfície levemente enfarinhada e corte 6 círculos de 12cm de diâmetro cada. Junte a massa, abra novamente e corte 6 círculos de 6cm. Forre as cavidades com os círculos de massa maiores e preencha com o recheio. Cubra com os círculos de massa menores e aperte as extremidades para selar as tortas. Se desejar, decore os topos das tortas com o restante de massa. Pincele com o ovo batido e salpique com o açúcar cristal. Asse por 20-30 minutos ou até que dourem. Deixe esfriar na forma por 10 minutos e então desenforme com cuidado. Transfira para uma gradinha.
Sirva mornas ou em temperatura ambiente com chantilly ou sorvete de baunilha.

Rend.: 6 tortinhas – usei uma forma de muffin em que cada cavidade tem capacidade para 1/3 xícara (80ml) e consegui 8 tortinhas; não forrei as formas com papel manteiga – achei que ficaria estranho apertar a massa de torta sobre o papel – e mesmo tendo untado generosamente as cavidades com manteiga as tortinhas grudaram e removê-las da forma foi um pesadelo :S
Acho que formas com fundo removível seriam uma opção melhor para este receita

quarta-feira, dezembro 26, 2012

Sablés de queijo e orégano

English version

Cheese and oregano sablés / Sablés de queijo e orégano

De todos os baked goods que andei fazendo estes sablés salgados foram uma grata surpresa: são deliciosos - especialmente ainda morninhos do forno - e perfeitos para servir com um drink antes do jantar; garanto que ficam fantásticos acompanhados de cerveja bem gelada, prosecco e champagne, e se vocês os provarem com alguma outra bebida vou adorar saber. :)

Sablés de queijo e orégano
um nadinha adaptados do fabuloso e lindo Scandilicious Baking

- xícara medidora de 240ml

1 ½ xícaras + 1 colher (sopa) (220g) de farinha de trigo
¼ colher (chá) de sal
1 pitada de pimenta do reino moída na hora
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, bem gelada e em cubinhos
150g de queijo montanhês (ou parmesão), ralado no ralador fino
2 ovos médios* + 1 ovo levemente batido com um garfo para pincelar os biscoitos (pincelei com uma clara que havia sobrado de outra receita)
2-3 colheres (sopa) de leite integral, gelado
2-3 colheres (sopa) de orégano seco, para polvilhar

No processador de alimentos, pulse a farinha, o sal, a pimenta e a manteiga até que a mistura lembre a textura de farofa grossa. Junte o queijo e pulse novamente. Com o processador ligado, junte os ovos e 2 colheres (sopa) do leite, processando somente até que uma massa comece a se formar (junte mais leite se necessário).
Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 200°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Pincele com o ovo batido e salpique com o orégano. Asse por 10-12 minutos ou até que os biscoitos estejam firmes e uniformemente dourados na parte inferior. Deixe esfriar nas assadeiras sobre gradinhas por 5 minutos e então remova com jeitinho e transfira para as gradinhas. Deixe esfriar completamente. Repita o processo com o outro cilindro de massa.
Guarde em potes herméticos em temperatura ambiente por até 4 dias.

Rend.: cerca de 40 biscoitos

* usei 1 ovo enorme em vez de 2 médios

Makes about 40

domingo, dezembro 23, 2012

Pfeffernüsse

English version

Pfeffernüsse

A série de Natal deste ano chega ao fim e para encerrar lindamente escolhi uma receita deliciosa e bem fácil, que vem de um livro que adoro. Estes biscoitos são fantásticos, muito saborosos e rápidos de preparar, e acho que são uma ótima opção para uma lembrancinha de Natal de última hora.

Espero que tenham gostado das receitas natalinas que publiquei e desejo a todos um Feliz Natal!

Pfeffernüsse
do absolutamente fantástico Bon Appetit Desserts: The Cookbook for All Things Sweet and Wonderful

- xícara medidora de 240ml

2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
½ colher (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de sal
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de pimenta-da-jamaica moída
¼ colher (chá) rasa de cravo em pó
¼ colher (chá) de pimenta do reino moída na hora
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
¾ xícara (131g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¼ xícara de melado de cana
1 ovo grande
½ colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro, peneirado, mais se necessário

