terça-feira, outubro 30, 2012

Biscoitinhos de limoncello e sementes de papoula + limoncello caseiro

English version

Double limoncello poppy seed cookies / Biscoitos duplos de limoncello e sementes de papoula

Tentando resolver o problema do livrinho da Lucy Baker achei que seria bacana ter uma garrafa de limoncello em casa – parecia ser a aquisição alcoólica perfeita para alguém como eu. Infelizmente desisti da idéia quando vi quanto custava uma garrafa da bebida. :S
Por sorte encontrei uma receita de limoncello caseiro no livro lindo da Francine Segan e foi bem fácil de prepará-la: o único revés foi ter que esperar 4 semanas para provar a bebida – que ficou bem forte e com um sabor marcante de limão siciliano – e para fazer estes biscoitinhos deliciosos, também.

Biscoitinhos de limoncello e sementes de papoula
do lindinho The Boozy Baker: 75 Recipes for Spirited Sweets

- xícara medidora de 240ml

Biscoitinhos:
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
2/3 xícara (133g) de açúcar cristal
1 ovo grande
raspas da casca de 2 limões sicilianos grandes
2 colheres (chá) de limoncello
1 1/3 xícaras (185g) de farinha de trigo
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/8 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de sementes de papoula (as minhas foram compradas fora do Brasil; vale a pena fazer os biscoitos mesmo sem as sementes)

Cobertura:
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de limoncello
água quente, se necessário

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga.
Biscoitos: na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter uma mistura cremosa e clara. Junte o ovo, as raspas de casca de limão e o limoncello e bata para incorporar.
Em uma tigela média, misture com um batedor de arame a farinha, o bicarbonato e o sal. Junte os ingredientes secos à tigela e misture em velocidade baixa apenas até incorporar. Junte as sementes de papoula.
Faça bolinhas usando 1½ colheres (chá) generosas de massa e coloque-as nas assadeiras preparadas deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por 10-12 minutos ou até que os biscoitinhos estejam dourados nas extremidades. Deixe esfriar nas assadeiras, sobre uma gradinha, por 5 minutos, e então retire com cuidado e transfira para gradinha. Deixe esfriar completamente.
Cobertura: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigela pequena. Acrescente o limoncello aos poucos, misturando até obter a consistência desejada (acrescente a água somente se necessário). Regue os biscoitos com a cobertura e espere secar (cerca de 15 minutos).

Rend.: cerca de 40 biscoitinhos

Homemade limoncello / Limoncello caseiro

Limoncello caseiro
do lindo Dolci: Italy's Sweets

6 limões sicilianos
2 xícaras (480ml) de vodca
2 xícaras (400g) de açúcar cristal
3 xícaras (720ml) água

Usando um descascador de legumes, retire a casca dos limões em longas tiras, evitando remover a parte branca. Coloque as cascas e a vodca em uma garrafa ou pote de vidro com capacidade entre 1,4 e 2 litros. Feche bem e coloque em um lugar fresco e escuro por 2 semanas.
Leve a água ao fogo em uma panela grande. Quando começar a ferver, junte o açúcar. Ferva em fogo baixo até o açúcar dissolver. Retire do fogo e deixe chegar à temperatura ambiente. Despeje a calda de açúcar na garrafa com as cascas de limão e a vodca, feche bem e deixe apurar em um lugar fresco e escuro por mais 2 semanas. Passe por uma peneira fina e descarte as cascas (não fiz isso – mantenho as cascas dentro da garrafa).
Guarde no freezer.

Rend.: cerca de 5 xícaras (1,2 litros)

domingo, outubro 28, 2012

Bolinhos de coco e framboesa

English version

Coconut and raspberry cakes / Bolinhos de coco e framboesa

Adoro preparar receitas com coco - é um ingrediente que sempre tenho em casa. Eu tinha outros planos para o coco usado nestes lindos bolinhos mas quando os vi na revista não pude resistir - os bolinhos ficaram deliciosos e incrivelmente macios. Na hora de fazê-los pensei que seria uma ótima oportunidade de usar as mini forminhas Bundt que não usava havia séculos mas foi na hora de desenformá-los que me lembrei do porquê: é sempre tão difícil remover os bolinhos das formas! Por sorte havia a caldinha de framboesa para cobrir as partes não tão perfeitas e ela ficou tão saborosa que quero fazê-la novamente para servir com sorvete de baunilha ou panna cotta.

Bolinhos de coco e framboesa
da revista Dish

- xícara medidora de 240ml

Bolinhos:
280g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
280g de açúcar granulado
5 ovos
1 colher (chá) de extrato de baunilha
200g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
¼ colher (chá) de sal
1 xícara (100g) de cocos em flocos sem adição de açúcar
½ xícara (120ml) de leite integral, temperatura ambiente
raspas da casca de 1 limão siciliano
cerca de 2½ xícaras de framboesas congeladas

Calda de framboesa:
200g de framboesas congeladas
200g de geléia de framboesa
½ xícara (120ml) de água
2 colheres (chá) de açúcar de confeiteiro

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga derretida 8 forminhas de mini bolo com furo central e capacidade para 200ml cada.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, seguidos da baunilha. Raspe as laterais da tigela. Peneire a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal sobre a mistura da tigela, junte o coco e misture gentilmente com uma espátula, mexendo de baixo para cima – faça isso enquanto incorpora também o leite e as raspas de limão.
Encha as forminhas de massa pela metade. Coloque 5 framboesas em cada forminha e cubra com o restante de massa. Coloque 4 framboesas sobre cada bolinho.
Asse por cerca de 30 minutos ou até que os bolinhos cresçam e dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 15 minutos. Desenforme com cuidado e transfira para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Calda: coloque as framboesas, a geléia e a água em uma panela pequena e leve ao fogo médio, mexendo para combinar. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 10-15 minutos, mexendo freqüentemente, até as framboesas desmancharem e a mistura reduzir e engrossar levemente. Passe por uma peneira fina, empurrando com uma colher até que restem apenas as sementes na peneira. Junte o açúcar de confeiteiro à calda, misture, e deixe esfriar. Leve à geladeira por pelo menos 30 minutos (a calda engrossará um pouquinho mais). Derrame sobre os bolinhos e sirva.

