terça-feira, maio 31, 2011

Bolo de maçã e pecã com cobertura de limão

English version

Apple sheet cake with lime icing / Bolo de maçã com cobertura de limão

Meu nome é Patricia mas vocês podem me chamar de A Louca das Maçãs. ;)

Depois da lista imensa de receitas com maçã do outono passado já comecei de novo – e meu plano é aproveitar as pêras tanto quanto as maçãs este ano.

Este bolo é úmido, delicioso, com um quê de melado bacana proveniente do açúcar demerara. A receita original pedia uma cobertura de caramelo, mas achei que algo menos doce seria melhor, por isso optei por uma coberturinha de limão verdinho - não que eu precise de alguma desculpa para adicionar sabores cítricos aos meus doces... ;)

Bolo de maçã e pecã com cobertura de limão
adaptada do ótimo The Bon Appetit Cookbook: Fast Easy Fresh

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
2 xícaras (400g) de açúcar demerara
½ xícara + 2 colheres (sopa) - 140g - de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 ovos grandes
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) rasa de sal
600g (cerca de 3) maçãs do tipo Granny Smith, raladas no ralador grosso – não se preocupe em descascá-las
1 xícara (110g) de pecãs, tostadas, frias e picadas

Cobertura de limão:
2 xícaras (280g) de açúcar de confeiteiro
raspas da casca de 2 limões
2 colheres (sopa) de suco de limão

Pré-aqueça o forno a 180°C; unte com manteiga e enfarinhe uma forma retangular de metal de 32,5x22,5x5cm*.
Na tigela grande da batedeira, bata o açúcar, a manteiga, os ovos e a baunilha até obter uma mistura homogênea. Junte a farinha, a canela, o bicarbonato, o fermento e o sal e bata apenas até incorporar. Junte as maçãs e as pecãs e misture com o auxílio de uma espátula de silicone – a massa é bem espessa. Transfira a massa para a assadeira preparada e alise a superfície. Asse até que cresça e doure, cerca de 55 minutos (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma, sobre uma gradinha.
Prepare a cobertura: peneire o açúcar em uma tigela média e junte as raspas e o suco de limão. Misture até obter uma cobertura lisa, homogênea, com consistência para ser espalhada – adicione um pouquinho de água se necessário. Espalhe a cobertura sobre o bolo e deixe secar levemente, cerca de 20 minutos. Corte em quadradinhos para servir.

* fiz exatamente a receita acima e usei uma forma de 20x30cm

Rend.: 15 porções

domingo, maio 29, 2011

Crumble de banana

English version

Banana crumble / Crumble de banana

Estava vendo “Law & Order” outro dia e senti uma vontade enorme de comer um docinho (taí uma coisa que não acontece nunca, hein?). ;) Mas o episódio estava bem interessante – sem o Linus, o que é ruim, mas com o Benjamin, o que é bom – e eu queria algo rapidinho para voltar logo pro sofá. O resultado foi este crumble, ridiculamente simples e ah, tão delícia – e que tem cheiro e gostinho de torta de banana sem o trabalhão todo.

Crumble de banana
inspirado no sempre maravilhoso Modern Classics 2

- xícara medidora de 240ml

½ xícara (70g) de farinha de trigo
1 pitadinha de sal
1 ½ colheres (sopa) de açúcar refinado
1 ½ colheres (sopa) de açúcar demerara
1 pitadinha de canela em pó, ou a gosto
¼ xícara (28g) de aveia em flocos
50g de manteiga sem sal, gelada e picada
2 bananas

Pré-aqueça o forno a 180°C. Corte as bananas em rodelinhas e divida-as igualmente entre dois potinhos refratários com capacidade para 1 xícara (240ml) cada, levemente untados com manteiga. Reserve.
Coloque a farinha, o sal, os açúcares, a canela e a aveia em uma tigela média e misture. Junte a manteiga e, usando as pontas dos dedos, vá unindo a manteiga aos ingredientes secos, até obter uma farofa grossa. Espalhe esta farofinha sobre as bananas e leve ao forno por 30 minutos ou até dourar.
Sirva com creme de leite fresco ou sorvete de creme.

Rend.: 2 porções

sexta-feira, maio 27, 2011

Barrinhas de granola e geléia de framboesa e as minhas (muitas) obsessões

English version

Back to school raspberry granola bars / Barrinhas de granola e geléia de framboesa

Sou uma mocinha que fica obcecada com certas coisas de tempos em tempos – diretores, atores, música... E comida, é claro. Tive uma obsessão por Ralph Fiennes depois de assistir a “A Lista de Schindler” e procurei por todo e qualquer filme com ele – isso me levou a “Estranhos Prazeres”, da Kathryn Bigelow (que é infinitamente melhor do que “Guerra ao Terror”, na minha humilde opinião). Ah, lhes contei que eu tinha uns 17 anos na época? Então. ;)

Pode até parecer que ando em uma onda de bolos, mas tenho pensado incessantemente em barrinhas nos últimos tempos – culpa destas aqui. Tão irresistíveis – e fáceis de fazer, mesmo com as diferentes camadas – que uma busca por barrinhas fantásticas começou, e as da foto podem certamente fazer parte do Hall da Fama das barrinhas: ficaram tão gostosas que eu quase não as dividi com ninguém. :)

Back to school raspberry granola bars / Barrinhas de granola e geléia de framboesa