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame, a farinha, a noz-moscada, a canela, o sal, o bicarbonato, a pimenta-da-jamaica, o cravo e a pimenta.
Na tigela grande da batedeira bata a manteiga, o açúcar mascavo e o melado até obter um creme claro. Junte o ovo e a baunilha. Raspe as laterais da tigela. Com uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes secos.
Usando 1 colher (sopa) por biscoito, faça bolinhas com a massa e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse até que a parte inferior dos biscoitos esteja bem dourada e eles estejam firmes ao toque, cerca de 14 minutos. Deixe esfriar nas assadeiras sobre uma gradinha por 5 minutos. Com cuidado, passe os biscoitos ainda quentes no açúcar de confeiteiro, cobrindo-os completamente. Remova o excesso de açúcar e transfira os biscoitos para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Rend.: cerca de 2 ½ dúzias

sábado, dezembro 22, 2012

Biscotti de canela e cereja

English version

Cinnamon and cherry biscotti / Biscotti de canela e cereja

Os biscotti de Natal que fiz ano passado ficaram tão bons que decidi que este ano eu precisaria novamente de biscotti de Natal, mas para mudar um pouquinho as coisas usei uma das ótimas receitas da Donna Hay, misturando canela e cerejas secas. Vocês podem achar que quando o assunto é biscotti eu não consigo ser imparcial (e é verdade), então vou deixar que duas mulheres pra lá de talentosas os convençam de que este biscoito é um docinho muito do bom e facílimo de fazer.

Cinnamon and cherry biscotti / Biscotti de canela e cereja

Biscotti de canela e cereja
um nadinha adaptados da maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras + 2 colheres (sopa) - 300g - de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de sal
¾ xícara (150g) de açúcar cristal
3 ovos grandes, ligeiramente batidos com um garfo
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2/3 xícara (95g) de cerejas secas, picadas – meça, depois pique

Pré-aqueça o forno a 160°C. Forre uma assadeira grande, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha, o fermento, a canela e o sal. Junte o açúcar. Adicione os ovos e a baunilha e misture até obter uma massa. Incorpore as cerejas.
Forme um cilindro com a massa de aproximadamente 30cm de comprimento. Coloque na assadeira preparada e asse por 30-35 minutos ou até que dourem e fique firme ao toque. Retire do forno e deixe esfriar na assadeira sobre uma gradinha por 30 minutos. Forre outra assadeira grande com papel manteiga.
Corte o cilindro de massa em fatias de 3mm e coloque na assadeira preparada. Asse por 10-12 minutos ou até que os biscotti dourem e fiquem sequinhos. Deixe esfriar na assadeira.

Rend.: 25 unidades

sexta-feira, dezembro 21, 2012

Financiers com gostinho de torrone

English version

Nougat flavored financiers / Financiers com gostinho de torrone

Posso até ter sido super corajosa ao fazer massa de torta nesse calor miserável, mas a bravura acabou ali: na hora de fazer torrone, desisti. :S Entretanto, isso não quer dizer que eu não possa ter um docinho com sabor de torrone, certo? Na hora em que olhei para as claras que haviam sobrado do preparo da cobertura de eggnog pensei em financiers, e a casca de laranja cristalizada que sobrara do panforte me inspirou a fazer estes bolinhos – eles são macios, deliciosos e, ao contrário de torrone de verdade, bem fáceis e rápidos de fazer.

Financiers com gostinho de torrone
adaptados da excelente receita de financiers do Bill

- xícara medidora de 240ml

2/3 xícara (67g) de farinha de amêndoa*
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro + um pouquinho extra para polvilhar os financiers
1/3 xícara (46g) de farinha de trigo
1 pitada de sal
4 claras
½ colher (chá) de extrato de baunilha
½ colher (chá) de água de flor de laranjeira
1/3 xícara (75g) de manteiga sem sal, derretida e um tantinho morna
1/3 xícara (43g) de pistaches sem sal, levemente tostados, frios e picados – meça, depois pique
¼ xícara de casca de laranja cristalizada picada – pique, depois meça
1/3 xícara (36g) de cranberries secas, picadas – meça, depois pique

Pré-aqueça o forno a 180°C; unte com manteiga e enfarinhe 8 forminhas de muffin com capacidade para 1/3 xícara (80ml) cada (usei forminhas de silicone, então apenas pincelei levemente com manteiga).
Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha de amêndoa, o açúcar de confeiteiro, a farinha de trigo e o sal. Incorpore as claras, seguidas da baunilha e da água de flor de laranjeira. Junte a manteiga derretida, seguida dos pistaches, casca de laranja e cranberries.
Divida a massa entre as forminhas preparadas e asse por 15-18 minutos ou até que cresçam e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar nas formas sobre uma gradinha por 5 minutos e então remova com cuidado, transferindo os financiers para a gradinha.
Polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva morninhos ou em temperatura ambiente. Guarde em um pote hermético em temperatura ambiente por até 2 dias.