Rend.: 8 unidades – fiz metade da receita de bolo usando forminhas com capacidade para 1 xícara (240ml) cada e consegui 4 bolinhos; ¼ da receita da calda foi suficiente para regar os 4 bolinhos

sexta-feira, outubro 26, 2012

Brownies de marzipã

English version

Marzipan brownies / Brownies de marzipã

Posso ser doida por doces (e este blog é prova disso) mas até mesmo eu sei que há um certo limite a ser considerado: para não acabar comendo o marzipã que sobrara dos muffins de frutas vermelhas comecei a procurar outras boas receitas para usá-lo e, depois de ler em algum lugar sobre um bolo de chocolate com marzipã – estou ficando velha e não me lembro onde foi, sinto muito – achei que brownies com marzipã seriam uma idéia fantástica; já que eu queria brownies densos e não leves como um bolo, fui direto na bíblia do chocolate da Alice Medrich, e como o meu estoque de chocolate estava bem pobrinho, usei a receita dela dos ótimos e super famosos brownies de cacau como veículo para o marzipã; um tiquinho de extrato de amêndoa, uma salpicada de amêndoas em lascas e pronto: brownies de marzipã danados de bons.

Brownies de marzipã
adaptados do maravilhoso Bittersweet: Recipes and Tales from a Life in Chocolate

- xícara medidora de 240ml

210g de manteiga sem sal
1 ¾ xícaras + 2 colheres (sopa) - 375g - de açúcar granulado
1 1/3 xícaras (120g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
¼ colher (chá) de sal
½ colher (chá) de extrato de baunilha
½ colher (chá) de extrato de amêndoa
3 ovos grandes gelados
¾ xícara (105g) de farinha de trigo
100g de marzipã
3 colheres (sopa) de amêndoas em lascas

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de 20x30cm, forre-a com papel alumínio deixando um pouquinho para fora da forma, formando “alças” de 5cm. Unte o papel com manteiga, mas não as “alças”. Reserve.
Coloque a manteiga em uma tigela refratária média e leve ao banho-maria até derretê-la. Acrescente o açúcar e o sal e misture bem. Em seguida, acrescente o cacau em pó e misture até obter uma massa homogênea e quente o bastante para que você queira remover a pontinha do dedo rapidamente a mergulhá-la na mistura para testar. Retire a tigela do banho-maria e deixe amornar.
Adicione a baunilha e o extrato de amêndoa e misture com uma espátula de silicone. Acrescente os ovos, um a um, mexendo vigorosamente a cada adição – quando a massa estiver espessa, brilhante e homogênea, junte a farinha e misture até que você não consiga mais ver o ingrediente na massa. Aí bata vigorosamente – dê 40 boas batidas na massa usando a espátula de silicone. Espalhe metade da massa na forma preparada e alise a superfície. Espalhe os pedacinhos de marzipã sobre a massa, cubra com a massa restante e alise a superfície. Salpique com as amêndoas.
Asse por 20-25 minutos ou até que um palito mergulhado no centro do brownie saia úmido com um pouquinho de massa. Deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.
Retire o brownie da assadeira com o auxílio das “alças” de papel alumínio e corte em quadradinhos. Remova o papel com cuidado, pois estes brownies são bem úmidos.

Rend.: 24 unidades

quarta-feira, outubro 24, 2012

Macarrão com provolone e limão siciliano

English version

Provolone and lemon pasta / Macarrão com provolone e limão siciliano

Não sei se o mesmo acontece com vocês, mas às vezes fico com certas receitas na cabeça por um bom tempo – não é algo intencional e muitas vezes demoro séculos para colocá-las em prática. Vi este macarrãozinho com provolone e limão siciliano há muitos messe (acho até que foi ano passado) e achei a idéia uma delícia: um molhinho de queijo com limão? Perfeito. Avancem para algumas semanas atrás: comprava queijo para uma determinada salada e ali, bem na minha frente, no balcão, estava um pacote de provolone dolce, um tipo de queijo que eu jamais provara. Minha mente começou a funcionar feito louca e imediatamente me lembrei desta receita, que acabou sendo uma massinha deliciosa e super rápida de preparar – o único problema foi não devorar o queijo todo antes de fazer o almoço. :D

Macarrão com provolone e limão siciliano
da sempre fantástica Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Farofinha de tomilho e limão siciliano:
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho, bem picadinho
50g de farelo de pão – toste o pão, deixe esfriar e bata no processador de alimentos, apenas pulsando, para que o farelo não fique tão fininho
raspas da casca de 1 limão siciliano
2 colheres (sopa) de folhas de tomilho
sal e pimenta do reino moída na hora

Massa e molho:
2 colheres (sopa) de azeite
½ cebola grande bem picadinha
1 dente de alho, bem picadinho
1 xícara (240ml) de vinho branco seco
raspas da casca e o suco de 2 limões sicilianos
1 ¼ xícaras (300ml) de creme de leite fresco
160g de provolone dolce, ralado fininho*
2 colheres (sopa) de folhas de tomilho
sal e pimenta do reino moída na hora
400g de casarecce, capunti, strozzapreti ou outra massa curta seca

Comece pela farofinha: aqueça o azeite em uma frigideira em fogo médio-alto, junte o alho e refogue até perfumar (1 minuto). Junte o farelo de pão, refogue até dourar (2-3 minutos), junte as raspas de limão e o tomilho, tempere com sal e pimenta, retire do fogo e reserve.