Barrinhas de granola e geléia de framboesa
do The Craft of Baking

- xícara medidora de 240ml

¾ xícara (168g) de manteiga sem sal, derretida e em temperatura ambiente
1 xícara (110g) de pecãs, grosseiramente picadas
1 ½ xícaras (210g) de farinha de trigo
1 ¼ xícaras (143g) de aveias em flocos – errei e usei 1 ½ xícaras (172g)
1/3 xícara (67g) de açúcar granulado
1/3 xícara (58g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
½ colher (chá) de sal
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 xícara de geléia de framboesa

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma quadrada de 20cm, forre-a com papel alumínio com sobras em dois lados opostos, formando “alças”; unte o papel com manteiga também.
Coloque as pecãs em uma assadeira de beiradas baixas e leve ao forno até que dourem levemente e fiquem perfumadas, cerca de 5 minutos. Retire do forno e deixe esfriar completamente sobre uma gradinha.
Em uma tigela grande, misture a farinha, a aveia, o açúcar granulado e o mascavo, o sal, o bicarbonato e as pecãs frias. Despeje a manteiga sobre os ingredientes secos e misture bem até incorporá-los totalmente. Transfira cerca de 2/3 desta mistura para a forma preparada e pressione bem, formando uma camada firme no fundo da forma. Com o auxílio de uma espátula, espalhe a geléia sobre a base. Salpique a massa restante sobre a geléia, cobrindo-a de maneira homogênea. Asse por cerca de 40 minutos, girando a forma na metade deste tempo, ou até que o topo das barrinhas esteja bem dourado e perfumado. Retire do forno e esfrie completamente na forma, sobre uma gradinha. Com o auxílio das “alças” de papel alumínio, remova da forma e corte em quadradinhos.
As barrinhas podem ser guardadas em um recipiente hermético, em temperatura ambiente, por até 1 semana.

Rend.: 16 unidades

quarta-feira, maio 25, 2011

Bolo sueco (Swedish visiting cake) + letras de música

English version

Swedish visiting cake / Bolo sueco

Uma das minhas coisas favoritas em aprender inglês foi poder entender letras de música – acho que alguns de vocês concordam comigo. :)

Dito isso, há vezes em que quero ouvir canções com letras complexas e outras em que canções quase sem letra me agradam. Sinto o mesmo quando o assunto é bolo: há momentos para belezinhas complexas, cheias de camadas e recheios, e vezes em que só os bolos simples me interessam. ;)

Bolo sueco (Swedish visiting cake)
da bíblia de baking da Dorie

- xícara medidora de 240ml

1 xícara (200g) de açúcar refinado + um pouquinho extra para polvilhar
raspas da casca de 1 limão siciliano
2 ovos grandes
¼ colher (chá) de sal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 fava de baunilha, aberta no sentido do comprimento, sementinhas raspadas com as costas da faca – ou use ½ colher (chá) de extrato de amêndoa, como na receita original
1 xícara (140g) de farinha de trigo
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida e fria
cerca de ¼ xícara de amêndoas em lâminas (com ou sem casca)

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma frigideira de ferro fundido “temperada”* de 23cm ou uma frigideira do mesmo tamanho que possa ir ao forno, ou use uma forma de bolo ou torta de 23cm de diâmetro.
Em uma tigela grande, misture o açúcar e as raspas de limão e esfregue os ingredientes juntos com as pontas dos dedos até o açúcar ficar bem aromatizado. Junte os ovos, um a um, mexendo com um fuê até misturar bem. Junte o sal e os extratos/sementinhas de baunilha. Com uma espátula de silicone, misture a farinha, e em seguida acrescente a manteiga, mexendo delicadamente, de baixo para cima.
Espalhe a massa na forma preparada e alise a superfície. Salpique com as amêndoas e o açúcar extra (se usar uma forma de bolo ou torta coloque-a dentro de uma assadeira de beiradas baixas).
Asse por 25-30 minutos ou até que o bolo doure e fique levemente crocante/sequinho nas extremidades – o bolo ficará úmido por dentro. Retire do forno, deixe o bolo esfriar na forma sobre uma gradinha por 5 minutos e então passe uma espátula ou faca fina pelos lados e no fundo do bolo para soltá-lo**. Sirva morno ou frio.

* depois de usar sua panela de ferro fundido, enxugue-a bem com um pano e leve-a ao fogo por alguns segundos para remover qualquer traço de umidade. Antes de guardar, unte a parte de dentro da panela com óleo vegetal (usando um pedaço de papel toalha)
** usei uma forma para torta canelada e foi impossível soltar o bolo quando ele ainda estava quente; deixei esfriar completamente e então soltei uma parte das laterais com o cabo de uma colherinha e terminei de soltar o fundo com uma espátula de metal larga

Rend: 8-10 porções

segunda-feira, maio 23, 2011

Madeleines de limão siciliano e cranberries e sendo repetitiva

English version

Lemon cranberry madeleines / Madeleines de limão siciliano e cranberries

Não quero parecer um disco riscado mas tenho de tocar nesse assunto novamente: não somente “Love Lost” é uma canção fantástica como o clipe é igualmente ótimo – cliquem aqui e depois me digam se concordam comigo. Ou não (saibam que sou completamente viciada em clipes). ;)

E falando em ser repetitiva, trago novamente madeleines de limão siciliano – desta vez, com cranberries secas.