* eu tinha 2 colheres (sopa) de pistache moído bem fininho (sobras de outra receita) e usei junto com a farinha de amêndoa

Rend.: 8 unidades

quarta-feira, dezembro 19, 2012

Marshmallows de gingerbread

English version

Gingerbread marshmallows / Marshmallows de gingerbread

Tenho feito vários biscoitos ultimamente – estes dois livros vivem sobre a minha bancada – mas eu queria alguma outra coisa para levar para o pessoal do trabalho, algo diferente. Marshmallows foram a escolha perfeita: depois de entregar uma parte dos saquinhos cheios do doce alguns colegas pareceram realmente intrigados com a idéia de marshmallows caseiros, e “foi você quem fez???” foi a sentença que mais ouvi naquele dia. :)
Além disso, havia outras razões por trás da escolha: eu não fazia marshmallows havia muito tempo, eles têm jeitão de Natal, a receita rende bastante – consegui assim muitos e muitos saquinhos de doce – e também agradei minha irmã, que é louca por eles. Esperei por seu feedback, pensando que ela acharia os marshmallows picantes demais, ou com um forte sabor de gengibre, mas ela me disse que os achou fantásticos – ela é adulta agora e não tem mais medo de sabores fortes (mas ela ainda não gosta de bacon, algo que jamais entenderei). :D

Marshmallows de gingerbread
adaptados da sempre ótima e deliciosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

4 colheres (sopa) de gelatina em pó incolor e sem sabor
1 xícara (240ml) de água morna
3 ¼ xícaras (650g) de açúcar refinado
¾ xícara de glucose de milho (Karo)
2/3 xícara (160ml) de água, extra
1 xícara + 1 colher (sopa) de melado de cana
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 colher (chá) de canela em pó
¾ colher (chá) de pimenta-da-jamaica moída
¼ colher (chá) de cravo em pó
3 colheres (chá) de gengibre em pó
¼ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
óleo vegetal de sabor neutro e açúcar de confeiteiro para preparar a forma

Para envolver os marshmallows:
1 ½ xícaras (210g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2 colheres (sopa) de amido de milho, peneirado

Unte uma forma de 20x30cm com óleo e polvilhe generosamente com açúcar de confeiteiro*.
Coloque a gelatina e a água morna na tigela grande da batedeira e misture bem; reserve.
Em uma panela média, junte o açúcar refinado, a glucose, o melado e a água extra e misture bem os ingredientes. Leve ao fogo médio, sem mexer, até ferver. Ferva por 5-6 minutos ou até atingir a temperatura de 115°C (use um termômetro culinário).
Com a batedeira na velocidade alta, vá acrescentando a mistura quente em fio à gelatina – cuidado pois a mistura espirra. Adicione a baunilha e as especiarias e bata por 10 minutos, ou até que fique espesso e fofinho. Transfira para a forma preparada e deixe em temperatura ambiente de um dia para o outro.

Misture o açúcar de confeiteiro e o amido numa tigela. Espalhe um pouco desta mistura sobre uma superfície seca e vire o marshmallow inteiro sobre ela (solte-o da laterais da forma usando uma faquinha afiada). Corte em quadrados usando uma faca afiada levemente untada com óleo. Passe os quadradinhos pela mistura de açúcar. Guarde em recipiente hermético.

* a receita rendeu tanto que consegui encher duas formas de 20x30cm com a mistura, conseguindo 110 marshmallows no total

Rend.: cerca de 50 unidades

segunda-feira, dezembro 17, 2012

Gelatina de vinho quente e um sorteio

English version

Mulled wine jelly / Gelatina de vinho quente

O Natal está chegando e eu tenho um presente para vocês, leitores queridos: o site Zinio me deu 5 assinaturas de revistas digitais para dividir com vocês! Quem não conhece o site precisa dar uma olhadinha nas centenas de revistas digitais ótimas disponíveis lá, incluindo as minhas favoritas Donna Hay e Delicious Australia.

Para participar do sorteio é só deixar um comentário neste post entre hoje, dia 17 de dezembro e o dia 31 de dezembro – apenas uma entrada por pessoa e comentários anônimos não serão válidos para participar. Anunciarei os vencedores no dia 3 de janeiro de 2013. Boa sorte!

E enquanto vocês entram neste sorteio bacana, lhes deixo com uma gelatina deliciosamente alcoólica, uma idéia boa para a sobremesa de Natal já que pode ser preparada com antecedência – a receita vem da revista DH, uma das ótimas revistas que vocês encontrarão no Zinio.

Gelatina de vinho quente
da sempre lindíssima Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

1 ½ colherrd (sopa) de gelatina em pó, incolor e sem sabor
2 xícaras (480ml) de suco de cranberry (de caixinha, comprei no Pão de Açúcar)
4 xícaras (960ml) de vinho tinto, como Pinot Noir - usei Shiraz*
1 xícara (200g) de açúcar cristal
2 cravos
2 paus de canela
1 noz-moscada inteira
casca de 1 laranja, removida em tiras com um descascador de legumes
1 xícara de creme de leite fresco bem gelado, batido em chantilly com 2 colheres (chá) de açúcar de confeiteiro

Em uma tigelinha ou xícara, misture a gelatina com ¼ xícara (60ml) do suco de cranberry. Reserve.
Em uma panela média, junte o vinho, o suco de cranberry restante, o açúcar, os cravos, a canela, a noz-moscada e a casca de laranja e leve ao fogo baixo, mexendo até dissolver o açúcar. Aumente para o fogo alto até começar a ferver. Ferva por 5 minutos. Retire do fogo e junte a gelatina, misturando para dissolvê-la. Deixe esfriar por 10 minutos. Passe por uma peneira fina, transferindo para um recipiente com capacidade para 3 litros (no qual você vai servir a gelatina). Leve à geladeira por 2-3 horas ou até a gelatina firmar.
Sirva com o chantilly.