Massa e molho: cozinhe o macarrão em uma panela grande com água salgada até que fique al dente (6-8 minutos) – enquanto a massa cozinha, prepare o molho: aqueça o azeite em uma panela em fogo médio-alto, junte a cebola e o alho e refogue até amaciar (2-3 minutos). Junte o vinho, as raspas e o suco de limão e cozinhe em fogo baixo até reduzir pela metade (2-3 minutos). Junte o creme de leite, cozinhe até reduzir pela metade novamente (2-3 minutos), junte o provolone e o tomilho, misture até homogeneizar (1-2 minutos), tempere com sal e pimenta e mantenha aquecido.
Escorra o macarrão reservando ¼ xícara (60ml) de água do cozimento. Volte a massa à panela e junte o molho, misturando para incorporar. Junte um pouquinho da água reservada para “soltar” o molho (talvez você nem precise usar toda a água). Sirva quente, polvilhado com a farofinha.

* encontrei o provolone dolce na filial de Moema do St. Marché – ele é infinitamente mais suave do que o provolone mais comum e menos salgado também, por isso, caso queira substituir, cuidado com o sal.

Rend.: 4 porções

segunda-feira, outubro 22, 2012

Torta de manteiga de amendoim e Oreo

English version

Oreo and peanut butter pie / Torta de manteiga de amendoim e Oreo

Depois de vários posts com docinhos à base de fruta lhes trago algo extremamente pecaminoso: biscoitos Oreo (ou Negresco, neste caso) moídos, cobertos com manteiga de amendoim e chocolate. Ok, eu sei que não é bem o que podemos chamar de sobremesa leve, mas há hora para tudo, inclusive para doces pé-na-jaca com esta torta – nos outros dias vocês podem comer uma maçã depois do almoço. ;)

Torta de manteiga de amendoim e Oreo
um nadinha adaptada da brilhante Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

Base:
20 Oreos ou outro biscoito parecido – usei Negresco
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal, derretida

Recheio e cobertura:
250g de manteiga de amendoim do tipo crunchy
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
150g de chocolate meio-amargo, picadinho
75g de manteiga sem sal

Bata os biscoitos no processador de alimentos até moê-los. Junte a manteiga e pulse para incorporar. Espalhe a mistura em uma forma de torta de 24cm de diâmetro com fundo removível levemente untada com manteiga. Pressione a mistura forrando a base e as laterais da forma. Leve à geladeira por 30 minutos.
Usando a batedeira, bata a manteiga de amendoim com o açúcar até obter um creme homogêneo. Espalhe sobre a base da torta e leve à geladeira enquanto prepara a cobertura.
Junte o chocolate e a manteiga em uma tigelinha refratária e leve ao banho-maria (não deixe o fundo da tigela tocar a água). Mexa até derreter, retire do fogo e deixe esfriar por 15-20 minutos. Espalhe sobre a torta e leve à geladeira novamente até firmar, cerca de 30 minutos.
Corte em fatias e sirva.

Rend.: 8-10 porções

sábado, outubro 20, 2012

Bolo amanteigado de tangerina

English version

Tangerine butter cake / Bolo amanteigado de tangerina

Procurando por uma receita de bolo simples, encontrei este bolinho super dourado e delicioso e companhia perfeita para uma xícara de chá; além disso, a receita do Dan Lepard foi ideal para aproveitar o leite condensado que sobrara do preparo do cheesecake e para dar um final digno às tangerinas que ficaram zanzando na minha geladeira por mais de uma semana.

Bolo amanteigado de tangerina
um tiquinho adaptado da coluna do Dan Lepard no Guardian

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
2 ovos grandes, separados
1 pitada de sal
¾ xícara (150g) de açúcar cristal, uso dividido
100g de manteiga sem sal, derretida
125g de leite condensado
raspas da casca de 2 tangerinas (use aquela que tem a casca fininha)
½ xícara (120ml) de suco de tangerina
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó

Glacê:
¾ xícara (105g) de açúcar de confeiteiro
raspas da casca de 1 tangerina
cerca de 1½ colheres (sopa) de suco de tangerina

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma de bolo inglês de 22x12cm, forre-a com papel manteiga e unte o papel também.
Usando a batedeira, bata as claras e o sal até que comecem a espumar. Junte 2 colheres (sopa) do açúcar aos poucos e vá batendo até obter um merengue de picos suaves. Reserve.
Em uma tigela grande, misture com um batedor de arame a manteiga, o leite condensado, o açúcar restante, as gemas, as raspas e o suco de tangerina e a baunilha até obter um creme homogêneo. Peneire a farinha e o fermento sobre a massa e bata até homogeneizar. Incorpore o merengue delicadamente e de maneira rápida, misturando de cima para baixo. Espalhe a massa na forma e alise a superfície. Leve ao forno por 40-45 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 10 minutos e então desenforme com cuidado. Remova o papel e deixe esfriar completamente sobre a gradinha.
Glacê: peneire o açúcar de confeiteiro em uma tigela pequena e junte as raspas de tangerina. Acrescente o suco aos poucos, misturando até conseguir uma consistência boa para espalhar sobre o bolo (adicione suco ou água se precisar). Espalhe sobre o bolo e deixe secar por 30 minutos.