Madeleines de limão siciliano e cranberries
adaptadas das madeleines tradicionais da Dorie

- xícara medidora de 240ml

2/3 xícara (94g) de farinha de trigo
¾ colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
½ xícara (100g) de açúcar refinado
raspas da casca de 2 limões sicilianos
2 ovos grandes, em temperatura ambiente
6 colheres (sopa) - 84g - de manteiga sem sal, derretida e fria
1 xícara (110g) de cranberries secas, misturadas em uma tigelinha com 1 colher (chá) de farinha de trigo

Misture a farinha, o fermento e o sal numa tigelinha e reserve.
Coloque o açúcar e as raspas de limão na tigela grande da batedeira e esfregue-os usando as pontas dos dedos, até aromatizar o açúcar com as raspas de limão. Junte o ovo à tigela e, usando a batedeira, bata o açúcar e os ovos juntos em velocidade médio-baixa até obter um creme claro, espesso e fofo, 2-3 minutos. Com o auxílio de uma espátula de silicone, incorpore os ingredientes secos delicadamente, misturando de baixo para cima, e faça o mesmo com a manteiga e as cranberries. Cubra a massa com um pedaço de filme PVC colocando-o diretamente em contato com a superfície da mistura. Leve à geladeira por pelo menos 3 horas ou por até 2 dias – esse tempo de refrigeração vai ajudar a formar os “calombinhos” característicos das madeleines.
Pré-aqueça o forno a 200°C. Unte com manteiga uma forma de madeleines com 12 cavidades, ou uma forma de mini madeleines com 36 cavidades, polvilhe com farinha e retire o excesso; coloque as formas de madeleine dentro de uma assadeira de beiradas baixas.
Transfira a massa às colheradas para as forminhas, enchendo cada cavidade até quase o topo – não se preocupe em espalhar a massa, o calor do forno se encarregará disso. Asse as madeleines por 11 a 13 minutos e as mini madeleines por 8 a 10 minutos, ou até que dourem e cresçam. Retire do forno e imediatamente as remova das assadeiras, gentilmente, transferindo para uma gradinha e deixando esfriar.
Se sobrar massa, esfrie as assadeiras, unte e enfarinhe antes de assar mais madeleines.

Rend.: 12 madeleines grandes ou 36 mini madeleines; consegui 20 madeleines de tamanho regular - as das fotos, forminhas com capacidade para 1 colher (sopa) de massa + 9 usando a forma em formato de vieira - forminhas com capacidade para 2 colheres (sopa) de massa

sábado, maio 21, 2011

Arroz com frango e açafrão

English version

Saffron scented chicken pilaf / Arroz com frango e açafrão

Como boa brasileira, amo arroz – não só o arrozinho básico servido com feijão como também outros tipos de pratos com esse ingrediente, incluindo arroz doce, é claro. ;)
Por isso mesmo não consegui tirar essa receita da cabeça depois de assistir à Nigela prepará-lo: meu querido arroz combinado com frango e nuts em um prato único. Para mim, a receita é perfeita: deliciosa, fácil de fazer e econômica no quesito "louça para lavar". :D

Arroz com frango e açafrão
do Nigella Fresh

- xícara medidora de 240ml

500g de peito de frango, em pedacinhos de cerca de 2cm
¾ xícara (195g) de iogurte natural
suco de ½ limão siciliano
¼ colher (chá) de canela em pó
½ colher (chá) de filetes de açafrão
4 xícaras (960ml) de caldo de legumes
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
2-3 colheres (sopa) de óleo vegetal de sabor neutro
500g de arroz basmati
raspas da casca e suco de 1 limão siciliano
50g de castanha de caju
50g de amêndoas fatiadas
25g de pignoli
1 macinho de salsinha fresca, picadinha

Tempere o frango com o iogurte misturado à canela, o suco de limão, o sal e a pimenta e deixe marinando por 1 hora. Aqueça o caldo de legumes e misture a ele o açafrão.
Em uma panela grande com tampa, em fogo médio, derreta a manteiga e 1 colher (sopa) do óleo e adicione o arroz, misturando até que os grãos estejam brilhantes, cobertos com a manteiga+óleo. Despeje o caldo (quente), junte o suco e as raspas de limão siciliano e, assim que começar a ferver, tampe e abaixo o fogo para o mínimo possível. Cozinhe assim por aproximadamente 10-15 minutos ou até que o arroz absorva todo o líquido e esteja cozido. Enquanto o arroz cozinha, retire o excesso de iogurte do frango com o auxílio de uma peneira. Aqueça o óleo restante em uma frigideira grande e frite os pedacinhos de frango até que dourem e estejam cozidos por dentro – faça isso em etapas, pois se você encher demais a panela com o frango líquido irá se formar no fundo da panela e o frango irá cozinhar em vez de fritar.
Quando o arroz estiver pronto, retire do fogo e solte os grãos com um garfo. Junte os pedacinhos de frango e misture. Em uma frigideira seca, em fogo médio, toste a castanha de caju, as amêndoas e o pignoli até que doure ligeiramente e estejam perfumados. Junte-os ao arroz e adicione também a salsinha picada. Acerte o sal (se necessário) e sirva imediatamente.