* a gelatina ficou gostosa mas para o meu gosto o álcool ficou forte – numa próxima vez eu usaria menos vinho e mais suco de cranberry

Rend.: 8-10 porções

sábado, dezembro 15, 2012

Tortinhas linzer de gingerbread

English version

Gingerbread linzer tartlets / Tortinhas linzer de gingerbread

Pois eu decidi enfrentar o calor e fazer tortinhas de Natal assim mesmo, mas como o meu estoque de frutas secas estava reduzido a um mísero e triste punhado deixei de lado as tortinhas de fruit mince e parti para outra idéia: a linda gingerbread linzertorte que vira no site da Martha e que era uma escolha perfeita já que eu tinha alguns vidros de geléia no armário. O lado bom foi: fiz a receita em forma de tortinhas, que ficaram fofas e foram um sucesso com o marido, minha irmã e uma de minhas cunhadas. O lado ruim foi: a massa era ultra-mega macia, meio chatinha de se trabalhar, e teria sido mais fácil fazer uma torta grande. Sou teimosa e não desisti de transformar a torta em tortinhas, mas admito que enquanto moldava a massa senti vontade de dar com a cabeça na parede, bem ao estilo Heathcliff. :)

Tortinhas linzer de gingerbread
um tiquinho adaptadas da Martha

- xícara medidora de 240ml

2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de gengibre em pó
1 colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de cravo em pó
¼ colher (chá) de pimenta do reino moída na hora
¼ colher (chá) de sal
½ xícara (88g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
½ xícara de melado de cana
2 gemas grandes
1 clara levemente batida com um garfo, para pincelar
1 ¼ xícaras de geléia de framboesa – usei de cereja

Peneire a farinha, o fermento, as especiarias e o sal na tigela grande da batedeira. Junte o açúcar e misture em velocidade médio-baixa com o batedor em formato de pá. Junte a manteiga e bata na mesma velocidade até incorporar (a mistura vai uma farofa grossa). Junte o melado e as gemas e misture até que uma massa comece a se formar, cerca de 30 segundos. Forme um disco com a massa, embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por 1 hora.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada. Abra 2/3 da massa com um rolo até conseguir um círculo de 30cm e diâmetro e aproximadamente 6mm de espessura. Transfira para uma forma de torta com fundo removível de 25cm de diâmetro levemente pincelada com manteiga. Ajuste a massa com as pontas dos dedos para que ela forre toda a forma. Faça furinhos na massa com um garfo e leve à geladeira por 30 minutos.
Abra a massa restante com o rolo até obter um círculo de 30cm e diâmetro e aproximadamente 6mm de espessura – faça isso sobre um pedaço de papel manteiga levemente enfarinhado. Leve à geladeira por 30 minutos. Com cortadores de biscoito pequenos em formatos de flocos de neve e círculos corte algumas formas na tampa da torta (se quiser, asse os recortes a 180°C até dourarem nas extremidades e polvilhe com açúcar de confeiteiro). Recheie a base da torta com a geléia e pincele as beiradas da massa com a clara. Coloque a tampa de massa por cima e aperte as extremidades para vedar o recheio. Leve à geladeira por 30 minutos – enquanto isso, pré-aqueça o forno a 165°C (eu assei minhas tortinhas a 180°C).
Asse a torta na grade inferior do forno por 50-60 minutos ou até que a massa doure e o recheio borbulhe. Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.

Rend.: 8 porções – fiz exatamente a receita acima usando forminhas de torta de 10cm de diâmetro e consegui 5

quinta-feira, dezembro 13, 2012

Muffins de fruit mince com cobertura de eggnog

English version

Fruit mince muffins with eggnog icing / Muffins de fruit mince com cobertura de eggnog

Eggnog não faz parte do natal brasileiro mas até hoje tudo o que fiz com o sabor da tradicional bebida consumida no Hemisfério Norte ficou delicioso, meus favoritos sendo os biscoitinhos e o bolo da Flo Braker; por isso, marquei a página do livro da Rachel Allen assim que vi estes muffins.
Esta receita é fantástica e merece ser guardada em um lugarzinho especial, não só porque os muffins deliciosos combinam eggnog e fruit mince, sabores que adoro, mas também porque a fruit mince caseira da Rachel é muito saborosa e fácil de fazer – tão boa que a usei em meus brownies, também.