Rend.: 6-8 porções

quinta-feira, outubro 18, 2012

Cheesecake de chocolate branco com calda de maracujá

English version

White chocolate cheesecake with passion fruit syrup / Cheesecake de chocolate branco com calda de maracujá

O bolo azedo² que publiquei outro dia foi apenas o início de um frenesi maracujalesco: não somente porque adoro a fruta mas também porque fui hipnotizada por seu delicioso perfume e acabei trazendo maracujás demais pra casa de uma só vez. :D

Sempre tendo a misturar chocolate branco a sabores cítricos porque a acidez parece balancear bem a doçura como nenhum outro sabor faz, e é por isso que não pude resistir a esse cheesecake lindo da Valli Little – só que eu sendo eu adaptei a receita um tiquinho para criar mini versões da sobremesa. :D

Cheesecake de chocolate branco com calda de maracujá
um tiquinho adaptado da sempre maravilhosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

100g de biscoitos Maria/maisena
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal, derretida
75g de chocolate branco
2 folhas de gelatina incolor
2 colheres (sopa) de leite integral
250g de cream cheese, amolecido
½ lata (198g) de leite condensado
2/3 xícara (160ml) de creme de leite fresco
1/3 xícara de polpa de maracujá
1/3 xícara (66g) de açúcar cristal
¼ xícara (60ml) de água

Unte levemente com manteiga 4 forminhas de mini bolo com fundos removíveis e capacidade para 1 xícara (240ml) cada.
Base: coloque os biscoitos no processador de alimentos e processe até moê-los. Adicione a manteiga e pulse para incorporar. Transfira a mistura para as forminhas e pressione no fundo de cada uma delas. Leve à geladeira por 30 minutos.
Recheio: coloque o chocolate em uma tigela refratária pequena e leve ao banho-maria (sem deixar o fundo da tigela tocar a água), mexendo até o chocolate derreter. Retire do fogo e deixe chegar à temperatura ambiente.
Coloque as folhas de gelatina de molho em água fria por 5 minutos. Enquanto isso, aqueça o leite em uma panelinha até uns segundinhos antes de começar a ferver. Retire do fogo. Esprema as folhas de gelatina para remover o excesso de água e coloque-as no leite quente, mexendo até dissolvê-las. Reserve.
Coloque o cream cheese, o leite condensado e o leite com a gelatina no processador de alimentos e bata até homogeneizar. Junte o chocolate e pulse para incorporar. Bata o creme de leite fresco até obter picos suaves e incorpore-o delicadamente à mistura do processador. Despeje sobre as bases de biscoito e leve à geladeira por 6 horas ou de um dia para o outro.
Calda: coloque o maracujá no processador de alimentos e pulse para separar as sementes da polpa. Passe por uma peneira e reserve o suco e as sementes separadamente.
Coloque o açúcar e a água em uma panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo para dissolver o açúcar. Aumente o fogo para médio-baixo e cozinhe, sem mexer (somente girando a panela ocasionalmente) por 3-4 minutos ou até obter um caramelo dourado – se aparecerem cristais de açúcar nas laterais da panela remova-os com um pincel úmido. Junte o suco de maracujá e 2 colheres (sopa) de água (cuidado pois a mistura pode espirrar), reduza o fogo para o mínimo e mexa até dissolver o caramelo e a mistura engrossar ligeiramente, tornando-se uma calda. Retire do fogo, deixe esfriar um pouquinho e adicione parte das sementes reservadas (a gosto). Deixe esfriar completamente e leve à geladeira.
Sirva o cheesecake regado com a calda de maracujá.

Rend. 4 unidades

terça-feira, outubro 16, 2012

Torta de amêndoa, maçã e frutas vermelhas, fracassos de baking e "Munique"

English version

Apple berry almond tart / Torta de amêndoa, frutas vermelhas e maçã

Já falei mal de Steven Spielberg algumas vezes (apesar de adorar “Tubarão” e a trilogia Indiana Jones) mas semana passada vi um filme excelente dirigido por ele: “Munique”. É um filme longo (quase 3 horas de duração) mas que mantém o espectador preso o tempo todo – é como aqueles livros que a gente quase leva pro chuveiro porque não consegue parar de ler. O elenco está cheio de vários favoritos meus (Bana, Craig, e os gloriosos Hinds e Rush), e fui surpreendida por um maravilhoso Mathieu Kassovitz, um ator que eu até então sempre associava ao lindo “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” – por causa de sua interpretação em “Munique” adicionei “O Ódio” à minha lista de filmes para ver.
Acho, sim, uma parte do trabalho de Spielberg bem piegas – “Hook - A Volta do Capitão Gancho”, alguém? – mas admito que pouquíssimos diretores sabem como posicionar e mover a câmera como ele; ele deveria se ater aos filmes adultos (e parar de arruiná-los no final como fez com “A Lista de Schindler”).

---

As receitas do Dan Lepard têm se tornado a minha estratégia para evitar fracassos de baking – depois de assar um dos bolos da Lisa Yockelson e jogá-lo no lixo (as receitas de bolo dela sempre são ótimas, não sei o que houve) achei melhor fazer algo diferente; resolvi preparar uma torta e fui direto numa receita do Lepard – seguro morreu de velho, né? ;)
A torta ficou uma delícia e a combinação de maçãs, amêndoas e geléia de frutas vermelhas é perfeita.

Torta de amêndoa, maçã e frutas vermelhas
da coluna do Lepard no Guardian e também do seu absolutamente maravilhoso livro (um dos meus preferidos)

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara (105g) de farinha de trigo
2 ½ colheres (sopa) - 25g - de amido de milho – aperte-o na colher na hora de medir
1 pitada de sal
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, amolecida
1/3 xícara + 1 colher (sopa) - 78g - de açúcar cristal
1 ovo, clara e gema separadas
½ xícara (50g) de farinha de amêndoa
1 colher (sopa) de Amaretto (ou conhaque)
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 maçã Granny Smith grade
125g de qualquer geléia de frutas vermelhas – usei de cassis
3 colheres (sopa) de amêndoas em lascas

Em uma tigela grande, junte a farinha, o amido de milho, o sal, 75g da manteiga e 2 colheres (sopa) do açúcar. Misture com as pontas dos dedos até que os gruminhos de manteiga desapareçam. Acrescente a gema e 1 colher (sopa) de água gelada e incorpore até obter uma massa macia. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por 1 hora. Abra a massa com um rolo e com ela forre uma forma de torta de 20cm* (com fundo removível) levemente pincelada com manteiga. Faça furinhos em toda a massa com um garfo e leve ao freezer por 40 minutos – enquanto isso, pré-aqueça o forno a 180°C.
Cubra a massa com um pedaço de papel manteiga e coloque feijões secos sobre o papel. Asse por 20 minutos. Com jeitinho, remova os feijões e o papel e asse a base da torta por mais 10 minutos. Retire do forno e mantenha-o ligado.