Rend.: 6 porções

quinta-feira, maio 19, 2011

Bolo de coco e laranja e coisas que me dão vontade de gritar

English version

Coconut orange tea cake / Bolo de coco e laranja

Vou lhes contar uma coisa, mesmo correndo o risco de me acharam louca de pedra: há vezes em que certas coisas são tão, mas tão boas que sinto vontade de gritar (mas eu me seguro). ;)

De bate-pronto me lembro de ter me sentido assim depois de assistir a “A Passagem” e “A Origem”, de ouvir a fantástica “Love Lost”, do Temper Trap (especialmente do 1min50seg em diante) e, mais recentemente, este bolo. Um bolo absolutamente simples – nada de cobertura ou recheio – preparado em um piscar de olhos, mas tão gostoso e macio que me deu vontade de gritar – e de devorá-lo todinho, também. Nada bonito, eu sei. Mas tão verdade. :D

Bolo de coco e laranja
um nadinha adaptado do livro maravilhoso e delícia da Dorie

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1 xícara (240ml) de leite de coco*
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal, em cubos
4 ovos grandes, temperatura ambiente
2 xícaras (400g) de açúcar refinado
raspas da casca de 1 laranja
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 colheres (chá) de rum escuro
¾ xícara (75g) de coco em flocos, sem adição de açúcar
suco de ½ laranja
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma canelada, de furo central (tipo bundt) de 22-25cm (capacidade para 10-12 xícaras) ou use uma forma de silicone sem untar. Não coloque a forma dentro de uma assadeira para que o ar quente circule por dentro do tubo central**.
Peneire a farinha, o fermento e o sal em uma tigela média.
Coloque o leite de coco e a manteiga em uma panelinha e leve ao fogo médio até o leite aquecer e a manteiga derreter. Retire do fogo mas mantenha a mistura morna.
Coloque o açúcar e as raspas de laranja na tigela grande da batedeira e esfregue os dois ingredientes com as pontas dos dedos até o açúcar ficar bem aromatizado com a laranja. Junte os ovos e bata, usando o batedor de arame, até obter um creme espesso e bem clarinho, cerca de 3 minutos. Junte a baunilha e o rum. Reduza para a velocidade baixa e acrescente os ingredientes secos, batendo somente até que eles estejam incorporados. Raspe as laterais da panela. Mantendo a batedeira na velocidade baixa, junte o coco, batendo somente até incorporar. Acrescente a mistura de leite de coco e manteiga, seguida do suco de laranja. Despeje a massa na forma preparada e asse por 60-65 minutos ou até que cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe o bolo esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 15 minutos, e então desenforme com cuidado sobre a gradinha, deixando esfriar completamente (se usar forma de silicone siga as instruções do fabricante). Polvilhe com açúcar de confeiteiro na hora de servir.

* para não ter que abrir uma segunda garrafinha de leite de coco usei 1 inteira (200ml) + 40ml de leite integral

** usei uma forma de silicone e ela não parava em pé sobre a grade do forno; coloquei-a sobre uma assadeira e funcionou direitinho

Rend.: 10-12 porções

terça-feira, maio 17, 2011

Torta de chocolate e laranja e tudo acaba bem quando termina bem

English version

Chocolate orange ganache tart / Torta de chocolate e laranja

Comecei a escrever esse post com “When all’s well”, do EBTG, na cabeça; explico: esta torta é resultado de alguns momentos estressantes, mas tudo deu certo no final.

A idéia inicial era preparar esta torta para terminar com o vidro de geléia de laranja que sobrara do bolo do Nigel Slater. Eu já havia descongelado uma boa massa de torta e forrado a forma com ela; depois disso, fiz as tirinhas de massa, arrumei cada uma delas bem bonitinhas em uma assadeira e a coloquei na geladeira, apenas para ver a forma escorregar e cair no chão; com as tirinhas de massa espalhadas pelo piso da cozinha tive de pensar em outro uso para a massa na forma. E esta torta de ganache foi uma boa solução: simples de fazer e deliciosa. Adicionei raspinhas de laranja ao ganache para torná-lo ainda mais especial e a minha manhã de sábado foi salva de um mau humor monstro. :D

Torta de ganache com laranja
adaptada da Donna Hay magazine e do fantástico Sunday Suppers at Lucques

- xícara medidora de 240ml

1 receita de massa doce para torta*
200g de chocolate amargo ou meio-amargo, picadinho
2/3 xícara (160ml) de creme de leite
raspas da casca de ½ laranja
cacau em pó, sem adição de açúcar, para servir

Depois de refrigerar a massa por pelo menos 1 hora, abra a massa com um rolo entre duas folhas de papel manteiga levemente enfarinhadas – se a massa amolecer demais, volte à geladeira por 5 minutos. Unte com manteiga uma forma de torta de 30x10cm com fundo removível e forre-a com a massa. Remova o excesso com uma faca e faça furinhos em toda a massa com um garfo. Leve ao freezer por 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 180°C. Forre a massa da torta com um pedaço de papel alumínio, pincelado com manteiga, deixando uma sobra de aprox. 2,5cm nas laterais. Encha o papel com pesinhos próprios/feijões secos e leve ao forno por 15 minutos. Remova os pesos/feijões e o papel alumínio e volte a massa ao forno até que doure levemente, mais 10-15 minutos ou até que doure bem e esteja sequinha. Retire do forno e esfrie completamente.
Prepare o recheio: coloque o chocolate, o creme de leite e as raspas de laranja em uma panelinha e leve ao fogo baixo, mexendo até derreter o chocolate e obter um creme homogêneo. Retire do fogo e aguarde 10 minutos (ou espere até o ganache engrossar ligeiramente). Espalhe o ganache sobre a base da torta, alisando a superfície. Leve à geladeira até firmar, 1-2 horas. Polvilhe com cacau em pó para servir.