Muffins de fruit mince com cobertura de eggnog
um tiquinho adaptados do maravilhoso Cake (comprei o meu aqui)

- xícara medidora de 240ml

Muffins:
150g de manteiga sem sal, amolecida
½ xícara + 1 colher (sopa) - 112g - de açúcar cristal
3 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 quantidade de fruit mince, já fria – receita aqui
1 xícara + 1 colher (sopa) (150g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal

Cobertura:
4 gemas
1 colher (chá) de amido de milho
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1 colher (sopa) de conhaque
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
½ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
12 cranberries secas, para decorar (opcional – se for usá-las, coloque-as de molho em água quente por alguns minutos para que fiquem mais suculentas

Pré-aqueça o forno a 180°C e forre uma forma de muffins com 12 cavidades (cada uma com capacidade para 1/3 xícara de massa) com forminhas de papel.
Muffins: na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição – raspe as laterais da tigela ocasionalmente. Acrescente a baunilha, seguida do fruit mince e misture. Peneire a farinha, o fermento e o sal sobre a massa e incorpore delicadamente com uma espátula de silicone. Divida a massa entre as forminhas, enchendo cada uma delas até ¾ de sua capacidade. Leve ao forno por 20-25 minutos ou até que os muffins cresçam e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então com jeitinho remova da forma e transfira para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Cobertura: misture todos os ingredientes em uma panelinha. Leve ao fogo médio, mexendo sempre, até que comece a ferver e engrosse. Retire do fogo e passe por uma peneira fina, transferindo para uma tigela média. Com a batedeira, bata por alguns minutos até que a cobertura esfrie e fique bem espessa (eu levei à geladeira por 30 minutos depois de bater e a consistência ficou ótima para espalhar sobre os muffins).
Espalhe a cobertura sobre os muffins e decore cada um com uma cranberry seca (se desejar).
Rend.: 12 unidades

terça-feira, dezembro 11, 2012

Biscoitos de Natal da Alsácia

English version

Alsatian Christmas cookies / Biscoitos de Natal da Alsácia

Uma das minhas expressões favoritas em inglês é “a hidden gem” (e não consigo traduzi-la sem que me soe estranho - tradutores me lendo agora, me ajudem, por favor); eu a acho perfeita para descrever certas coisas como, por exemplo, “O Homem da Máfia”, um filme excelente que vi semana passada e que ninguém mais que conheço viu: um ótimo roteiro, performances poderosas – especialmente a de Ben Mendelsohn, quem eu já tinha adorado no fantástico “Reino Animal” – e uma direção idem. Outra hidden gem para mim é o “The Good Cookie”, de Tish Boyle, que comprei há séculos – demorei tanto para começar a usar este livro (e não tenho nem explicação para isso) mas hoje em dia é o primeiro livro a que recorro quando quero preparar biscoitos. Estes aqui, deliciosos e com um sabor marcante de canela que adoro, viraram lindas estrelas nas mãos de Boyle, mas também funcionaram perfeitamente como slice and bake cookies – tenho certeza de que mesmo quem não está enfrentando esse calor infernal daqui vai adorar essa forma mais prática e rápida de preparar os biscoitos.

Ah, os cartõezinhos fofos que vocês vêem na foto - e que agora decoram a minha árvore de Natal - foram encontrados aqui.

Biscoitos de Natal da Alsácia
um tiquinho adaptados de um livro incrível

- xícara medidora de 240ml

Biscoitos:
2 ¼ xícaras (225g) de farinha de amêndoa
2 ¾ xícaras (330g) de farinha para bolo*
2 colheres (chá) de canela em pó
¼ colher (chá) de sal
1 xícara + 1 colher (sopa) - 240g - de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara (200g) de açúcar cristal
1 ovo grande
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Para pincelar os biscoitos:
1 ovo grade, levemente batido com um garfo + 1 pitada de sal
3 colheres (sopa) de açúcar cristal

Coloque a farinha de amêndoa, a farinha para bolo, a canela e o sal em uma tigela grande e misture com um batedor de arame.
Na tigela grande da batedeira, usando o batedor em formato de pá, bata a manteiga e o açúcar até misturá-los bem e obter um creme. Raspe as laterais da tigela. Batendo, junte o ovo e a baunilha. Em velocidade baixa, incorpore os ingredientes secos, 1/3 por vez, misturando apenas até incorporar. Divida a massa em duas partes iguais e coloque cada metade em um pedaço grande de papel manteiga; forme um cilindro de aproximadamente 3,5cm de diâmetro com a massa, fechando-a dentro do papel manteiga usando uma régua – como a Martha faz aqui. Feche as pontas e leve ao freezer até firmar bem.
Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras grandes com papel manteiga. Desembrulhe um dos cilindros de massa (mantenha o outro no freezer). Corte em fatias de 6mm e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando um espaço de 2,5cm entre uma e outra. Pincele com o ovo batido e salpique com o açúcar cristal. Asse por 17-22 minutos ou até que os biscoitos estejam firmes e uniformemente dourados na parte inferior. Deixe esfriar nas assadeiras sobre gradinhas por 5 minutos e então remova com jeitinho e transfira para as gradinhas. Deixe esfriar completamente. Repita o processo com o outro cilindro de massa.
Guarde em potes herméticos em temperatura ambiente por até 2 semanas (no calor infernal que está fazendo aqui acho que não durariam tanto).