Na batedeira, bata os 50g restantes de manteiga, a farinha de amêndoa, o açúcar restante, a clara, o Amaretto e a baunilha até obter um creme homogêneo. Descasque e pique finamente a maçã e incorpore-a ao creme de amêndoa. Espalhe a geléia na base da torta, cubra com o creme de amêndoa e salpique com as amêndoas em lascas. Leve ao forno por 40 minutos ou até que o recheio estufe e doure bem.

* fiz exatamente a receita acima usando uma forma de torta de 30x10cm

Rend.: 6-8 porções

domingo, outubro 14, 2012

Bolo de limão siciliano com calda de maracujá

English version

Lemon cake with passion fruit syrup / Bolo de limão siciliano com calda de maracujá

Já admiti que este blog teve a sua quota de tortas e barrinhas de limão e por isso nem vou calcular a quantidade colossal de bolos de limão, ok? :D
Bolo de limão é o meu bolo favorito e como sempre tenho limões em casa acaba sendo uma escolha fácil para mim. Desta vez, entretanto, satifiz mais do que plenamente minha vontade constante por coisinhas azedas ao cobrir o bolo de limão siciliano com uma calda de maracujá: azedo². :D

Bolo de limão siciliano com calda de maracujá
um nadinha adaptado da sempre maravilhosa Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, amolecida
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 224g - de açúcar cristal
2 ovos
1 xícara de creme azedo (sour cream)*
raspas da casca de 2 limões sicilianos
¼ xícara (60ml) de suco de limão siciliano
2 ½ xícaras (350g) de farinha de trigo
3 colheres (chá) de fermento em pó
1/8 colher (chá) de sal

Calda de maracujá:
1/3 xícara (80g) de polpa de maracujá, com as sementes
1/3 xícara (66g) de açúcar cristal
½ xícara (120ml) de água

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda de 23cm, forre o fundo com um círculo de papel manteiga e unte o papel também.
Bolo: na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo para incorporar. Junte o creme azedo, as raspas e o suco de limão, a farinha, o fermento e o sal e misture com uma espátula. Despeje a massa na forma preparada e asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito).
Deixe esfriar na forma por 5 minutos**e então desenforme sobre uma gradinha (coloque um prato sob a gradinha).
Calda: misture os ingredientes em uma panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo até dissolver o açúcar. Aumente o fogo e ferva por 4-5 minutos ou até que a calda engrosse levemente. Despeje sobre o bolo. Deixe esfriar antes de cortar.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

** achei o que o bolo estava macio demais para ser desenformado depois de5 minutos, por isso deixei esfriar por 15 antes de desenformar

Rend.: 8-10 porções

quarta-feira, outubro 10, 2012

Torta Anzac de mel e limão siciliano

English version

Lemon and honey anzac tart / Torta anzac de mel e limão siciliano

Tortas de limão siciliano – ou barrinhas do mesmo sabor – não são exatamente uma novidade neste blog, mas como acho que estão entre as sobremesas mais deliciosas que existem não me canso de prepará-las. Quando vi a versão de torta de limão siciliano da Delicious australiana tive de fazê-la, e que bom que a fiz: a torta é maravilhosa e fácil. Creio que biscoitos Anzac industrializados sejam fáceis de encontrar na Austrália, mas aqui no Brasil, não – por isso, se vocês também não os encontram onde moram não se preocupem: publico a receita que usei para preparar os meus.

Torta Anzac de mel e limão siciliano
da fabulosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

300g de biscoitos Anzac – receita abaixo
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal, derretida
3 colheres (sopa) de mel + um pouquinho extra para servir
raspas da casca de 2 limões sicilianos
2/3 xícara (160ml) de suco de limão siciliano
1 lata (395g) de leite condensado
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
4 ovos
creme de leite batido, para servir

Unte levemente com manteiga uma forma para torta de fundo removível de 22x4cm*.
Coloque os biscoitos no processador de alimentos e processe até obter uma farinha. Aos poucos, junte a manteiga e processe até obter uma mistura com textura de areia úmida – junte a manteiga gradualmente, pois dependendo da oleosidade dos biscoitos você nem precise usar as 3 colheres (sopa). Pressione a mistura na base e nas laterais da forma preparada. Leve à geladeira por 30 minutos ou até firmar.
Pré-aqueça o forno a 170°C. Em uma tigela grande, junte o mel, as raspas e o suco de limão, o leite condensado, o creme de leite e os ovos e misture gentilmente até incorporar. Despeje na base de torta e leve ao forno por 35 minutos ou somente até que o recheio esteja firme mas o centro da torta ainda “balance” ao se mexer na forma. Deixe esfriar completamente na forma e em seguida leve à geladeira por pelo menos 2 horas ou até gelar bem.
Na hora de servir, corte em fatias e cubra com o creme de leite batido e o mel.