* a receita da massa da DH está aqui; eu tinha esta massa no freezer e usei metade dela para esta torta

Rend.: 6-8 porções

domingo, maio 15, 2011

Pudim de chocolate branco e limão + combinações perfeitas

English version

White chocolate lime crème caramel / Pudim de chocolate branco e limão

Uma das combinações de sabor de que mais gosto é chocolate branco e sabores azedinhos, como limão (siciliano ou verdinho), laranja, maracujá – parece até que a doçura do chocolate branco se segura um pouco, dando espaço para os outros sabores brilharem, o que acaba dando uma nova dimensão ao próprio chocolate. Hum! :)

Isso lembra o discurso do Christian Bale no GG deste ano (aliás, se vocês ainda não viram “O Vencedor” recomendo muito) mas admito que o discurso dele no Oscar – com a história da “F bomb” – é o meu preferido. :D

Pudim de chocolate branco e limão
do The Art and Soul of Baking

- xícara medidora de 240ml

Pudim:
2 xícaras (480ml) de leite integral
3 colheres (sopa) de açúcar refinado
raspas da casca de 3 limões
3 ovos grandes
170g de chocolate branco, bem picadinho

Caramelo:
½ xícara (120ml) de água
1 xícara (200g) de açúcar refinado

Aqueça o leite, o açúcar e as raspas de limão em uma panela média, em fogo baixo, mexendo até dissolver o açúcar. Quando começar a ferver, retire do fogo, cubra e deixe em infusão por 30 minutos.
Enquanto isso, prepare o caramelo: separe seis potinhos refratários com capacidade para ¾ xícara (180ml) cada e coloque uma boa quantidade de água para ferver.
Coloque a ½ xícara de água em uma panela pequena e salpique com o açúcar. Leve ao fogo médio, mexendo somente até dissolver o açúcar – depois disso, continue cozinhando até obter um caramelo bem dourado, mas sem misturar com a colher, apenas girando a panela ocasionalmente. Retire do fogo e imediatamente divida o caramelo entre os potinhos, girando-os para que o caramelo cubra o fundo e as laterais de cada um deles. Faça isso rapidamente antes que o caramelo esfrie, mas tome bastante cuidado para não se queimar.
Pré-aqueça o forno a 165°C. Reaqueça a mistura de leite e limão em fogo médio até começar a formar bolhas nas laterais da panela. Em uma tigela média, bata os ovos levemente com um fuê. Retire o leite do fogo e derrame sobre os ovos aos poucos, mexendo sempre para evitar que cozinhem. Junte o chocolate e mexa até derretê-lo completamente. Passe o líquido por uma peneira fina, dividindo-o entre os potinhos caramelados. Coloque os potinhos em uma assadeira de beiradas altas e encha-a com a água quente, até que esta chegue à metade das laterais dos potinhos. Leve ao forno por 30-40 minutos ou só até que os pudins firmem levemente – não asse demais.
Com cuidado, retire a assadeira do forno. Remova então os potinhos da água e deixe esfriar completamente sobre uma gradinha. Leve à geladeira por 3-4 horas antes de servir.
Desenforme os pudinzinhos na hora de servir (se necessário, passe uma faquinha nas laterais para soltá-los dos potinhos).

Rend.: 6 porções

sexta-feira, maio 13, 2011

Cookies de semente de cacau e passas

English version

Nibby nut and raisin cookies / Cookies de semente de cacau e passas

Serei honesta com vocês e lhes direi logo de cara que somente fiz estes cookies para terminar com um saquinho de sementes de cacau (e ainda sobraram algumas; acho que elas são como Gremlins, também). Mas os comentários sobre os cookies no escritório foram tão maravilhosos que lhes peço que os preparem também, mesmo que tenham de sair para comprar as sementes de cacau; sei que isso me faz parecer uma louca consumista, mas pensem que poderia ser pior: poderiam ser sapatos (e daí eu seria um completo clichê). :D

Cookies de semente de cacau e passas
um nadinha adaptados da maravilhosa bíblia do chocolate Bittersweet: Recipes and Tales from a Life in Chocolate

- xícara medidora de 240ml

2 ¼ xícaras (315g) de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, derretida e ainda morna
¾ xícara (150g) de açúcar granulado
¾ xícara (132g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
½ colher (chá) rasa de sal
2 ovos grandes
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2/3 xícara de sementes de cacau – comprei aqui
1 ½ xícaras (232g) de passas claras

Misture a farinha e o bicarbonato em uma tigela e reserve.
Em uma tigela grande, misture a manteiga, o açúcar granulado e o mascavo e o sal. Junte os ovos e a baunilha. Adicione a farinha+bicarbonato e misture somente até umedecer os ingredientes secos. Junte as sementes de cacau e as passas. Cubra a tigela com filme plástico e leve à geladeira por 2 horas (ou de um dia para o outro).
Pré-aqueça o forno a 190°C; forre duas assadeiras grandes, de beiradas baixas, com papel manteiga. Retire a massa da geladeira para amolecer levemente.
Coloque porções de 1 colher (sopa) nivelada de massa por cookie nas formas preparadas, deixando 5cm de distância entre uma e outra. Asse por 8-10 minutos ou até que os cookies dourem nas extremidades e não pareçam úmidos na superfície. Transfira-os para uma gradinha e esfrie completamente.