* farinha para bolos caseira: retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido

Rend.: cerca de 60 biscoitos

domingo, dezembro 09, 2012

Pain d’épice

English version

Pain d'épice

Estando nessa onda de comidinhas de Natal eu sabia que acabaria fazendo um bolo tipo gingerbread: não somente por ser tradicional mas também por ser uma delícia. Entretanto, me lembrei que uma vez, há bastante tempo, a Ana tinha me dito que o o pain d'épice da Suzanne Goin era super gostoso, e gente, ela estava certíssima: ficou tão, mas tão bom que comi três fatias de uma só vez e não tenho vergonha de dizer. :D

Pain d’épice
do lindo Sunday Suppers at Lucques: Seasonal Recipes from Market to Table

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara de mel
½ xícara (88g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¾ xícara (180ml) de água
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 ½ colheres (chá) de canela em pó
1 ½ colheres (chá) de noz-moscada ralada na hora
½ colher (chá) de cravo em pó
½ colher (chá) de cardamomo em pó
1 pitada de sal
2 ovos grandes
1 gema grande
1 colher (sopa) de gengibre fresco ralado (reserve o suco que se desprender quando ralar)
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma de bolo inglês de 22x12cm.
Em uma panela grande, junte o mel, o açúcar mascavo e a água e leve ao fogo médio mexendo sempre até dissolver o açúcar. Retire do fogo. Peneire 1 xícara (140g) da farinha sobre o líquido, misturando com um batedor de arame para evitar grumos. Reserve.
Em uma tigela média, peneire o restante da farinha, o fermento, o bicarbonato, a canela, a noz-moscada, o cravo, o cardamomo e o sal.
Em uma tigela grande, misture com o batedor de arame os ovos, a gema, o gengibre, o suco dele e a baunilha. Junte a mistura da panela. Incorpore os ingredientes peneirados em três adições, misturando delicadamente para evitar grumos.
Transfira a massa para a forma preparada e asse por 35-40 minutos ou até que o bolo esteja firme ao toque (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma por 25 minutos e então desenforme com cuidado sobre uma gradinha. Deixe esfriar completamente antes de cortar.

Rend.: 6-8 porções

sexta-feira, dezembro 07, 2012

Panforte de amêndoa, mel e chocolate branco

English version

White chocolate, honey and almond panforte / Panforte de amêndoa, mel e chocolate branco

Na época da faculdade tive uma colega de sala dez anos mais velha do que eu (eu tinha 16 na época) e nós nunca conseguimos chegar a um acordo quando o assunto era música: ela adorava MPB enquanto que eu gostava de bandas de rock americanas e britânicas. Ela costumava dizer que quando eu ficasse mais velha começaria a curtir o tipo de música de que ela gostava. Bem, dezoito anos se passaram e nada mudou: continuo não ouvindo MPB e as bandas americanas e britânicas ainda são as minhas preferidas (com pitadas francesa e canadense aqui e acolá). :)

Posso não ter mudado muito meu gosto musical, mas todos estes anos me trouxeram algo que eu não tinha no passado: paciência – no meu caso a virtude está extremamente ligada a tornar-se mais velha. Tenho certeza de que se tivesse preparado este panforte há alguns anos teria jogado tudo no lixo no minuto em que vi que o papel manteiga havia grudado completamente no doce – mas agora, aos 34, removi o papel serenamente, pedacinho a pedacinho, com uma faca afiada e toneladas de paciência.

Panforte de amêndoa, mel e chocolate branco
um tiquinho adaptado da sempre ótima Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

300g de chocolate branco picado
¾ xícara de mel
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 1/3 xícaras (185g) de farinha de trigo, peneirada
¼ xícara de gengibre cristalizado, picadinho – meça, depois pique
¼ xícara de damascos secos, picadinhos – meça, depois pique
¼ xícara de casca de laranja cristalizada picadinha – aqui é o inverso: pique, depois meça
½ colher (chá) de gengibre em pó
¼ colher (chá) de pimenta-da-jamaica moída
¼ colher (chá) de canela em pó
200g de amêndoas inteiras, sem a pele, tostadas e frias
1 pitada de sal
1 pitada de pimenta do reino moída na hora
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 160°C. Forre o fundo de uma forma desmontável de 22cm de diâmetro com um círculo de papel manteiga*.
Coloque o chocolate, o mel e a baunilha em uma tigela refratária média e leve ao banho-maria (água fervendo em fogo bem baixinho) até derreter (não deixe que o fundo da tigela toque a água). Reserve.
Em uma tigela grande, misture a farinha, o gengibre cristalizado, o damasco, a casca de laranja, as especiarias, o sal, a pimenta e as amêndoas. Junte a mistura de chocolate e incorpore até homogeneizar. Espalhe na forma preparada e aperte com costas de uma colher. Asse por 50-60 minutos ou até que doure mas ainda esteja macio ao toque (se começar a dourar muito rapidamente cubra de maneira frouxa com papel alumínio). Deixe esfriar completamente na forma. Desenforme, retire o papel, polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.