* minha forma tinha o diâmetro necessário mas não era funda o bastante; por isso, fiz a receita inteira da base mas apenas metade da receita do recheio – a torta precisou de apenas 15 minutos de forno

Rend.: 6-8 porções

ANZAC cookies / Biscoitos ANZAC

Biscoitos ANZAC
do sempre fantástico Modern Classics 2

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (115g) de aveia em flocos
1 xícara (140g) de farinha de trigo
½ xícara (100g) de açúcar cristal
¾ xícara (75g) de coco ralado (usei em flocos sem adição de açúcar)
2 colheres (sopa) de glucose de milho
½ xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (sopa) de água quente

Pré-aqueça o forno a 180°C; forre duas assadeiras de beiradas baixas com papel manteiga.
Em uma tigela grande misture a aveia, a farinha, o açúcar e o coco. Em uma panelinha junte a glucose de milho e a manteiga e leve ao fogo baixo, mexendo até derreter. Em um tigelinha ou xícara misture o bicarbonato de sódio e a água e adicione esta mistura à panela. Despeje sobre os ingredientes secos e misture bem. Faça bolinhas com colheradas de massa e coloque nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Achate levemente. Asse por 8-10 minutos ou até que dourem bem.
Deixe esfriar nas assadeiras sobre uma gradinha por 5 minutos e então transfira para a gradinha e deixe esfriar completamente.

Rend.: 22 unidades – fiz bolinhas com 2 colheres (sopa) niveladas de massa e consegui 20 biscoitos

segunda-feira, outubro 08, 2012

Doughnuts assados de maçã e xarope de bordo

English version

Baked apple and maple doughnuts / Doughnuts assados de maçã e xarope de bordo

Uma das coisas que mais amei em NY foi a comida: provei delícias em diversos lugares e trouxe para casa bons ingredientes, também. A minha lista tinha muitos e muitos endereços – muitos deles dicas preciosas que peguei no ótimo Dulce Bee Life – mas infelizmente não consegui ir a todos, e um dos lugares que faltaram foi o Doughtnut Plant: a idéia era experimentar o doughnut de crème brûlée deles, mas acabou ficando para a próxima visita a NY.
Enquanto isso não acontece, fiz doughnuts em casa – uma versão assada bem bacana que encontrei na gloriosa Gourmet Traveller.

Doughnuts assados de maçã e xarope de bordo
da maravilhosa Australian Gourmet Traveller

- xícara medidora de 240ml

Massa:
5 1/3 xícaras (745g) de farinha de trigo
2/3 xícara + 1 colher (sopa) - 145g - de açúcar cristal
2 ¼ colheres (chá) - 7g - de fermento biológico seco
1 xícara (240ml) de leite integral morno + um pouquinho extra para pincelar
1/3 xícara (80ml) de buttermilk*
2 ovos grandes, temperatura ambiente
2 colheres (sopa) - 28g – de manteiga sem sal, derretida

Recheio de maçã e xarope de bordo:
2 maçãs Granny Smith, miolos removidos, picadas grosseiramente
½ xícara (120ml) de xarope de bordo (maple syrup)
½ xícara (100g) de açúcar cristal
¼ xícara (60ml) de água
suco de 1 laranja
suco de 1 limão siciliano
2 paus de canela

Para a montagem:
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida
1 xícara (200g) de açúcar cristal misturada a 1 colher (chá) de canela em pó

Massa: misture a farinha, o açúcar e o fermento na tigela grande da batedeira – você vai usar o batedor em formato de gancho. Em outra tigela, misture com um batedor de arame o leite, o buttermilk, os ovos e a manteiga. Com a batedeira ligada, junte os ingredientes líquidos aos secos e misture em velocidade média até obter uma massa elástica e homogênea (4-5 minutos). Forme uma bola com a massa, coloque em uma tigela grande levemente pincelada com óleo, cubra com plástico e deixe crescer em um lugar morninho, livre de correntes de ar, até dobrar de volume (1-1½ horas).
Enquanto isso, prepare o recheio: em uma panela média, junte todos os ingredientes e leve ao fogo médio-alto mexendo até o açúcar dissolver. Deixe ferver e então cozinhe em fogo médio até as maçãs ficarem macias e o líquido engrossar e se tornar uma calda (cerca de 10 minutos). Retire do fogo e deixe esfriar completamente.
Forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel alumínio.
Dê um soquinho no centro da massa para retirar o excesso de ar e então transfira para uma superfície levemente enfarinhada. Abra com um rolo até conseguir a espessura de 5mm. Com um cortador redondo de 8cm corte 24 círculos de massa (junte as aparas e abra com o rolo novamente se for necessário). Coloque metade dos círculos nas assadeiras preparadas, deixando 5cm de distância entre um e outro. Coloque 1 colher (chá) cheia de recheio no centro de cada círculo (tente drenar um pouco da calda para não encharcar a massa). Pincele as beiradas com leite e cubra com os círculos de massa restantes, apertando as extremidades para selar. Com um cortador de 7cm, corte o excesso de massa (selando bem as extremidades). Cubra com um pano de prato limpo e seco e deixe crescer novamente até dobrar de volume (1-1½ horas).
Pré-aqueça o forno a 190°C. Pincele os doughnuts com leite e asse-os até que dourem (8-10 minutos). Com os doughnuts ainda quentes, mergulhe-os na manteiga derretida e passe pelo açúcar com canela. Sirva com mais xarope de bordo e o que tiver sobrado do recheio de maçã/calda.

* para fazer 1 xícara de buttermilk: coloque 1 colher (sopa) de suco de limão em uma xícara medidora de 240ml, complete com leite integral em temperatura ambiente e aguarde 10-15 minutos para sorar; use todo o conteúdo da xícara na usa receita

Rend.: 12 unidades – fiz metade da receita acima, usei os cortadores de 8cm e 7cm e ainda assim consegui 12

sábado, outubro 06, 2012

Bolo de cerveja stout e chocolate com cobertura de manteiga de amendoim

English version

Chocolate stout cake with peanut butter frosting / Bolo de cerveja stout e chocolate com cobertura de manteiga de amendoim

Tenho tentado manter a idéia do inventário no último ano e até agora tem funcionado bem: os ingredientes não vão mais para o lixo e isso é ótimo. De vez em quando dou uma olhada no armário/geladeira/freezer para me assegurar de que nada seja desperdiçado e há alguns dias encontrei uma lata de Guinness no armário; enquanto procurava por algo gostoso para fazer com a cerveja me lembrei deste bolo delicioso que fiz há vários meses mas que ainda não tinha compartilhado com vocês - é mais uma das receitas fantásticas da Donna Hay e foi a primeira vez que preparei algo com cerveja stout.