Rend.: 60 cookies – fiz metade da receita acima e consegui 38

quarta-feira, maio 11, 2011

Bolo de banana com cobertura de chocolate e um livro esquecido

English version

Banana sheet cake with fudgy chocolate frosting / Bolo de banana com cobertura de chocolate

Na infância, todos os meus amigos eram altos e fortes, ao contrário de mim – tive algo como um atraso no desenvolvimento (por causa da morte da minha mãe) e era bem pequenina. Um fiapo. Imaginem como eu amava as aulas de Educação Física. #not
Sempre era escolhida por último para qualquer atividade e não culpo meus colegas: mal conseguia segurar uma bola de basquete, quanto mais jogar com ela.
Tenho este livro há anos e só o havia usado uma vez. Pensei em mim, sempre deixada para o final, achei que estava fazendo o mesmo com o livro; me senti culpada. Então preparei uma receita dele. Fiz esse bolo de banana e levei para o trabalho. Meus colegas o adoraram e o bolo fez mais sucesso do que o Texas sheet cake – e eu que achava que chocolate era imbatível... :)

Banana sheet cake with fudgy chocolate frosting / Bolo de banana com cobertura de chocolate

Bolo de banana com cobertura de chocolate
bolo do The All-American Dessert Book, cobertura do Modern Classics Book 2

- xícara medidora de 240ml

Bolo:
2 1/3 xícaras (326g) de farinha para bolo*
¾ colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) rasa de sal
2/3 xícara (150g) de manteiga sem sal, levemente amolecida
1 ½ xícaras (300g) de açúcar granulado
2 ovos grandes
1 gema grande
½ xícara (130g) de iogurte natural integral
1 ¼ xícaras de bananas bem maduras, amassadas com um garfo (cerca de 4 bananas médias)
2 colheres (chá) de extrato de baunilha

Cobertura:
185g de chocolate amargo (usei um com 70% de cacau), picadinho
1/3 xícara (80ml) de creme de leite fresco
¼ xícara (56g) de manteiga sem sal

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma retangular de 22x32cm**.
Peneire juntos a farinha para bolo, o fermento em pó, o bicarbonato de sódio e o sal em uma tigela média e misture bem. Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar granulado até obter um creme claro e foro, 3-4 minutos, raspando as laterais da tigela conforme for necessário. Junte os ovos e a gema, um a um, batendo bem a cada adição. Junte o iogurte e bata por mais 1 minutos. Raspe as laterais da tigela novamente.
Reduza a batedeira para a velocidade baixa e acrescente metade dos ingredientes secos, batendo só até incorporar. Junte a banana e a baunilha, seguidas do restante dos ingredientes secos, e bata somente até misturar. Transfira a massa para a assadeira preparada e asse por 20-25 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.
Prepare a cobertura: junte o chocolate, o creme de leite e a manteiga em uma tigela refratária e leve ao banho-maria, misturando até derreter os ingredientes e obter uma mistura lisa e homogênea. Deixe esfriar completamente e leve à geladeira por20-30 minutos. Com o auxílio da batedeira, bata o ganache até que ele fique espesso e cremoso. Espalhe sobre o bolo frio.

* farinha para bolos caseira: retire 2 colheres (sopa) de 1 xícara (140g) de farinha de trigo comum e adicione 2 colheres (sopa) de amido de milho

** fiz a receita acima e usei uma forma de 20x30cm

Rend.: 15 porções

segunda-feira, maio 09, 2011

Muffins de maçã e cranberries e decisões boas/ruins

English version

Apple cranberry muffins / Muffins de maçã e cranberries

Há momentos na vida em que tomamos certas decisões porque parecem ser a coisa certa a se fazer, mas no final das contas não poderiam ser mais erradas – assisti a “Água para Elefantes” e tenho certeza de que Christoph Waltz não está se sentindo a pessoa mais esperta do mundo. Não quero ser rude, mas ele já deveria saber: alguém em sã consciência jamais trocaria David Cronenberg por Francis Lawrence – o horror, o horror – especialmente se for para trabalhar com Reese Witherspoon e Robert Pattinson. :S

Ao contrário do Sr. Waltz, estou me sentindo espertíssima: decidi acrescentar cranberries secas aos meus muffins de maçã e isso foi uma idéia pra lá de acertada. ;)

Apple cranberry muffins / Muffins de maçã e cranberries

Muffins de maçã e cranberries
adaptados do fantástico Nigella Kitchen

- xícara medidora de 240ml

2 xícaras (280g) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
1 pitada de sal
2/3 xícara (116g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
½ xícara de mel
¼ xícara (65g) de iogurte natural integral
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, derretida e fria
2 ovos
2 maçãs, descascadas, sem cabinhos/sementes, em cubinhos
1 xícara (110g) de cranberries secas
açúcar demerara, para polvilhar
cerca de ½ xícara de amêndoas inteiras, tostadas

Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma forma de muffins – 12 cavidades, cada uma com capacidade para 1/3 xícara (80ml) – com forminhas de papel.
Peneire a farinha, o fermento, a canela e o sal em uma tigela grande. Em outra tigela média, misture bem com um fuê ou garfo o açúcar mascavo, o mel, o iogurte, a manteiga e os ovos. Despeje os ingredientes líquidos sobre os secos e misture ligeiramente com um garfo – a massa de muffin não é homogênea e lisa como a massa de um bolo; não mexa demais ou os muffins ficarão duros. Junte as maçãs e as cranberries e misture levemente. Transfira a massa para a forma preparada e salpique cada muffin com açúcar demerara – cerca de 1 colher (chá) para cada um. Coloque 3-4 amêndoas sobre cada muffin e asse por 20 minutos ou até que cresçam e dourem (faça o teste do palito). Retire do forno e deixe esfriar na forma, sobre uma gradinha, por 5 minutos. Com jeitinho, retire os muffins da forma e coloque-os sobre a gradinha para que esfriem completamente – ou sirva-os morninhos.

Rend.: 12 unidades

sábado, maio 07, 2011

Torta de três queijos e espinafre e vencendo medos

English version

Spinach and three-cheese pie / Torta de três queijos e espinafre

Uma vez vi uma entrevista com a Carrie Ann Moss – na época em que ela promovia “Planeta Vermelho” – em que ela dizia ter sido difícil usar um capacete espacial no filme por ser claustrofóbica. Ela brincou e disse algo como “um medo a menos, vários outros a serem vencidos”.

Carrie Ann, amiga, sei bem como é isso: agora que fiz uma torta de massa filo sem rasgar loucamente as folhinhas finas de massa estou pronta para vencer outro medo. De altura, talvez? ;)

Torta de três queijos e espinafre
adaptada do Modern Classics 1

- xícara medidora de 240ml

5 folhas de massa filo
3 ½ colheres (sopa) (50g) de manteiga sem sal, derretida
1 maço de espinafre, cabinhos removidos, folhas branqueadas*
½ xícara (100g) de ricota, esfarelada
¼ xícara (50g) de queijo feta, esfarelado
¼ xícara (20g) de parmesão ralado bem fininho
3 ovos
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de cebolinha miúda (ciboulette) picadinha
sal de pimenta do reino moída na hora

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga um refratário de 20x10cm**.
Coloque uma folha de massa filo sobre uma superfície limpa e seca (mantenha as outras folhas cobertas com um pano de prato limpo e úmido, para evitar que ressequem), formando um retângulo de 30x20cm. Pincele a folha com a manteiga derretida e cubra com outra folha de massa filo. Repita o processo até usar as 5 folhas. Forre o refratário preparado com as folhas de massa filo. Em uma tigela, misture o espinafre, a ricota, o queijo feta e o parmesão. Cubra o fundo da massa com a mistura de queijos. Na mesma tigela, bata os ovos, o creme de leite, a cebolinha, o sal e a pimenta e verta sobre os queijos. Pincele as laterais da massa com a manteiga restante e asse por 30-40 minutos ou até que o recheio firme e a massa doure.

* mergulhe o espinafre em uma panela com água fervente por 5 segundos, retire com uma escumadeira e imediatamente mergulhe em uma tigela com água gelada. Retire da água e esprema para retirar o excesso de líquido

** usei um refratário de 20x15cm

Rend.: 2 porções

quinta-feira, maio 05, 2011

Gelatina de laranja e limão

English version

Orange lime jelly / Gelatina de laranja e limão

Nós todos temos os nossos favoritos: o pretinho básico para ocasiões especiais, o CD que nunca sai do porta-luvas, ou o filme que vemos repetidas vezes sem nunca enjoar. Ultimamente tenho me sentido assim com as gelatinas – elas são a primeira coisa que me vem à mente quando quero fazer (e comer) sobremesas de colher. Talvez eu mude de idéia quando os dias esfriarem de vez, mas por enquanto estou um tantinho obcecada. :)

Além de deliciosas, as gelatinas são facílimas de preparar, mas devo avisá-los: uma vez que provarem as gelatinas feitas com fruta de verdade nunca mais voltarão para as artificiais. Vocês têm a minha palavra.

Gelatina de laranja e limão
adaptada do ótimo Modern Classics 2

- xícara medidora de 240ml

1/3 xícara (80ml) de água
5 colheres (chá) de gelatina em pó, incolor e sem sabor
2 ¾ xícaras (660ml) de suco de laranja fresco
2/3 xícara (160ml) de suco de limão fresco
5 colheres (sopa) de açúcar refinado (ou a gosto)
creme de leite fresco adoçado e batido em chantilly, para servir

Coloque a água em um potinho e salpique a gelatina sobre ela. Reserve por 5 minutos para que a gelatina absorva a água.
Junte os sucos de laranja e limão e o açúcar em uma panela média e leve ao fogo médio, mexendo até dissolver o açúcar. Reduza para fogo baixo, junte a gelatina e misture bem com um fuê até dissolvê-la. Retire do fogo, passe o líquido por uma peneira e divida-o entre oito potinhos, copos ou taças com capacidade para ½ xícara (120ml) cada. Deixe esfriar até chegar à temperatura ambiente e então leve à geladeira por 4-5 horas ou até firmar.
Cubra as gelatinas com o chantilly e sirva.