* usei uma forma comum de 22cm (fundo fixo), untada com manteiga, fundo forrado com um círculo de papel manteiga, untado também. Foi fácil remover o panforte da forma, mas o problema é que papel grudou todinho no doce! Tive de remover com uma faca afiada – demorei meia-hora e foi realmente bem chato. Não testei, mas acho que papel alumínio (também untado com manteiga) poderia ser uma alternativa melhor para forrar a forma

Rend.: 12-14 porções

quarta-feira, dezembro 05, 2012

Lebkuchen

English version

Lebkuchen

Estes biscoitos lindos e deliciosos deveriam ter sido parte da série de Natal do ano passado – pelo menos essa era a idéia – mas aqui estão eles, um ano depois.
Meu aniversário é em novembro e o livro da Martha foi um presente de uma amiga muito querida – logo que o ganhei comecei a procurar por biscoitos com jeito de Natal e o lebkuchen me pareceu perfeito. Entretanto, de alguma forma eu sempre me esquecia de comprar todos os ingredientes necessários – eu e minha super habilidade para fazer listas – e depois de finalmente trazer as tâmaras para casa mas esquecer a geléia de damasco simplesmente desisti e acabei preparando os biscoitos de especiarias e amêndoas do mesmo livro (que, a propósito, são fantásticos).

Então agora, sem mais delongas, lhes trago os biscoitos que eu gostaria de comer desde agora até o próximo Natal, sem parar. :D

Lebkuchen
um nadinha adaptados do maravilhoso Martha Stewart's Cookies: The Very Best Treats to Bake and to Share (Martha Stewart Living Magazine)

- xícara medidora de 240ml

Biscoitos:
¾ xícara (105g) de farinha de trigo*
½ colher (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal
½ colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de gengibre em pó
½ colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
¼ colher (chá) de cravo em pó
100g de amêndoas, sem a pele, levemente tostadas e frias + um punhado sem tostar para decorar os biscoitos
1/3 xícara de casca de laranja cristalizada picada – pique, depois meça
4 tâmaras, sem os caroços e picadas
85g de pasta de amêndoa, em pedaços – usei caseira, receita aqui
1/3 xícara de geléia de damasco
3 ovos grandes
¾ xícara (131g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir

Glacê:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2 colheres (sopa) de leite integral

Biscoitos: em uma tigela pequena, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o sal e as especiarias. No processador de alimentos, pulse as amêndoas torradas até que fiquem bem picadinhas. Junte a casca de laranja cristalizada e as tâmaras e pulse até picar bem. Junte a pasta de amêndoa e pulse. Adicione a geléia e pulse. Junte os ovos e o açúcar mascavo e pulse. Acrescente os ingredientes secos e processe até obter uma massa parecida com massa de bolo. Transfira para um recipiente hermético, tampe e leve à geladeira de um dia para o outro (ou por até 3 dias).
Pré-aqueça o forno a 165°C (eu assei meus biscoitos a 180/C). Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Com uma colher para sorvete ou cookie scoop com capacidade para ¼ xícara de massa, transfira porções de massa para as assadeiras preparadas, deixando 7,5cm de distância entre uma e outra. Arrume três amêndoas no topo de cada montinho de massa. Asse até que dourem nas extremidades, cerca de 14 minutos. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre gradinhas.
Em uma tigelinha, misture bem os ingredientes do glacê e pincele sobre os biscoitos já frios. Deixe secar. Os biscoitos podem ser guardados em um recipiente hermético por até 3 dias.

* a massa ficou bem líquida (mesmo depois de uma noite na geladeira) e depois de testá-la assando apenas um biscoito – que se espalhou e virou um LP na assadeira – coloquei mais farinha na massa e no total acabei usando 170g de farinha

Rend.: 18 cookies – usei uma colher para sorvete com capacidade para 3 colheres (sopa) de massa e consegui 15

segunda-feira, dezembro 03, 2012

Brownies de fruit mince

English version

Fruit mince brownies / Brownies de fruit mince

As tortinhas de fruit mince que preparei há alguns anos ficaram deliciosas e fizeram tanto sucesso com a família que pretendo fazê-las novamente este ano; entretanto, abrir massa de torta não é a melhor das idéias para os dias absurdamente quentes que temos tido por aqui – sei o sofrimento que foi fazer as arvorezinhas de biscoito tendo que voltar a massa à geladeira inúmeras vezes. Enquanto espero por dias um tiquinho de nada mais frescos – sabendo bem lá no fundo que eles talvez não venham tão cedo – vou curtindo fruit mince em forma de brownie, o que para mim é sempre algo bom. :)