Bolo de cerveja stout e chocolate com cobertura de manteiga de amendoim
ligeiramente adaptado da sempre lindíssima Donna Hay Magazine

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo
¾ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
½ xícara (120ml) de Guinness ou outra cerveja do tipo stout
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, picada
1/3 xícara (30g) de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado
1 ovo
1/3 xícara de creme azedo (sour cream)*
½ colher (chá) de extrato da baunilha
1 xícara + 2 colheres (sopa) - 224g - de açúcar cristal

Cobertura:
½ xícara (70g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
½ xícara de manteiga de amendoim do tipo smooth
3 colheres (sopa) - 42g - de manteiga sem sal, amolecida
½ colher (chá) de extrato de baunilha
2 ½ colheres (sopa) de creme de leite fresco

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte ligeiramente com manteiga uma forma de bolo inglês com capacidade para 1 ½ litros, forre com papel manteiga e unte o papel também.
Bolo: em uma tigela média, peneire juntos a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Coloque a cerveja e a manteiga em uma panela e leve ao fogo médio, mexendo até derreter a manteiga. Retire do fogo e incorpore o cacau.
Em uma tigelinha, misture com um batedor de arame o ovo, o creme azedo e a baunilha. Junte esta mistura aos ingredientes da panela, seguida do açúcar e dos ingredientes peneirados. Misture para incorporar. Despeje a massa na forma preparada e leve ao forno por 55-65 minutos ou até que cresça (faça o teste do palito).
Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 20 minutos. Com jeitinho, desenforme e transfira para a gradinha. Deixe esfriar completamente.

Cobertura: coloque o açúcar, a manteiga de amendoim, a manteiga e a baunilha na tigela da batedeira e bata até obter um creme claro e fofo. Junte o creme de leite e bata por mais 2 minutos. Espalhe a cobertura no bolo já frio e sirva.

* creme azedo (sour cream) caseiro: para preparar 1 xícara de creme azedo, misture 1 xícara (240ml) de creme de leite fresco com 2-3 colheres (chá) de suco de limão ou limão siciliano em uma tigela. Vá mexendo até que comece a engrossar. Cubra com filme plástico e deixe em temperatura ambiente por 1 hora ou até que engrosse um pouco mais (geralmente faço o meu na noite anterior e deixo sobre a pia – com exceção de noites extremamente quentes – coberto com filme plástico; na manhã seguinte o creme fica bem cremoso – leve à geladeira para ficar mais espesso ainda)

Rend.: 6-8 porções

quinta-feira, outubro 04, 2012

Muffins de frutas vermelhas e marzipã e um fantástico marzipã caseiro

English version

Marzipan and berry muffins / Muffins de frutas vermelhas e marzipã

Algumas coisas para mim são revelações, e o fabuloso marzipã caseiro do Paul Hollywood é uma delas: quando eu era criança toda vez que a minha avó alemã vinha nos visitar ela trazia pequenas caixas de marzipã – ela amava o doce. Logo eu também comecei a amar marzipã e isso era a única coisa boa nas visitas de minha avó (digamos que ela não era uma pessoa agradável).

A vó Frida parou de nos visitar depois que minha mãe morreu, e alguns anos depois ela se foi também, e ali foi o fim dos meus dias com sabor de marzipã. Depois de adulta comecei a procurar pelo marzipã, aquele que eu comera na infância, e para a minha decepção as versões que encontrei nada tinham de parecido – eram versões artificiais e pobres da pasta de amêndoa e que de amêndoa não tinham nada. Semana passada, entretanto, ao folhear a minha mais nova aquisição deparei com uma receita de marzipã que me parecia bem fácil; como eu tinha todos os ingredientes em casa corri para prepará-la e o resultado foi um marzipã espesso e delicioso, com textura e sabor fantásticos, tão bom que o escondi rapidamente na geladeira ou teria comido meio quilo ali, em uma sentada só.

A combinação de framboesas, morangos e marzipã envolvidos por uma massa muito macia e com mais sabor de amêndoa é o que torna estes muffins os mais gostosos que já fiz; eu adoraria contar a vocês o quão saborosos são os pedacinhos de marzipã mornos dentro dos muffins mas preciso parar antes que eu acabe babando sobre o teclado. :)

Muffins de frutas vermelhas e marzipã
um nadinha adaptados da linda e deliciosa Delicious - Australia

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara + 1 colher (sopa) - 185g - de manteiga sem sal, amolecida
¾ xícara + 2 ½ colheres (sopa) - 180g - de açúcar cristal
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
¾ xícara (105g) de farinha de trigo, peneirada
1 ½ xícaras (150g) de farinha de amêndoa
1 pitada de sal
100g marzipã, em cubinhos pequenos – usei caseiro, receita mais abaixo
100g de morangos frescos, em cubinhos pequenos
100g de framboesas congeladas (use sem descongelar antes)
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre uma forma de muffins com 12 cavidades (cada uma com capacidade para 1/3 xícara) com forminhas de papel, ou unte-as generosamente com manteiga.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha. Com uma espátula, incorpore delicadamente a farinha de trigo, a de amêndoa e o sal, e então incorpore o marzipã. Divida a massa entre as cavidades da forma.
Espalhe as frutas sobre a massa (eu as empurrei um pouquinho para dentro) e leve ao forno por 25-30 minutos ou até que os muffins dourem (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então desenforme com bastante cuidado (os muffins ainda quentes são bem molinhos, mas se deixar esfriar demais eles grudam na forma). Transfira para a gradinha.
Polvilhe os muffins com açúcar de confeiteiro antes de servir – estes muffins ficam ainda mais incríveis ainda mornos.