Rend.: 8 porções

terça-feira, maio 03, 2011

Bolo cremoso de chocolate e framboesa e algo positivo em envelhecer

English version

Gooey chocolate cake with raspberries / Bolo cremoso de chocolate e framboesa

Envelhecer não é a melhor coisa do mundo – cabelo branco, alguém? – mas definitivamente há um lado positivo nisso. Eu me tornei uma pessoa mais paciente, e paciência nunca foi uma das minhas virtudes.

Depois de assar e desenformar este bolo delicioso – ah, estava mesmo delicioso e eu não sou nada chocólatra – o resultado quase me fez chorar: o pobrezinho estava feio de dar dó. Uma olhadela no livro e foi uma frustração só. No passado eu teria ficado louca da vida com isso, porém respirei fundo e decidi ver TV. Conforme o bolo esfriava, o ganache se tornava mais firme e eu pude alisá-lo com uma espátula, e o bolo ficou brilhante e bonito.

Acho que no meu caso a calma veio com a idade – e algumas horinhas com o Detetive Goren *suspiro* também não fazem mal nenhum. ;)

Bolo cremoso de chocolate e framboesa
do lindão Feed Me Now

- xícara medidora de 240ml

Cobertura:
100g de chocolate amargo – usei um com 70% de cacau
150g de geléia de framboesa
½ xícara (120ml) de creme de leite fresco

Bolo:
¾ xícara + 2 colheres (sopa) - 125g - de farinha de trigo
1 ½ colheres (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1/3 xícara (30g) de cacau em pó, sem adição de açúcar
½ xícara (120ml) de água fervente
¼ xícara (60ml) de leite integral
½ colher (chá) de extrato de baunilha
90g de geléia de framboesa
½ xícara (113g) de manteiga sem sal, amolecida
1/3 xícara (66g) de açúcar refinado
2 ovos grandes
80g de framboesas + um tantinho extra para servir – usei congeladas, sem descongelar antes

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte generosamente com manteiga uma forma redonda de 22cm*.
Faça a cobertura: junte o chocolate, a geléia e o creme de leite em uma panelinha e leve ao fogo médio, mexendo até derreter. Despeje no fundo da forma preparada.
Peneire juntos a farinha, o fermento e o sal em uma tigela média. Reserve.
Em uma tigelinha, misture o cacau em pó e a água, mexendo até dissolver o cacau, e então acrescente o leite, a baunilha e a geléia, misturando para combiná-los.
Na tigela grande da batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Adicione os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Usando uma colher grande, misture delicadamente os ingredientes secos e o cacau dissolvido, alternando-os, e misturando de baixo para cima. Misture as framboesas do mesmo jeito.
Despeje a massa na forma preparada, espalhando-a de forma a cobrir com ela toda a cobertura do fundo da forma. Asse por 30-35 minutos ou até que firme. Deixe o bolo esfriar na forma por 15 minutos (se não for servi-lo em seguida, guarde-o na forma, na geladeira, mas reaqueça-o antes de desenformar e servir).
Inverta o bolo em um prato de servir – você pode ter de raspar a cobertura do fundo da forma e espalhá-la sobre o bolo – o meu bolo ficou bem feinho quando o desenformei, mas esperei esfriar um pouco e o ganache ficou mais firme; assim pude alisá-lo com uma espátula e o bolo ficou bonito. :)
Sirva morno ou frio, com as framboesas frescas.

* fiz exatamente a receita acima e usei uma forma redonda de 20cm (de fundo removível) – coloquei-a dentro de uma assadeira antes de levar ao forno para evitar qualquer vazamento da cobertura

Rend.: 8 porções

domingo, maio 01, 2011

Salada de rúcula, grão-de-bico e beterraba e lembranças de minha mãe

English version

Beetroot, chickpea and arugula salad / Salada de rúcula, grão-de-bico e beterraba

Não costumo repetir receitas, mas esta salada já foi preparada na Maison Scarpin três vezes: ela vai bem com frango e peixe e já a comi sozinha, também – um pratão dela é perfeito para um almoço leve.

Eu me lembro de comer muita beterraba quando criança – minha mãe tinha uma grande preocupação com comida saudável, anos antes de isso virar modinha – e olhar para a foto desta salada me faz pensar nas minhas pontas dos dedos cor-de-rosa e minha mãe de pé, frente à pia, lavando a louça. Lembranças tão boas.

Salada de rúcula, grão-de-bico e beterraba
adaptada da Donna Hay magazine

- xícara medidora de 240ml

¼ xícara de maionese
raspas da casca de ½ limão siciliano
2 colheres (chá) de suco de limão siciliano
sal e pimenta do reino moída na hora
½ colher (sopa) de azeite de oliva
1 lata de 400g de grão-de-bico cozido, ou cozinhe os grãos em casa, deixando-os de molho na véspera
400g de beterrabas, cozidas, descascadas e cortadas em quatro partes
100g de folhas de rúcula

Coloque a maionese, as raspas e o suco de limão, o sal e a pimenta em uma tigelinha e misture bem para incorporar. Reserve.
Aqueça o azeite em uma frigideira grande em fogo alto. Junte o grão-de-bico e refogue por 5 minutos ou até aquecer. Para servir, faça camadas com a rúcula, a beterraba, o grão-de-bico e o molho de maionese.

Rend.: 4 porções como acompanhamento

Related Posts with Thumbnails