Brownies de fruit mince
adaptados da sempre deliciosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

150g de chocolate meio-amargo picadinho
1 ¼ xícaras (218g) de açúcar mascavo – aperte-o na xícara na hora de medir
¾ xícara + 1 colher (sopa) - 185g - de manteiga sem sal, picada
3 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
1 pitada de fermento em pó
3 colheres (sopa) de cacau em pó, sem adição de açúcar
1 pitada de sal
1 receita de fruit mince (segue mais abaixo)
1 xícara (110g) pecãs, levemente tostadas, frias e picadas grosseiramente

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre-a com papel alumínio deixando sobras em dois lados opostos, formando “alças”. Unte o papel também.
Coloque o chocolate, o açúcar e a manteiga em uma panela grande e leve ao fogo baixo, mexendo até derreter. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Junte os ovos, um a um, misturando bem a cada adição. Junte a baunilha. Incorpore a farinha, o fermento, o cacau e o sal, seguidos do fruit mince e das pecãs. Espalhe na forma preparada e asse por 20-25 minutos ou até que comece a firmar. Deixe esfriar completamente na forma. Corte em quadrados para servir.
Os brownies podem ser guardados em um recipiente hermético por 2-3 dias.

Rend.: 16 brownies

Fruit mince
um nadinha adaptado do sensacional Cake

80g de frutas secas (usei 40g de cranberries secas + 40g de passas claras)
¼ xícara (44g) de açúcar mascavo – aperte-o a xícara na hora de medir
¼ colher (chá) de canela em pó
1 pitada de cravo em pó
1 pitada de noz-moscada ralada na hora
1 maçã Granny Smith, descascada, miolo removido, ralada no ralador grosso
raspas da casca + o suco de 1 laranja pequena
1 colher (sopa) de conhaque

Coloque todos os ingredientes em uma panela pequena e leve ao fogo médio, mexendo ocasionalmente, por cerca de 10 minutos ou até que quase todo o líquido evapore. Retire do fogo e deixe esfriar completamente.

Rend.: cerca de 200g

sábado, dezembro 01, 2012

Árvores nevadas

English version

Snowy trees / Árvores nevadas

Acho biscoitos decorados lindos mas confesso que não tenho habilidade nem paciência para fazê-los: não levo jeito com saco de confeitar e por causa disso provavelmente levaria horas para decorar um único biscoito. :S Foi por isso que adorei essa receita encontrada em uma edição antiga da revista DH: os biscoitos são lindinhos, gostosos e não é necessária muita destreza para aplicar a cobertura neles – usei uma espátula pequeninha (deste tipo) mas creio que uma faquinha pequena e sem ponta dê conta do recado.
A receita da Donna era de montanhas nevadas – triângulos de massa de biscoito cortados com uma carretilha para massas – mas optei por árvores nevadas para usar um cortador de biscoito comprado há anos e esquecido.

Árvores nevadas
da sempre gloriosa Donna Hay Magazine

Biscoitos:
1 1/3 xícaras (185g) de farinha de trigo
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1 colher (chá) de raspas de casca de limão siciliano ou tahiti
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, gelada e picada
1 gema
½ colher (chá) de extrato de baunilha

Cobertura de suspiro:
1 clara
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
2 colheres (chá) de suco de limão
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Coloque a farinha, o açúcar e as raspas de limão no processador e pulse para combiná-los. Junte a manteiga e pulse até obter a textura de uma farofa grossa. Com o processador ligado, junte a gema e a baunilha e processe apenas até uma massa começar a se formar – eu precisei adicionar 1 colher (chá) de água gelada para conseguir a textura certa. Forme um disco com a massa, embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por 1 hora ou até firmar.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Abra a massa com um rolo sobre uma superfície levemente enfarinhada até obter a espessura de 5mm. Corte a massa com um cortador de árvore e transfira para as assadeiras preparadas. Junte as aparas de massa e use-as mais uma vez para cortar novos biscoitos. Leve os biscoitos à geladeira por 10 minutos antes de assar. Asse por cerca de 12 minutos ou até que dourem nas extremidades. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre uma gradinha.
Cobertura: coloque a clara em uma tigelinha e bata com a batedeira até obter picos firmes. Junte o açúcar, o suco de limão e a baunilha e bata até conseguir uma mistura brilhante e espessa. Espalhe sobre os biscoitos (sobrará cobertura) e volte-os ao forno por 4-5 minutos ou até que a cobertura seque. Deixe esfriar completamente nas assadeiras sobre uma gradinha.

Rend.: 2 dúzias de biscoitos usando um cortador de 7cm

Related Posts with Thumbnails