Rend.: 12 muffins

Marzipã caseiro
do lindíssimo e fantástico How to Bake

1 ovo grande
¼ colher (chá) de extrato de baunilha
90g de açúcar refinado*
1 xícara (140g) de açúcar de confeiteiro, peneirado
220g de farinha de amêndoa
raspas da casca de 1 laranja

Em uma tigelinha, bata ligeiramente o ovo e a baunilha com um garfo.
Em uma tigela grande, misture o açúcar refinado, o de confeiteiro e a farinha de amêndoa. Junte as raspas de laranja e o ovo batido e misture, primeiramente com uma colher de pau e depois com uma das mãos. Vá sovando até que o marzipã fique com uma textura homogênea. Forme uma bola com ele, embrulhe bem em filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 3 horas ou de um dia para o outro.
O marzipã pode ser guardado bem embrulhado na geladeira por até 1 mês.

* sempre uso açúcar cristal em minhas receitas, mas como não queria uma textura granulosa no marzipã bati o açúcar no processador de alimentos antes de usar

Rend.: 500g

terça-feira, outubro 02, 2012

Tortinhas almond joy

English version

Almond joy tartlets / Tortinhas almond joy

Há alguns meses a Ana e eu falávamos sobre o novo livro Baked que estava para ser lançado (agora já saiu). Conversávamos sobre comprá-lo ou não, já que ambas temos os outros dois livros da bakery americana e nenhuma de nós os havia usado muito. Coincidências culinárias. Só que aí a Ana decidiu fazer bom uso dos livros e ao me contar o quão satisfeita estava com os resultados acabou me empolgando também, por isso fiz estas tortinhas (isso e o fato de ter creme de leite fresco na geladeira quase vencendo).

Nunca comi Almond Joy mas achei que a combinação de amêndoa, coco e chocolate só poderia dar em coisa boa; as tortinhas levam um certo tempo para ficarem prontas e dão um tiquinho de trabalho por causa dos três componentes a serem preparados, mas vocês podem dividir a receita em pequenos projetos e prepará-la em dois dias – foi assim que fiz.

Tortinhas almond joy
de um livro que pretendo usar mais freqüentemente

- xícara medidora de 240ml

Massa:
1/3 xícara (33g) de farinha de amêndoa
¼ xícara (50g) de açúcar cristal
1 1/3 xícaras + 1 colher (sopa) - 195g - de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 ovo grande
¼ colher (chá) de extrato de baunilha
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, gelada e picada

Recheio:
225g de chocolate branco picadinho
1 xícara (240ml) de creme de leite fresco
2 xícaras (200g) de coco em flocos adoçados
1 colher (sopa) de Amaretto ou rum

Cobertura:
55g de chocolate meio amargo picadinho
55g de chocolate ao leite picadinho
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
6 amêndoas inteiras tostadas e frias

Massa: coloque a farinha de amêndoa, o açúcar, a farinha de trigo e o sal no processador de alimentos e processe até combinar. Junte a manteiga e pulse até obter uma farofinha. Em uma tigelinha, bata o ovo e a baunilha juntos levemente com um garfo. Com o processador ligado, junte o ovo batido, aos poucos, somente até que uma massa se forme – você talvez nem precise usar todo o ovo. Forme uma bola com a massa, achate formando um disco, embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 1 hora ou de dia um dia par ao outro.
Recheio: coloque o chocolate branco e o creme de leite em uma tigela refratária e leve ao banho-maria, mexendo até derreter e homogeneizar. Retire do fogo, deixe chegar à temperatura ambiente e então cubra e leve à geladeira por pelo menos 4 horas ou de um dia para o outro.
Unte levemente com manteiga 6 forminhas de torta de 10cm de diâmetro com fundos removíveis. Divida a massa em 6 porções iguais e abra cada uma delas com o rolo, entre dois pedaços de papel manteiga levemente enfarinhados, até conseguir um círculo pouco maior do que as forminhas – a massa é bem grudenta, por isso deixe gelar bem antes de abrir com o rolo. Transfira com cuidado para a forminha e aperte levemente para forrar. Retire as sobras de massa com uma faquinha. Repita o processo com a massa restante. Faça furinhos com um garfo em todas as bases de torta e leve ao freezer por 1 hora.
Pré-aqueça o forno a 190°C. Forre as bases de torta com um pedaço de papel manteiga ou alumínio e encha com feijões secos. Asse por 15 minutos, retire com cuidado os feijões e o papel e volte as bases ao forno por mais 10 minutos ou até que dourem. Retire do forno e deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.
Leve o ganache de chocolate branco à batedeira e bata somente até obter picos leves – não bata demais. Incorpore delicadamente o coco e o Amaretto ao ganache. Espalhe o recheio nas bases das tortinhas e coloque 1 amêndoa no centro de cada uma. Leve à geladeira enquanto faz a cobertura.
Coloque os chocolates em uma tigela refratária. Aqueça o creme de leite até que comece a ferver, desligue o fogo e derrame sobre os chocolates. Mexa até derreter e conseguir uma mistura homogênea. Deixe esfriar por 10 minutos e então espalhe sobre as tortinhas. Volte à geladeira até a cobertura firmar, cerca de 10 minutos.
As tortinhas podem ser guardadas na geladeira em um recipiente hermético por até 2 dias.

Rend.: 6 tortinhas – fiz metade da receita acima, usei forminhas do mesmo tamanho e consegui 4

Related Posts with Thumbnails